Tag smartphones

Smartphone é o dispositivo mais utilizado e valorizado pelos brasileiros

O smartphone é o principal aliado da vida conectada dos brasileiros, mas também é um dos responsáveis pelos maiores índices de frustração quando se fala em itens eletrônicos entre os consumidores. Esse foi um dos destaques da Pesquisa “A Década Conectada 2020”, realizada pela primeira vez no Brasil pela Assurant, líder global em produtos e serviços de proteção ligados a vida conectada. Aqui no país foram ouvidos 1.071 adultos acima de 18 anos, além de mais de 5 mil participantes em outros cinco países – Estados Unidos, Canadá, Japão, Reino Unido e Alemanha. O objetivo foi entender os principais anseios e necessidades dos consumidores em cada localidade, para poder atendê-los de maneira assertiva na oferta de soluções e proteção de seus bens.

O estudo acontece no contexto em que a população está conectada 24 horas por dia e isto mudou completamente as interações humanas, potencializando as relações. Para termos uma ideia, três em cada quatro brasileiros acessam a internet e o principal meio é pelos celulares e smartphones, o que equivale a 134 milhões de pessoas conectadas, de acordo com último levantamento da TIC Domicílios, divulgada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil.

Essa ampliação do acesso a tudo e a todos com apenas alguns cliques vêm alterando o comportamento social e o grau de importância desses dispositivos na vida das pessoas. Na pesquisa conduzida pela Assurant no Brasil, o destaque para o smartphone como item mais valorizado pela população, também revelou que 55% dos entrevistados demonstraram já terem tido problemas relacionados à manutenção e performance do dispositivo. Aproximadamente 30% tiveram gastos adicionais relacionados a solução dos problemas nos equipamentos e, além dessas pessoas outros 10% não conseguiram ter o seu problema resolvido apesar de terem despendido alguma quantia para essa finalidade.

“Nessa jornada do consumidor brasileiro, novas necessidades influenciam a reinvenção das ofertas das organizações. Por isso, ao longo da próxima década, a Assurant continuará a analisar e a compartilhar percepções sobre os comportamentos de compra do consumidor conectado, buscando direcionar esforços em busca de inovações e transformar essas percepções em programas viáveis que aprimoram a experiência dos usuários com a vida conectada”, ressalta Federico Bunge, Presidente da Assurant na América Latina.

Proteção de smartphones: algo pouco difundido no Brasil

No levantamento, 48% dos entrevistados não adquiriram nenhum serviço de proteção. Deste total, 75% afirmaram não ter feito por falta de conhecimento sobre a oferta, entre outras razões.

“Esse cenário abre oportunidade para oferta de novos serviços que atendam às expectativas dos consumidores. Embora o Brasil ainda tenha baixos índices de adesão a seguros e prevenção de forma geral, a cultura do seguro vem crescendo a cada ano, principalmente pela percepção de comodidade e economia quando eventos inesperados acontecem. No caso dos smartphones, seja para um simples reparo ou até a necessidade de reposição do bem, a conclusão a que se chega é que o custo-benefício é bastante vantajoso, em especial quando oferecido por empresas especializadas e de confiança”, complementa Ricardo Fiuza, Presidente da Assurant no Brasil.

Ao levar em consideração que, de acordo com a pesquisa, a principal preocupação está relacionada à performance dos aparelhos, próximo a 70% dos entrevistados demonstraram interesse em adquirir um plano de proteção ou garantia estendida que considere a cobertura de danos ou falhas mecânicas em todos os equipamentos conectados que possuem. Ao mesmo tempo que relataram vulnerabilidades relacionadas ao uso de dados pessoais. Cerca de 50% dos entrevistados afirmaram se preocupar com delitos digitais, como roubo de identidade ou de dados relacionados ao cartão de crédito, por já terem vivenciado tal situação.

“Ao entender seus anseios e temores, buscamos sempre ofertar soluções que tragam mais segurança aos consumidores. Mantemos nosso compromisso com a confidencialidade de informações para garantir os melhores serviços de proteção dos bens, seguindo todos os protocolos de proteção de dados e em linha com todas as determinações dos órgãos reguladores”, complementa Fiuza.

A Assurant tem uma longa trajetória de inovação, juntamente com um foco implacável nas necessidades do consumidor – e continuará a evoluir sua estratégia e visão por meio de pesquisas contínuas do consumidor, desenvolvimento de novos produtos, melhorias na experiência do cliente e investimentos estratégicos que proporcionam a evolução contínua das necessidades desses consumidores. A pesquisa completa, assim como análises e dados mais aprofundados estão disponíveis no Portal: www.assurant.com.br

Tags, ,

Smartphone será meio mais utilizado para compras do fim de ano, aponta pesquisa Salesforce

A Salesforce [NYSE: CRM], líder mundial em plataformas CRM, realizou uma extensa pesquisa para prever como será o comportamento dos consumidores no período entre a Black Friday e o Réveillon. De acordo com o levantamento, os smartphones vão dominar o comércio eletrônico no período, sendo utilizados mais do que qualquer outro dispositivo para realizar pedidos em lojas virtuais. Além disso, a receita proveniente das compras de fim de ano deve crescer 13% em relação a 2017, sendo que 35% desse faturamento deve ser gerado por recomendações via inteligência artificial (IA) – um aumento de 25% em relação à mesma época do ano passado.

Para chegar aos resultados, a Salesforce combinou 6.000 entrevistas em seis países (relatório Shopper-First Retailing) com os insights gerados pelas atividades de 500 milhões de consumidores em 53 países, além de bilhões de transações realizadas via Commerce Cloud.

As principais previsões da Salesforce para o comércio eletrônico no fim de ano:

– Pela primeira vez no período, as compras realizadas por smartphones (46%) devem ultrapassar as feitas por computadores (44%) e tablets (9%).

– As plataformas móveis serão responsáveis pelo número recorde de 68% do tráfego de comércio eletrônico neste período, crescimento de 19% ano a ano.

– O tráfego em plataformas móveis vai atingir seu pico na véspera do Natal, com 72% dos acessos e 54% dos pedidos feitos pelo smartphone.

– A entrega grátis é a grande tendência da temporada: 72% de todos os pedidos vão ser entregues sem custo, número pouco maior do que o observado em 2017.

“As tecnologias móveis são, sem dúvida, a principal força inovadora no varejo desde o surgimento do comércio eletrônico”, diz Rick Kenney, líder de Insights de Consumidores da Salesforce. “Este é o ano do smartphone: a maioria dos pedidos e acessos será feito dessa plataforma. Nesta temporada, o número de acessos via telefone vai ser maior do que o total de acessos a lojas virtuais, de todas as plataformas juntas, ao longo de toda a temporada de festas de fim de ano de 2015. Até mesmo aqueles que preferem as lojas físicas usam tecnologias móveis: 83% dos consumidores entre 18 e 44 anos usam seus telefones enquanto estão nas lojas”, complementa.

– O Instagram vai gerar 51% mais tráfego para sites de comércio do que em 2017, enquanto o Facebook vai observar uma redução de 7%. O tráfego via mídias sociais vai ultrapassar 5% durante as festas de fim de ano, um aumento de 17% em relação aos números do ano passado.

– Sites de saúde e beleza são os principais destinos dos consumidores impulsionados pelo Instagram.

– As recomendações feitas por Inteligência Artificial responderão por 35% de toda a receita do e-commerce no período, um crescimento de 25% em relação à temporada de 2017.

“Quase dois terços dos consumidores acreditam que as lojas não os conhecem de verdade. Incorporando IA às experiências de compra, as lojas conseguem entender melhor o que as pessoas precisam, personalizam as recomendações e aumentam a receita”, diz Kenney.

Tags, , , ,

Smartphone 3 em 1 – vivencie a era dos aplicativos

Por Ronan Maia

Quer saber como os smartphones fazem a sua empresa inteira caber na palma da mão? E não pense que estou aqui para falar sobre novidades em telefonia. Quero mostrar como os aplicativos móveis podem potencializar as experiências e produzir resultados para o seu negócio. Os apps estão mudando a prática varejista, seja para o cliente, o vendedor ou o gestor da loja. São três frentes em um único meio, com um conjunto de benefícios voltados à eficiência. Isso é transformação digital!

Em pesquisa divulgada no mês de abril, a FGV-SP apontou que, no Brasil, temos 220 milhões de smartphones ativos, o que significa mais de um por habitante. Estamos falando de digitalização da sociedade. Sendo assim, por que não, levar o seu negócio para dentro do smartphone?

Vamos ao exemplo do Pão de Açúcar, que inovou com um aplicativo de fidelidade, capaz de criar um novo relacionamento com os consumidores e proporcionar uma nova experiência de compras. E o que ele tem de diferente de tantos outros? Ele é atrativo. Dá descontos, prêmios e vantagens reais, fazendo com que o cliente queira instalar e usar o sistema sempre. Este é um dos desafios dos varejistas ao oferecer um app próprio: gerar interesse do consumidor. Você já parou para pensar em quais aplicativos de lojas tem no seu celular? É preciso criatividade para ser relevante e se destacar.

Claro que, para o varejista, qualquer movimento de digitalização tem que ser parte de uma estratégia que faça sentido para o seu negócio. Um app de fidelidade para descontos, por exemplo, também pode ser usado para uma compra sem atrito, como canal de pagamento direto entre cliente e marca, sem o intermédio de um vendedor. Basta fotografar o código de barras ou o QR Code da peça pelo app, que ele direciona, automaticamente, a um ambiente seguro para inserir os dados bancários. Com o processo finalizado, o consumidor já pode ir embora com o produto.

Para os que não abrem mão da interação humana, mas que também querem experiências digitais, o PDV móvel é bastante convidativo. Um smartphone na mão do vendedor permite que a compra seja realizada em qualquer ponto do ambiente. Imagine escolher um novo piso em uma loja de material de construção, com a facilidade do vendedor te acompanhar, consultar preços e disponibilidade de estoque, ali, enquanto você está tocando e olhando a peça – e poder realizar o pagamento sem pegar nenhuma fila, em um caixa tradicional! É uma jornada muito mais encantadora para o cliente.

Da mesma forma, para o vendedor, esse dispositivo surge como um grande aliado. Com camadas de inteligência artificial (IA), além do fechamento da venda, o ponto de venda móvel, proporciona um salto no atendimento e uma nova experiência de trabalho para quem faz o meio de campo entre marca e consumidor final.

Olhando no celular, assim que identifica um cliente (e isso pode acontecer por diversas maneiras, como o CPF, por exemplo), o profissional passa a ter em mãos, todo o seu histórico de compras, pontos a resgatar e sugestões de produtos específicas para aquele perfil, feitas pela IA. Isso coloca o vendedor em uma posição mais consultiva para o consumidor, que é surpreendido com um atendimento na loja física muito mais assertivo e pessoal. Como respostas, observamos o aumento do ticket médio e do mix comercializado.

Indo mais para dentro da empresa, o smartphone também é colocado na mão do gestor, com aplicativos móveis pensados para proporcionar maior eficiência no seu trabalho. Pesquisas apontam que a transformação digital, quando realizada com foco no colaborador interno, tem resultados duas vezes maiores do que as voltadas ao cliente final.

Na função gerencial, por exemplo, você tira o profissional que ficava preso no escritório, olhando para a tela do computador, com e-mails, papeis e sistemas – e coloca a mobilidade ao seu favor! Elimina as planilhas e leva experiências digitais, em que o gerente recebe os indicadores de negócio e controla todo o workflow de aprovações e encaminhamento de fluxo de trabalho pelo celular. Ele passa a estar na execução do varejo no seu dia a dia.

E isso vai se multiplicar nos próximos anos! Cada gerente pode ter um aplicativo que converse diretamente com as suas necessidades, para levar o seu negócio onde quer que esteja. Gerenciamento de equipes em mobilidade, sem precisar estar fixo em uma cadeira ou, mesmo, sem dar zoom no celular para visualizar documentos, mas por um app pronto e estratégico para o seu trabalho.

Um exemplo inspirador está na China, que conseguiu fazer o WeChat – o “tudo para todos”. Quase tudo pode ser feito com uma única plataforma, da troca de mensagens, ao pagamento de contas, o agendamento do banho do seu pet, até o envio de currículos. É um país bastante avançado no quesito aplicativos móveis e um modelo dessa evolução do mercado. No Brasil, certamente, as empresas devem considerar o smartphone como um instrumento de relacionamento com os clientes e os seus colaboradores. Isso é a revitalização dos negócios! Quem não estiver olhando para isso, hoje, vai perder em produtividade, eficiência e competitividade.

E você, está preparado para ter o seu negócio nas suas mãos? A transformação dos aplicativos e smartphones já começou e a sua empresa faz parte dela!

Por Ronan Maia, vice-presidente de Distribuição e Varejo da TOTVS

Tags, , , ,

Kaspersky Lab alerta: 65% dos usuários de Android no Brasil perdem seus dispositivos

As férias acabaram e milhões de pessoas fizeram viagens nacionais ou até mesmo internacionais. Durante esse período, muitos aproveitaram a oportunidade para registrar lembranças preciosas desse tempo longe de casa. Na verdade, segundo a pesquisa com consumidores da Kaspersky Lab, mais de 25% dos brasileiros disseram que as fotos e os vídeos de suas viagens são os dados mais importantes contidos em seus celulares.

De acordo com as estatísticas da Kaspersky Lab*, o recurso antirroubo incluído no Kaspersky Internet Security for Android é executado em média 1,5 vez a cada minuto, e são registrados em média 23.000 dispositivos Android perdidos ou roubados por mês no mundo. As fotos de viagens são classificadas pelos usuários como os dados mais importantes armazenados em seus dispositivos, superando todos os outros, e a Kaspersky Lab tem recomendado que eles cuidem bem de suas lembranças de férias, protegendo corretamente os dispositivos em que foram registradas e armazenadas durante todo o período. Caso contrário, suas fotos podem entrar para as estatísticas de perdas e roubos.

Um outro estudo** da Kaspersky Lab mostrou que, no geral, 4% das pessoas em todo o mundo já tiveram um dispositivo perdido ou roubado. No Brasil, por exemplo, mais da metade (65%) dos casos envolveu dispositivos Android, seguidos de laptops (19%) e iPhones da Apple (20%). Um grande problema para os consumidores é que a substituição de um dispositivo perdido ou roubado pode chegar, em média, até R$ 3 mil.

Com a disponibilidade de ferramentas antirroubo simples e eficazes, agora os consumidores podem ativar o alarme do dispositivo, caso ele seja perdido; podem bloquear e localizar o dispositivo remotamente ou até tirar um retrato oculto do criminoso, se o dispositivo for roubado. Apesar dos riscos e da disponibilidade dessas opções de segurança, a pesquisa da Kaspersky Lab mostra que apenas 21% dos usuários brasileiros tiram proveito dos recursos antirroubo para proteger seus dispositivos.

Dmitry Aleshin, vice-presidente de marketing de produtos da Kaspersky Lab, afirmou: “Esses números indicam a dimensão dos casos de perda de dispositivos; e os 23.000 se referem apenas aos dispositivos Android com o recurso antirroubo da Kaspersky Lab ativado no mundo! Nesta época do ano, é importante considerar a proteção dos dispositivos. A proteção antirroubo é muito simples de usar e acessar; por isso, recomendamos que todos os usuários protejam seus dispositivos para ter segurança e tranquilidade durante suas férias e qualquer outro período”.

O recurso antirroubo da Kaspersky Lab, incluído no Kaspersky Internet Security for Android, evita que os dados do usuário sejam acessados caso o dispositivo seja perdido ou roubado. Por exemplo, se o usuário perder o dispositivo, ele poderá bloqueá-lo e localizá-lo dispositivo remotamente. Também é possível ativar o alarme do dispositivo, mesmo que o som esteja em modo silencioso.

*Números calculados com base no número de comandos antirroubo enviados pelos usuários do Kaspersky Internet Security for Android de 13 de junho a 12 de julho de 2018.
**O estudo foi realizado online pela Kaspersky Lab e B2B International em janeiro de 2018. 17.418 de 31 países participaram da pesquisa. Os dados foram ponderados para serem representativos e consistentes em escala global. Os dados globais excluem resultados da China.

Tags, , , , , ,

Roubo de Smartphones: metade dos internautas brasileiros já teve um celular roubado

A segunda edição da pesquisa anual sobre roubo de celulares realizada por Mobile Time em parceria com Opinion Box revela um crescimento alarmante da proporção de internautas brasileiros que já tiveram um telefone móvel roubado ou furtado. Em 12 meses essa proporção subiu 10 pontos percentuais, passando de 39% para 49%. Ou seja, hoje, metade dos internautas brasileiros já teve um celular roubado ou furtado pelo menos uma vez na vida.

Na pesquisa anterior, 38% das vítimas haviam sido roubadas/furtadas em menos de um ano. Agora, o percentual subiu para 45%. A maioria (62%) foi vítima apenas uma vez na vida; também na nova pesquisa, 35% duas ou três vezes; enquanto que 4% de azarados ou descuidados perderam o aparelho quatro vezes ou mais. Em média cada vítima teve 1,55 celular roubado/furtado. O Panorama Mobile Time/Opinion Box também constatou que o roubo de celular é mais comum que o furto. 63% das vítimas informam que da última vez foram roubadas, enquanto 37% foram furtadas.

“Crise na segurança pública, alto índice de desemprego, smartphones a preços proibitivos e a facilidade de compra e venda de aparelhos usados em mercados clandestinos estão entre os fatores que contribuem para esse aumento”, comenta Fernando Paiva, editor do Mobile Time e coordenador da pesquisa.

A pesquisa revela também o perfil das vítimas, por gênero, idade e classe social. E verifica qual costuma ser o seu comportamento após perder o aparelho (se faz ou não boletim de ocorrência, se compra um celular melhor ou pior que o anterior etc).

Outras descobertas:

– 70% dos usuários que tiveram celulares roubados ou furtados aproveitaram a ocasião para adquirir um aparelho melhor;

– Pouco menos da metade, (48%) registrou boletim de ocorrência (B.O.) na última vez em que foram roubadas/furtadas;

– 39% dos brasileiros já compraram um celular de segunda mão. O percentual é maior (44%) entre os que já tiveram um aparelho roubado ou furtado. Ou seja, quem perde um celular tem mais chance de recorrer à compra de um usado para economizar dinheiro;

– Não há diferença entre classes sociais: tanto nas classes A e B quanto nas classes C,D e E a proporção de vítimas é de 49%;

– É comum o brasileiro tomar providências de segurança somente depois de sofrer com algum problema do gênero: apenas 7% possui seguro para os aparelhos.

Tags, , , ,

Conheça funcionalidades pouco usadas no iPhone

Por José Alves Braga Neto

Não é à toa que os smartphones da Apple são tão prestigiados por seu público, afinal eles oferecerem experiências únicas para os seus usuários, trazem alta performance, atualizações constantes, maior durabilidade, segurança, além de um design diferenciado. Mesmo sabendo de todos os recursos oferecidos, será que você utiliza seu iPhone da melhor maneira? Dentre tantas ferramentas oferecidas, esses aparelhos também dispõem de funcionalidades extremamente úteis, mas que, muitas vezes, são desconhecidas. Pensando nisso, a nerd2.me, startup que disponibiliza suporte técnico, conectando um especialista que soluciona problemas e dúvidas técnicas dos usuários, listou seis funcionalidades pouco usadas em um iPhone. Confira!

Notas colaborativas

É possível compartilhar as notas com amigos e familiares por meio desse recurso altamente útil, mas pouco conhecido. As notas colaborativas permitem que outros usuários visualizem e editem documentos, juntamente com o proprietário. Para utilizar a ferramenta, é só ir até o menu de “compartilhamento” e convidar quem você quiser, via e-mail.

Esconda suas fotos

Quer manter suas fotos longe dos curiosos? Este recurso permite que se deixe imagens em segundo plano. Para ocultar é só pressionar a foto escolhida, acionando um menu de opções. Selecione “Esconder” e confirme, repetindo a primeira ação. Essa foto será direcionada para um álbum secreto, que apenas você terá conhecimento.

Controle por gestos

É possível controlar seu celular movendo apenas a cabeça. Em “Configurações”, selecione a opção “Geral”, e em seguida “Acessibilidade”. Você será direcionado ao “Controle por Botões”, onde deverá escolher a opção “Botões” e criar um código para sincronizar o movimento de sua cabeça, por exemplo, abrir aplicativos específicos e até tirar fotos.

Balance o aparelho para desfazer erros

É possível desfazer erros de digitalização apenas movimentando o celular. Vá em “Ajustes”, depois em “Geral” e selecione “Acessibilidade”. Ative a função “Agitar para desfazer” e facilite sua vida quando cometer esses erros.

Resposta rápida à mensagens

Não tem tempo de abrir uma conversa para respondê-la? O iPhone disponibiliza a função de responder conversas do iMessage diretamente das notificações. Para utilizá-la, é só dar dois toques no alerta, e assim serão oferecidas opções de respostas rápidas e emojis.

Escaneie documentos

Essa utilidade é muito vantajosa para quem está o tempo todo enviando documentos via mensagem. Para usá-la, abra uma nova anotação no aplicativo de Notas, aperte em “+” e escolha a opção “Escanear documentos”. Aponte a câmera para o documento que você deseja escanear e toque no botão de captura de imagem. Ao terminar, clique em upload e em seguida em “Criar PDF”.

José Alves Braga Neto é CEO fundador da startup nerd2.me, startup que disponibiliza suporte técnico, conectando um especialista que soluciona problemas e dúvidas técnicas dos usuários

Tags, , , , , ,

Samsung anuncia Galaxy S9 e Galaxy S9+ no Brasil

Com câmera com abertura dupla, que ajusta a iluminação automaticamente, Super Câmera Lenta e o My Emoji, para um jeito mais personalizado de se expressar, produtos trazem inovações desenvolvidas especialmente para a nova forma como nos comunicamos

A Samsung apresenta hoje no Brasil os novos modelos Galaxy S9 e Galaxy S9+. Por meio da mais avançada câmera desenvolvida pela companhia, os produtos chegam para reinventar a maneira com que compartilhamos e experimentamos o mundo ao nosso redor. Entre os destaques dos modelos estão a câmera com a lente de abertura dupla1, que possibilita fotos incríveis em locais com pouca ou muita luz, gravações em Super Câmera Lenta e o My Emoji, para explorar uma nova e emocionante maneira de se comunicar.

“Os smartphones são parte integral das nossas vidas e transformaram a maneira como as pessoas se comunicam para uma forma de se expressar, a cada dia, mais visual”, afirma Antonio Quintas, vice-presidente da área de Dispositivos Móveis da Samsung Brasil. “Por isso, os novos Galaxy S9 e S9+ foram desenvolvidos com uma câmera reimaginada, que muito mais que registrar fotos e vídeos, oferece aos usuários novas formas de criar e compartilhar conteúdo”.

Câmera Reimaginada

As pessoas desejam uma câmera de smartphone com tecnologia de ponta para que possam se expressar e contar sua própria história, de forma única. As câmeras dos Galaxy S9 e S9+ foram desenvolvidas tendo essa premissa como prioridade.

Abertura Dupla

Os momentos que gostaríamos de registrar nem sempre acontecem em condições ideais de iluminação. Por isso, com o funcionamento semelhante ao do olho humano, a câmera com abertura dupla1 do Galaxy S9 de foco F1.5 a F2.4, se ajusta automaticamente à iluminação do local, permitindo a entrada de mais luz quando está escuro e menos luz na claridade, possibilitando imagens ainda mais nítidas.

Câmera de Baixa Luminosidade

Pela primeira vez em um smartphone, a câmera de baixa luminosidade com abertura de foco F1.5 garante imagens nítidas mesmo em ambientes escuros. Além disso, a tecnologia de Redução de Ruído de Múltiplos Quadros (Multi Frame Noise Reduction) melhora a qualidade de fotos com pouca luz, capturando e combinando 12 imagens em uma rápida sucessão para criar registros cinematográficos.

Super Câmera Lenta (Super Slow-motion)

Para tornar até mesmo os pequenos momentos do dia muito mais memoráveis, os Galaxy S9 e S9+ conseguem filmar em Super Câmera Lenta, capturando 960 quadros por segundo. Eles também oferecem detecção automática de movimento, que identifica as movimentações no quadro e começa automaticamente a gravar, bastando configurar a câmera para esse modo. Após a captura, é possível escolher entre 35 músicas de fundo pré-definidas ou adicionar uma música que esteja em seu smartphone como trilha sonora. Além disso, o usuário consegue converter facilmente o vídeo em um arquivo .GIF com diferentes efeitos – loop, inverso e balanço – para compartilhar com os amigos.

My Emoji

Os modelos também permitem criar um emoji que fala, age e se parece com o usuário, graças à nova função My Emoji, que analisa uma imagem da pessoa e mapeia mais de 100 expressões faciais para criar um modelo em 3D que imita expressões como piscadelas e acenos. A Samsung, em parceria com a Disney, também deu vida aos famosos personagens, que estão inseridos em um cenário de realidade aumentada para comunicações e mensagens. Os usuários poderão utilizar personagens clássicos, como Mickey e Minnie Mouse, diretamente do aparelho para criar mensagens personalizadas.

Display e som aperfeiçoado

Os smartphones são parte integral de nosso dia a dia e, para muitos, a principal escolha de entretenimento. A experiência de visualização nos novos lançamentos é levada a um nível superior com o inovador Display Infinito e curvo da Samsung. Introduzida no Galaxy S8, a tecnologia proporciona maior imersão em qualquer conteúdo que esteja sendo consumido, . As telas2 de Super AMOLED de 5,8” (S9) e 6,2” (S9+) se integram perfeitamente ao aparelho, agora com ainda menos bordas, e podem ser vistas mesmo com luz do sol direta sobre o aparelho, por conta do aprimoramento do contraste adaptativo.

A Samsung desenvolveu ainda um dispositivo que oferece experiência de som incomparável com alto-falantes estéreo AKG. Seja na hora de ouvir a banda favorita ou assistir a um filme, os sons são ricos em qualidade, com agudos mais nítidos e graves profundos. Os Galaxy S9 e S9+ também proporcionam um efeito de som em 360 graus com a tecnologia Dolby Atmos, que transmite o som ao redor do usuário, passando uma maior sensação de realidade e imersão.

Performance Aprimorada

A Samsung estabeleceu um novo nível de performance para os Galaxy S9 e S9+ com a combinação de um processador octa-core de 2.8GHz, 4GB e 6GB de memória RAM respectivamente e processamento de imagem poderoso. Com 128GB de capacidade de armazenamento e suporte para expansão em até mais 400GB3, o usuário tem espaço suficiente para armazenar todos os episódios da série favorita e ter fácil acesso às fotos e vídeos de momentos marcantes, diretamente no smartphone. Os modelos possuem também a certificação IP684, de resistência à água e poeira, carregamento rápido sem fio e Dual SIM5.

Os consumidores que adquirirem os Galaxy S9 e S9+ receberão gratuitamente 15GB de espaço no Samsung Cloud para armazenar fotos, dados e configurações de forma segura e conveniente. No dia 20 de abril, a Samsung irá lançar ainda duas opções de planos pagos para a plataforma na nuvem, de 50GB, no valor de R$3 por mês e 200GB de espaço, no valor de R$9 por mês.

Os lançamentos vêm com três tipos de autenticação biométrica (leitura de íris, impressão digital e reconhecimento facial) para garantir que somente o usuário tenha acesso aos aplicativos e conteúdos do smartphone.

A nova geração da linha Galaxy S traz ainda a Leitura Inteligente, um modo de verificação baseado em aprendizagem profunda (deep learning) que utiliza a força combinada da leitura de íris e reconhecimento facial para garantir que a autenticação biométrica aconteça com sucesso em qualquer ambiente. Os S9 e S9+ também contam com biometria dedicada, que dá a opção de utilizar uma digital diferente da utilizada para desbloqueio do telefone para acessar a Pasta Segura.

Benefícios para os sempre conectados

Além de oferecer incríveis maneiras de capturar e compartilhar memórias, os Galaxy S9 e S9+ centralizarão o gerenciamento de todos os serviços de IoT da Samsung e dispositivos de terceiros, por meio do aplicativo SmartThings. Pela tela do celular, ficará muito mais fácil regular a temperatura de seu ar condicionado ou transmitir fotos e vídeos diretamente do smartphone para televisão.

Bixby

Já a plataforma de inteligência Bixby vem integrada ao software da câmera e utiliza realidade aumentada e tecnologias de aprendizagem profunda (deep learning) para fornecer informações úteis sobre o que estiver ao redor do usuário. A Bixby também consegue traduzir línguas estrangeiras e converter moedas em tempo real com o Modo Tradutor6.

Conveniências

Os usuários dos novos Galaxy S9 e S9+ poderão usufruir do Samsung Pay7, serviço de pagamento móvel simples e seguro da Samsung, e utilizá-lo em praticamente8 qualquer estabelecimento comercial no País. Equipados com as tecnologias NFC (Near Field Communication) e MST (Magnetic Secure Transmission), esta última de propriedade exclusiva da Samsung, os usuários poderão aproveitar a solução com a certeza de que suas informações estarão seguras, graças a um processo de encriptação capaz de proteger o número dos cartões e qualquer dado do cliente, que é o único que pode liberar o pagamento por meio de autenticação biométrica. Por meio do programa Samsung Rewards9, os consumidores que utilizarem o Samsung Pay acumulam pontos que poderão ser trocados por benefícios exclusivos, como produtos Samsung, cupons de desconto na loja online da empresa, descontos especiais em lojas parceiras, acumular pontos Multiplus, entre outros.

Concierge

A Samsung oferece ainda à todos os donos do S9 e S9+ os serviços do Samsung Concierge, uma experiência de pós-venda para produtos selecionados da linha de smartphone, televisão e notebooks. Caso deseje, o usuário poderá receber um treinamento para uso do produto, solicitar dicas, tudo com um atendimento personalizado por telefone, consultoria remota ou presencial, com um retorno, para qualquer solicitação, em até 48h. Para utilizar o atendimento ágil do Samsung Concierge basta acessar o site www.samsungconcierge.com.br e registrar seus produtos.

Preço e disponibilidade

Os Galaxy S9 e S9+ estarão disponíveis para pré-venda a partir do dia 28 de março de 2018 até 19 de abril, e chegam às lojas no dia 20 de abril. Durante o período de pré-venda, os clientes que comprarem10 o Galaxy S9 ou S9+ e se cadastrarem no site Samsung Para Você, anexando a nota fiscal do produto e preenchendo os dados solicitados ganharão um DeX e um Carregador sem Fio carga rápida.. Os aparelhos serão oferecidos nas cores preto, cinza titânio e em uma nova tonalidade, o ultravioleta, com o preço sugerido de R$ 4.299,00 para o Galaxy S9 e R$ 4.899,00 para o Galaxy S9+.

Os interessados em adquirir os lançamentos também poderão contar com a opção de Trade-In, que envolve a troca do smartphone antigo por desconto no novo produto, nas principais varejistas do País.

Para mais informações sobre o Galaxy S9 e S9+, visite https://news.samsung.com/br

Tags, , , , , , ,

6 em cada 10 pedidos de empréstimos online são feitos por smartphones

Hoje em dia quase tudo é feito através do smartphone. Compras de produtos de mercado, corridas de táxi, ingressos de cinema, assinaturas de TV, delivery de restaurante e com o crédito pessoal não seria diferente. Dados da Lendico, fintech especializada em crédito pessoal online, mostram que mais de 60% das solicitações de empréstimo são realizadas por smartphones. Deste total, 89% são feitas por dispositivos que utilizam o sistema operacional Android e 9% por iOS. A empresa projeta um aumento de 10% nos pedidos feitos através de dispositivos móveis até o fim de 2018.

A Lendico conseguiu analisar o comportamento do tomador de crédito, observando horários e dias da semana em que mais acontece a procura por empréstimos, bem como os motivos que levam os clientes a solicitarem propostas. Quarta e quinta-feira correspondem a 36% dos pedidos de empréstimo na semana. Os horários mais solicitados variam entre 11h00 e 15h00.

A plataforma analisou no mês de fevereiro, os motivos de solicitações via mobile (65,68%), desktop (33,60%) e tablet (0,72%). O percentual de pessoas que buscaram o empréstimo pessoal para a compra de eletrodomésticos e eletrônicos subiu 91% e para a aquisição de veículos subiu 43%, em comparação ao mês de fevereiro de 2017. O investimento para abrir novos negócios também continua em forte ascendência. A pesquisa mostrou que houve aumento do percentual de pedidos em 48%.

O setor imobiliário é outro que voltou a crescer. A fintech observou percentual 7% maior do que o registrado em 2017. Além disso, reformas, mudanças e mobília dispararam este ano com percentual 35% maior na solicitação de empréstimos.

“Vemos uma mudança no comportamento do consumidor que busca empréstimo online. Antes o percentual de buscas por crédito para dívidas era maior, mas agora há também mais clientes buscando empréstimos para investir no negócio, no imóvel, ou fazer a aquisição de bens”, explica Marcelo Ciampolini, CEO da Lendico no Brasil.

A Lendico iniciou suas operações em 2015, e desde o início estruturou seu site para ser responsivo, observando a alta demanda de serviços no universo mobile. Hoje já são mais de R$ 200 milhões de reais concedidos, e mais de 30 mil clientes atendidos.

Tags, , , , , , , , ,

Após dois anos, mercado de smartphones cresce em 2017 e atinge o segundo melhor desempenho de vendas

Depois de dois anos de queda, o mercado brasileiro de smartphones reagiu e fechou 2017 com o segundo melhor desempenho da história: no ano, foram vendidos 47.700 milhões de aparelhos, crescimento de 9,7% em relação a 2016 e apenas 6.800 milhões a menos do que em 2014, até agora o melhor ano de vendas de smartphones no país. Já o mercado de features phones, com vendas de 3.1 milhões de aparelhos, registrou queda de 37% em relação a 2016. Os dados fazem parte do IDC Brazil Mobile Phone Tracker Q4, realizado pela IDC Brasil, líder em inteligência de mercado, serviços de consultoria e conferências com as indústrias de Tecnologia da Informação e Telecomunicações.

“Mesmo sendo mais fácil crescer quando se vem de um período de declínio, como foram os anos de 2016 e 2015, não se pode desprezar o desempenho do mercado de smartphones no ano passado, principalmente no primeiro semestre, que cresceu acima do projetado”, diz Leonardo Munin, analista de pesquisa do mercado de celulares da IDC para América Latina. “A liberação de saques das contas inativas do FGTS injetou dinheiro e ânimo ao consumidor, que vinha protelando a troca do aparelho e, com esse recurso extra na conta, foi às compras”, avalia Munin.

Outro fator que impactou positivamente nas vendas foi a luta pelo market share travada pelas grandes marcas. “Nunca tivemos cortes tão agressivos de preços”, afirma Munin, lembrando que um aparelho lançado por R$1.100, por exemplo, após o primeiro mês passou a R$999, no segundo baixou para R$899 e na Black Friday pode ser adquirido por R$700. “Essa guerra de preços acabou provocando um posicionamento de preços de todos os demais players e consolidando o mercado”, afirma o analista da IDC Brasil. Para se ter ideia, em 2016, os quatro maiores fabricantes detinham 76% do mercado. Em 2017, os mesmos quatro passaram a ter 85%, pois com preços mais baixos conqui! staram também o consumidor de outras marcas. “Esta consolidação é global, mas no Brasil acontece em ritmo mais acelerado, já que aqui a questão da marca é muito forte e, se a diferença de preço é pequena, o brasileiro opta pela grife”.

Segundo Munin, a menor diferença de preço entre um smartphone e um feature phone explica também a queda nas vendas de celulares mais simples. “O preço de alguns modelos de smartphone está colado ao do feature phone, e isso estimula o consumidor a investir em um aparelho melhor, ainda que básico”. Além disso, algumas marcas que ofereciam celulares deixaram de atuar no Brasil ou abriram mão de lançar dispositivos mais simples, estimulando o consumo do smartphone.

Tudo isso explica o resultado do ano: em 2017, dos 50,8 milhões de aparelhos vendidos, 6% foram de feature phones e 94% de smartphones. Em termos de valores, em 2017 o mercado de celulares sem sistema operacional foi ainda menos atraente para as marcas globais, com apenas 0,6% de rentabilidade. Apesar disso, a IDC não prevê o fim dos celulares em um futuro próximo. “Ainda temos muitas áreas sem cobertura 3G ou 4G, por exemplo, e isso pode dar uma sobrevida a esse tipo de aparelho”, acredita Munin.

Vida longa também deve ter os smartphones entre R$700 e R$1.099, os chamados intermediários. Em 2017, eles reinaram absolutos, com 49% das vendas. Abaixo deles, com 22%, ficaram os aparelhos de entrada (até R$600), e os modelos high-end (de R$1.100 a R$ 1.999), com 20%. Os smartphones premium, de R$2.000 a R$2.999, fecharam 2017 com 3% do mercado e foram a categoria com a maior taxa de crescimento – 80% – em relação a 2016. Já os modelos super premium, que custam acima de R$3.000, ficaram com 5%, índice de vendas inédito na categoria e que, segundo o analista da IDC, mostra que o consumidor está investindo em aparelhos mais sofisticados.

O ano fechou sem surpresas também em termos de sistema operacional: 95,1% dos aparelhos vendidos tinham sistema operacional Android, e 4,9% IOS. Para a IDC, essa média vem desde 2014 e deve ser mantida.

O que esperar em 2018

“Não há nada disruptivo no horizonte dos celulares. Talvez a chegada de alguma grande marca global ou a volta de algum outro player agite 2018, mas a tendência não é de fortes movimentos”, analisa Munin. “Modelos com câmera dupla frontal e traseira continuam fortes, aparelhos com tela infinita e de resolução 18X9 a preços mais acessíveis devem surgir, e o vidro nos dois lados do aparelho pode provocar alguma oscilação, mas nada que altere significativamente o mercado brasileiro. Ou seja, o Brasil deve continuar sendo o quarto país do mundo em volume de celulares. “Não há perspectiva de ser o terceiro, mas também estamos longe de ir para o quinto lu! gar”, diz o analista da IDC Brasil.

4º Trimestre de 2017

No 4º trimestre de 2017 foram vendidos 786 mil features phones e 12.6 milhões de smartphones, respectivamente queda de 40% e crescimento de 0,3% em relação ao mesmo período de 2016.

Tags, , , , , , ,

Land Rover apresenta smartphone inspirado no SUV Discovery

O novo Land Rover Explore, smartphone que está sendo apresentado pela marca britânica hoje ao mundo, promete ser tão robusto e capaz, assim como o novo Discovery, veículo que inspirou o aparelho.

O Land Rover Explore traz os mesmos conceitos de versatilidade que o Discovery, sendo ideal para o uso em um escritório ou na mais desafiadora aventura ao ar livre, mesmo que ela dure alguns dias.

O smartphone é desenvolvido pela Land Rover, em parceria com o Bullitt Group. O aparelho será revelado pela primeira vez ao mundo durante o Congresso Mundial de Mobilidade, em Barcelona e é poderoso o suficiente para se permanecer ligado por dois dias completos em uso normal e durável o suficiente para manter seus clientes conectados mesmo nas situações mais desafiadoras.

Sua ponderosa bateria de 4000mAh oferece uma experiência completa a seus clientes enquanto eles percorrem grandes distâncias a pé, pedalando ou mesmo esquiando. Tudo por meio de um mapeamento completo feito pelo aparelho via GPS, que pode ser acompanhado pela tela de 5 polegadas em alta definição. A vida útil da bateria pode ser duplicada com o uso do Adventure Pack, acessório que também aumenta a confiabilidade e precisão do sinal GPS, melhorando o mapeamento.

Com uma proposta extremamente aventureira, o Land Rover Explore suporta imersão de até 1.8 metros de profundidade na água – inclusive salgada – além de funcionar perfeitamente mesmo em temperaturas extremas, umidade, choque térmico e exposição à vibração.

Todas essas características permitem que o aparelho continue funcionando sem problemas, mesmo sob forte chuva, durante uma trila enlameada, em uma tempestade de neve ou mesmo durante um mergulho refrescante no mar.

Com sistema operacional Android, o aparelho possui um painel de controle para o acesso instantâneo às informações meteorológicas e aos dados dos sensores do dispositivo. A tela Full HD funciona com luz solar brilhante e pode ser controlada com luvas ou dedos molhados. O Land Rover Explore também é totalmente compatível com todos os aplicativos do sistema de entretenimento InControl Apps, oferecidos nas linhas de veículos da Jaguar e da Land Rover.

Joe Sinclair, Diretor global de marcas e licenciamento da Jaguar Land Rover, disse: “Este smartphone representa uma combinação perfeita de design e funcionalidade que incorpora o DNA da Land Rover e permite aos clientes realizarem suas atividades ao ar livre por mais tempo, com a confiança para ir mais longe”.

Outros pacotes opcionais de hardware também estão disponíveis para o Land Rover Explorer, incluindo uma bateria extra de 4370mAh e um encaixe universal para bicicletas. Durante seu lançamento, os clientes também poderão optar pelo Adventure Pack, um pacote que traz um sistema de localização por GPS ainda mais preciso.

O aparelho estará disponível para venda a partir do próximo dia 26 de Abril, e será comercializado por meio do site www.landroverexplore.com ou em alguns representantes da marca no Reino Unido, Alemanha e Bélgica. O modelo tem preço em libras esterlinas entre £599 e £649, dependendo do pacote de opcionais.

A primeira aparição pública do modelo será feita durante o Congresso Mundial de Mobilidade, em Barcelona, no dia 26 de Fevereiro. O smartphone também será exibido no estande da Jaguar Land Rover durante o Salão de Genebra, em Março.

Tags, , , , , ,

MediaTek assume a liderança do mercado de chips para smartphones no Brasil

A MediaTek, fabricante global de semicondutores, cresceu em 12,7% sua participação no terceiro trimestre do ano e acaba de assumir a liderança do mercado de chips para smartphones também no Brasil. Atualmente a companhia conta com 32% do market share do setor no Brasil. Na América Latina como um todo, a empresa já é a número 1 desde o primeiro semestre de 2017, e conta, no momento, com 43% na região.

De acordo com Leonardo Munin, analista de pesquisa do mercado de celulares da IDC para América Latina, entre os fatores que levaram a MediaTek à liderança no Brasil, destacam-se os acordos com fabricantes de peso, com presença em modelos com grande volume de vendas. “A MediaTek oferece processadores de qualidade, é forte em aparelhos intermediários e possui escala”, destaca o analista da IDC.

“O forte crescimento e a conquista da liderança no País mostram que a MediaTek está no caminho certo, com produtos de ótima qualidade e com preços muito competitivos”, avalia Samir Vani, country manager da MediaTek no País. O executivo também destaca as parcerias com marcas regionais como um ponto importante para a conquista do primeiro posto no País. Vale lembrar que os chipsets da MediaTek são utilizados por quase todos os principais fabricantes de smartphone do planeta, como Motorola, Samsung, LG e Sony, entre outros.

O mercado de smartphones retomou o ritmo de crescimento no Brasil, com alta de 5% em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo os dados da IDC, foram entregues cerca de 11,7 milhões de aparelhos no terceiro trimestre do ano.

Tags, , , , , , ,

Mercado brasileiro de celulares desacelera no terceiro trimestre de 2017, revela IDC Brasil

Entre os meses de julho e setembro, foram comercializados 12,4 milhões de aparelhos, 2% a menos do que no mesmo período de 2016.

Apenas as vendas de smartphones foram 5% maiores na comparação com o terceiro trimestre de 2016. Os features phones apresentaram queda de 51%.

Receita aumentou 18%

O mercado brasileiro de celulares voltou a cair no terceiro trimestre de 2016. Segundo o estudo IDC Mobile Phone Tracker Q3, realizado pela IDC Brasil, líder em inteligência de mercado, serviços de consultoria e conferências com as indústrias de Tecnologia da Informação e Telecomunicações, entre os meses de julho e setembro de 2017 foram comercializados 12,4 milhões de aparelhos, 2% a menos do que no mesmo período de 2016. Do total de celulares vendidos, 11,7 milhões foram smartphones, 5% a mais do que no terceiro trimestre de 2016, quando foram vendidos 11,2 milhões, e 700 mil unidades foram feature phones, ou seja, 51% a menos do que no terceiro trimestre de 2016, quando foram comercializados 1,4 milhão de aparelhos. A receita total aumentou 18% em relação ao terceiro trimestre de 2016, chegando a R$ 13,1 bilhões.

“O mercado de smartphones ainda apresentou crescimento se comparado com o mesmo período no ano passado, porém ficou abaixo das nossas expectativas para o período. O fim da liberação do FGTS e o adiamento de compra para a Black Friday e o Natal foram os principais motivos que levaram essa pequena queda”, diz Leonardo Munin, analista de pesquisa do mercado de celulares da IDC para América Latina. O analista destaca ainda uma mudança de comportamento do brasileiro em relação aos aparelhos. “O consumidor procura por celulares com melhores funcionalidades. Os modelos que oferecem memória interna acima de 32GB representaram 10,6%, do total de smartphones vendidos em 2016. Em 2017, já representam 33% do acumulado das vendas até setembro”, explica o analista. Além disso, no ano passado foram comercializados 28,9 milhões de aparelhos com tela acima de 5 polegadas, 65% do total do ano. Até setembro de 2017, foram vendidos 29,1 milhões destes aparelhos, ou seja, 83% do total”, finaliza Munin.

O estudo da IDC Brasil também constatou que o tíquete médio dos aparelhos no terceiro trimestre de 2017 teve aumento de 12,4% em relação ao mesmo período do ano passado, passando de R$ 994 para R$ 1118.

Para o último trimestre de 2017, a IDC acredita que serão comercializados 13,1 milhões de smartphones e 650 mil feature phones. Já para o ano todo, a previsão é de que sejam vendidos 52,1 milhões de aparelhos, crescimento de 6% em comparação ao ano de 2016.

Tags, , , , ,

Gartner revela quais serão os dispositivos mais cobiçados para as festas de fim de ano

Headphones, tablets, pulseiras fitness, smartphones e TVs devem ser os produtos mais procurados pelos consumidores

O Gartner, Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento imparcial em tecnologia, anuncia que os descontos nos produtos de TI devem se estender até o final do ano. As ofertas, que eram exclusivas nos Estados Unidos, são agora amplamente oferecidas no Brasil e em vários países europeus, com os varejistas apresentando preços cada vez mais competitivos. A indústria de bens de consumo, incluindo fabricantes de aparelhos eletrônicos, esperam que o espirito ‘Black Friday’ seja ampliado até o Natal.

“Marcas e varejistas oferecerão uma gama de ótimos negócios em dispositivos eletrônicos. Aqueles que mais devem atrair os consumidores são headphones, tablets, pulseiras fitness, smartphones e TVs. Espera-se que Smartwatches, caixas de som com Assistentes Pessoais Virtuais (VPA – Virtual Personal Assistant) e Smart Headphones também gerem demanda”, afirma Annette Zimmermann, Vice-Presidente de Pesquisas do Gartner.

Alguns usuários estavam esperando até agora para comprar um Apple Watch, já que sua utilidade ainda não era motivo tão convincente para a aquisição. Contudo, com sua conectividade celular, o Apple Watch Series 3 oferece novas formas de uso, como streaming de música durante os exercícios na academia ou deixar seu iPhone em casa, o que inevitavelmente gerará demanda e aumentará as vendas na Black Friday e nas festas de fim de ano.

O Gartner estima que 41,5 milhões de Smartwatches serão vendidos em 2017. Outras marcas de eletrônicos como a Huawei, LG, Samsung e Lenovo também contribuirão para isso, mas até agora o Apple Watch se mantém como o relógio inteligente de maior sucesso no mercado.

Outros dispositivos vestíveis que podem se destacar no fim de ano são as pulseiras eletrônicas. Estima-se que as vendas desses itens somem um total de 44 milhões de unidades em 2017, embora em 2019 a comercialização de Smartwatches supere a de pulseiras eletrônicas. Em geral, o Gartner prevê que 310,4 milhões de dispositivos vestíveis sejam vendidos no mundo em 2017, um aumento de 16,7% em relação a 2016.

“Se olharmos para os mercados de caixas de som com VPA e Smart Headphones, os fabricantes têm feito importantes adições aos seus portfólios. O Google, por exemplo, recentemente aumentou sua linha de produtos com os Pixel Buds e o mais barato Google Home Mini, concorrente do Echo Dot, da Amazon. Esperamos que esses dois mercados se desenvolvam rapidamente nos próximos dois a três anos em termos de volume e avanços tecnológicos”, diz Annette.

De acordo com a última previsão do Gartner, o mercado global de headsets por Bluetooth deve chegar a 150 milhões de unidades neste ano. As vendas de caixas de som com VPA crescerão para 11,8 milhões de unidades em 2017.

“A Black Friday se tornou um estimulador de vendas também no Brasil e na Europa há anos, tanto no comércio on-line quanto off-line. Vemos essa tendência em diversos países europeus, incluindo o Reino Unido, Alemanha, França e Itália, onde a Black Friday e a Cyber Week se tornaram termos conhecidos dos consumidores. Ainda assim, vemos algumas diferenças regionais entre os Estados Unidos e os outros países. Na maior parte dos casos, isso se deve à disponibilidade de produtos e não às preferências do público”, afirma Annette.

Similar ao que acontece nos Estados Unidos, o Gartner espera que a adição de conectividade celular ao Apple Watch Series 3 gere interesse nesse item por parte do consumidor. A Apple estabeleceu seu produto eSIM com alguns dos maiores provedores de serviços de comunicação, incluindo inicialmente as empresas europeias Deutsche Telekom, Orange e EE. Contudo, mais parcerias serão necessárias para impulsionar uma adoção maior do consumidor.

O aparelho principal da Fitbit, o Ionic, anunciado na feira alemã IFA em setembro, também pode estar nas listas de presentes de Natal. No entanto, o Reino Unido é o único país em que uma de suas novas funcionalidades, o Fitbit Pay, funciona. Serviços de pagamento confiáveis e eficientes para dispositivos vestíveis devem ser uma prioridade para a maior parte dos fabricantes, pois melhorarão a experiência de consumo e, consequentemente, promoverão lealdade às marcas.

Os smartphones se manterão como um presente de fim de ano altamente cobiçado. O Gartner espera que as vendas de celulares totalizem 1,57 bilhão de unidades em 2017, um crescimento de 4,9% em relação a 2016. A Huawei continua a aumentar sua presença na Europa, com 11,9% do mercado no terceiro trimestre de 2017, uma elevação em relação aos 10,2% anuais, um sólido terceiro lugar atrás da Samsung e da Apple. A Huawei se mantém na terceira posição por se destacar dos outros fabricantes que usam sistema Android, se beneficiando de empresas com problemas como a HTC e a Sony.

Tags, , , , , , , , , , , , ,