Tag Sebrae-SP

Projetos de health tech podem se inscrever em programa gratuito do Sebrae-SP

Durante o Speed Mentoring, empreendedor terá ajuda para desenvolver e validar a ideia de negócio voltada para aplicação de tecnologia na saúde
Os empreendedores com ideias de negócios de health tech, ou seja, de tecnologias ligadas à saúde, podem se inscrever para participar do Programa Speed Mentoring do Sebrae-SP. O programa tem como objetivo ajudar no desenvolvimento e validações iniciais do projeto. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o dia 29 de abril.

De acordo com a consultora do Sebrae-SP Elisabete Fernandes, o Speed Mentoring tem como foco potencializar uma ideia, um time ou um projeto que se encontra em fase inicial, ou seja, aquele que está apenas na ideia. “O programa vai ajudar o potencial empreendedor ou empreendedor a validar as hipóteses iniciais da sua ideia ou projeto de negócio”, destaca.

O programa começa no dia 7 de maio e segue até o dia 30, na Escola de Negócios Sebrae-SP, em São Paulo. A programação inclui workshops, rodadas de mentorias, bate papo com especialistas. Ao final do programa apresentam o pitch, uma apresentação rápida do projeto, para uma banca composta por convidados que atuam no mercado. Os encontros serão realizados nas terças e quintas de maio, com mais de 40 horas de atividades.

Todos os projetos serão avaliados e até 45 empreendedores serão escolhidos (podem participar duas pessoas por projeto). As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site: http://bit.ly/SMHealthtech2019.

Durante o ano, serão abertas inscrições para novas edições do Speed Mentoring voltadas para projetos de música, games, fintech, audiovisual, edutech e startup world.

Programa Speed Mentoring – Health Tech

Local: Escola de Negócios Sebrae-SP – Alameda Nothmann, 598, Campos Elíseos, São Paulo
Inscrições gratuitas: http://bit.ly/SMHealthtech2019
Prazo: 29 de abril

Programação

1ª semana – Desenvolvimento Empreendedor
7 de maio: Oficina Desafio fast food
9 de maio: Oficina Qual seu modelo de negócio + bate papo com especialista

2ª semana – Desenvolvimento da ideia
14 de maio: Oficina Minha ideia vai virar
16 de maio: Oficina Tripé do desenvolvimento

3ª semana – Validação
21 de maio: Desenvolvimento pelo cliente
23 de maio: Captação de recursos + Bate Papo Empreendedor + rodada de mentoria

4ª semana – Apresentação Modelo de negócios
28 de maio: Oficina de pitch 1
30 de maio: Oficina de pitch 2 + banca

Tags, ,

Em Feira do Empreendedor do Sebrae-SP, startup lança portal para orientar pequeno empreendedor sobre tecnologias

Durante a Feira do Empreendedor do Sebrae de São Paulo, que acontece entre os dias 18 e 21 de fevereiro, a startup Gestão TI4u lança o Tech PME (http://www.techpme.com.br/), primeiro portal de tecnologia do Brasil voltado exclusivamente para o pequeno empreendedor. A plataforma promete ajudar pequenos e médios empresários na busca por tecnologias que facilitem seu dia a dia nos negócios.

A TI4u, que atua como uma consultoria de soluções inovadoras para esse público, pretende provar que nem todos os sistemas e ferramentas são muito caros e complicados de se aplicar. Flávia Fonseca, fundadora da startup, explica que o portal terá dicas de quais soluções adotar no dia a dia e também de como economizar com cada uma delas.

“Muito se fala em tecnologia para empresas, mas ninguém apresenta soluções para os empresários de pequeno porte. Até hoje, não existe no Brasil um canal de comunicação que contenha esse tipo de informação. Esse é o desafio da Gestão TI4u, que possui um contato direto com esse público que, muitas vezes, não domina o mercado de tecnologia”, acrescenta Flávia.

O portal mostrará as facilidades que o bom emprego dessas tecnologias podem trazer à pequena e média empresa. “Escolhi trabalhar com quem mais precisa de ajuda: a pequena empresa! Afinal, a tecnologia deve resolver problemas ou criar oportunidades”, explica a fundadora, que por conta de seu trabalho na startup, foi convidada a lecionar na Fundação Instituto de Administração da Universidade de São Paulo (FIA/USP).

Com o novo canal, a Gestão TI4u também pretende aumentar a sua visibilidade, tanto para futuros clientes, como para possíveis patrocinadores e parceiros que contribuam com o portal.

Visite o stand 9 da Gestão TI4u na Feira do Empreendedor do Sebrae para conferir o lançamento do portal e as novidades do mercado de tecnologia. Durante o evento, profissionais qualificados também estarão à disposição do empreendedor para tirar dúvidas sobre tecnologias. “Cuidado! Antes de sair comprando sistemas por aí, melhor saber qual pode ser mais eficiente para o seu negócio”, alerta Flávia.

Tags, , , ,

Sebrae-SP seleciona startups para programa de capacitação em Campinas

Campinas será uma das primeiras cidades do Estado de São Paulo a receber o Startup SP, o programa de desenvolvimento de startups do Sebrae-SP, que oferecerá capacitação gratuita e mentorias para startups digitais. As inscrições para participar da seleção estão abertas entre os dias 30 de janeiro a 24 de fevereiroe podem ser feitas no site http://sebr.ae/sp/campinas.

O objetivo do programa é ajudar o empreendedor a superar um dos principais desafios no processo de desenvolvimento da startup: validar sua proposta de valor e seu modelo de negócio, construindo algo que tenha aceitação no mercado. Uma situação comum no cenário de startups é que os empreendedores ficam muito focados no desenvolvimento do produto e dão pouca atenção para o que os potenciais clientes ou o mercado tem a dizer.

“É muito comum ouvirmos dos empreendedores que o desafio é nas vendas, no marketing. Mas na maioria das vezes, ao investigar mais a fundo, fica claro que na verdade o problema é o fit do produto com o mercado. Os empreendedores passam muito tempo desenvolvendo algo que as pessoas não querem, que não tem aceitação de mercado”, afirma o consultor do Sebrae-SP, Guilherme Ralisch.

A dificuldade existe porque as startups são inovadoras por natureza, seja no modelo de negócios ou na aplicação de tecnologias a novos mercados. Diferentemente de uma padaria, por exemplo, que já tem um modelo de negócio estabelecido e informações bastante confiáveis sobre mercado, precificação e estratégias de comunicação. “No caso das startups, o desafio é entender bem o que o cliente precisa e então desenvolver uma solução que resolva esse problema de maneira escalável”, afirma Ralisch.

As startups do interior ainda têm uma dificuldade a mais: os principais programas de mentoria estão concentrados nos grandes centros. “Campinas tem uma forte cultura empreendedora, sendo a terceira melhor cidade para se empreender no Brasil segundo pesquisa da Endeavor. O programa vem para apoiar e desenvolver os empreendedores e fortalecer ainda mais o ecossistema da região. Já contamos com 20 parceiros engajados para o sucesso desta iniciativa”, afirma a analista do Sebrae-SP em Campinas, Carla Cozer.

O programa conta com a parceria da Associação Campinas Startups; Associação Comercial e Industrial de Campinas; Baita Aceleradora; Corporate Garage; CPQD; Ecocampi; Founder Institute; Gaia; Gênese; Instituto Eldorado; Masterminds; Phomenta; Prefeitura Municipal – Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo; PUC Campinas – Programa PUC Empreende; Rede Global do Empreendedorismo; Senai; Sindivarejista; Sindlojas; Softex; e Umbco 23.

Seleção

As startups inscritas passarão por uma seleção inicial e as melhores participarão de uma rodada de Pitches, a partir do dia 16 de março. Elas terão cinco minutos de apresentação e mais cinco minutos para responder as perguntas da banca avaliadora. Os critérios de seleção incluem uma avaliação do empreendedor e da equipe, do potencial de mercado e da solução proposta.

Serão selecionadas até dez startups para participar do programa, que terá workshops, oficinas, mentorias individuais e coletivas, monitoramento e acompanhamento do desenvolvimento do negócios, além de conexão com investidores e aceleradoras. O programa terá quatro meses de duração e tem previsão para durar entre março e julho de 2017. Entre os conteúdos trabalhados estão: comportamento empreendedor, modelagem de negócios, validação, testes de mercado, vendas, marketing digital e captação de investimento.

Fonte: Sebrae-SP

Tags, , , ,

Evento discute potencialidades do E-commerce para 2017

Segundo a ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), o e-commerce deve crescer 12% em relação a 2016 e faturar R$ 59,9 bilhões no Brasil em 2017. Conheça mais sobre o potencial do e-commerce em 2017 no evento “Alavancando Vendas Online”, uma parceria ERPFlex, Mercado Livre, Ecommerceflex, com apoio do Sebrae-SP. O encontro será realizado no dia 19 de janeiro, a partir das 17h, na sede do Mercado Livre na Av. das Nações Unidas, 3003, Osasco – SP. Os ingressos já estão no 2º lote e podem ser adquiridos aqui.

O objetivo do evento “Alavancando Vendas Online” é ajudar empreendedores e empresários a enxergar e alcançar o potencial do e-commerce no ano que se inicia com palestras de grandes especialistas no assunto.

“Em 2016 o e-commerce foi um dos poucos segmentos que realmente teve um crescimento forte, porque as pessoas estão começando a se habituar a fazer compras pela internet. As empresas também estão vendo nesse segmento uma forma prática de venda, uma vez que as formas de pagamento estão mais seguras e os sites estão mais amigáveis e com mais funcionalidades”, afirma Ernesto Haberkorn, fundador da ERPFlex e um dos palestrantes do evento.

As palestras confirmadas são: “Retrospectiva do Mercado de Vendas Online e Projeções para 2017”, que será ministrada por Jairo Migues consultor do Sebrae-SP; “Plataformas de e-commerce e seus benefícios” realizada por Graco Pádua, coordenador do EcommerceFlex; “Como construir uma máquina de geração de demanda para E-Commerce”, com o diretor de Marketing da ERPFlex, Thiago Reis e finalizando o encontro, teremos “Como expandir seu canal de venda e como funcionam os Marketplaces?” de Leandro Soares, diretor de marketplaces no Mercado Livre Brasil.

Cronograma

17h – Boas-vindas e credenciamento de convidados
19h – Abertura do evento – Ernesto Haberkorn
19h20 – Palestra Sebrae-SP – O que esperar do mercado de vendas online em 2017?
Retrospectiva do Mercado de Vendas Online e Projeções para 2017
19h50 – Palestra EcommerceFlex – Alavancando vendas com e-commerce
Entendimento sobre plataformas de e-commerce e seus benefícios
Como construir uma máquina de geração de demanda para e-commerce
20h30 – Coffee Break – Networking Time
21h – Palestra Mercado Livre – Alavancando vendas com marketplaces
Como expandir seu canal de venda e como funcionam os marketplaces?
21h45 – Encerramento

Tags, , , , ,

Número de lojas virtuais criadas no estado de São Paulo cresceu 89% em 2015

Segmento que mais se destacou durante o ano passado foi o de artigos para bebê, faturando cerca de R$ 1.2 milhão só na plataforma da Loja Integrada.

Investimento inicial e riscos baixos motivaram as pessoas a investirem no e-commerce

Para quem quer investir na área, no dia 4 de maio acontece em São Paulo o Ciclo MPE.net, evento gratuito realizado pela Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico para capacitar micros e pequenos empreendedores

Em 2015, o número de pessoas que abriram uma loja virtual no estado de São Paulo cresceu 89%, comparado com o ano de 2014. Segundo levantamento realizado em março deste ano, foram 13.146 novas lojas abertas só na Loja Integrada, (www.lojaintegrada.com.br), plataforma de e-commerce mais popular do Brasil, com 280 mil lojas criadas.

O levantamento mostrou ainda que o segmento que mais se destacou em São Paulo durante o ano passado foi o de artigos para bebê, ficando pela primeira vez entre os 5 que mais venderam no ano. Em 2015, esse nicho faturou cerca de R$ 1.2 milhão só na plataforma da Loja Integrada. Outros segmentos que também apresentaram bons resultados foram: Moda e Acessórios, com crescimento de 17%, e Perfumaria e Cosmético, com 16%.

“O consumidor está em busca de economia e comprar do pequeno lojista virtual é uma opção mais vantajosa para produtos de nichos, como artigos para bebês, por exemplo”, diz Adriano Caetano, especialista em comércio eletrônico e Diretor da Loja Integrada.

A Lojista Daniela Cabrera, da loja Letiti identificou um nicho de mercado que ainda não existia no Brasil. Começou a produzir um acessório para bebês conhecido como “meias sapatinhos” e vender pela internet. “Abri minha loja virtual de roupas personalizadas para bebês em junho de 2015. Com o e-commerce, consegui trabalhar de casa e ficar perto da minha filha. Mesmo com a crise, após 9 meses de loja virtual consegui capital para montar meu quiosque e expor minhas peças. Hoje atendemos o Brasil todo e temos pedidos até internacionais. Estamos crescendo” conta Daniela.

Para quem pretende investir no e-commerce em 2016, acontece em São Paulo, no próximo dia 4 de maio, (quarta-feira) o Ciclo MPE.net. Durante todo o evento, serão ministrados seminários gratuitos para capacitar micro e pequenos empreendedores interessados em abrir uma loja na internet ou aprimorar o seu negócio.

Entre as palestras, o especialista em comércio eletrônico Adriano Caetano apresenta as principais dicas para quer abrir um e-commerce mas não entende da tecnologia. O Ciclo MPE é iniciativa da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net) e as inscrições podem ser feitas gratuitamente pela internet.

Ciclo MPE SP

Endereço:
Quando: 4 de maio às 8h
Auditório da escola de negócios do Sebrae-SP
Alameda Nothmann, 598, Campos Elíseos, São Paulo/SP, CEP: 01216-000

Palestra: Escolhendo a sua plataforma de e-commerce
Palestrante: Adriano Caetano – Diretor da Loja Integrada

Horário: 10h50 às 11h35
Local: Auditório
Ciclo MPE é iniciativa da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net)

Tags, , , , , , , ,

Começa amanhã o maior evento de empreendedorismo do Brasil

De 22 a 25 de fevereiro, a cidade de São Paulo recebe o maior evento do empreendedorismo do País, a Feira do Empreendedor 2014, realizada pelo Sebrae-SP. O público que for ao Expo Center Norte poderá fazer negócios, passar por consultorias individuais e coletivas, assistir a palestras, ver novidades, tendências e encontrar todo o tipo de informação sobre como abrir e manter um negócio próprio. Uma das grandes novidades para este ano é o espaço especial para quem pensa em aproveitar oportunidades que surgem com a Copa do Mundo FIFA 2014.
Este ano os visitantes terão a oportunidade de percorrer os 21 mil metros quadrados da Feira onde serão montados os estandes temáticos do Sebrae-SP. Nesses espaços, a equipe do Sebrae-SP estará a postos para levar ao empresário ou futuro empresário orientação de qualidade, seja ele do setor de comércio, serviços, indústria ou agronegócios. Este último ganhou atenção especial nesta edição, com um estande que permitirá às empresas apresentarem seus produtos, possibilitando a realização de negócios. “A Feira do Empreendedor é uma verdadeira vitrine das soluções que o Sebrae-SP e parceiros oferecem aos pequenos empresários que querem se tornar mais competitivos e aos futuros empreendedores que estão iniciando sua trilha por este mundo. São quatro dias intensos de atividades de orientação, capacitação e oportunidades de negócios”, destaca Alencar Burti, presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae-SP.
Para dar todo o suporte ao empreendedor durante o evento, o Sebrae-SP vai oferecer 78 pontos de atendimento. “Na Feira, o visitante poderá conversar individualmente com um consultor do Sebrae-SP, tirar suas dúvidas e receber a assessoria que precisar”, afirma o diretor-superintendente do Sebrae-SP, Bruno Caetano. “Além disso, ele poderá acompanhar palestras com especialistas em vários assuntos que ocorrerão em seis salas com capacidade para até 300 pessoas.” Nessas palestras serão abordados temas como gestão, mercado, inovação e tendências, entre outros, formando um vasto leque de opções para levar conteúdo de alto nível ao público.
Cerca de 350 expositores também estarão presentes na Feira abrangendo os segmentos de franquias, negócios online, máquinas e equipamentos e representação comercial.
A feira terá ainda um espaço de atendimento do Sebrae-SP dedicado à formalização do Microempreendedor Individual (MEI). No local, o MEI terá a oportunidade de regularizar seu negócio na hora, resultado da parceria do Sebrae-SP com a Secretaria do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo, da Prefeitura de São Paulo.

Espaço Copa FIFA 2014 traz dicas para aquecer ou ampliar negócios

Sebrae-SP espera atender 500 pessoas/dia na Feira do Empreendedor, orientando sobre oportunidades em comércio, serviços e turismo.

O Sebrae-SP preparou para a Feira do Empreendedor, que vai de 22 a 25 de fevereiro, no Expo Center Norte, um espaço especial para quem pensa em aproveitar oportunidades que surgem com a Copa do Mundo FIFA 2014, principalmente em comércio, serviços e atividades ligadas ao turismo. No estande da Copa, consultores atenderão o público com a realização de palestras e consultorias, realizadas individualmente ou em grupo.
“Nosso objetivo é estimular não apenas o ganho momentâneo, potencializado durante os 30 dias dos jogos, mas melhorias de organização e de gestão, fundamentais para que as empresas conquistem competitividade e longevidade no mercado”, explica o diretor superintendente do Sebrae-SP, Bruno Caetano.
A ideia é levar informações e envolver os empresários no clima do mundial, que deve trazer para o Brasil perto de 600 mil turistas estrangeiros e 3 milhões de turistas brasileiros, vindos de várias regiões do País.
“Vamos reunir num mesmo espaço da feira, que espera perto de 60 mil visitantes, um conjunto de produtos e serviços do Sebrae-SP destinados a melhorar a competitividade das empresas e inseri-las nas oportunidades de negócios geradas pela realização do mundial de futebol. Palestras e consultorias terão foco nos segmentos que, daqui até a realização do jogos, terão maiores chances de vender mais ou de crescer”, diz o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae-SP, Alencar Burti.
Serão apresentados aos empreendedores um mapa de oportunidades, que listou mais de 900 possibilidades de negócios com o torneio em vários setores; informações sobre como funciona o licenciamento de produtos ou de como trabalhar ideias de novas frentes de atividade em empreendimentos já em andamento.
Cassio dos Santos, consultor do Sebrae e coordenador da ação, cita como exemplo uma agência de viagens, que pode agregar serviços de turismo receptivo, ou um restaurante que, com a criação de novos pratos, cardápios e serviços destinados aos turistas e às seleções hospedadas em várias cidades, também estará testando caminhos que poderão depois ser adaptados e incorporados ao atendimento da clientela local.
Locais para atendimento online foram montados para que os visitantes conheçam e utilizem os serviços Matriz de Competitividade e Central de Oportunidades – canais criados no programa Sebrae 2014, com foco nos megaeventos, para auxiliar as pequenas empresas e empreendedores individuais a fazerem um diagnóstico do negócio e se tornarem mais competitivos, além de aproximar potenciais compradores e vendedores.
Será disponibilizado ainda para os visitantes o Guia de Orientação Local (GOL), elaborado pelo Comitê Paulista da Copa em parceria com o Sebrae. Voltado para os municípios paulistas, o material esclarece dúvidas de empresários, comerciantes, turistas e do público local, mostrando, por exemplo, como aproveitar o momento de maior visibilidade e a grande circulação de turistas, promovendo festas e eventos, sem infringir regras e direitos comerciais da FIFA e seus patrocinadores.
Olímpiadas 2016 – A feira contará ainda com um estande que dará orientações a empreendedores paulistas e de outros estados interessados em saber mais sobre chances de negócios geradas pelas Olímpiadas 2016. Em 2013, o Sebrae nacional firmou convênio de cooperação técnica com o Comitê Organizador Rio 2016™, entidade privada responsável pela contratação das fornecedoras de produtos e serviços para os jogos Olímpicos e Paralímpicos. A partir daí foi desenvolvido o Projeto Sebrae no Pódio.
Na feira, será apresentado o projeto, pelo qual empresas de todo País poderão integrar a rede de potenciais fornecedores de bens e serviços das Olimpíadas, destacando que 10% do orçamento total das compras será direcionado a pequenas empresas. Para participar, as empresas devem passar por processo de diagnóstico, palestras e capacitações, que permitirão a inclusão no cadastro de fornecedores dos jogos, num universo de mais de 550 itens de compra.

SERVIÇO
Feira do Empreendedor
Local: Expo Center Norte – Pavilhão Verde, São Paulo
Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme
Data: de 22 a 25 de fevereiro
Sábado e domingo: 10h às 21h
Segunda e terça-feira: 13h às 21h
Entrada franca

Fonte: Sebrae-SP

Tags, ,

Sebrae-SP lança programa para empresas de TIC

No dia 27 de fevereiro, às 19h30, o Sebrae-SP apresenta o seu programa para empresas de Tecnologia de Informação e Comunicação, o “SPTIC”, cujo objetivo é capacitar as micro e pequenas empresas (MPES) do setor para estarem aptas a prestar serviços para grandes companhias dos setores de bancos, saúde, educação, setor público, e-commerce, entre outros.

As capacitações são gratuitas e visam desenvolver a gestão de negócios em aspectos como gestão administrativa, financeira, inovação e diversificação da carteira de clientes. O objetivo é aumentar a competividade das MPEs e, com isso, fazer com que aumentem mercado e faturamento. Poderão se inscrever empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação de todo o Estado de São Paulo. Mais informações sobre a participação no programa podem ser obtidas pelo telefone (11) 3832-5210.

Nos últimos 10 anos, o mercado brasileiro para empresas de tecnologia da informação se encontra em plena expansão, o número de consumidores que compram pela internet, por exemplo, passou de um milhão em 2001 para mais de 40 milhões em 2012. Além disso, são mais de 80 milhões de internautas. Para o empresário tirar proveito dessa tendência, não basta simplesmente criar um site ou uma página nas redes sociais, é sobremaneira importante que ele tenha toda a qualificação necessária para gerir de maneira sustentável e lucrativa a sua empresa.

Para o nosso primeiro evento, teremos referências na área, que atuam junto ao setor público e representam grandes empresas do segmento. Os assuntos discutidos passam desde o cenário atual do mercado de tecnologia no Brasil, com a apresentação do censo TIC 2013 realizado pela ASSESPRO até as dificuldades em contratar micro e pequenas empresas do setor, certificações exigidas e problemas e soluções na qualidade dos serviços.

A apresentação do SPTIC acontece às 19h30, na sede do Sebrae-SP, localizada na Rua Vergueiro, nº 1117, Paraíso, São Paulo, capital.

O evento tem apoio da Softex (Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro), Assespro (Associação das Empresas de Tecnologia da Informação), Brasscom (Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação), ITS (Instituto de Tecnologia de Software), Cietec (Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia) e Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), Instituto Vanzolini e Stefanini.

Tags, ,

APADi lança Guia de e-Commerce em parceria com Sebrae-SP Publicação traz passo a passo para abrir um e-commerce profissional

A Associação Paulista das Agências Digitais (APADi) lança, em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de São Paulo (Sebrae-SP), o Guia de e-Commerce, uma publicação gratuita para orientar o empreendedor a entrar em um negócio eletrônico de maneira profissional. Criado a partir da experiência de um comitê formado por alguns dos principais especialistas do Brasil, especialistas que juntos já desenvolveram mais de 400 lojas virtuais, o Guia apresenta de maneira integrada e num único local um passo a passo didático de como montar o negócio, explicando ao empreendedor por onde começar e a que prestar atenção em cada momento do projeto: planejamento, plataforma e tecnologia, integrações, comunicação visual, gestão de conteúdo, operações e logística, serviços financeiros e marketing digital.

“Pela primeira vez temos um conteúdo baseado na experiência prática de profissionais de alto nível, que fizeram um trabalho voluntário durante sete meses. A proposta deste comitê é contribuir para a redução da taxa de mortalidade no e-commerce. Atualmente, a grande dificuldade de inclusão digital empresarial é gerada pela deficiência de know-how tecnológico e falta de conhecimento das especificidades do negócio eletrônico. Isto faz com que muitos e-commerces não passem do primeiro ano de vida”, declara Cláudio Coelho, presidente da APADi. “Esperamos desmistificar alguns conceito erroneos que circulam entre o público geral. Por exemplo, a maioria das pessoas imagina que para um e-commerce funcionar bem basta o investimento em plataforma. Na prática, para um projeto de sucesso, o custo da plataforma deve ser de 15% a 20% do capital total, o restante deve ser investido nas outras áreas, principalmente em divulgação”, enfatiza.

Para o diretor superintendente do Sebrae-SP, Bruno Caetano, o Guia chegou em um momento extremamente importante. “A internet tem sido uma opção muito procurada pelos empreendedores. Não basta só vontade, é preciso planejamento como todo e qualquer negócio. Para quem acha que é só fazer uma página e colocar no ar, já está começando errado”, explica Bruno Caetano. “Os primeiros anos de abertura de uma empresa são delicados para os pequenos e micro empreendedores, com alta taxa de mortalidade. O Sebrae-SP e a APADi reuniram especialistas capazes de mapear erros e oportunidades do e-commerce, dicas que ajudarão o proprietário do site a buscar sempre a melhores soluções. ”

Thiago Sarraf, líder do comitê que desenvolveu o Guia de e-Commerce APADi, explica que é fundamental que o empreendedor do mundo virtual aprenda a lidar com parcerias e processos de atendimento ao cliente. “A equipe tem que ser qualificada, entender de marketing digital e da tecnologia do e-commerce, precisa ser orientada ao sucesso do negócio e ao bom atendimento ao cliente. Um dos pontos críticos de um sucesso do e-commerce são as parcerias estabelecidas, principalmente na logística de distribuição dos produtos. É preciso trabalhar muito alinhado ao parceiro para evitar devoluções, danos ao produto e reclamações do consumidor”.

O Guia de e-Commerce APADi inclui modelos de referência para o empreendedor: um roteiro de planejamento digital, planilhas de controle de estoque e fluxograma de pedidos. Além disso, ensina como calcular o retorno sobre o investimento, dá dicas financeiras que ajudam a evitar fraudes, esclarece os termos técnicos e jargões do meio e apresenta todos tipos de plataformas oferecidas pelo mercado e quais suas vantagens e desvantagens.
O Guia de e-Commerce da APADi é uma publicação gratuita e pode ser baixada no site www.apadi.com.br.

Tags, , , ,