Tag StartSe

StartSe e JA Brasil realizam evento gratuito para ajudar empreendedores na criação de startups

Projetar e dar vida a um novo negócio é o primeiro grande desafio do empreendedor. E foi para apoiar jovens que buscam colocar em prática suas ideias, que a organização social JA Brasil e a escola de negócios StartSe promovem a Jornada JA Startup. Trata-se de um evento online, aberto e gratuito inspirado em um curso homônimo já realizado pelas instituições. Mais breve, a nova iniciativa tem como intuito apresentar aos participantes de forma objetiva conceitos e modernas ferramentas de inovação, tecnologia e empreendedorismo, guiando-os no processo de criação de modelos de negócios disruptivos. O programa ocorrerá entre os dias 10 e 30 de novembro, com aulas, entrevistas e palestras ao vivo, sempre de terça a quinta-feira, das 17h às 18h.

Ao longo das três semanas do programa, os participantes terão a oportunidade de trabalhar em cima de uma ideia de startup que vislumbram, modular um produto e modelo de negócios e, ao final, apresentar o pitch da sua startup. Estes projetos, por sua vez, poderão ser inscritos no Desafio JA Startup, que premiará o melhor deles com uma bolsa para o programa online da Founder Institute, uma das maiores aceleradoras de startups em estágio inicial do mundo, sediada no Vale do Silício. Uma primeira seleção será realizada pelos próprios organizadores da Jornada e os dez com maior destaque passarão por um júri com a instituição americana.

Apesar de direcionado a jovens de 15 a 29 anos, não haverá qualquer limitação etária, geográfica ou de nível de escolaridade. As inscrições poderão ser realizadas entre os dias 27 de outubro e 10 de novembro, através do site jastartup.online.

As aulas serão ministradas ao vivo por profissionais da linha de frente da StartSe como Junior Borneli, fundador e CEO; Cristiano Kruel, head de inovação; e Pedro Englert, sócio. O programa também contará com a presença de lideranças e grandes empreendedores do mercado brasileiro.

“Sem dúvida alguma, damos mais um passo em prol do ensino empreendedor, apresentando a jovens de todo o Brasil conceitos ligados à inovação e essa nova economia, já tão presente em nosso dia a dia”, afirma Bety Tichauer, diretora superintendente da JA Brasil. “Firmamos ainda uma parceria com o Founder Institute, justamente para ampliar as possibilidades para que essas startups idealizadas durante o programa ganhem o mundo”, conclui.

Para a Head do programa JA Startup, Renata Tomazeli, a jornada é uma oportunidade mais abrangente para atender pessoas ainda não alcançadas pelo programa . “Nesta edição, não teremos restrições. A Jornada será aberta a todos que tenham interesse e queiram desenvolver as habilidades do agora. Lembrando que os empreendedores nunca tem todos os recursos ou prazos necessários, geralmente trabalham sem as condições ideais o que exige muita criatividade, determinação e resiliência. Exercitamos tudo isso no JA Startup”, diz.

Da ideia para a realidade

Camila Moyano, de 23 anosfoi uma das participantes do programa JA Startup realizado em agosto deste ano. Na ocasião, ela e seu namorado, Felipe Guerra, idealizaram a Feltroca, uma startup de trocas de brinquedos de feltro por assinatura. A iniciativa tem como objetivo incentivar nas crianças um novo olhar para o brincar, de modo mais consciente e sustentável para o planeta.

“Durante a pandemia, comecei a criar brinquedos de feltro como forma de distração, sem um propósito muito certo de negócio. Depois, ficamos sabendo do programa JA Startup e nos inscrevemos. O curso veio na hora certa e potencializou em nós o empreendedorismo. Passamos a acreditar e nos apaixonar pela Feltroca, um projeto totalmente inspirado no que a maternidade e paternidade trouxe para nossas vidas”, conta Camila, que é mãe de um menino de 5 anos.

Feltroca saiu do papel e atualmente atende famílias de dois bairros do Rio de Janeiro. A startup disponibiliza para os clientes dois planos de assinatura, que variam de R$ 20 a R$ 30 mensais, de acordo com a quantidade de trocas e de números de brinquedos disponibilizados para a criança.

Tags, , ,

StartSe University se consolida como escola internacional de negócios

Em mais um passo em direção a facilitar o acesso de brasileiros à conhecimentos produzidos por líderes globais da nova economia, a escola de negócios StartSe vai ampliar a atuação da StartSe University, até então sua base educacional no Vale do Silício. A partir de agora, este braço da companhia volta-se exclusivamente para a educação executiva, conectando-se ainda com os demais hubs da organização, hoje presente em São Paulo e também na China, Israel e Portugal.

Além dos programas de imersão já realizados, a instituição ofertará cursos online voltados para este público em específico. No cronograma, já constam dois novos programas, previstos para o mês de novembro. Blitzscalling é um deles. O curso abordará técnicas modernas para escalar empresas e será ministrado diretamente por Chris Yeh, empreendedor e criador deste consagrado método, adotado por empresas como Amazon, LinkedIn, Airbnb. As aulas serão realizadas online, ao vivo e terão tradução simultânea.

O outro curso já agendado é o XBA, Xponential Business Administration, um programa inédito de certificação internacional para formar gestores exponenciais. Ele será realizado em parceria com a Nova SBE, uma das maiores escolas de negocio da Europa e contará com um grupo de professores direto do Vale do Silício.

A StartSe University é a materialização da principal crença da companhia, a de que as pessoas não aprendem mais da mesma forma e de que nosso modelo de educação ensina a trabalhar em empresas do passado. “Se a educação serve para adaptação às mudanças de que adianta um conhecimento antigo? Nossa ideia é oferecer uma educação inspiradora e imersiva onde o foco é o conhecimento do agora”, comenta Junior Bornelli, fundador e CEO da StartSe. “Estamos buscando ampliar nossas parcerias e nossa atuação para levar o melhor da educação executiva do mundo aos líderes brasileiros, para que eles saiam do modo sobrevivência e possam ditar as regras da disrupção em seus mercados”, reforça.

Desde sua fundação oficial, em 2015, 100 mil pessoas passaram pelos cursos, programas e eventos da StartSe, o que faz dela uma das principais formadoras de habilidades e de conhecimento para a Nova Economia. Só nos últimos três anos, cerca de 5 mil pessoas passaram por seus programas de imersão internacionais. Até o final de 2021, a companhia tem como meta atingir mais de 500 mil profissionais com seus eventos online, curso e imersões internacionais.

Atualmente, a companhia organiza o maior evento de inovação da América Latina, a Silicon Valley Web Conference, que já acumulou mais de 300 mil inscrições e conta com a participação de experts do Vale do Silício.

Tags, ,

Competição de startups, Extreme Tech Challenge acontece em outubro

StartSe e Extreme Tech Challenge (XTC) anunciam o lançamento do “XTC Brasil”, que visa elevar e apoiar startups brasileiras que estão construindo negócios revolucionários e com impacto positivo na sociedade. O XTC Brasil é um dos muitos eventos regionais realizados pelo XTC, a maior competição de startups do mundo para empreendedores que enfrentam desafios globais.

O XTC Brasil acontecerá no dia 30 de outubro, durante a Silicon Valley Web Conference da StartSe, que promete ser o maior evento de inovação, tecnologia e transformação digital já realizado na América Latina. O evento já acumulou mais de 300.000 inscrições e confirmou mais de 100 palestrantes, incluindo Tim Draper, da Draper Associates, Marc Tarpenning, cofundador da Tesla, Michael Seibel, da Y Combinator, Henrique Dubugras, da Brex, Hugo Barra, do Facebook, e David Velez, do Nubank.

“Nestes tempos de pandemia global e desastres naturais cada vez maiores e destrutivos, há uma necessidade urgente de soluções inovadoras que possam ajudar a resolver os problemas mais extremos do mundo”, disse Young Sohn, cofundador da XTC, presidente e diretor de estratégia, Samsung Electronics e presidente do conselho da HARMAN.

“As startups brasileiras têm uma rica história de criação de tecnologias de ponta que ajudam a promover mudanças sociais e melhorar a vida de muitos. É por isso que estamos orgulhosos de apoiar o lançamento do XTC Brasil e liderar a primeira competição regional de startups na América do Sul”, disse Bill Tai, cofundador da XTC e sócio emérito da Charles River Ventures.

“O XTC é um evento de extrema importância para o universo global de startups. Sediar esta primeira edição no Brasil, sem dúvida alguma, é um prazer imenso”, afirma Junior Borneli, fundador e CEO da StartSe. “Temos ao nosso redor empresas e startups dos mais diversos setores. São players que estão disruptando seus respectivos mercados e que têm todo o interesse em criar negócios revolucionários e de impacto”, completa

O Comitê de Avaliação do XTC Brasil analisará todos os candidatos. Dez startups serão então selecionados para apresentar os principais investidores de risco regionais e globais diante de uma audiência ao vivo no dia 30 de outubro. Os jurados do XTC incluem Veronica Serra da Innova Capital, Antoine Colaço do Valor Capital Group, Carlos Kokron da Qualcomm Ventures, Chris Chu da Samsung Catalyst Fund e Pat Burtis da Amadeus Capital.

Os juízes selecionarão três startups vencedoras que avançarão para as finais globais do Extreme Tech Challenge em maio e junho de 2021. Além disso, os três finalistas selecionados serão elegíveis para participar do XTC Bootcamp em maio de 2021 com orientação e treinamento fornecidos por líderes mundiais e investidores em tecnologia. Eles também terão a chance de competir pelo título de Vencedor Global do Extreme Tech Challenge.

As startups brasileiras que estão construindo negócios escaláveis ​​com impactos sociais positivos nas áreas de saúde, educação, fintech, transporte, cidades inteligentes, tecnologia limpa, energia, agrotech, alimentos e água e tecnologias facilitadoras estão convidadas a se inscrever em extremetechchallenge.org até outubro 9, 2020.

Tags, , ,

Fintech Conference reúne especialistas do setor mais poderoso das startups

As fintechs, startups de tecnologia voltadas para o mercado financeiro, ganharam milhões de clientes por desburocratizarem e agilizarem o acesso a produtos e serviços financeiros. Para compreender o novo cenário financeiro do Brasil e do mundo, a StartSe, empresa de educação continuada e o maior ecossistema de startups do Brasil, e a ABFintechs (Associação Brasileira de Fintechs) promovem, em 22 de maio, a Fintech Conference em São Paulo.

O maior evento do setor da América Latina reunirá os maiores players e empresas do segmento para apresentar as principais tecnologias e oportunidades de mercado para empreendedores, investidores e profissionais. O evento será palco para exposição do ecossistema de tecnologia financeira e debates sobre o impacto positivo gerado por essas empresas no mercado nacional.

O Brasil é destaque entre os países da América Latina tanto em quantidade, quanto na qualidade das fintechs. As oportunidades são imensas: 694 fintechs atuam no Brasil, segundo a ABFintechs. O Nubank é só um exemplo de sucesso de startup que entendeu o mercado em um país onde quase metade da população é desbancarizada. Por focarem em segmentos específicos, de forma nichada, as fintechs conseguem oferecer alta performance com custos reduzidos. Tanto que 12% das fintechs brasileiras faturam mais de R$ 10 milhões por ano, segundo pesquisa da ABFintechs em parceria com PwC Brasil (PricewaterhouseCoopers).

Mais de R$ 1 bilhão foi investido nessas empresas ao longo de 2018 e 41% das fintechs ainda aguardam financiamento, o que mostra o potencial desse mercado. Mesmo os bancos de varejo já começam a incorporar o “espírito fintech”, com investimentos pesados em inteligência artificial e processos ágeis. Das 250 maiores fintechs de 2018 em todo o mundo, 30 delas (12%) se tornaram unicórnios (valor de mercado acima de US$ 1 bilhão), e quatro dos cinco unicórnios que alcançaram este patamar no Brasil em 2018 são fintechs. Em 2019, há espaço para muito mais.

Fintech Conference, da StartSe e ABFintechs.

Quando: 22 de maio, das 9h às 18h.

Local: Promagno Centro de Eventos.

Endereço: Avenida Professora Ida Kolb, 513 – Jardim das Laranjeiras. São Paulo/SP.

Ingressos: http://bit.ly/2CvuOTk

Tags, , , ,

Cresce o número de startups com soluções voltadas ao varejo

Um bom ponto comercial na rua ou no shopping, por si só, não é mais garantia de excelente resultado de venda. Além de uma mercadoria de qualidade, colaboradores bem treinados, preços atrativos e facilidades na negociação do pagamento, o consumidor busca algo a mais. É pensando nisso e na possibilidade de oportunizar a compra sem sair de casa, pesquisar fora de horário ou até mesmo adquirir numa determinada loja e retirar o produto noutra que centenas de startups brasileiras tem se dedicado a pensar melhorias tecnológicas para o varejo.

A inovação que antes parecia coisa de ficção científica ganhou a palma da mão. Nos últimos 10 meses, segundo uma pesquisa desenvolvida pelo OasisLab (primeiro centro de inovação especializado em varejo do Brasil), em conjunto com a Startse, maior hub de startups do Brasil, e a Neomode, o número de startups nacionais focadas em tecnologias voltadas para melhorar a forma de relacionamento com o consumidor subiu de 115 para 194. É o que mostra o estudo “Loja 4.0: Panorama das startups brasileiras do varejo – 2ª edição 2018”, recém lançado em São Paulo para mais de 200 empresários e profissionais das áreas de varejo e tecnologia de todo o país.

Segundo a especialista em varejo e responsável pelo laboratório de startups do OasisLab, Fabíola Paes, a integração entre os pontos de venda on-line e off-line possibilita a criação de novos mercados para as empresas e isso significa alternativas extras para quem está interessado em crescer, mesmo em meio à crise.

“A adição de 85 novas startups ao estudo mostra o aumento da tecnologia e novas macrotendências de inovação como logística, sustentabilidade e e-commerce, que traz muitas facilidades para o cliente e o varejista. Mais do que retratar profundas transformações na forma de comercialização de produtos no país, a pesquisa revela que embora a loja física ainda seja referência para o varejo, a cada dia aumenta a necessidade de interação com tecnologias digitais mais acessíveis e amigáveis para o consumidor, tais como smartphones, tablets, relógios conectados e óculos de realidade virtual”, conta a especialista.

Para Cláudia Backes, Gerente de Comunidade da Startse, a busca por um cliente satisfeito tanto com o produto, quanto com a experiência de compra, fez surgir um novo mercado. É aí que entram as startups que aparecem no estudo. “Estudos como este nos mostram que o Brasil tem potencial de se posicionar em um mercado global nesta vertical. Temos muitas startups desenvolvendo negócios inovadores, na maioria resistindo aos primeiros anos de atuação, que representam a maior taxa de mortalidade de startups. É muito bom perceber que o mercado parece estar se dando conta das suas fragilidades e apoiando as startups como parte fundamental da sua transformação para a Nova Economia”, completa.

Soluções e inovações

Para desenvolver o estudo a equipe do OasisLab contou com o banco de dados da Startse, além de acessar os dados da primeira pesquisa feita em 2017, que contava com a base da Associação Brasileira de Startups, o Ranking 100 Open Startup e do Laboratório de Varejo da Universidade Positivo. O objetivo foi apontar as novas empresas de tecnologia brasileiras que tem como força motriz a inovação e como elas estão dispostas a resolver “as dores do lojista”, que englobam todos os detalhes do processo de compra e entrega; situações que vão desde dificuldades de gerenciamento de estoque, atrasos de entrega, questões de relacionamento com o cliente, entre outros.

Assim, as startups foram dispostas num grande círculo que remete à figura de uma mandala, organizada em nove eixos que sintetizam soluções e inovações nas áreas de realidade virtual, inteligência artificial, e-commerce, engajamento do consumidor, internet das coisas, logística, operação, pagamentos e sustentabilidade.

“Reunir os fornecedores de tecnologia de forma tão didática para quem precisa da informação especializada, no caso o varejista, é algo sensacional. Sem falar na riqueza que é ver o Brasil produzindo soluções que também estão sendo colocadas em prática no comércio da Europa e da América do Norte”, explica um dos principais apoiadores do projeto e fundador do OasisLab, Hélio Biagi. Em janeiro, ele esteve na NRF Retail’s Big Show, nos Estados Unidos, e acompanhou o impacto que a tecnologia ofertada pelas startups traz ao comércio do mundo todo. “Temos uma nova realidade de mercado e de varejo e não podemos mais pensar isso tudo sem as startups”, completa.

Para visualizar o quadro com a mandala, seus nove eixos e os desenvolvedores de tecnologia basta acessar o link https://oasislab.com.br/ panorama-das-startups- brasileiras-que-estao- transformando-o-varejo-loja-4- 0-2a-edicao-2018/

Esse desenvolvimento teve o apoio acadêmico do Núcleo de Varejo Retail Lab da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e do CEPEV- USP Centro de Pesquisa de Varejo da USP.

Tags, , , , , , , , , , ,

Novo programa da Alphaville Urbanismo selecionará startups para parcerias comerciais

O período de inscrições para as startups interessadas em participar do Alpha Inova, organizado pela Alphaville Urbanismo, em parceria com a Innoscience e a Startse, vai até o dia 14 de agosto. Podem se inscrever startups que possuam MVP estruturado e que atuem nos segmentos de Construção e Sustentabilidade, Relacionamento e Atendimento, Processos Internos, Crédito e Cobrança, Marketing e Vendas, além de Comunidade e Serviços.

O Alpha Inova é um projeto inovador no mercado imobiliário brasileiro, onde a maior urbanizadora do país selecionará startups com projetos nos seis segmentos para conectarem-se com suas áreas de negócios e testarem as suas soluções, podendo gerar parcerias comerciais. No dia 1º de setembro aproximadamente 15 startups selecionadas poderão se apresentar em formato de pitch no Alpha Inova Day, para executivos, líderes e colaboradores da Alphaville Urbanismo em São Paulo.

Após a divulgação das selecionadas, ocorre a Semana da Conexão, entre os dias 11 e 14 setembro, quando as startups entenderão os desafios enfrentados no dia a dia dos negócios. No dia 15, elas apresentarão as propostas de projeto piloto, que serão selecionadas pelos líderes da Alphaville Urbanismo para execução a partir de outubro. O programa termina no dia 18 de dezembro, resultando na seleção de startups para se tornarem fornecedoras ou parceiras da Alphaville Urbanismo.

Os interessados podem realizar suas inscrições gratuitamente no site http://alphainova.com/

Tags, , , , , ,

Multiplus e StartSe se unem para apoiar startups inovadoras

Estão abertas as inscrições para a seleção de startups inovadoras que tenham sinergia com os negócios da Multiplus. A rede de fidelidade líder do setor fechou contrato com a StartSe, maior plataforma de negócios e conexão para startups do Brasil, para apoiar o ecossistema de startups e incentivar o empreendedorismo em seu ramo de atuação.

Empresa altamente arrojada, a Multiplus, que já conta com as startups FitFly e Brused em seu portfólio, está constantemente em busca de novas parcerias em áreas ainda não exploradas pelo setor de fidelidade. O objetivo da companhia é diversificar seus negócios com startups e, assim, oferecer aos participantes novas maneiras de juntar pontos, dentro da estratégia de estar presente em todas as atividades do cotidiano.

“Temos certeza de que nossa rede com mais de 400 parceiros e 16,5 milhões de participantes é uma plataforma capaz de alavancar startups inovadoras, beneficiando a nossa rede e também os empreendedores”, explica Ronald Domingues, diretor de finanças e relações com investidores da Multiplus.

Todo o programa de busca e seleção dessas startups será feito pelo StartSe. As inscrições devem ser realizadas através do StartSe Base, plataforma que já reúne quase 6 mil startups cadastradas.

Com grande atuação na área corporativa, o StartSe já realizou iniciativas semelhantes com clientes como Visa, Tecnisa, XP Investimentos, Flytour, Banco Cetelem e L’Oreal.

Tags, , ,

StartSe promove terceira edição do Invest Class e reúne os melhores investidores do país

No próximo dia 01 de dezembro, o StartSe, maior plataforma de startups do Brasil, realiza a terceira edição do Invest Class, evento que cria uma oportunidade única para empreendedores e startups que estão em fase de captação de investimento ou que pretendem fazer isso em um curto período de tempo.

Marco Poli, Fábio Póvoa, Edson Rigonatti e Pedro Englert discutem todos os aspectos que os investidores buscam quando decidem investir em uma startup e sobre o que os empreendedores precisam fazer para encantar esses investidores e, consequentemente, alavancar seus negócios.

“É crescente o número de startups dos mais diferentes segmentos no país e, claro, aumenta também a procura por investidores. As duas edições anteriores do Invest Class foram um sucesso justamente por ajudar os empreendedores a encontrar um caminho para encantar os fundos ou investidores anjo no Brasil. Temos grandes expectativas para essa edição”, explica Pedro Englert, CEO do StartSe.

Além do conteúdo ministrado por esses investidores, as startups participantes terão, como bônus, a oportunidade de apresentar um pitch para uma plateia de dez investidores convidados, no final do dia. O encontro acontece em São Paulo, das 9h às 18h, na sede da Microsoft, que apoia o evento. As inscrições podem ser feitas no site do encontro: eventos.startse.com.br/investclass.

Tags, , , , , , ,