Tag tecnologia educacional

Positivo Tecnologia lança Inove Positivo, programa de inovação aberta voltado a empresas

view

Unir o ecossistema de inovação e investir para fomentar o uso da tecnologia com foco em melhorar o presente e o futuro das pessoas. É com essa premissa que a Positivo Tecnologia lança o programa Inove Positivo e abre suas portas para empresas que tenham produtos ou serviços sinérgicos aos da companhia e estejam interessadas em acelerar o desenvolvimento e a difusão da tecnologia. Basicamente, o Inove Positivo serve para fazer, a partir de agora, prospecção e seleção para possíveis investimentos em empresas que atuem preferencialmente com negócios adjacentes ao portfólio atual da Positivo Tecnologia, como, por exemplo, nas áreas de Tecnologia Educacional ou em campos de aplicação da Internet das Coisas. A companhia, que nasceu no Paraná e hoje atua na América Latina e na África, pode agregar valor às empresas selecionadas no programa com suas competências e estrutura, além do vasto conhecimento e presença de mercado no Brasil e exterior.

O programa Inove Positivo vai buscar empresas já constituídas, que estejam em fase de crescimento ou que tenham tecnologia inovadora, selecionadas a partir de inscrições efetivas pelo site www.inovepositivo.com.br. O processo prevê uma etapa de pré-seleção de oportunidades, seguida de entrevista para avaliação detalhada do projeto e que, sucessivamente, deve passar pelo crivo da Positivo Tecnologia. Caso aprovado, seguirá para negociação dos termos e condições. Para realizar os contatos e intermediação com as empresas, a Positivo Tecnologia conta com o apoio da Altivia Ventures, empresa de consultoria e investimentos focada em startups.

A busca por inovação é constante na companhia. O lançamento do programa Inove Positivo, o primeiro neste formato, reflete a sintonia com a transformação do mercado de tecnologia e o perfil da própria Positivo, criada a partir da visão pioneira de Hélio Bruck Rotemberg, que, em 1989, percebeu a janela de oportunidades representada pela demanda por computadores pessoais no Brasil. Do desenvolvimento de um software e da montagem de PCs para escolas, a companhia se transformou na maior fabricante brasileira de computadores e uma das grandes fomentadoras do processo de inclusão digital no Brasil, antes de iniciar o processo de internacionalização. “A Positivo Tecnologia é hoje uma companhia multimarca, que trabalha com a complementaridade de portfólio para atender a todos os perfis de públicos, e que acredita que apoiar novos empreendedores é uma oportunidade para ambos poderem crescer de forma acelerada e sustentável. Com o Inove Positivo, nossa proposta é ir muito além de apenas aportar capital, disponibilizando nossa experiência, estrutura e canais de venda para acelerar o crescimento das empresas e das marcas que passarão a integrar o nosso portfólio por meio deste programa”, diz Hélio, presidente da Positivo Tecnologia.

Antes do lançamento do Inove, a Positivo Tecnologia realizou investimentos em startups, como no caso da Hi Technologies, que deu seus primeiros passos em 2004, ao desenvolver um sistema de telemedicina, e hoje leva ao mercado produtos inovadores como oxímetros de pulso capazes de monitorar partos e detectar apneia do sono. Em busca de investidores, os sócios da HiT procuraram a Positivo, no fim de 2014, para apresentar a empresa e seus produtos. Com a proposta de valor de reinventar e humanizar a tecnologia médica compreendida e a sinergia na visão sobre inovação, a negociação evoluiu rapidamente e, em janeiro de 2016, a Positivo concluiu a compra de 50% da HiT. Em março deste ano, a Hi Technologies passou a integrar o time de Empreendedores Endeavor, lista restrita a empresas com alto potencial de impacto ao redor do globo.

Tags, , , ,

Shaw Academy lança uma nova plataforma personalizada de tecnologia educacional

A Shaw Academy, a maior educadora online ao vivo do mundo lançou sua própria plataforma educacional para atender ao contínuo aumento de alunos que se beneficiam de seu conteúdo. A empresa irlandesa com escritórios no Reino Unido, EUA e Índia oferece educação online ao vivo sobre uma ampla gama de matérias com foco em habilidades práticas. O número de estudantes triplicou nos últimos doze meses e houve um aumento de 322%, em média, no volume comparado ao ano anterior desde seu início em 2011.

O rápido crescimento da Shaw Academy, fundada por James Egan e Adrian Murphy, é baseado nos princípios básicos do fornecimento de uma educação excelente, disponível e acessível a todos, com o suporte de uma tecnologia proprietária. Seus cursos são selecionados e desenvolvidos por especialistas, e entre as matérias práticas oferecidas estão marketing, tecnologia, design, finanças, vendas, nutrição e fotografia, entre outras. As aulas são ao vivo, garantindo as tendências mais atualizadas e a interação dos alunos em tempo real e no horário de sua preferência.

A nova plataforma Phoenix possibilita à Shaw Academy ensinar simultaneamente ao vivo e online um número maior de alunos do que nunca, oferecendo um serviço muito mais automatizado, mas também personalizado aos seus alunos. Ao se inscrever no curso escolhido, o assinante será conduzido por um caminho que se baseia e se concentra em resultados. A Shaw Academy pode agora adaptar completamente as informações aos alunos com base na escolha da matéria, nível de experiência e carreira desejada. Inúmeros elementos envolvendo jogos também serão utilizados no período de estudo relevante à matéria, estimulando ainda mais as taxas de conclusão. A nova tecnologia aprimorará a experiência ao vivo permitindo que o aluno receba respostas detalhadas imediatamente, e colabore com pesquisas e enquetes em tempo real dur ante as sessões ao vivo possibilitando aos educadores da Shaw Academy modificar e melhorar o conteúdo, elevar os níveis de satisfação e consequentemente as pontuações da ferramenta NPS.

Referindo-se ao lançamento da plataforma Phoenix, James Egan, cofundador e CEO disse: “A criação da Phoenix é uma evolução empolgante da Shaw Academy. Nós temos agora nossa própria plataforma educacional escalável e ao vivo que se auto-aperfeiçoa continuamente. Permite personalizar e aprimorar ainda mais a experiência de aprendizado dos alunos, cujas metas, sonhos e aspirações são a nossa prioridade principal. Nosso crescimento contínuo significa que até o fim de 2017, nós estaremos ensinando dois milhões de novos alunos a cada mês. A Phoenix nos permite demonstrar uma verdadeira inovação no fornecimento de educação, ensinar milhões de novos estudantes e continuar a reduzir o custo da educação”.

Tags, , , ,

Fundação Santillana apresenta estudo sobre usos da tecnologia e transformações na educação

A Fundação Santillana, a Editora Moderna e o SmartLab promoveram na manhã desta quinta-feira, 20, o Seminário A Tecnologia e as transformações da educação, na sede do Google, em São Paulo. Com o apoio da Unesco no Brasil, Google For Education e Avalia Educacional, o evento reuniu diretores, gestores e professores de escolas particulares e públicas para conhecer experiências de incorporação de novas tecnologias nos processos de ensino e debater as transformações na aprendizagem.

Na ocasião, César Nunes, pesquisador do GEPEM, da Faculdade de Educação da Unicamp, apresentaram os resultados de um estudo encabeçado pelo especialista Francesc Pedró, diretor da área de políticas setoriais – TIC em Educação – da Unesco. Inédito no Brasil, o documento analisa diferentes formas em que a tecnologia está contribuindo para a transformação da educação, com ênfase particular na América Latina, os fatores por trás do sucesso, além de recomendações para os gestores políticos, administradores e professores. O evento contou com a participação de estudantes, professores e coordenadores de instituições que apresentaram iniciativas em que tecnologias participam de transformações positivas no cotidiano escolar.

De acordo com o Diretor da Fundação Santillana no Brasil, André Lázaro, “o estudo é uma relevante contribuição para desmistificar os usos das tecnologias na educação e demonstrar como projetos pedagógicos estruturados incorporam as tecnologias com efetivos ganhos na aprendizagem dos estudantes”. A publicação A Tecnologia e as transformações da educaçãoestá disponível para download gratuito no link: http://fundacaosantillana.com.br/acoes-publicacoes.html

Tags, , , , , ,

Microsoft e SmartLab inauguram espaço de experiências educacionais

A Microsoft Brasil e o SmartLab, projeto de tecnologia educacional do Grupo Santillana, fecharam parceria e inauguraram no dia 20 de setembro o espaço Microsoft SmartLab Education Experience, um ambiente interativo dedicado para clientes educacionais dentro do MTC – Microsoft Technology Center. O objetivo da parceria é colaborar para a transformação no que se refere à educação do futuro. Nesse espaço, diretores, coordenadores, professores e estudantes poderão vivenciar a experiência dos ambientes propostos pelo SmartLab, conhecer novos recursos e ferramentas que contribuem para alavancar o aprendizado dos estudantes e vislumbrar possibilidades e benefícios de se tornar uma escola conectada e colaborativa. Estima-se que o espaço SmartLab no MTC receberá mais de 5 mil visitantes no período de um ano.

Para Robson Lisboa, um dos idealizadores do SmartLab, a escola e a forma de aprender precisam estar alinhadas com os tempos de uma vida mais smart e digital: “Os alunos de hoje fazem parte da geração nativa e conectada, portanto, é preciso que a escola faça parte dessa realidade. Para nós, uma instituição smart é aquela em que aulas e atividades são montadas de forma que crianças e adolescentes visualizem seu futuro, encontrem relevância no aprendizado e ganhem motivação extra para estudar e frequentar a escola”.

A parceria entre as duas empresas se deu pelo fato de ambas acreditarem no potencial de transformação da educação por meio de soluções tecnológicas, maior conectividade e conteúdos motivadores. “A Microsoft tem o compromisso de empoderar as pessoas por meio da tecnologia. Por conta disso criamos a Jornada Empreendedora que visa apoiar estudantes desde os ciclos iniciais até o momento em que se tornam empreendedores. Esta talvez seja uma das maiores contribuições da Microsoft para o Brasil, pois é uma necessidade latente na qual poderemos ajudar o país a resolver questões ligadas à produtividade e desigualdade. O Microsoft SmartLab Education Experience vem para concretizar nossa visão e complementar as soluções que oferecemos”, explica Antonio Moraes, diretor de educação da Microsoft Brasil.

O SmartLab propõe um espaço de transformação na forma como o aluno aprende, proporcionando maior envolvimento em sala de aula por meio do uso da tecnologia e incentivo ao aprendizado colaborativo. Nesse sentido, o conceito do Microsoft SmartLab Education Experience, planejado pelo designer Kiko Sobrino, trouxe referências de empresas que já exercitam com seus funcionários o coworking e o coliving com um toque de Starbucks. O objetivo da criação deste ambiente colaborativo é desenhar a escola do futuro, com o uso de tecnologias e conteúdos de aprendizado interativos que façam com que os alunos tenham prazer em adquirir conhecimento e, assim, permanecer mais tempo na escola.

Soluções e ferramentas

O Microsoft SmartLab Education Experience tem como objetivo ajudar na adoção de tecnologias utilizadas no dia a dia e explorar o uso de novas tecnologias, como o Minecraft e as Hololens. Nesse sentido, com a parceria, alunos da plataforma SmartLab também poderão utilizar soluções Microsoft que possibilitam aos estudantes inúmeras formas de aprender; e aos professores, maior produtividade em suas tarefas.

Por meio do Office 365, os usuários têm acesso a uma suíte de aplicativos com as mais recentes versões de ferramentas educacionais. O Office Mix, por exemplo, permite a criação de videoaulas interativas com uma simplicidade surpreendente. Com ele, o professor pode modificar conteúdos já existentes no PowerPoint ou desenvolver novos. Também é possível gravar qualquer tela do computador e incluir quizzes para avaliar o rendimento de cada aluno. O resultado é uma aula envolvente e interativa, que promove a acessibilidade, o ensino a distância e o aprimoramento do processo de ensino-aprendizagem.

Outro recurso é o OneNote Class Notebook que reúne um espaço de trabalho para cada aluno, uma biblioteca de conteúdo para material de apoio e um espaço de colaboração para lições e atividades criativas. Foi projetado para ajudar os professores a economizar tempo e serem mais eficientes. Com essa ferramenta é possível distribuir páginas e seções para estudantes específicos, revisar rapidamente os trabalhos, o rendimento de cada aluno e atribuir notas. E em breve as escolas SmartLab terão acesso à versão educacional do Minecraft, jogo eletrônico que permite a construção usando blocos (cubos) e que pode ser aproveitada no ensino de várias disciplinas.

Todas as soluções do SmartLab são entregues com vários facilitadores, como a formação contínua dos professores, consultoria pedagógica e tecnológica, conteúdos online diversificados, além da integração de plataformas com senhas unificadas, favorecendo a personalização. O projeto já está implementado em várias escolas públicas e privadas.

Tags, , , , , , , , , ,

Positivo Informática Tecnologia Educacional apresenta temas e parceiros do projeto Oficinas do Texto 2016

view.aspx

O projeto Oficinas do Texto, um dos maiores sucessos do Educacional e um dos exemplos mais bem sucedidos da aplicação da tecnologia na educação, já está no ar e, neste ano, com uma novidade: vídeos convites (https://youtu.be/Hbe6nYJcVAY, https://youtu.be/tk-Iq6loEdo https://youtu.be/JjBZ8e3sajI) gravados pelos autores parceiros do projeto e traduzidos por um intérprete da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS).

“Incluir a mensagem em LIBRAS nos vídeos convidando os alunos para participarem da Oficina foi a forma que encontramos de mobilizar também aqueles com deficiência auditiva para esse projeto que é um grande sucesso. Queremos que eles também participem dessa iniciativa e escrevam uma obra em coautoria com personalidades da literatura brasileira”, diz Patrícia Sprada Barbosa, ‎Coordenadora Pedagógica do Educacional, conjunto de tecnologias educacionais para a sala de aula desenvolvido pela Positivo Informática Tecnologia Educacional. Patrícia lembra, ainda, que o convite em vídeo e com a intérprete de LIBRAS acaba mostrando também uma outra forma de comunicação e despertando em todos os alunos o interesse e o conhecimento sobre a linguagem de sinais.

A Oficina do Texto existe desde 2000 e, este ano, os parceiros são o cartunista e consagrado autor da literatura infantojuvenil Ziraldo, o escritor Ilan Brenman, que entre outros sucessos escreveu “Até as princesas soltam pum”, e o ilustrador Daniel Cabral.

Além de livros, o projeto Oficinas do Texto 2016 também prevê a criação de um jornal. O jornal é apresentado com suas habituais seções – cultura, esportes, economia, humor etc., mas o aluno pode alterar tudo, inclusive os títulos de cada uma delas. “Além de criar o conteúdo, cada matéria do jornal pode ser ilustrada com imagens obtidas em um grande banco, dividido em diferentes categorias, criado para essa Oficina do Texto pela equipe do Educacional, informa Patricia.

O projeto Oficinas do Texto também possibilita que o aluno grave um áudio com a história que criou e que depois pode ser ouvido em tablets e smartphones por meio de um QR Code.

Conheça um pouco mais sobre as propostas de 2016:

Deixa eu contar um sonho: o tema desafia os alunos para escreverem sobre um sonho inventado, a partir de uma série de imagens criadas por Ziraldo. As histórias podem ser escritas em português, inglês ou espanhol.

A caverna encantada: o projeto vai mexer com a imaginação dos estudantes, que se aventuram em uma caverna encantada ao lado de Lúcio, um guia munido de um lampião a gás. O parceiro, neste caso, é o renomado escritor infantil Ilan Brenman.

O sonho de Pierre: no ano em que o Rio de Janeiro recebe as Olimpíadas, essa Oficina do Texto apresenta um personagem que foi o grande responsável pelo renascimento desse grande evento, o Barão Pierre de Coubertin. O cenário da história é a cidade de Paris no final do Século XIX, e apresenta o ainda jovem Pierre no momento em que vai conhecer a obra fantástica de outro grande sonhador, o escritor Júlio Verne, considerado o pai da ficção científica. Júlio, com sua obra visionária, irá inspirar Pierre a uma incrível viagem. O parceiro nesta Oficina é o ilustrador Daniel Cabral.

Uma viagem no Tempo: em formato de jornal, essa oficina pode transformar a sala de aula na redação de um jornal que relata uma viagem no tempo e no espaço. Os alunos escolhem um destino e narram os acontecimentos como se estivessem presentes nos mais variados locais e épocas. Cultura, esportes, economia e humor são apenas algumas das seções para as quais os estudantes poderão produzir textos criativos e ilustrá-los com imagens do grande acervo próprio dessa ferramenta, que podem ser referentes a temas atuais ou de épocas passadas, ou, ainda, pertencentes a um futuro distante.

Tags, ,