Tag Stefan Rehm

Stefan Rehm, da Intelipost: “O blockchain é o futuro da logística da distribuição”

Em parceria com a IBM e Oracle, empresa vai desenvolver a primeira solução do gênero no Brasil voltada para a movimentação de carga fracionada.

Utilizada em diversas cadeias logísticas pelo mundo e responsável por implantar processos confiáveis, transparentes e seguros, a tecnologia Blockchain começa a virar realidade no Brasil. A Intelipost, empresa especializada em consultoria e tecnologia para gestão de transportes para e-commerces, é um exemplo. Em parceria com a IBM e a Oracle, vai desenvolver ainda este ano a primeira solução do gênero no Brasil voltada para o transporte de cargas fracionadas.

“Sinceramente acredito que o blockchain é o futuro da logística da distribuição. Obviamente que é um processo que envolve a participação de vários outros players, mas investiremos fortemente nisso. A Magazine Luiza vai, inclusive, entrar com a gente em uma operação em São Paulo”, afirma Stefan Rehm, fundador da Intelipost. A empresa vai apresentar a novidade durante a Intermodal South America, que acontece de 13 a 15 de março no São Paulo Expo, na capital paulista.

O tema integra, ainda, a programação de palestras da XXI Conferência Nacional de Logística (CNL), organizada pela Associação Brasileira de Logística (Abralog) e que acontece, pela primeira vez, durante o evento. Luiz Gustavo da Silva Ferreira, da IBM, e Bernardo Madeira, da Smartchains, falarão sobre a “Transformação e Inovação na Cadeia de Suprimentos com o uso do Blockchain” no dia 14 de março, a partir das 14h30.

Cadeia de Valor

O Blockchain é uma tecnologia que descentraliza as medidas de segurança, compartilhando bases de registros e dados entre os agentes de um processo. Um case de sucesso é da joint venture que reúne a empresa de transporte marítimo de contêineres A.P. Moller-Maersk e IBM. A parceria já possibilitou o aperfeiçoamento de operações de transporte de flores do Quênia, laranjas da Califórnia (EUA) e Abacaxis da Colômbia para a Porto de Roterdã, na Holanda.

“A Maersk nos informou que, em um determinado momento, uma das operações envolvia mais de 30 pessoas no despacho e recebimento de carga e mais de 200 interações nos processos burocráticos. Com a adoção do sistema, o número de pessoas envolvidas e processos diminuiu drasticamente. A burocracia pode impactar em até um quinto o custo total de transporte por contêiner”, explica Regina Nori, líder de soluções técnicas da IBM Brasil.

Segundo a executiva, quando o experimento foi iniciado, o foco maior era fazer o tracking da carga, mas percebeu-se que existia uma burocracia gigantesca nos processos. Com o passar do tempo, o foco passou a ser também reduzir o volume documental, o chamado paperless trade, o que diminui o risco de erro e a incidência de fraudes.
Para Stefan Rehm, o mercado brasileira precisa estar aberto a esta inovação. “Eu concordo que é um desafio trazer o Blockchain para o Brasil, porque a tecnologia é muito nova, mas se todos esperarem o momento certo chegar, ele nunca chega. É um desafio, mas somos empreendedores. Se não investirmos agora, outros virão. Não acredito que a tecnologia seja cara, mas sim todo o processo de treinamento e adoção dos procedimentos pelo mercado”, aponta.

Tags, , , , , , ,

Intelipost participa de Fórum E-commerce Brasil e concorre a prêmio de inovação

A Intelipost (www.intelipost.com.br), empresa de software e serviços para gestão logística de frete, participará do Fórum E-commerce Brasil 2016, que será realizado nos dias 26 e 27 de julho no Transamerica Expo Center, em São Paulo. A empresa apresentará ao público atualizações da plataforma de frete fracionado.

Essa edição do Fórum E-commerce Brasil contará com a participação de mais de 100 expositores e 60 palestrantes de diversos segmentos de atuação e entrega do Prêmio E-commerce Brasil de Inovação.

A empresa disputa na categoria Logística com duas indicações: como Empresa Inovadora e Profissional do Ano, com o Stefan Rehm, cofundador da Intelipost.

“Ficamos muito felizes de ver que nossa empresa e nossas soluções tem sido reconhecidas pelo mercado. Ainda ser indicado como profissional do ano foi uma surpresa, mas que valoriza ainda mais todo o esforço da equipe e o crescimento da Intelipost”

As votações estão abertas ao público e encerram no dia 18 de julho, com anúncio dos vencedores no Fórum. O Prêmio E-commerce Brasil de Inovação, que acontece desde 2011, é o mais importante em termos de reconhecimento profissional e e-commerce, e em 2015, reconhece também as lojas e fornecedores mais inovadores do mercado.

Fórum E-commerce Brasil 2016

Data: dias 26 e 27 de julho
Local: Transamérica Expo Center
Endereço: Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387,Santo Amaro, São Paulo – SP
Mais informações: www.ecommercebrasil.com.br/forum2016

Tags, , , , , , ,

Tendências da logística para aumentar as vendas no e-commerce

A migração do varejo offline para o online é uma tendência que vem aumentando a cada ano e muitos empreendedores veem no e-commerce uma oportunidade para ampliar suas atividades comerciais.

A dinâmica desse mercado exige agilidade para atender a demanda e manter a satisfação do cliente em meio a tantas variáveis que interferem diretamente na questão da entrega. A complexidade do sistema de fretes precisa levar em conta a redução de custos com eficiência operacional.

A Intelipost é uma plataforma especializada em gerenciamento de logística para o pré e pós-venda desenvolvida para fazer a conexão entre embarcadores e transportadoras por meio de um sistema que identifica as melhores opções de transporte.

Oferecer serviços inovadores e de qualidade sempre atenta às novidades do mercado é o maior estímulo para a Intelispot. A última edição do “E-commerce Delivery”, maior evento mundial sobre logística que aconteceu em Londres, no primeiro trimestre de 2016, contou com a presença do fundador da Intelipost, Stefan Rehm, que identificou algumas tendências para o mercado de logística aplicado ao e-commerce, algumas delas já praticadas junto a seus clientes e outras que ainda tendem a demorar a aparecer no Brasil, segundo Rehm.

1) Entrega Reversa com horário agendado

Agendamento de entrega é um assunto muito importante para maximizar conveniência para o consumidor final e garantir sucesso na primeira tentativa. As transportadoras estão criando janelas de entrega e coleta entre 1 e 4 horas para o consumidor agendar o serviço não só num dia especifico mas também na hora certa.

2) Entregas em um “safe place”

O serviço de entrega em lugares pré-indicados no endereço de destino é uma questão de conveniência e segurança para o consumidor. As especificações do tipo “Deixar com vizinho X”, “Depositar com porteiro”, “Deixar na empresa X” ou “Não deixar com o porteiro” vêm seguidas de uma imagem do local onde foi depositado o pacote

3) Entregas em “pontos de coleta”

Além da entrega no domicilio, as transportadoras oferecem entregas em lugares onde o consumidor consegue retirar o pacote, como os “Lockers” da transportadora, lockers de empresas especializadas em lockers, por exemplo a Intelipost, lojas próprias e lojas parceiros.

4) Aplicativo da transportadora para consumidores

As transportadoras refizeram os apps para oferecer mais conveniência para o consumidor, que consegue consultar qualquer tipo de informação pelo aplicativo, como status do pedido, agendar entrega, solicitar reversa, avisos em tempo real.

5) “In flight” modificações

As transportadoras começaram a oferecer a opção in “flight” , recurso que permite modificar o fluxo de entrega durante a mesma. O próprio consumidor consegue modificar o endereço de entrega, o agendamento de entrega, devolução, etc. O ponto crucial dessa conveniência para o consumidor é que não há envolvimento da loja, assim não há custo a mais para ele.

6) OmniChannel

Todas as lojas com presença física estão expandindo a sua operação para canais virtuais, onde o consumidor pode explorar todas as maneiras de interação. Para algumas lojas, essa tendência já representa 35% da receita total, sendo a “Click & Collect” a forma mais comum, seguido do “Return in-store”.

7) Cross Border

Essa tendência se refere a formas de entrega que ultrapassam fronteiras, como a Inbound e Oubound. A primeira é uma gestão de entrada com fluxo concentrado nos fornecedores, enquanto a segunda se volta para o uma única fonte de entrega. As duas formas estão crescendo fortemente. O maior facilitador dessa tendência são transportadoras e softwares que conseguem reduzir a complexidade tributaria na importação e exportação. O aumento em volume baixa o custo de transporte que, em torno, aumenta a quantidade de entregas cross-border.

Tags, , , , ,