Tag tranformação digital

A importância da terceirização da TI na Transformação Digital

da3527d48aed579373d3c7bef2ca9dbf

Por Kleber Bacili, CEO e fundador da Sensedia

A transformação digital é o instrumento mais eficiente e competitivo para alavancar o negócio. A adesão por soluções digitais deve estar presente em todos os processos, desde produção, distribuição até pós venda. E uma das estratégias mais bem sucedidas do mercado é a adoção de APIs, que são fundamentais para substituir atividades repetitivas e processos internos, que podem ser facilmente automatizadas.

Mas não é só isso. Uma boa estratégia de API também é responsável por estender as oferta de serviços e, como consequência, explorar mercados ainda desconhecidos. Quer exemplos? Marketplaces. As grandes redes de varejo perceberam que era possível reduzir custos e permitir integração de pequenos lojistas à plataforma para vender seus produtos através dela. Outras plataformas apoiadas pelas APIs são Open Banking e Omnichannel.

Mas existem restrições dentro do mundo corporativo em relação à adoção de soluções digitais. E nesses casos, o departamento de Tecnologia de Informação exerce uma função apenas operacional. Porém, e se dermos para a TI o papel de protagonista? Para chegar nesse patamar, um dos caminhos a seguir é a terceirização da TI.

A flexibilidade da TI permite que o departamento de inovação seja mais ativo nas decisões da companhia e não só dê suporte às outras áreas. Ao terceirizar, as empresas focam no que realmente importa e ganham em agilidade, reduzem custos e aumentam a produtividade. Falando em redução de custo, com um time de especialistas, é possível fazer uma avaliação constantemente do desempenho de equipamentos para evitar gastos com manutenção e diminuir o consumo. Mas não é só no controle que a terceirização é forte. A visão estratégica é outro diferencial.

Com olhar mais aguçado em tendências, o fornecedor tem capacidade de criar soluções inovadoras para atender diferentes nichos de mercado como o pagamento eletrônico. Uma das modalidades de pagamento mais comum atualmente são as cobranças em nuvem. No Freemium, o cliente não paga até um limite de créditos, e, ultrapassando essa cota, o serviço começa a ser cobrado. Outro exemplo é o Tiered, que estabelece um limite de transações em um determinado intervalo. Neste caso, a cobrança não é mais individual, mas por diferentes faixas com volumes de chamados definidos.

Não resta dúvida que todo esse conhecimento esteja nas mãos de um grupo de especialistas. O sucesso da sua empresa depende de ser capaz de aplicar novas tecnologias de forma confiável e eficiente. De modo geral, é bem parecido com as razões e vantagens de contratar uma agência de publicidade para fazer uma ação na TV ou até mesmo para cuidar das suas redes sociais.

Tags, , , ,

Capgemini inaugura Centro de Excelência para Digital & Cloud no Brasil

A Capgemini, um dos líderes globais em serviços de consultoria, tecnologia e terceirização, anuncia a abertura do seu Centro de Excelência (Center of Excellence, da sigla em inglês CoE) para Digital & Cloud no Brasil. A iniciativa suportará a estratégia de crescimento da empresa no País e está alinhada com a orientação do Grupo em promover e apoiar a jornada dos clientes na transformação digital.

O novo CoE para Digital & Cloud atuará conectado aos demais centros da Capgemini, reproduzindo as melhores práticas locais e globais e alavancando suas capacidades. O CoE brasileiro também trabalhará em colaboração com os 10 centros de inovação distribuídos pelo mundo. O novo centro conta com aproximadamente 120 profissionais dedicados a soluções digitais e de cloud, trabalhando integrados com especialistas das mais diversas disciplinas do Grupo.

Com uma infraestrutura focada em provas de conceito, demonstrações e apresentações, e um data center dedicado, o Centro de Excelência para Digital & Cloud estará localizado em São Paulo (SP), atendendo a clientes de todo o Brasil de diversos setores, como serviços financeiros, seguros, bens de consumo e varejo, entre outros.

Segundo Adriano Contrera, vice-presidente de Aplicações da Capgemini no Brasil, o CoE está sendo criado para consolidar a expertise que a companhia já possui no País. “Nos últimos quatro anos promovemos soluções e ajudamos empresas do Brasil em seus processos de transformação digital. Agora, esse novo CoE certamente nos ajudará a fortalecer e a expandir essa experiência local de forma integrada com todo o Grupo”, explica o executivo.

No Brasil, mais de 30 grandes clientes da Capgemini já utilizam as soluções oferecidas pelo novo CoE, que terá como foco atender os maiores desafios das empresas em suas jornadas pela transformação digital com soluções de Aplicações e Infraestrutura. Cloud computing, Insights & Data, Digital Customer Experience (experiência digital do consumidor – da sigla em inglês DCX) e Mobilidade, assim como Cybersecurity, Inteligência Artificial, Internet of Things (Internet das Coisas – da sigla em inglês IoT) e Agile Development (desenvolvimento ágil – da sigla em inglês DevOps) estão entre as principais soluções disponíveis no centro.

“De acordo com a IDC Brasil, apenas o mercado de cloud deve crescer 20% neste ano. O cenário promissor da tecnologia como Serviço (as a Service – aaS) e de cloud tornaram o Centro de Excelência no Brasil uma realidade”, diz André França, vice-presidente de Serviços de Infraestrutura da Capgemini no Brasil.

Para proporcionar o estado da arte aos seus clientes, a Capgemini investiu um montante relevante para transformar e atualizar o Centro de Experiência do Cliente. Para promover soluções de ponta a ponta para seus clientes, os parceiros mais relevantes do mercado farão parte do CoE.

O Centro de Excelência também realizará projetos a partir da metodologia Accelerated Solutions Environment (ASE), que alinha todos os envolvidos em torno de um desafio de negócio – executivos, clientes, fornecedores, especialistas, entre outros – para tomar, em apenas alguns dias, uma decisão que poderia levar meses. O ASE já foi utilizado por mais de 600 clientes no mundo, por meio de mais de 3 mil reuniões.

Maturidade Digital

Para apoiar a estratégia de negócios da Capgemini Brasil em Digital & Cloud, a empresa realizou recentemente a Pesquisa de Maturidade Digital, que auxilia no melhor entendimento da transformação digital em diversos setores – incluindo serviços financeiros que atualmente é um dos mais comprometidos em percorrer essa jornada. De acordo com a pesquisa, 57% das empresas desse mercado estão promovendo as mudanças culturais necessárias para a transformação digital e 59% afirmam que estão recebendo os investimentos necessários para promover a transformação digital de seus negócios.

O setor de serviços financeiros também apresenta um dos níveis mais altos de engajamento da alta direção (60%) em promover uma visão do futuro que envolva o uso das tecnologias digitais. “A tecnologia digital está claramente impulsionando a comunicação e a colaboração entre os funcionários e os executivos nas instituições financeiras. Eles reconhecem que as tecnologias digitais são a base para um banco digital”, lembra Contrera.

Tags, , ,