Tag Tecnova

Finep anuncia R$ 90 milhões de subvenção descentralizada para empresas inovadoras

A Finep acaba de lançar dois editais de programas de subvenção econômica (recursos não-reembolsáveis e muito disputados entre empresas inovadoras) descentralizados, totalizando R$ 90 milhões. A ideia em ambas as iniciativas é selecionar Parceiros Operacionais em nível estadual que tenham interesse em operar o repasse do dinheiro. A diferença dos programas é o nível de consolidação das companhias atendidas, o que os torna complementares.

O Programa Geração de Empreendimentos Inovadores (até R$ 30 milhões no total disponibilizado) visa selecionar agentes estaduais que conduzirão recursos para estímulo, orientação e promoção da criação de empreendimentos de base tecnológica inovadores com faturamento anual bruto de até R$ 4,8 milhões, criados e formalizados a partir do programa ou com até 12 meses da criação, a contar do lançamento do edital. Já com o Programa de Apoio à Inovação Tecnológica – Finep-Tecnova II (até R$ 60 milhões), continuação do Tecnova I, a financiadora mira empresas com faturamento anual de até R$ 16 milhões.

Em ambos os casos, podem participar órgãos ou entidades da administração pública direta ou indireta ou entidade privada sem fins lucrativos, que serão responsáveis pela coordenação e execução técnica do projeto, sendo preferencialmente Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs). “A ideia de uma subvenção descentralizada confere capilaridade, visando ao entendimento das vocações empreendedoras dos estados”, explica o diretor científico-tecnológico da Finep, Wanderley de Souza.

Dos recursos financeiros a serem concedidos, 30% deverão ser dirigidos às regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Caso o valor total das propostas selecionadas para aprovação oriundas destas regiões seja inferior a este percentual, o dinheiro não aplicado será automaticamente transferido às candidaturas com melhor classificação em outras partes do Brasil.

No caso do Programa Geração de Empreendimentos Inovadores, as datas finais para a submissão das propostas eletrônica e impressa são, respectivamente, 24/09 e 04/10. Para o edital do Finep Tecnova II, 10/10 e 11/10. Os resultados finais dos editais estão previstos para divulgação a partir de 03/12 (Programa Geração de Empreendimentos Inovadores) e a partir de 10/12 (Finep-Tecnova II).

“A subvenção é um recurso nobre e a Finep, a cada iniciativa, refina ainda mais a sua relação com os parceiros, de modo a desenvolver mais empresas que trabalham com tecnologia Brasil afora”, diz Marcelo Camargo, gerente do Departamento de Fomento à Interação entre Ciências Aplicadas e Inovação e responsável direto pelos editais.

Tags, , , , , , ,

Programa Tecnova tem 120 propostas aprovadas na primeira fase de avaliação da chamada pública

O resultado da análise de requisitos formais e habilitação das propostas do Programa Tecnova – PR foi divulgado nesta segunda-feira (13). Foram recebidas 200 propostas e aprovadas 120 nessa primeira fase de avaliação. Na primeira etapa, foi realizada a análise da documentação enviada e a verificação do preenchimento adequado das propostas. O resultado final da chamada, envolvendo avaliação e viabilidade dos projetos, será divulgado no mês de maio.

O montante de recursos para as empresas paranaenses é de R$ 22,5 milhões, para apoio a projetos de inovação de R$ 180 mil a R$ 600 mil. A meta estadual do programa é apoiar cerca de 75 empresas. Do total de recursos, R$ 15 milhões da FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos/Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação) e R$ 7,5 milhões da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná.

Os projetos seguem os seguintes setores prioritários: Petróleo, gás e energia alternativa; Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs); Ciências Biológicas e Biotecnologia; Ciências e Tecnologias Ambientais; Ciências e Tecnologias Agrárias e Agronegócio; Mobilidade e Metalmecânica.

A iniciativa tem como foco estimular e promover a inovação tecnológica em microempresas e empresas de pequeno porte no estado. Surgiu da união de esforços para promover e incentivar a inovação tecnológica em áreas estratégicas, por meio de mecanismos de cooperação entre o setor público, privado e as instituições de pesquisa e desenvolvimento.

“Ficamos muito satisfeitos pela grande aderência da indústria paranaense no Programa Tecnova, demonstrando dessa forma, o enorme potencial que o estado possui nessa área”, destacou o presidente da Fundação Araucária, Paulo Brofman.

O prazo para a solicitação do motivo pelo qual a proposta da empresa não foi aprovada e para recurso é de cinco dias úteis, a partir da data de publicação do resultado, segundo o item 14 da Chamada Pública nº21/2013. A primeira solicitação pode ser feita por e-mail e já o recurso possui duas formas de apresentação: por correio ou mediante protocolo na sede da Fundação Araucária.

Para conferir o resultado da análise de requisitos formais e habilitação das propostas do Programa Tecnova – PR, clique aqui

Fonte: Fundação Araucária

Tags,

Parque Tecnológico Virtual é divulgado em várias regiões do PR

A Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior realiza, na próxima segunda-feira (11), o primeiro workshop regional para implantação do projeto do Parque Tecnológico Virtual do Paraná. O encontro acontece em Cascavel, na Universidade do Oeste do Paraná (Unioeste). No prazo de um mês, o mesmo workshop será promovido nos polos de desenvolvimento tecnológico das demais seis universidades estaduais públicas do Paraná.

“O Parque Tecnológico Virtual é a integração dos ativos de inovação tecnológica e empresas de base tecnológica do Paraná em uma plataforma virtual para promover a cooperação entre empresas, governo, academia e entidades de pesquisa, desenvolvimento e inovação”, detalha o secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Alípio Leal.

Na prática, o Parque Tecnológico Virtual é uma plataforma na qual os agentes interagem em um ambiente comum de gestão e inteligência competitiva. Podem participar instituições de pesquisa, parques, universidades, centros de promoção de empreendedorismo e incubadoras – entre outras entidades – de qualquer município do Paraná. O parque pretende atrair e trabalhar no desenvolvimento e na fixação de empresas de base tecnológica, também de todo território paranaense.

As empresas que aderirem à plataforma vão se beneficiar com o uso de serviços tecnológicos credenciados e serão acompanhadas de perto por um parque tecnológico, uma incubadora ou um núcleo de inovação, denominadas instituições âncora.

A apresentação da proposta de funcionamento do Parque Tecnológico Virtual do Paraná será feita por Júlio Felix, presidente do Instituto Tecnológico do Paraná (Tecpar), instituição responsável pela coordenação técnica do projeto.

TECNOVA PR – O secretário Alípio Leal informa que o Paraná vive hoje seu grande momento de inovação. Ele destaca a assinatura do decreto de regulamentação da Lei de Inovação pelo governador Beto Richa, no último dia 27, que cria benefícios e estabelece mecanismos de cooperação entre os setores público, privado e acadêmico para pesquisa e desenvolvimento científico e tecnológico no Estado.

Leal destaca também o aporte de R$ 15 milhões da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, para estimular e financiar a inovação nas pequenas e micro empresas de base tecnológica do Estado. Estes recursos serão geridos pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e operacionalizados pela Fundação Araucária, entidade vinculada à secretaria, por meio de um programa chamado Tecnova-PR.

O programa tem contrapartida do Governo do Paraná no valor de R$ 7,5 milhões, por meio do Fundo Paraná de Ciência e Tecnologia, o que permite, a princípio, investimentos de R$ 22,5 milhões. O secretário Leal adiantou que o governo pretende fazer um aporte adicional de mais R$ 7,5 milhões, totalizando R$ 30 milhões de recursos para incentivar a inovação no Paraná.

O Tecnova conta com parceria da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) para identificar e selecionar, junto ao setor produtivo, as micro e pequenas empresas que serão beneficiadas com esses recursos. O Tecpar também é parceiro e atuará na seleção e adesão das empresas ao Parque Tecnológico Virtual.

Os demais workshops sobre o Parque Tecnológico Virtual serão realizados em Londrina, no dia 14 de março; em Maringá, no dia 15; em Guarapuava, no dia 21; em Jacarezinho, no dia 22; em Ponta Grossa, no dia 27 e, em Curitiba, no dia 2 de abril.

Tags, , , , ,