Tag TIVIT

TIVIT no SAP NOW Brasil 2020: nuvem como acelerador da transformação digital, customer experience e segurança de dados no mundo digital

A TIVIT, multinacional brasileira de tecnologia, participará da edição 2020 do SAP NOW Brasil, um dos maiores eventos de tecnologia e negócios da América Latina. No evento, que neste ano acontece entre os dias 14 e 18 de setembro de forma virtual, a TIVIT participa com três palestras. Os temas são computação em nuvem, customer experience e o gerenciamento de dados no mundo digital.

No dia 15 de setembro, Felipe Kraus, Diretor Comercial de Digital Sales da TIVIT, e Marcos Caruso, Digital Business Executive da TIVIT, palestram sobre “O impacto do Customer Experience na cadeia de valor”, a apresentação vai mostrar como aliar métodos e diferentes soluções de tecnologia para fazer a transformação acontecer e chegar em quem mais importa: o consumidor. Os executivos irão abordar dificuldades como: Como tocar uma iniciativa nova – normalmente estruturante – em paralelo com o business que já está rodando, e a falta de alinhamento das áreas que trabalham muito departamentalizadas ou em silos.

No dia 16, André Frederico, Diretor Executivo e Head of Cloud Solutions da TIVIT, e Daniel Galante, Diretor de Public Cloud e Growth Business da TIVIT, falam sobre “A nuvem como base para a jornada digital, inovação e disrupção dos modelos de negócio”. Os executivos irão analisar o papel da computação em nuvem na transformação digital, formas de impulsionar o ambiente corporativo e como prepará-lo para operações rodando na nuvem, com geração de dados e inteligência para a tomada de decisões. A nuvem pública é um dos pilares de crescimento no planejamento atual da TIVIT, que tem parcerias com Google Cloud Platform, Microsoft Azure, AWS e SAP.

Com o modelo de evento digital, algumas palestras ficarão disponíveis para acesso On Demand. A TIVIT participa também deste modelo, com uma apresentação sobre gerenciamento de dados no mundo híbrido e digital, e que será ministrada por Armando Amaral, CyberSecurity Business Director da TIVIT. Na ocasião, o executivo fala sobre a complexidade trazida pelo volume de dados crescente. Ele oferecerá informações sobre como gerir esses dados de forma segura e como obter insights de negócios a partir deles.


Palestra: O impacto do CX na cadeia de valor

Data: Terça-feira, 15 de setembro

Horário: 15h50

Palestrantes: Felipe Kraus, Diretor Comercial de Digital Sales, e Marcos Caruso, Digital Business Executive

Palestra: A nuvem como base para a jornada digital, inovação e disrupção dos modelos de negócio

Data: Quarta-feira, 16 de setembro

Horário: 16h20

Palestrantes: André Frederico, Diretor Executivo e Head of Cloud Solutions, e Daniel Galante, Diretor de Public Cloud e Growth Business

Palestra: Como gerenciar dados em um mundo híbrido e digital

Acesso sob demanda por meio da plataforma SAP NOW e YouTube

Palestrante: Armando Amaral, Cyber Security Business Director da TIVIT

Tags, , , ,

TIVIT apresenta inovações para o setor financeiro no CIAB Febraban 2019

A TIVIT, multinacional brasileira líder em soluções digitais, participa da 29ª edição do CIAB FEBRABAN, maior evento de tecnologia para o mercado financeiro da América Latina. A companhia apresentará soluções digitais voltadas para o setor, além de trazer sessões exclusivas com os especialistas da empresa sobre Cloud, Inteligência Artificial e Blockchain.

Na ocasião, a TIVIT contará com um estande e especialistas que farão demonstrações de soluções das quatro linhas de negócios Digital Business, Cloud Solutions, Digital Payments e Technology Platforms. Para o setor financeiro, especificamente, a companhia conta com uma expertise e soluções que atendem todo o ecossistema das empresas de pagamento do Brasil, sendo responsável pelo gerenciamento de mais de 25 bilhões de transações por ano (mais de 50% de todas as transações do país). Além disso, a TIVIT também apresentará a Stone Age, empresa de Big Data e Analytics, recentemente adquirida pela companhia.

“Entregamos soluções digitais que ajudam os nossos clientes a transformarem os seus negócios por meio dos dados e de tecnologias emergentes, como Analytics, Blockchain e Cloud. Entendemos que essas soluções aceleram o desempenho e atendem às necessidades das organizações, se tornando diferenciais competitivos para as empresas. Quanto à Stone Age, alavancamos nossa expertise e portfolio para o setor financeiro, e o CIAB é o melhor lugar para demonstrarmos isso ao mercado”, explica Wander Cunha, Head of Digital Business da TIVIT.

Demonstrações

Focando na interação com o público do evento, a TIVIT vai disponibilizar demos das seguintes soluções:

Inteligência Artificial – cases de sucesso com o uso de computer vision e speech to text;

ECM (Enterprise Content Management) – o uso da solução para o financiamento de veículos. A plataforma centraliza e gerencia todos os arquivos necessários ao processo de financiamento, além de parametrizar a lista de documentos e permitir a rastreabilidade de todas as informações submetidas;

Soluções Stone Age e Data Journey – com as soluções que agora fazem parte do portfólio da TIVIT, como identify, mesa de decisão, motor de decisão e contact gateway, o conceito de Data Journey será apresentado no CIAB, desde os primeiros passos, como a análise de uma base de dados não-estruturada, até a chamada mesa de decisão, na qual as informações estudadas são definitivas para a tomada de decisão;

Blockchain – nas transações financeiras e até interbancárias, a solução pode ser utilizada para garantir a veracidade dos valores, além de trazer agilidade em transações como de transferência de valores;

Modernização de aplicações – a TIVIT, em parceria com a Ionate uma startup californiana (do Vale do Silício), de modernização de aplicação e segurança em ambientes de microsserviços, oferece solução para clientes que precisam modernizar aplicações desenvolvidas em tecnologias antigas ou em modelos on-premises para a nuvem;

Além disso, a TIVIT também terá uma grade de conteúdos exclusivos, que serão apresentados por especialistas da companhia, em sessões gratuitas no estande da empresa. Robson Rocha especialista de Blockchain da TIVIT, mostra como a tecnologia pode ser aplicada nas transações interbancárias. Já Fernando Guimarães, executivo da Stone Age traz insights de como o Analytics pode impactar no setor bancário.

Serviço

Data: 11 a 13 de junho de 2019

Horário: 10h às 19h

Local: Transamérica Expo Center (Avenida Doutor Mário Vilas Boas Rodrigues, 387 – Santo Amaro)

Site: www.ciab.org.br

Sessões exclusivas:

Terça-feira, 11/06

15h – App Modernization – Leonardo Ciccone

Como extrair o máximo do seu provedor de Cloud com o APP Modernization. Sua jornada para nuvem reinventada

16h – Analytics – Sérgio Lopes

Por que os dados estão causando uma disrupção no mercado financeiro

Entenda como soluções de Analytics e Inteligência Artificial revolucionam o setor e colocam o cliente no centro do processo

Quarta-feira, 12/06

11h – App Modernization- Leonardo Ciccone

Como extrair o máximo do seu provedor de Cloud com o APP Modernization. Sua jornada para nuvem reinventada

15h – Blockchain – Robson Rocha

Blockchain: desafios e oportunidades para o setor financeiro.

Conheça cenários reais em meios de pagamento, bancos e seguradoras

16h – Business Transformation – Renato Sertório

O cliente no centro do processo: como transformamos a experiência dos usuários de serviços financeiros

17h – Analytics – Sérgio Lopes

Por que os dados estão causando uma disrupção no mercado financeiro

Entenda como soluções de Analytics e Inteligência Artificial revolucionam o setor e colocam o cliente no centro do processo

Quinta-feira, 13/06

11h – Business Transformation – Renato Sertório

O cliente no centro do processo: como transformamos a experiência dos usuários de serviços financeiros

15h – Blockchain – Robson Rocha

Blockchain: desafios e oportunidades para o setor financeiro.

Conheça cenários reais em meios de pagamento, bancos e seguradoras

Tags, ,

TIVIT moderniza operação no Nordeste e amplia estrutura no Ceará

A TIVIT, multinacional brasileira líder em soluções digitais, inaugurou uma nova operação no Nordeste, com o objetivo de reforçar a estratégia de gestão em nuvem multicloud na região, além de trazer soluções e transformação digital às organizações locais de diferentes setores, como meios de pagamento e mobilidade urbana.

Nos últimos dois anos, a TIVIT teve um crescimento de 50% na região e como parte do plano de expansão, a empresa vai oferecer para os clientes do Nordeste, soluções que incluem a jornada completa para a nuvem com serviços especializados de avaliação, transformação, migração e gestão de ambientes, o que garante agilidade na implementação de novas demandas, otimização de custos e eficiência operacional.

“Estamos muito motivados com esse crescimento e com as possibilidades que enxergamos. O Nordeste tem um papel importante na estratégia de negócios da TIVIT, e esse avanço reforça nosso posicionamento de oferecer soluções personalizadas, que compõem a linha de negócios dedicada a Cloud, para quem é da região”, explica André Frederico, Diretor Executivo e Head de Cloud Solutions da TIVIT.

A TIVIT, atualmente, faz a gestão de nuvem em clientes dos setores de alimentos, metais e fertilizantes em todo Nordeste. Além disso, a companhia tem presença em cinco estados, especialmente nos mercados de varejo e atacado, saúde e manufatura. “Agora, o cliente pode contar com uma solução de nuvem pública, ou ainda, alocar seus sistemas legados de mais importância dentro da nuvem privada, por meio da estrutura local da TIVIT”, finaliza André.

Tags, ,

Qual a próxima onda?

Por André Frederico, Diretor Executivo e Head de Cloud da TIVIT, multinacional brasileira líder em soluções digitais

Estamos vivendo uma era na tecnologia, que podemos chamar de 4ª Revolução Industrial ou a Revolução da Indústria 4.0. E depois de ter passado por outras três grandes revoluções, podemos dizer que essa está sendo a mais transformadora de todas. E não pelo que ela está fazendo com as relações humanas e de trabalho, pois as outras também trouxeram grandes mudanças para a sociedade, mas pela velocidade e pelo impacto que ela está causando.

Essa revolução está criando um mercado novo, disruptivo, algo inimaginável há 5 ou 10 anos. Mas o que é mais disruptivo dessa nova era é a rapidez com que as novas tecnologias estão sendo desenvolvidas e estão chegando às prateleiras, e o quanto elas estão exigindo que cada vez mais as empresas e os profissionais acompanhem esse processo. E o principal desafio é justamente se manter atualizado e com a mesma velocidade.

E quando o assunto é inovação, ainda há um longo caminho a percorrer. No ranking mundial de inovação elaborado pela Universidade de Cornell, pela escola de negócios Insead e pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), deste ano, o Brasil aparece na 64ª posição. E apesar de ter saltado cinco posições, depois de 2 anos estagnado, o país, que tem o 8º maior PIB – Produto Interno Bruto – do mundo, e é a maior potência econômica da América Latina e Caribe, ainda está atrás dos vizinhos Chile (47ª posição), Costa Rica (54ª) e México (56ª).

Mas o que pode parecer um atraso, pode ser também uma oportunidade. Até porque, nós do mercado de tecnologia e fornecedores de soluções e inovação, estamos percebendo é que a TI finalmente deixou de ser uma preocupação somente do CIO e passou a ser parte estratégica das corporações. Além disso, a necessidade da transformação digital vem impulsionando cada vez mais os investimentos em TIC. Segundo estimativa do Gartner, os investimentos em tecnologia previstos para esse ano são 4,5% maiores do que no ano anterior. O montante deve chegar em US$ 3,7 trilhões. A dúvida que fica é no que investir? Qual é a próxima onda?

A aposta, depois da migração para a nuvem, é que tecnologias como Internet das Coisas, Inteligência Artificial e Analytics impulsionem esse crescimento. O estudo do Gartner, mostra que somente IA deve gerar US$ 2,9 trilhões em investimentos até 2021. O segmento de software também tem grande destaque para nos futuros aportes. Isso porque as empresas devem apostar cada vez mais no modelo de SaaS (Software as a Service), que deve receber o montante de US$ 389 bilhões, o que representa 9,5% dos investimentos previstos.

E a razão dessa tendência é simples. As tecnologias que têm foco na experiência dos usuários são as que mais devem ter espaço nas futuras inovações. Além disso, o IoT aliado ao Analytics, são capazes de fazer análises preditivas, e isso pode ajudar a desenvolver produtos mais assertivos, reduzir custos e etc., portanto, se é isso que prometem serem as novas ondas do futuro, cabe a nós, fornecedores de tecnologia, buscarmos pelas melhores soluções e entendermos que muitas vezes os principais desafios, também podem ser grandes oportunidades. E para quem ainda não se deu conta da necessidade de mudar a rota, de investir em novas tecnologias e apostar na inovação, ainda é tempo!

Tags, ,

Big Data: a inteligência necessária à inovação

Por Norberto Tomasini, Head of Digital Business, da TIVIT

As tecnologias emergentes têm permitido que empresas, de todos os portes e perfis, criem produtos, serviços e modelos de negócios inovadores, de forma cada vez mais rápida e eficiente. Um dos grandes pilares tecnológicos dessa transformação está no uso de Big Data. Isso porque, a organização, manipulação e análise de grandes volumes de dados – estruturados e não estruturados – representa hoje um fator essencial para que as organizações tomem decisões assertivas e que as tornem mais competitivas e bem-sucedidas em um cenário de transformação digital.

A digitalização dos negócios, no entanto, passa por três grandes ondas: a da preparação e organização desses dados, a geração de valor e novas experiências aos consumidores, e a criação de novos produtos. Mas ainda há um longo caminho a seguir. Segundo dados do Gartner, 80% das empresas brasileiras ainda estão na primeira onda da digitalização, extraindo pouco valor das novas tecnologias. Já as empresas que estão no segundo passo do processo 30%, e já contam com ambientes mais avançados de analytics, estão enriquecendo seus bancos de dados com informações de extrema relevância para o desenvolvimento dos seus negócios. A última fase do processo ainda é uma realidade para apenas 20% das companhias, que estão realmente criando produtos e serviços novos a partir da exploração e automação.

De acordo com um relatório da Frost & Sullivan, as expectativas são de que o setor de Big Data e Analytics movimente US$ 8,5 bilhões até 2023 na América Latina, com uma taxa composta anual de crescimento de 19,2%. Em 2017, só no Brasil foram investidos cerca de US$ 1,3 bilhão em projetos associados a essa área. Também como reflexo da expectativa de crescimento um recente estudo da Liga Ventures, realizado em parceria com a TIVIT, demonstra que entre as startups brasileiras que irão impactar a sociedade e os modelos de negócios nos próximos cinco a dez anos, 20% delas têm como foco o uso de Big Data e Analytics.

Esse mercado tem sido especialmente impulsionado pelo uso da Inteligência Artificial, Machine learning e IoT, associado à necessidade de coletar, armazenar e manipular dados que crescem em volume exponencial nas organizações. Com isso, as lideranças dos mais diferentes setores da economia têm visto o Big Data como uma forma de permitir a gestão eficiente de uma série de atividades, incluindo marketing, vendas, supply chain, finanças e operações.

O sucesso dos projetos, no entanto, está diretamente associado à capacidade das empresas explorarem ao máximo essa análise de dados para gerar insights e predições relevantes para a tomada de decisão. Isso porque, muitas iniciativas se perdem pela falta de clareza sobre quais as perguntas que devem ser respondidas e como as descobertas e insights podem ser explorados em benefício do negócio.

Nesse sentido, um dos grandes desafios enfrentados hoje pelas empresas que adotam o Big Data está em encontrar profissionais e parceiros capacitados a estabelecer processos eficientes e customizados para coleta, organização, análise, compartilhamento e monitoramento das informações trafegadas nos sistemas. Mais do que isso, as corporações que embarcam nesses projetos precisam levar em conta a infraestrutura de TI adequada para trafegar, armazenar e manipular esses grandes volumes de dados, em especial, para evitar que o custo para gestão e manutenção desses ambientes tornem os projetos inviáveis.

A boa notícia para quem planeja embarcar em projetos de Big Data está no fato de que hoje existem no mercado provedores de serviços especializados em apoiar as empresas na implementação e gestão desses projetos. Ou seja, os desafios em relação ao conhecimento técnico, ao controle de diferentes parceiros e à complexidade da infraestrutura de TI para suportar essas iniciativas, não representam mais um obstáculo para que as organizações invistam na análise de dados para inovar e ter sucesso em um cenário de transformação digital.

Tags, , , , ,

TIVIT fornece serviços para suportar plano da Alelo de ampliar operações até 2020

A TIVIT – empresa líder em serviços integrados de tecnologia na América Latina – tem apoiado a Alelo, empresa líder no setor de benefícios e gestão de despesas corporativas, a promover uma grande transformação na infraestrutura tecnológica.

“A TIVIT é um parceiro estratégico que vem acompanhando essa evolução da Alelo” afirma Danilo Zimmermann, diretor executivo de TI e Operações da Alelo. “Nos últimos anos, a Companhia nos apoiou na evolução da infraestrutura de TI, com mais robustez, segurança e aprimoramento dos processos”, complementa.

A parceria entre as duas companhias teve início há mais de seis anos e, atualmente a Alelo conta com um escopo completo de gestão de infraestrutura de tecnologia. Dentre os principais serviços prestados pela TIVIT estão o gerenciamento de ambientes, Governança, Cloud Services, Cyber Security, soluções de armazenamento e backup, hospedagem dos servidores da Alelo, além de serviços voltados ao usuário final.

O contrato com a TIVIT teve início quando a Alelo buscava um fornecedor que pudesse migrar todo seu ambiente de TI, em um curto prazo, e que suportasse melhor sua expectativa de crescimento do negócio. Os principais atributos que pesaram na decisão por contratar os serviços foram a flexibilidade, agilidade e confiança.

Após a migração completa do ambiente de TI, a Alelo conquistou com a TIVIT a maturidade que buscava para suas operações, com alta qualidade de entrega e otimização dos recursos utilizados. Além disso, a operação está toda adaptada às necessidades do cliente, para que possa ser reestruturada de acordo com as demandas e crescimento.

“Para a TIVIT esse projeto com a Alelo reforça nossa capacidade de entregar serviços diferenciados aos clientes e que contribuam, de forma eficiente, para os resultados dos negócios. É uma satisfação saber que estamos contribuindo, a partir de melhorias na infraestrutura tecnológica e de processos, com o crescimento da empresa.”, afirma Carlos Gazaffi, COO da TIVIT.

Tags, , , , , , ,

Liga Ventures abre inscrições para programa de aceleração em parceria com a TiviT

A Liga Ventures – aceleradora focada em gerar negócios entre startups e grandes corporações – abre inscrições para um novo programa de aceleração voltado para as startups de tecnologias emergentes: o Liga Emerging Technologies, que abordará temas como Internet das Coisas, Big Data e Analytics, BlockChain, Realidade Aumentada e Realidade Virtual, Robótica Avançada, Energia e Inteligência Artificial. O programa está com inscrições até o dia 07 de novembro e conta com a TiviT – líder em serviços de tecnologias integrada na América Latina – como principal parceira corporativa.

As startups escolhidas serão aceleradas por 4 meses e receberão mentoria da Liga Ventures, além de networking e contato com profissionais de grandes corporações parceiras com o objetivo de explorar novas sinergias e buscar oportunidades de negócios.

De acordo com Rogério Tamassia, CEO da Liga Ventures, um dos grandes objetivos do programa é ajudar a criar um ecossistema que foque em compreender e antecipar a revolução que as tecnologias Emergentes estão trazendo para diversos setores. “Para as startups, o programa ajuda a dar visibilidade, alavancar o negócio, expandir o networking e facilitar parcerias com grandes empresas. Já as empresas podem usufruir da agilidade e dinamismo das startups para dar uso prático a todas essas novas tecnologias e modelos de negócio que estão surgindo”, explica.

As inscrições podem ser feitas pelo site liga.ventures/emerging-tech. As startups serão avaliadas durante o último trimestre deste ano e o programa terá início em janeiro de 2018.

Tags, , ,

Liga IoT: Conheça as 5 startups escolhidas pela Liga Ventures

Com parceria da Tivit e Intel, startups selecionadas trarão soluções de negócio para a indústria e a automação de casas e edifícios

A Liga Ventures – aceleradora especializada em gerar negócios entre startups e grandes empresas – apresenta as 5 escolhidas que participarão do primeiro ciclo de aceleração da Liga IoT, focado em soluções para Internet das Coisas.

Com o objetivo de gerar novas oportunidades de negócios entre os participantes, a Liga IoT proporcionará também um amplo networking com potenciais parceiros e investidores, além de testar novos modelos de mercado.?

O programa recebeu cerca de 200 empresas inscritas, que passaram por três etapas de seleção: triagem, entrevista e apresentação de negócios para uma plateia repleta de profissionais conceituados. As startups trouxeram propostas de diversos temas de interesse, como soluções para aumentar a produtividade nas indústrias, automação residencial, rastreamento, segurança, identificação de pessoas e ativos, entre outros.

De acordo com Rogério Tamassia – diretor da Liga Ventures – um dos grandes objetivos do Liga IoT é ajudar a criar um ecossistema que foque em compreender e antecipar a revolução que a Internet das Coisas está trazendo para diversos setores. “As grandes empresas já descobriram que é possível usufruir da agilidade e dinamismo das startups para dar uso prático a todas essas novas tecnologias e modelos de negócio que estão surgindo. Isso deixa de ser power-point sobre tendências e passa a ser inovação real e concreta”, afirma.
Para Norberto Tomasini, Diretor de Digital & Business Solutions Sales da TIVIT, participar de parcerias como a Liga IoT é importante e faz parte do movimento de incentivo ao digital. Segundo o diretor, “ao nos aproximarmos de startups, temos a oportunidade de trocar cultura e aprendizado com essas empresas, e com isso fomentar a inovação e novas soluções para nossos clientes”, comenta.

Programa de aceleração

As startups escolhidas serão aceleradas durante quatro meses e terão mentorias com executivos do setor e com a rede dada Liga Ventures, além de terem a oportunidade de gerar novos negócios com as empresas parceiras e acesso a investidores. Nenhuma contrapartida em participação societária ou propriedade intelectual é exigida das startups aceleradas.

Conheça as startups que farão parte da Liga IoT:

Audio Alerta: Solução de audio analytics aplicada a segurança pública e privada, que utiliza sensores de áudio e inteligência artificial para monitorar ambientes e detectar eventos como tiros, batidas, explosões e quedas.
Site: www.audioalerta.com.br

DEV Tecnologia: A DEV desenvolve soluções especializadas em Internet das Coisas sob demanda para grandes empresas e produtos próprios, como o conjunto de soluções DEV Beacon, DEV SmartTag e DEV SmartScanner, aplicado para monitoramento e localização de pessoas e ativos em ambientes indoor.

Site: www.devtecnologia.com.br

LoopKey: Sistema de controle de acessos para espaços inteligentes.

Site: www.loopkey.com.br

Nexxto: Através de solução IoT composta de sensores que se comunicam diretamente com a nuvem, a NEXXTO oferece redução de perdas, melhoras no controle, na eficiência operacional, na qualidade dos produtos e na visibilidade da operação para o varejo.
Site: www.nexxto.com

Ubivis: A Ubivis oferece um sistema end-to-end, não intrusivo, que utiliza Internet das Coisas para aumentar a produtividade da manufatura e moderniza o processo fabril.

Site: www.ubivis.io

Tags, , , , , , , , , ,

TIVIT firma parceria com Liga Ventures para se aproximar de startups

A TIVIT, líder em serviços integrados de tecnologia – agora faz parte da Liga IoT, projeto liderado pela Liga Ventures – aceleradora especializada em gerar negócios entre startups e grandes corporações. O objetivo da parceria é buscar sinergias e promover a inovação.

A TIVIT sempre estimulou o avanço e adoção de novas soluções tecnológicas, recentemente inclusive a companhia reestruturou o portfólio e criou uma nova diretoria para estimular os serviços digitais. “Apoiar a Liga Ventures faz parte do movimento de incentivo ao digital. Aos nos aproximarmos de startups, temos a oportunidade de trocar cultura e aprendizado com essas empresas, e com isso fomentar a inovação e novas soluções para nossos clientes”, afirma Norberto Tomasini, Diretor de Digital & Business Solutions Sales da TIVIT.

“É uma conexão onde todos ganham. As startups têm inovação no seu DNA e precisam criar novos negócios de forma ágil e eficaz; enquanto as grandes empresas têm acesso a mercado, expertise e uma marca consolidada”, diz Rogério Tamassia, sócio-diretor da Liga Ventures, que também tem programas com a Porto Seguro, AES Brasil, EMBRAER e Mercedes-Benz, entre outras.

“A Liga IoT integra um importante ecossistema que com certeza contribuirá para o avanço da Internet das Coisas no Brasil. Esperamos com essa parceria criar novas tecnologias e gerar novos negócios juntos. Essa troca facilita a transformação digital, e com certeza irá beneficiar a TIVIT e seus clientes”, ressalta Tomasini.

O programa de inovação aberta criado para prospectar, selecionar e acelerar startups ligadas à Internet das Coisas trará soluções de negócio para diversos setores como agricultura, varejo, indústria, automação de casas e edifícios e cidades inteligentes.

As startups selecionadas passarão por um programa de aceleração de quatro meses em São Paulo. Durante esse período, elas terão acesso a tecnologias e mentorias com executivos da TIVIT e de outras empresas, com quem poderão explorar sinergias e oportunidades de negócio, além da rede de mentores da Liga Ventures e a amplo networking com potenciais parceiros e investidores. O primeiro ciclo do programa começará em 22 de maio.

Tags, , ,

TIVIT firma parceria inédita com a SAP para América Latina

Em busca de um parceiro regional dinâmico, flexível e com grande conhecimento de mercado, a SAP firmou parceria com a TIVIT, líder em serviços integrados de Tecnologia na América Latina, tornando a empresa a primeira provedora de cloud computing para a solução SAP HANA Enterprise Cloud – HEC na América Latina.

“A SAP tem como foco entender as necessidades de seus clientes para apresentar as melhores soluções, capazes de simplificar processos e ajudá-los a enfrentar os desafios da jornada de transformação digital”, destaca Cristina Palmaka, presidente da SAP. “Ao estabelecer esta parceria com a TIVIT conseguiremos estar ainda mais próximos dos clientes e explicar como o SAP HANA Enterprise Cloud permite unir o poder do acesso aos dados com a flexibilidade da nuvem. Com isso, garantimos que nossos clientes consigam se adaptar às rápidas mudanças do mercado, com menor custo e risco. ”

Entre outras vantagens, o SAP HANA Enterprise Cloud – HEC disponibiliza recursos de gestão que permitem implementações mais rápidas, atendendo as empresas que precisam ou desejam contar com aplicações de missão crítica na nuvem sem qualquer prejuízo em termos de desempenho, integração, segurança e condições de recuperação em caso de falhas ou desastres naturais.

Esta parceria é única no mercado regional, pois a qualificação para se tornar um Premium Suplier da SAP requer uma série de validações e certificados, que inclui avançados níveis de segurança, alta disponibilidade, processos operacionais de gestão de tecnologia, performance da infraestrutura e qualificação profissional, atributos já presentes nos data centers e nas operações da TIVIT. Para concretizar a parceria foram necessários sete meses dedicados de uma equipe multidisciplinar.

“Este acordo qualifica ainda mais a oferta da TIVIT e demonstra a confiança e o reconhecimento do mercado nos nossos serviços SAP e Cloud Computing. Do ponto de vista de negócios, esperamos dobrar nossa base de clientes SAP até o fim de 2017”, ressalta Carlos Gazaffi, vice-presidente de Gestão de Tecnologia da TIVIT. A parceria, que estará disponível no Brasil a partir de novembro de 2016, em breve também contemplará outros países da América Latina.

Este movimento faz parte da estratégia de expansão da oferta de cloud computing da TIVIT. Recentemente a empresa anunciou investimento de R$ 46 milhões para a construção de nuvens locais e ampliação do portfólio com a adoção de um modelo multicloud, que oferece aos clientes uma solução híbrida, combinando ambientes tradicionais, nuvens privadas e também nuvens públicas.

Centro de Excelência SAP

Para prover aos clientes gestão unificada de infraestrutura e aplicações, assim como uma solução integrada do ciclo de vida das soluções SAP, desde 2012 a TIVIT possui um Centro de Excelência com mais de 600 profissionais que agrega toda a expertise em processos de negócios complexos, inovadores e de missão crítica.

Com uma robusta infraestrutura baseada em cloud computing, a TIVIT possui mais de 10 milhões de SAPS (SAP Application Performance Standard) gerenciadas. SAPS é uma unidade de medida para dimensionar processamentos em sistemas SAP, independentemente do tipo de hardware. O ambiente da TIVIT suporta mais de 165 mil usuários, abrangendo as etapas de licenciamento, projeto, consultoria, manutenção, suporte técnico e funcional. Outra vantagem importante é a garantia de ambiente tecnológico estável, com alta disponibilidade e segurança.

Tags, ,

TIVIT anuncia investimento de R$46 milhões em cloud em 2016

A TIVIT, líder em serviços integrados de Tecnologia na América Latina, anuncia investimento de R$46 milhões em sua oferta de Cloud Computing. Além de investir na construção de nuvens locais, o aporte prevê a ampliação da oferta com a adoção de um modelo multicloud que oferecerá aos clientes uma solução híbrida, combinando ambientes tradicionais, nuvens privadas e também nuvens públicas de outras empresas.

No ano passado, a TIVIT investiu R$ 15 milhões em cloud computing, sendo que a oferta representou cerca de 10% do faturamento total da companhia. “A expectativa em 2016 é obtermos uma receita superior a R$ 300 milhões nessa área na América Latina. Em três anos, o objetivo é que cloud computing represente 20% dos negócios da TIVIT”, afirma André Frederico, diretor de Desenvolvimento Corporativo da TIVIT.

Como parte da ampliação dos serviços está a criação de uma interface que proporcione mais visibilidade, controle e gestão de múltiplas clouds, ajudando o cliente a extrair o melhor de cada nuvem em um único lugar. Ou seja, a solução possibilitará a melhor gestão por parte das empresas, que poderão concentrar tudo em um só local, otimizando os recursos de acordo com suas diferentes necessidades.

A expansão da oferta conta também com investimentos na infraestrutura, visando aprimorar ainda mais os serviços oferecidos aos clientes, além da ampliação das nuvens em novas localidades e em diferentes países da América Latina. O objetivo é colocar a integração e presença regional da companhia a favor também da oferta de cloud. Desta forma, os clientes poderão usufruir de diversas facilidades desta proximidade física, como precificação em moeda local e gestão integrada com ambientes legados, sem perder as vantagens inerentes aos serviços baseados em nuvem.

Para Frederico, as empresas têm demonstrado uma adoção cada vez mais crescente por serviços de cloud computing. “A quantidade de aplicações em nuvem vem aumentando consideravelmente e as empresas em geral estão sentindo a necessidade de ter parceiros que os ajudem a gerir esse cenário multicloud com eficiência”, explica o executivo.

Uma pesquisa feita pelo International Data Corporation Pesquisa de Mercado e Consultoria (IDC Brasil) em 2015, mostra que entre os principais motivos que levariam as empresas a adotarem os serviços de cloud são: flexibilidade na ampliação e redução dos recursos; fácil e rápida aquisição e implementação e o oferecimento de novas funcionalidades. O levantamento também indica que 44,6% das empresas participantes estão avaliando a contratação/ampliação de prestadoras de serviços de Cloud. Em 2013, eram apenas 30,4%

Tags,

TIVIT implementa nuvem e otimiza infraestrutura de TI da AES Brasil

A TIVIT, empresa líder em serviços integrados de Tecnologia, anuncia a renovação do contrato com a AES Brasil e amplia sua oferta de soluções em gestão de infraestrutura de TI para a empresa. O novo ciclo de seis anos prevê a migração para uma nova nuvem e também uma atualização de todo parque tecnológico, visando aprimorar a qualidade dos serviços já prestados.

A AES Brasil começa o projeto com a implementação de uma nuvem privada, que trará mais flexibilidade e mobilidade para suas operações. A nuvem contará com os melhores padrões de segurança praticados no mercado e reforçará a alta disponibilidade, o que garante a continuidade dos serviços críticos. Esta implantação será concluída até julho de 2015.

A segunda frente de atuação do projeto consiste na modernização do sistema de gestão empresarial (da sigla em inglês ERP) do grupo, e também do Customer Care Service (da sigla em inglês CCS), que é o 5º maior do mundo no setor de utilities. Com uma robusta base de dados, toda a operação será realizada por meio do Centro de Excelência SAP da TIVIT, que agrega o conhecimento da companhia em soluções SAP, e na metodologia Run SAP.

“Um dos nossos diferenciais é a sólida experiência na gestão de ambientes de missão crítica e também a possibilidade de oferecer nuvens privadas, construindo assim ambientes híbridos que garantem a robustez e a flexibilidade que o negócio de uma empresa como a AES exige. Temos a estrutura e a expertise para suportar empresas de alta complexidade e com operações que atendem milhões de consumidores”, explica Carlos Gazaffi, vice-presidente de Gestão de Tecnologia da TIVIT. “Temos com a AES Brasil uma relação de confiança e parceria de muitos anos, e a renovação do contrato reforça esse compromisso”.

A renovação tecnológica possibilita para a AES Brasil a continuidade dos serviços prestados com excelência pela TIVIT. “Tanto o ambiente SAP CCS quando outros sistemas críticos não SAP, têm para o grupo AES Brasil papel crucial na prestação dos serviços para seus clientes, realizando a emissão mensal das faturas dos consumidores com a coleta de dados e o processamento das informações nos datacenters da TIVIT. A solução permite que nossa operação esteja mais robusta e atualizada, aumentando o nível de disponibilidade e performance dos ambientes”, afirma Antonio Narvaez, diretor de TI da AES Brasil. “Conseguimos, desta forma, oferecer maior agilidade dos nossos serviços para nossos clientes finais”, completa.

Oferta de serviços integrados de tecnologia
A TIVIT gerencia operações de missão crítica da AES Brasil desde a gestão do ambiente tecnológico – que está em momento de atualização -, serviços de suporte aos usuários internos de TI, o sistema de faturamento, além de redundância e continuidade para as operações em um segundo datacenter. O suporte é realizado em ambientes complexos e de larga escala, com alta disponibilidade e níveis de segurança, além de governança de TI.

A empresa também suporta os clientes residenciais, comerciais e industriais da AES Brasil com o relacionamento por meio de diversos canais, como chat, voz e mensagens de texto, com serviços de agendamento de reparos, reestabelecimento de energia, ombudsman, entre outros. Todos os meses, a TIVIT suporta mais de 600 mil incidentes, o que reforça o papel crucial da empresa para esta operação.

Tags, , , ,

TIVIT investirá R$ 170 milhões na América Latina em 2015

A TIVIT, empresa líder em serviços integrados de Tecnologia, anuncia o investimento de R$ 170 milhões na América Latina em 2015. Os recursos serão utilizados de maneira estratégica para suportar as atividades da companhia durante o ano: 65% destinados ao crescimento de suas operações, incluindo infraestrutura e conquista de novos clientes; e 35% em atualizações tecnológicas para suportar os serviços oferecidos atualmente.

A expectativa da companhia é manter o ritmo de crescimento neste ano e atingir um faturamento de R$ 2,5 bilhões, um aumento de cerca de 20% sobre 2014. “Para atingir nossas metas, iremos adotar uma estratégia de crescimento orgânico e vendas cruzadas, estendendo contratos com os clientes existentes e oferecendo novos serviços em nosso portfólio”, explica André Frederico, diretor de Desenvolvimento Corporativo da TIVIT.

As áreas de Cloud Computing, Segurança da Informação e Smart Systems são estratégicas para a TIVIT, com a expectativa de se fortalecerem ainda mais neste ano. Verticais nas quais a companhia já tem expertise, como meios de pagamento, bancos, seguradoras e utilities também permanecem no planejamento da empresa.

No ano passado, a TIVIT fechou seu balanço com um faturamento de R$ 2 bilhões, um número recorde em toda a sua história. O ano de 2014 foi um marco para a empresa, que fortaleceu sua atuação internacional, expandindo sua presença em mais sete países da América Latina: Brasil, Chile, Colômbia, Argentina, Peru, Panamá e Equador.

Operações latinas

Depois do Brasil, as maiores operações da TIVIT na América Latina estão no Chile e na Colômbia. A expectativa de crescimento para os países é de 10 à 15%, com a adoção de uma estratégia de crescimento orgânico e venda cruzada. Os setores de utilities, mineração e varejo estão entre as principais verticais do mercado chileno. Já a Colômbia também compartilha da expertise em utilities e traz sua experiência no segmento de Óleo & Gás para o portfólio atual da companhia.

Tags, , , ,

TIVIT investe R$ 10 milhões para reforçar a área de segurança da informação

A TIVIT, empresa líder em serviços integrados de Tecnologia, anuncia a criação da área de CIS (da sigla em inglês Corporate Information Security), com o objetivo de aprimorar o suporte às operações críticas de seus mais de três mil clientes.

“A TIVIT já é reconhecida pelo alto nível de segurança e excelência operacional nos serviços prestados, apoiando os objetivos de negócios dos clientes”, explica Carlos Gazaffi, vice-presidente de Gestão de Tecnologia da TIVIT. “A segurança está no DNA de todas as áreas da TIVIT, como um fator fundamental para as nossas operações. A nova área reafirma nosso comprometimento em garantir a continuidade e evolução dos serviços para os clientes”.

A área de CIS terá como principais desafios a adequação dos controles de segurança para as novas ofertas e a gestão dos sistemas de tecnologia críticos e especializados para proteger os ativos da TIVIT e também dos seus clientes. Tudo isso considerando as especificações de cada cliente, o que reforça a posição da TIVIT como referência em segurança para ambientes críticos de negócios.
Desde 2012, a TIVIT dispõe do Centro de Operações de Segurança (SOC), uma estrutura dedicada, que oferece gestão centralizada para prevenção, detecção, proteção, reportes e respostas às ameaças e incidentes de segurança com cobertura ininterrupta.
De acordo com um estudo global feito pela consultoria PWC¹ no ano passado, o cenário é otimista para o mercado de segurança: os orçamentos das empresas para segurança da informação cresceram 51% em relação a 2013. Regionalmente, as companhias brasileiras também estão mais preocupadas com novas tecnologias e 61% dos entrevistados tem sua estratégia de segurança alinhada às necessidades de negócios. Porém, ainda há um grande desafio em definir as melhores práticas, dificuldade em conduzir análises situacionais, o que continua a colocar as corporações em risco.

Certificações

Para garantir a segurança e excelência operacional para as operações de seus clientes, a TIVIT atua em conformidade com as melhores práticas mundiais de qualidade e níveis de serviços. Dentre uma série de certificações e normas conquistadas, desde 2005 a TIVIT conta com a ISO 27001, que garante a segurança em todo o ciclo de negócio, com a adoção de um conjunto de requisitos, processos e controles com o objetivo de mitigarem e gerirem adequadamente os riscos da organização, e a garantia da segurança física e lógica.

Além disso, associada desde 2009, a empresa participa do PCI Security Standards Council, um fórum global aberto do setor financeiro e de meios de pagamento para contínuo desenvolvimento, aprimoramento, armazenamento, disseminação e implementação de padrões de segurança para a proteção de dados de contas.
Com atuação em sete países latino-americanos, incluindo Brasil, Chile, Colômbia, Argentina, Peru, Panamá e Equador, a TIVIT aplica os mesmos padrões, políticas e processos de segurança em todas as suas operações nas regiões.

¹ Pesquisa Global de Segurança da Informação 2014 – PWC

Tags,