Page

Tag Saúde

São Paulo recebe Startup Weekend Health

Em meio a uma crise econômica sem data para acabar e a uma forte demanda de mercado por soluções inovadoras que reduzam os gastos excessivos com a saúde, São Paulo recebe nos dias 22, 23 e 24 de julho o Startup Weekend Health, evento que oferece uma oportunidade única para quem quer aprender e mostrar seu talento empreendedor.

O encontro reunirá jovens empresários da área no Instituto de Radiologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (InRad – HCFMUSP)
, onde, ao longo de um intenso fim de semana, eles terão a oportunidade de desenvolver suas ideias, formar equipes e lançar startups num ambiente controlado e assessorado por mentores. O objetivo do evento é colaborar com o ecossistema empreendedor focado naquela que é considerada área prioritária de investimentos públicos – a saúde.

Para isso, contará com a presença de fundos de investimento, executivos e especialistas de áreas como saúde, tecnologia e inovação que vão atuar como jurados e mentores, além de representantes de startups consolidadas no mercado de saúde e dos próprios médicos do Hospital das Clínicas da FMUSP, que vão oferecer todo apoio aos projetos dos participantes.

Startup Weekend

O Startup Weekend se estabeleceu como uma rede mundial de eventos onde empreendedores, desenvolvedores e outros profissionais do meio se reúnem para compartilhar idéias e desenvolver novos projetos de startups. A iniciativa não tem fins lucrativos e é organizada por uma equipe de voluntários interessados em estimular a atividade empreendedora ao redor do mundo.

Pelo modelo concebido, os empreendedores têm 54 horas, ao longo de um fim de semana, para aprender a criar uma empresa real através de metodologias mundialmente empregadas para e tirar suas ideias do papel e torná-las startups.

Esta edição do Startup Weekend Health, que é a 2ª no Brasil – a primeira edição ocorreu em Brasília, em2014 -, terá início na noite de sexta-feira, 22, quando os participantes vão apresentar seus pitchs para em 60 segundos expor suas ideias, que posteriormente serão votadas pelos próprios participantes.. Os participantes com as melhores ideias montarão seus times que pelos próximos dois dias se dedicarão a a atividades que envolvem criação de modelos de negócios, programação, design e validação de mercado.

“No sábado, com os times já formados, vamos trabalhar com o desenvolvimento das soluções propostas por cada equipe, a partir de metodologias como Lean Startup, Design Thinking e Customer Development”, afirma Gustavo Comitre, fundador e Product Owner do Dr. Cuco. Ele explica que mais de 20 mentores ficarão à disposição dos times para dar todo suporte necessário para o desenvolvimento dos trabalhos.

Em paralelo, experts palestrarão sobre validação, modelo de negócio, pitch e tudo o que é necessário saber para se montar uma startup. “Ao longo de um intenso fim de semana, você não só aprende metodologias novas, mas vive na pele como é aplica-las.” conta Mariana Wiezel, uma das organizadoras do Startup Weekend Health no último dia do evento, será realizada a cerimônia de premiação das melhores ideias, com a apresentação dos projetos de novos produtos e serviços aos jurados e a seleção dos ganhadores.

A cerimônia de encerramento, permite que os participantes percebam o quanto a trajetória é intensa e impactante por meio da tamanha evolução e transformação das ideias de cada uma das equipes. “A ideia premiada partir de você é extremamente gratificante, mas mais do que isso é perceber o quanto seu impacto foi amplificado a partir de seu compartilhamento“, afirma Marizilda Brizzotti, organizadora do SWH e premiada em 2° lugar no Startup Weekend Centro São Paulo 2016.

Mercado de saúde

O setor de saúde passa por uma fase de inovação acelerada, com o surgimento de serviços que otimizam, facilitam e reduzem custos na saúde. Soluções disruptivas visam reduzir as filas nos hospitais, aperfeiçoar a comunicação entre médico e paciente e criar uma cultura de tratamento preventivo e adesão ao tratamento de doenças crônicas.

As expectativas para os próximos anos são altas: de acordo com relatório publicado pelo portal da Revista Forbes em maio, o setor de saúde lidera investimentos no mercado financeiro norte-americano. Aqui no Brasil, um estudo publicado pelo Sebrae sobre startups de São Paulo mostrou que as empresas inovadoras do setor de saúde estão em terceiro lugar na lista de preferência dos investidores, atrás apenas das áreas de educação e tecnologia.

“O cenário oferece inúmeras oportunidades para novos empresários e possibilidades para o paciente administrar sua própria saúde de modo mais fácil, rápido e barato”, afirma Comitre.

Dentre os nomes que movimentam esse mercado, a startup americana Doctor on Demand, por exemplo, que trabalha com o conceito de telemedicina, que permite ao paciente realizar consultas à distância, reduzindo o tempo gasto no deslocamento e na fila dos hospitais. No Brasil, clínicas populares, como a Clínica Fares, oferecem atendimento rápido e a baixo custo em unidades posicionadas em áreas de fácil acesso à população.

2º STARTUP WEEKEND HEALTH

Quando: Começa na sexta-feira, dia 22 de julho, às 18h30, e termina no dia 24

Onde: Instituto de Radiologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (InRad – HCFMUSP)
, localizado na Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, nº 255, Bairro Cerqueira César, São Paulo (SP)

Ingressos: Primeiro lote: de R$120 a R$150

Inscrição: www.sympla.com.br/startup-weekend-sao-paulo-health__71702

Site oficial: http://www.up.co/communities/brazil/sao-paulo/startup-weekend/9266

Tags, , , , , ,

Empreendedores com iniciativas inovadoras disputam vagas no Brazil Lab 2016

281c46e7-36d8-4807-8f4a-3c73482e7353

Continuam abertas as inscrições para a primeira edição do Brazil Lab, programa de apoio para inovação no setor público que tem como objetivo acelerar ideias e conectar empreendedores com o poder público. Nesta edição, foram escolhidos desafios em três temas prioritários: Saúde, Educação e Sustentabilidade Ambiental. O programa selecionará até dez iniciativas de empreendedorismo dentro dos segmentos e os projetos selecionados receberão seis meses de mentoria especializada. Após essa fase, três finalistas serão escolhidos e o vencedor receberá como prêmio um investimento de U$ 5.000 para dar início a implementação de sua ideia. As inscrições seguem até esta sexta-feira, 10 de junho.

Entre as startups já inscritas para disputar uma vaga no programa, estão TagFit, Palotec e Mitsidi, cada uma representando um dos eixos temáticos propostos pelo programa.

A TagFit, primeira rede social brasileira focada em saúde e qualidade de vida, é uma das grandes promessas do programa na área de Saúde. A empresa trabalha diretamente para a redução de doenças crônicas de forma eficaz e com baixo custo. A plataforma, disponível em formato de aplicativo para Android, conta com profissionais da área de saúde que acompanham 24h por dia, através das fotos postadas, os hábitos dos usuários. Dessa forma é possível que dicas e orientações personalizadas sejam oferecidas constantemente, o que ajuda na adoção de hábitos mais saudáveis, como uma alimentação mais equilibrada e maior frequência de exercícios físicos. A ideia é que os usuários sejam motivados por profissionais e por outras pessoas na mesma situação a focar e buscar os resultados desejados, com diminuição de peso e ganho de saúde. O aplicativo está disponível gratuitamente para download na Play Store e já possui mais de 10 mil usuários ativos.

Já a Palotec é um dos exemplos do setor de Educação. Trata-se de uma plataforma de conexão para crianças, pais e profissionais de creches e escolas públicas que tem como intuito auxiliar o desenvolvimento pedagógico e social e, ainda, ajudar o poder público a gerar conhecimentos relacionados ao comportamento infantil. A Mitsidi concorre a uma vaga na área de Sustentabilidade Ambiental apresentando soluções evolutivas nas áreas de construção civil e energia. O produto da empresa consiste em um software para realização de auditorias do consumo de água e energia em edifícios residenciais, reunindo uma rede multidisciplinar com especialistas do setor para trabalhar com geração de conhecimento, consultoria de projetos e capacitação de profissionais.

Mais sobre o hub de inovação – O Brazil Lab surgiu este ano como uma forma de atender a necessidade de inovação para soluções de problemas sociais em larga escala, como questões de saúde, abastecimento, locomoção, educação, empregabilidade, entre diversas outras preocupações do setor público. A ideia é que os empreendedores e jovens com ideias inovadoras contribuam para ajudar o governo a lidar com esses desafios.

Por outro lado, para ajudar os empreendedores a desenvolver a proposta, os dez projetos selecionados receberão mentoria de especialistas e professores do MIT, Harvard, Stanford, INSPER e FGV. Os selecionados ainda terão acesso a um ciclo de palestras com conteúdo especializado e desenvolvido especialmente para capacitar os participantes do programa.

As inscrições para concorrer a uma vaga seguem até esta sexta-feira (10) e podem ser feitas por qualquer pessoa interessada – seja ela representante ou não de uma empresa já estabelecida ou um negócio pré-operacional – que apresente uma ideia condizente com o regulamento e com os desafios estabelecidos pelo hub de inovação para o ano 2016.

Tags, , , , , ,

Infor Healthcare inicia interoperabilidade clínica na América Latina

A Infor, provedora de aplicações específicas por mercado e desenvolvidas para a nuvem, anuncia hoje na Feira Hospitalar Brasil, seu compromisso em ajudar as empresas da área de saúde do Brasil e América Latina a alcançar seus objetivos de interoperabilidade clínica, por meio do investimento na solução Cloverleaf Suite, uma tecnologia líder de mercado, com um mecanismo de integração empresarial que acelera, de forma segura, a inclusão de dados dos pacientes em diferentes sistemas dentro ou fora do ambiente de healthcare da empresa.

O Cloverleaf é uma tecnologia crítica para hospitais modernos que querem operar um ambiente baseado em dados e atender os padrões internacionais HL7 como FHIR (Interoperabilidade rápida de recursos da saúde, em inglês), que padroniza a troca de informações eletrônicas no setor.

Hoje, 72% dos hospitais com 150 leitos nos Estados Unidos usam as soluções da Infor, junto com aproximadamente 5 mil clientes de 30 países. Isso inclui 300 hospitais na Alemanha, 82% hospitais públicos na Holanda, e mais de 200 no Canadá.

“Os hospitais na América Latina chegaram a um ponto crítico com o número e a complexidade dos sistemas clínicos, que têm crescido rapidamente; e é difícil manter os dados sincronizados”, afirmou Joel Rydbeck, diretor da Infor Healthcare Latam.

“A indústria de Healthcare continua avançada, e essa transformação tem levado a necessidade de otimizar a performance e gerar valor. Como líder do mercado de saúde em TI, a Infor está bem posicionada para prover soluções avançadas para a indústria de saúde da América Latina”,.

“Para acelerar essa oportunidade na América Latina, a companhia está participando da Feira Hospitalar, apresentando soluções focadas no setor de Healthcare”, afirmou Paulo Padrão, VP da Infor Brasil. A Infor está comprometida em agilizar o fluxo de dados e apoiar as organizações da área de saúde focadas no cuidado contínuo dos pacientes.”

“A parceria com a Infor nos torna capazes de atender melhor os clientes, principalmente nossos pacientes e médicos. A tecnologia nos permitiu mudar a forma como nossos dados estão estruturados e padronizados, e também ajuda nossa empresa a preparar-se para o padrão FHIR, de troca de informações eletrônicas para a área da saúde”, afirmou Shafiq Rab, médico, vice-presidente e CIO da Hackensack University Medical Center, o quarto maior hospital dos Estados Unidos em termos de admissões.

Na MedStar Mobile Healthcare, a Infor foi capaz de ajudar a organizar e integrar diferentes dados e sistemas de informações, independente do sistema de origem, formato da mensagem ou transmissão de protocolo. “Trabalhar com a Infor nos torna eficientes para compartilhar informações com menos incidência de erros. Isso ajuda clínicos da emergência com rápido acesso a informações sobre tratamentos dos pacientes, mantendo a conformidade do padrão HIPAA (de dados eletrônicos da saúde) e melhora o cuidado do paciente”, afirmou Doug Hooten, diretor executivo do MedStar Mobile Healthcare. “A Infor é um parceiro que compartilha a visão para prover um serviço eficiente, confiável e de baixo custo para emergência médica e para a comunidade”.

Tags, ,

Sistema de Granulação em fábrica do Aché em SP permitirá ampliar produtividade de medicamentos sólidos em até 150%

unnamed-36

O Aché inaugurou, em sua fábrica na capital paulista, Sistema de Granulação utilizado para a produção de comprimidos. A iniciativa visa a modernizar e ampliar a plataforma industrial e tecnológica da companhia. Com a implementação, será possível aumentar a fabricação de granulados em até 150% para medicamentos sólidos.

Projetado pela empresa norte-americana Freund Vector, em parceria com empresas da Alemanha e da Suíça, o equipamento High Shear adquirido pelo Aché é o mais moderno do mercado farmacêutico. A iniciativa é fruto de um investimento de R$ 12 milhões.

“A inauguração desta linha faz parte da proposta do Aché de crescer com excelência operacional e inovação, mantendo o foco no cliente e garantindo a sustentabilidade. Isso nos ajuda a continuar levando mais vida para a população, por meio de prevenção e tratamentos que trazem saúde e bem-estar”, afirma Paulo Nigro, presidente do Aché.

Otimização de espaço

O antigo sistema ocupava 206 m². Com o novo equipamento, em apenas 96m², será possível reduzir o processo produtivo de granulados de 30 para 12 horas. Além da maior produtividade, o novo sistema contribui para o aumento da segurança e qualidade, por automatizar processos e diminuir a intervenção humana.

No espaço restante, será possível contar com outras duas linhas de produção, inauguradas futuramente. “Até 2020, triplicaremos a capacidade de produção de medicamentos sólidos na fábrica”, avalia Maria Cristina Salay, gerente de Produção.

A idealização do projeto teve início em julho de 2014 e os estudos duraram até novembro de 2015, quando o equipamento foi adquirido pela empresa.

Para 2016, o Aché tem investimentos industriais previstos da ordem de R$ 70 milhões, com o aumento esperado de produção de 15%, totalizando cerca de 300 milhões de unidades no ano.

Tags, , , , ,

Infor cresce 153% em transações na nuvem no setor de Healthcare, em 2015

A Infor, empresa de software empresarial na nuvem, anunciou na HIMSS 2016 sucesso significativo no setor de healthcare. Aplicações de saúde para a gestão de capital humano, gestão financeira e empresarial, gestão de supply chain, análises avançadas e interoperabilidade contribuíram para cerca de 450 novos negócios ou expansões em 2015. Estão inclusos nessas frentes o Children’s Health, UNC Health, Jackson Health System, Confluence Health, Memorial Health System e o Liberty Healthcare Management. A empresa continua a ver a aceitação de soluções em Cloud da Infor em todo o setor de saúde. Atestando isso, a divisão de Healthcare da Infor teve um aumento de 153% em suas operações comerciais de serviços em cloud, comparando o período de 2015 com 2014.

O Infor CloudSuite Healthcare oferece visibilidade em todas as esferas de uma organização, tudo dentro de uma infraestrutura segura projetada para atender as necessidades de hospitais comunitários, redes de distribuição integradas, centros médicos acadêmicos, hospitais infantis, instalações de cuidados de longo prazo, centro de cuidados intensivos, ambulatórios e clínicas particulares. Com uma simples atualização de programa os clientes Infor tem uma trajetória simples até o Infor CloudSuite Healthcare, no Amazon Web Service (AWS), tendo acesso a novas funcionalidades e capacidades, utilizando-se de tecnologias inovadoras em análise de dados, aplicações para mobiles e tecnologias colaborativas que aumentam tanto a produtividade quanto a eficiência dos usuários.

“Quando nos mudamos para a nova arquitetura usando a nuvem como a nossa força motriz, economizamos cerca de US$ 400.000 em despesas operacionais anuais”, disse Bill Hofrichter, Chief Operating Officer da Concordia Plan Services. “Nossa análise final foi a de que a solução de nuvem da Infor funcionou muito bem na prática além ser extremamente eficiente em redução de custos” completou o COO da Concordia.

Além disso, as soluções de interoperabilidade clínica oferecidas para prestadores de serviços de saúde ajudam a colocar os pacientes como prioridade de seus negócios. Com o Infor Cloverleaf, as organizações podem tomar melhores decisões operacionais, financeiras e clínicas, permitindo que os usuários compartilhem informações e dados de pacientes em sistemas distintos, integrando dados de diferentes EMRs e ERPs, por exemplo. Com a capacidade de intercâmbio de dados e a possibilidade de novos insights, empresas da área da saúde podem melhorar o gerenciamento de troca de informações clínicas, apoiar provedores não eletrônicos de registro médico (EMR), além de facilitar referências e consultas, compartilhando uma visão consolidada dos registros de um paciente. Já as aplicações de inteligência de negócios da Infor buscam oferecer análises significativas para a indústria da saúde, identificando oportunidades de redução de custos, melhorias de contratação e gestão pessoal além de aumentar a colaboração com aplicações de análise, que foram construídas por especialistas de saúde para o setor de saúde.

A Liberty Healthcare é uma organização que vem utilizando o Infor Lawson Financial Suite com sucesso, tendo integração com as principais ferramentas de RH e folhas de pagamento e recentemente mudou suas aplicações para a nuvem. “Nossa decisão de migrar nossas soluções para a nuvem focou principalmente o fator agilidade. Como a tecnologia muda constantemente e, obviamente, de forma muito rápida, temos de nos manter atualizados da melhor maneira possível, fazendo isso com o apoio dos usuários finais, que usam essas ferramentas em seu dia a dia”, disse Richard Gallo, vice-presidente de Tecnologia da Informação, da Liberty Healthcare. “A Infor tem sido um parceiro estratégico. Eles não estão trabalhando de forma isolada, contando sempre com a nossa opinião, o que é muito importante para nós” completou o VP da organização.

As soluções de gestão de capital humano da Infor oferecem ferramentas para atrair, reter, desenvolver e envolver talentos. Os usuários podem desenvolver melhor os funcionários, reduzir a rotatividade de pessoal contratando os candidatos certos, alinhar e avaliar melhor a equipe de forma que esse processo melhore e equalize a carga de trabalho dos funcionários, sempre com base na atividade dos pacientes, ganhando apoio end-to-end para programar, avaliar, atribuir funções e rastrear equipes de enfermeiros, transformando os serviços de RH e o engajamento dentro da empresa. Criado especificamente para o processo de seleção de pessoal, o Infor Talent Science ajuda a identificar os melhores candidatos ao emprego antes de realizar entrevistas, o que é importante em uma indústria que depende de pessoas para prestar cuidados aos pacientes. Organizações respeitadas, tais como o Children’s Health, de Dallas, e o Nationwide Children’s Hospital utilizam o Infor Talent Science.

“A Infor é a melhor opção para as organizações de saúde, porque somos especialistas no assunto Healthcare, que compreende as exigências necessárias para operar uma empresa do setor, mantendo uma perspectiva de negócios sem deixar o comprometimento com a saúde do paciente de lado.”, disse Mike Poling, gerente geral da Infor Healthcare. “À medida que o setor de saúde evolui, as organizações precisam de uma fonte de dados e insights de negócios confiável, que acrescente alinhamento organizacional e conectividade em tempo real para as empresas. Isto é o que a Infor oferece”.

Para mais informações acesse o site: http://www.infor.com/industries/healthcare/.

Tags, , ,

Programa Grants4Apps da Bayer abre inscrições no Brasil para aceleração de startups com projetos digitais aplicados à saúde

Startups de todo o país já podem se inscrever para nova rodada do processo seletivo do Programa Grants4Apps da Bayer. Interessados têm até o dia 31 de maio para inscreverem seus projetos digitais que contribuam para melhorias na área de saúde. Nesta edição, os esforços estão direcionados aos projetos relacionados às áreas de Saúde Feminina, Cardiologia, Oftalmologia, Hematologia, Oncologia e Radiologia.

“Estamos à procura de startups que desenvolvam soluções para determinadas áreas de saúde da Bayer ou, ainda, que tenham iniciativas focadas em projetos que suportem a prevenção de doenças, aderência ao tratamento pelos pacientes, testes clínicos, awareness ou gerenciamento de condições clínicas. As soluções podem ser mobile apps ou serviços, wearables, software ou hardware. Nós não limitamos a tecnologia.”, ressalta Patrick Fenzl, IT Business Intelligence & Analytics da Bayer Brasil.

Os candidatos precisam ter acima de 18 anos de idade, domínio da língua inglesa e a composição da equipe requer três membros, no mínimo.

“As opções são inúmeras, mas o ponto em comum dessa iniciativa global da Bayer é a paixão pela inovação. Somos uma empresa focada em Ciências da Vida e o fomento à educação e inovação fazem parte do DNA da Bayer”, acrescenta Theo van der Loo, presidente do grupo Bayer no Brasil.

O contrato do programa será assinado somente com pessoas jurídicas, ou seja, candidatos que possuam um registro da razão social da empresa, independente do país.

“Os principais integrantes das startups selecionadas ficarão nas instalações da Bayer em Berlim de agosto a dezembro de 2016 para acelerar o desenvolvimento de seus projetos”, explica van der Loo.

A Bayer oferece uma série de benefícios para os cinco times selecionados: aporte financeiro de 50.000 euros para cada startup durante toda a estadia, coaching e treinamento intensivo com especialistas no assunto, mentoria com altos executivos da Bayer, além do acesso a uma ampla gama de contatos profissionais.

Camila Navarro, IT Digital and Innovation Manager da Bayer Brasil, vislumbra um cenário otimista para o País: “Neste ano, a subsidiária brasileira da Bayer está apostando fortemente em um mercado que já é considerado um celeiro de startups. O programa busca tecnologias e processos que proporcionem melhorias na área de saúde e essa pode ser uma chance incrível para muitos empreendedores digitais brasileiros”.

A Bayer tem investido em tecnologias de ponta para entregar mais e melhor a missão da Companhia, no compromisso conjunto a todos os colaboradores, que é fazer “Ciência para uma Vida Melhor”. Agora, os esforços estão direcionados em explorar positivamente a revolução digital a fim de fortalecer sua liderança no negócio de Ciências da Vida.

A transformação digital é mais um dos passos para que a Bayer avance e inove para atender às atuais necessidades da sociedade. O maior desafio agora é integrar e alinhar as suas capacidades de forma proativa, para agregar valor à qualidade de vida das pessoas.

Para participar, os interessados devem preencher o formulário no site www.grants4apps.com/accelerator.

Mais informações sobre o programa e o processo de inscrição estão em https://www.grants4apps.com/accelerator/#/faq e no twitter: @grants4apps.

Tags, , , , , , , , , , , ,

Consulta do Bem promete inovar no setor da saúde

Usando tecnologia, o Consulta do Bem desponta inovando o setor da saúde. A plataforma é pioneira em agendamento e pagamento online de consultas, oferecendo acesso a atendimentos médicos de qualidade, em mais de 30 especialidades e com preços entre R$ 58 e R$ 150. A empresa, que iniciou a operação em novembro de 2015, já possui aplicativo para smartphone e está em momento de expansão para algumas das principais cidades do Estado de São Paulo.

A ideia surgiu como uma maneira de contribuir para o acesso à saúde e pode-se dizer que se trata de uma solução bastante parecida com as redes de clínicas populares que surgiram nos últimos anos. A diferença é que o Consulta do Bem permite que clínicas já existentes disponibilizem seus horários ociosos na plataforma, sem necessidade de construção de novos prédios ou criação de franquias. “Nossa ideia foi criar um mecanismo de mercado em que todos ganhem. De um lado, os pacientes economizam na hora de procurar profissionais de saúde com acesso fácil e rápido à marcação de consultas. Do outro, os profissionais de saúde conseguem novos clientes em horários que antes costumavam ficar vagos, otimizando suas agendas e ganhando mais, algo muito em linha com a lógica da economia compartilhada”, comenta Rafael Morgado, CFO da empresa.

Essa é mais uma boa saída para cerca de meio milhão de pessoas que ficaram sem assistência médica particular entre dezembro de 2014 e setembro de 2015, de acordo com a Agência Nacional de Saúde (ANS). “O preço estipulado, na maioria das vezes, é bem abaixo do valor que os profissionais cobrariam em seus consultórios por um atendimento particular. Conseguimos essa diferença reduzindo os custos administrativos envolvidos no agendamento da consulta, já que tudo é feito online”, explica Marcus Vinícius Gimenes, médico cirurgião e CEO da empresa.

Segundo dados da Pesquisa Nacional de Saúde do IBGE, atualmente 72,1% dos brasileiros não possuem plano de saúde. Embora esta fração da população seja extremamente relevante para o Consulta do Bem como potencial do negócio, Gimenes revela outros objetivos da empresa: “nosso serviço é uma boa alternativa, se compararmos com consultas particulares, geralmente mais caras, ou com o atendimento público de saúde que muitas vezes não oferece a agilidade necessária. O objetivo é oferecer acesso à saúde para a população de forma rápida e fácil”.

Após pesquisar os horários oferecidos pelo profissional de saúde, o usuário do Consulta do Bem agenda sua consulta escolhendo a especialidade que precisar, um horário e localidade mais convenientes. Em seguida, ele efetua o pagamento e recebe a confirmação de que a consulta está agendada. O paciente tem a facilidade de ir ao médico e ser atendido sem precisar fazer qualquer outro pagamento no consultório. Além disso, ele tem a certeza de que seu horário está garantido.

O Consulta do Bem não é uma clínica, mas conta com milhares de profissionais de saúde em mais de 500 clínicas cadastradas. A plataforma usa o conceito de proximidade. Tanto o site quanto o aplicativo promovem a interação entre profissionais de saúde e pacientes usando geolocalização para facilitar a busca. Isso permite ao paciente mais comodidade para encontrar o local e horário que melhor se encaixem em sua rota durante o dia. “As pessoas às vezes deixam sua saúde de lado para cumprir obrigações. Para que isso não ocorra, é fundamental ter uma opção que não inclua faltar ou chegar atrasado no trabalho em um momento econômico delicado como o que vivemos”, finaliza Gimenes. O IBGE comprovou que 14,1 milhões de brasileiros deixaram de trabalhar, ir à escola ou realizar alguma atividade porque estavam resfriados, com enxaqueca ou estavam se sentindo doentes.

Tags, , , ,

Empresa lança primeira solução de pagamentos para profissionais de saúde no Brasil

A Secretaria da Receita Federal anunciou recentemente uma importante mudança: os profissionais da área de saúde (médicos, dentistas, fisioterapeutas, etc) vão ter que declarar já a partir do Imposto de Renda deste ano (ano base 2015) o CPF de todos os pacientes e o valor cobrado por cada procedimento. Caso isso não ocorra, cairão na malha fina.

Para quem está preocupado, uma novidade: a empresa mineira Vitta lançou o Vitta Pagamentos, a 1ª solução de pagamentos do Brasil voltada exclusivamente a esses profissionais. A máquina simplifica a gestão administrativo-financeira das clínicas e torna fácil saber quais os pagamentos que foram realizados e, consequentemente, CPFs que devem ser declarados.

O principal diferencial em relação às máquinas de cartões existentes no mercado – e que não foram desenvolvidas com foco nos profissionais da área de saúde – é a possibilidade de pagar múltiplas contas.

Hoje, uma máquina de cartão só pode estar atrelada a um CNPJ (e uma conta bancária). Assim, em uma clínica com 10 médicos, por exemplo, e em que todos desejam oferecer pagamentos por cartão a seus pacientes, seriam necessárias 10 máquinas – ao aluguel mensal aproximado de R$ 120 cada (10 x R$ 120 = R$ 1.200).

A Vitta Pagamentos, por sua vez, permite o pagamento de diversos CNPJs. Assim, nessa mesma clínica de 10 médicos, todos podem compartilhar uma única máquina. E o aluguel mensal dela é de apenas R$ 39,90.

Outra grande vantagem da Vitta Pagamentos é emitir um relatório de pagamento específico. Hoje, nas clínicas, funciona da seguinte forma: os secretários devem guardar todos os canhotos para saber quais pacientes pagaram com cartão, qual valor e para qual médico. Esses canhotos, no entanto, só mostram o ID da transação e o valor. Então, os médicos têm que conferir cada um desses canhotos com os extratos das operadoras das máquinas para saber quem pagou e por qual procedimento.

Com a Vitta Pagamentos, nada disso é necessário, já que a máquina emite um relatório completo com nome e CPF do paciente, nome do profissional, data e tipo de procedimento realizado (se exame ou consulta) e forma de pagamento (débito ou crédito).

“A Vitta Pagamentos facilita muito o dia a dia dos profissionais da área de saúde, ainda mais agora com essa nova exigência da Receita Federal. A preocupação deles vai ser cuidar dos pacientes e a gente faz o resto”, afirma Athus Formiga, um dos membros do time da Vitta. “Já estamos em 14 Estados e podemos entregar a máquina em qualquer lugar do Brasil em até 5 dias úteis”, completa.

Tags, , , , , ,

Como aumentar eficiência na gestão de operadoras de planos de saúde?

Alinhar a administração comercial à estratégia da operadora e a adotar softwares de gestão são dois indicadores que ajudam a eliminar gargalos e aumentar a eficiência das empresas

A crise financeira que assola grandes operadoras de planos de saúde impôs às empresas desse segmento atenção redobrada à necessidade de uma gestão eficiente. Controle e padronização de tarefas, acompanhamento em tempo real de beneficiários e médicos e um sistema informatizado que permita gerenciar melhor os processos tornaram-se rotinas essenciais para a administração dos planos de saúde.

“Para manter-se competitiva no atual cenário econômico, uma operadora de planos de saúde precisa rever o desenvolvimento das atividades mais simples, do dia a dia, que envolvem pessoas, processos e informações, como também alinhar melhor a sua gestão comercial à estratégia da companhia. Feita esta lição de casa, o próximo passo é adotar um sistema informatizado ou inovar o sistema de gestão com o suporte de uma tecnologia robusta, capaz de atender toda as operações. Estes são os primeiros passos no caminho para uma gestão eficiente”, explica Fausto Bacchi, diretor comercial e de marketing da Objective Solutions.

Quatro pontos são essenciais para a excelência do trabalho das operadoras de planos de saúde: Primeiro, o desenvolvimento de ações específicas de acordo com os tipos de contratos dos beneficiários e corpo médicos; padronização de processos para uma gestão mais fluida das demandas administrativas e assistenciais; adoção de um sistema informatizado capaz de agilizar as operações diárias e, por fim, alinhar a qualidade do serviço de acordo com as exigências da Agência Nacional de Saúde Suplementar-ANS.

O que buscam as operadoras de saúde? Dar a melhor assistência possível aos seus beneficiários, mas também conquistar uma grande carteira de clientes e ser capaz de manter sustentável a arquitetura do negócio. “As novas tecnologias estão no mercado para ajudá-las neste objetivo. Softwares de gestão trazem ganho de produtividade, encurtam o caminho para maior segurança e eficiência”, acrescenta.

A Objective Solutions, empresa do Objective Group, holding dedicada a investimentos no setor de tecnologia da informação, realizou uma sondagem na área da saúde para entender as necessidades deste mercado e como poderia entregar tecnologia de ponta às operadoras de plano de saúde. Foram mapeadas mais de 40 empresas nacionais que podem se beneficiar de soluções arrojadas para incrementar a gestão e garantir, assim, a entrega de um serviço de maior qualidade aos seus clientes. Soluções que otimizam a gestão comercial e o atendimento aos beneficiários.

Para atender esta demanda, a empresa oferta sete diferentes soluções ao mercado, mas o executivo destaca três: “O NG Billing e NG CRM automatizam os processos da esteira de faturamento e atendimento e dão o suporte necessário para que as empresas sigam os padrões da ANS. O desenvolvimento de software sob demanda reforça a necessidade de automatizar e integrar os processos e sistemas administrativos, frente aos inúmeros projetos de desenvolvimento realizados simultaneamente e gerenciados através de metodologias ágeis. Eles fazem com que o cliente, por exemplo, não precise aguardar meses para visualizar um progresso. Mas é através do Big Data Analytics que as operadoras de saúde terão os melhores recursos para trabalhar de forma preditiva com visão 360º, com análise de conteúdos que utilizam dados históricos para insights futuros, além de segurança da informação”, conclui.

Tags, , ,

Epitrack é a startup vencedora do “The Venture” Brasil

A startup Epitrack foi eleita vencedora do concurso “The Venture” Brasil, do whisky Chivas Regal. O anúncio acaba de ser realizado em festa exclusiva para convidados na última quinta-feira, dia 17, na Casa Fares, em São Paulo. O empreendedor Onício Leal Neto recebeu o prêmio das mãos de Lucas Foster e Maria Prata, mentores dessa edição do projeto. Também estiveram presentes no evento nomes como Dudu Linhares, Ícaro Silva e Lia Paris.

“Ser a representante brasileira na final do “The Venture” é uma das maiores conquistas da Epitrack até hoje”, afirma Juliana Perazzo, CFO da Epitrack. “Nossa proposta é utilizar a tecnologia na construção de uma sociedade mais colaborativa no controle de doenças infecciosas” comenta Onício Leal Neto, fundador da plataforma.

Desenvolvida pelo biomédico Onício Leal Neto, a startup de Recife (PE) é focada em vigilância epidemiológica em dispositivos móveis, detecção digital de doenças e treinamento para epidemiologistas. A Epitrack será a representante brasileira na final mundial do concurso, em julho de 2016 em Nova York, e ganha um curso na Singularity University (EUA), além de concorrer na etapa mundial com outras startups a um prêmio de U$$ 1 milhão.

“Nós sempre valorizamos o empreendedorismo e acreditamos que negócios e economia podem transformar problemas em oportunidades, sendo assim apoiar jovens que usam o seu talento para gerar oportunidades para os outros é natural para a marca. Com iniciativas como “The Venture” queremos impulsionar ideias que contribuam para que os negócios sejam usados como uma grande força do bem. Esperamos que o vencedor aproveite o curso na Singularity University, além da oportunidade de conhecer empresas líderes em tecnologia e serem orientados por especialistas. E, principalmente, que o projeto atinja todo seu potencial de transformação social” diz Melanie Conrad, gerente de marketing de Chivas da Pernod Ricard Brasil.

Tags, , , , , , , , , , ,

Tecnologia a favor da Saúde – Por Márcio Capassi*

view.aspx

A descoberta de novos medicamentos, exames e tratamentos médicos vêm causando uma revolução na Medicina. Atualmente, vivenciamos um cenário completamente diferente do que tínhamos há alguns anos. Mesmo assim, quando abordamos o uso da tecnologia no suporte à gestão de empresas de Saúde, ainda há muito espaço para expandir a oferta de produtos e serviços. Essa é uma das conclusões da Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (SBIS), ao revelar que menos de 20% dos 7 mil hospitais brasileiros são informatizados.

A tecnologia pode contribuir para otimizar o atendimento, reduzir custos e aproximar ainda mais os médicos dos pacientes. Uma solução viável, rápida e prática que substitui os telefonemas com qualidade é o SMS (Short Message Service – em português Serviço de Mensagens Curtas). Como a telefonia móvel se proliferou no Brasil, a probabilidade de um paciente ou familiar não ter um celular é muito baixa, uma vez que, segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), temos mais de 280 milhões aparelhos habilitados no Brasil, ou seja, em uma análise simples, existem mais aparelhos do que habitantes.

Na prática, o SMS vem se mostrando uma ferramenta essencial na agilização do trabalho dos médicos, das clínicas e hospitais. O envio de alertas ajuda a controlar melhor as agendas, a minimizar ausências em consultas e a avisar no caso de atrasos. Pesquisas indicam que 50% das faltas podem ser evitadas com a troca de mensagens. Além de contribuir para o bom funcionamento, a tecnologia evita prejuízos financeiros e reduz custos de profissionais que teriam que atuar em atividades operacionais de confirmação.

O SMS é uma alternativa de comunicação direta e eficaz que pode ser integrado a um sistema de agendamento eletrônico para enviar mensagens personalizadas com opção de resposta para que o paciente interaja, confirme ou cancele horários.

As vantagens não param por aí. O SMS é igualmente útil em ações de medicina preventiva. Como alguns exames devem ser repetidos periodicamente, esquecer o prazo de refazê-los pode causar danos à saúde. A clínica o laboratório ou hospitais podem utilizar o SMS para avisar que a data para a realização dos exames está próxima, auxiliando o paciente para agendar os procedimentos. Com o SMS é possível comunicar ações de qualidade de vida, como dicas de bem-estar, fornecer orientações específicas e informar campanhas especiais de vacinação ou prevenção.

As soluções de SMS apresentam baixo custo e são extremamente assertivas, uma vez que são compatíveis com todos os aparelhos celulares e não exigem que o paciente esteja conectado à Internet para receber a mensagem. O recebimento pode ser feito, inclusive, em aparelhos simples. Vale destacar que 73,78% dos celulares são pré-pagos no Brasil, segundo dados de outubro deste ano da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Sem demandar pacotes de dados, a troca de mensagens é simples, rápida, barata e, principalmente, assertiva. Com essas vantagens, a comunicação instantânea está prestes a gerar uma nova revolução na área médica. É a tecnologia a favor da saúde!

Por Márcio Capassi, Head de Soluções da Zenvia

Tags, , , ,

Cerner apresenta novo Diretor Geral para o Brasil

Com a expansão de suas operações no Brasil, que têm como marco de entrada um contrato para implantação do software de gestão clínica Cerner Millennium no Hospital Israelita Albert Einstein, a Cerner anuncia mais investimentos em capital humano no país. O mais destacado deles é a chegada de Israel Armstrong como Diretor Geral da companhia. Com Armstrong, que é licenciado em Farmácia pela Universidade de Sydney, as operações da Cerner no Brasil não respondem mais à direção da companhia América Latina, mas como uma região independente.

Presente em trinta países e com mais de trinta e cinco anos de tradição no segmento, a Cerner é especializada no desenvolvimento e soluções de tecnologia da informação na área de saúde.

“Nosso grande desafio é consolidar a expansão da empresa no Brasil, contribuindo com nosso espírito de inovação para o desenvolvimento da gestão da saúde em todo o território nacional. Procuramos também, diversificar e ampliar a carteira de clientes da trazendo novos negócios para o grupo. Estou muito animado com esta oportunidade e confiante no trabalho a ser realizado”, comenta Armstrong, que tem 12 anos de vivência na empresa e atuação em unidades da companhia em outros países.

O novo executivo e sua equipe de profissionais altamente especializados trazem novas sinergias à operação brasileira do grupo. Seu objetivo é levar a expertise da Cerner e suas soluções estratégicas no desenvolvimento de soluções de tecnologia da informação aplicados ao atendimento à saúde, com o objetivo de alcançar empresas e instituições do setor em todo o território nacional.

Há três anos atuando no país, a Cerner, além da parceria com o Hospital Israelita Albert Einstein para o desenvolvimento e implantação de uma nova solução tecnológica para administrar todos os dados de seus pacientes hospitalares e ambulatoriais e das suas múltiplas áreas de atuação, que será implantada pela primeira vez em língua portuguesa, desenvolve um projeto na área de telemedicina com a Intensicare, a maior empresa especializada em gestão de UTI no Brasil.

Considerada a líder no segmento, a Cerner foi eleita pela revista Forbes americana como a vigésima segunda empresa mais inovadora dos Estados Unidos em 2014. Presente em mais de trinta países, alguns dos seus diferenciais competitivos são: prontuário eletrônico com fluxos de trabalho dedicados por especialidade, tecnologia para integração de equipamentos médicos ao prontuário eletrônico, plataforma para gerenciamento de saúde populacional e ferramentas de suporte à decisão clínica.

A Cerner também é líder internacional em hospitais com certificado do estágio 6 e 7 da HIMSS (Healthcare Information and Management Systems Society), uma organização norte-americana que avalia o nível de desenvolvimento em projetos de tecnologia da informação na área da saúde, sendo os dois primeiros hospitais da Europa a recebem o nível 7 clientes Cerner, um deles o primeiro reconhecido pelo Davies Awards, entregue às organizações da HIMSS de nível 6 e 7 capazes de demonstrar melhoria significativa e sustentável nos resultados dos pacientes com o uso de tecnologia da informação, ao mesmo tempo em que atingem um retorno financeiro sobre o investimento
Com mais de 21.000 funcionários no mundo todo, a equipe de profissionais altamente especializados colabora para o desenvolvimento de soluções eficientes na área de saúde.

Israel Armstrong – Perfil

Com sólida experiência na área de saúde, Israel Armstrong, atual Diretor Geral da Cerner, Brasil, iniciou a sua carreira no grupo de 2003. O executivo já ingressou no mercado com um diferencial e tanto: uma ampla vivência na área de saúde, ao atuar como professor acadêmico na área de farmácia clínica pela Universidade de Sydney, mesma instituição pela qual se formou e realizou uma pesquisa científica na área de problemas respiratórios.

A sua chegada na Cerner ocorreu por meio de um convite para atuar na unidade em Sydney, na Austrália. Engajado e aferindo excelentes resultados, em seguida, ele participou da organização e desenvolvimento de negócios no mercado da Ásia e Pacífico, antes de se mudar para Londres, e trabalhar no desenvolvimento de negócios para a NHS (National Health Service), sistema público de saúde do Reino Unido.

Na unidade inglesa da Cerner atuando como consultor de projetos, ele cedeu a sua expertise em saúde dando suporte a clientes chaves da companhia. Em 2013 Armstrong foi convidado para fazer parte da equipe do escritório de São Paulo, conduzindo os negócios estratégicos no Brasil. No país, o executivo tem se aprofundado na cultura de negócios local para suportar de forma estratégica o plano de expansão da empresa no país. De acordo com o Diretor Geral da Cerner no Brasil, o mercado está cada vez mais voltado a experiências aliado ao uso de tecnologias inovadoras, por isso, “precisamos ter uma comunicação eficiente com os nossos clientes, compreender e identificar as reais necessidades dele também. Desenvolvemos soluções de TI na área para a saúde e temos inovadoras soluções na área. Temos que superar essas expectativas impressionando-os sempre”, explica.

Uma das metas de Israel Armstrong na unidade brasileira da Cerner é tornar a empresa ainda mais reconhecida nacionalmente, mesmo que ela já possua grande conceito e imagem consolidados. E, de acordo com o diretor, a equipe tem conseguido isso. A companhia é cada vez mais requisitada por hospitais e gestores de saúde que querem conhecer um pouco mais sobre soluções em tecnologia para a área, como, por exemplo, o sistema Cerner Millennium®, soluções de suporte à decisão clínica e análises preditivas e soluções de gerenciamento de saúde da população.

A razão de todo esse sucesso, além da expertise de Israel Armstrong, tem um segredo simples, mas de grande valia: “gostar do que faz. A área de tecnologia em saúde é o nosso negócio”.

Tags, , ,

Marisa celebra operação no e-commerce e antecipa meta para 2015

A Marisa, maior rede de moda feminina do Brasil, celebra este mês 16 anos de e-commerce no ar com bons motivos para comemorar. Considerada a maior loja da companhia em número de vendas, o comércio eletrônico da Marisa alcançará seu equilíbrio financeiro ainda este ano. “Antecipamos a meta do break even de 2017 para este ano, resultado de muito trabalho e bom desempenho em vendas. Neste último trimestre, por exemplo, tivemos crescimento de dois dígitos para o canal”, comemora Thiago Pereira, gerente da divisão e-commerce da Marisa.

Pereira comenta os desafios de operar a loja virtual. “Atualmente, trabalhamos com o mix completo da rede e itens que são comercializados somente no online, como a linha de cama, mesa e banho, chegando ao manuseio de mais de 19 mil itens dentro do canal. Com um centro de distribuição próprio em Santa Catarina, conseguimos realizar entregas em todo o território nacional. Integramos também o processo logístico, para que as compras realizadas na loja virtual possam ser trocadas nas mais de 400 unidades físicas da Marisa”.

Durante esses anos, o perfil do consumidor online mudou muito e a Marisa acompanhou todas essas transformações para seguir seus passos e antecipar tendências. Adaptou-se às mudanças, criou novas ferramentas, efetuou melhorias na navegação, investiu em Atendimento, entre outros desafios.

“No ano passado, implementamos um formato mais moderno e interativo, que possibilita identificar as preferências do consumidor e oferecer uma navegação mais personalizada ao cliente. Transformamos nossa central de atendimento em uma fábrica de encantos, focada no encantamento do cliente seja por telefone, e-mail ou rede social; criamos também o “Compre por Look” – seção especial onde a cliente pode comprar looks completos com peças chave”, finaliza Pereira.

Em 2010, por exemplo, a rede criou um serviço patenteado e inédito naquela época em sites brasileiros: o Sua Medida, onde a cliente pode medir seu corpo, inserir os dados no site e receber sugestões sobre o tamanho de peças mais indicadas para si, além de sinalizar por meio de um selo na foto do produto as peças que possui no seu tamanho em estoque.

Perfil de compra – A maioria dos consumidores do site é do público feminino, mas os homens representam 10% do total de compradores. A faixa etária que mais consome os produtos Marisa do E-commerce tem entre 18 a 34 anos.

Tags, , ,

Startup brasileira aposta em sistema integrador de saúde

Novidade será anunciada durante o Wearable World Congress que acontece nos dias 19 e 20 de maio, em São Francisco (USA) e lançada oficialmente no Brasil no próximo dia 27

A 5ª edição do Wearable Wednesday que acontece no próximo dia 27, em São Paulo, vai marcar o lançamento oficial da plataforma SDK, que chega ao mercado pela Carenet Longevity. Trata-se de um sistema de integração de informações cujo objetivo é promover a troca de experiências entre profissionais do mercado de tecnologia para vestir, além de favorecer potenciais parcerias no segmento.

Com mais de 300 opções de dispositivos vestíveis para armazenamento de dados relacionados à saúde disponíveis no mercado, o número de vendas de wearables já ultrapassa o de tablets em todo mundo. O intenso volume de dados gerados pelos wearables dificulta a utilização dessas informações de forma adequada.

Sistemas como o SDK foram projetados justamente para facilitar a rotina do usuário. “O SDK vai unir as informações captadas por 16 gadgets inicialmente, em uma mesma plataforma, o que facilitará utilização para consumidores finais e para empresas interessadas em monitorar dados de diferentes plataformas” – comenta Immo Oliver Paul, especialista em saúde digital e sócio-fundador da Carenet.

A novidade será anunciada por Immo Paul durante o Wearable World Congress, que acontece nos próximos dias 19 e 20 de maio, em São Francisco (USA). Pioneira, a Carenet Longevity é a única empresa brasileira a lançar um sistema integrador de informações sobre bem-estar e saúde. A plataforma brasileira é segunda no mundo. A primeira foi lançada pela Validic, com foco em heath care.

No forno

Prestes a apresentar ao mercado, o Carenet NuGGet, dispositivo vestível com tecnologia brasileira que contará com Bluetooth 4, design urbano e uma nova versão de APP que já vem com o SDK, Immo Paul, destaca o pioneirismo da empresa: “acreditamos ser extremamente necessário um integrador de dados de saúde, que permita aos usuários o compartilhamento de dados, com objetivo de ajudar a monitorar indicadores de saúde e bem-estar e estabelecer dados comparativos capazer de promover mudança de hábitos” – comenta o especialista.

Tags, , , , ,

Semana Nacional de Doação de Órgãos começa nesta segunda (22) para estimular o ato voluntário

Sensibilizar as pessoas sobre a importância da doação de órgãos é o principal mote da campanha desenvolvida pela Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO). Durante a Semana Nacional de Doação de Órgãos, que tem início nesta segunda-feira (22/09) e vai até domingo (28/09). Atualmente, cerca de 30 mil pessoas aguardam na fila de espera e, de cada 10 pessoas abordadas, metade se nega a doar os órgãos de seus familiares.

No 1º semestre de 2014, o Brasil recuperou parcialmente a queda na taxa de doação (12,8 pmp), obtendo taxa de doadores efetivos de 13,5 pmp. Porém, os números ainda estão distantes do objetivo previsto em 2007, para o final desse ano, de 15 doadores pmp. Para se ter uma ideia, a maior lista de espera é por um rim – 18 mil pessoas. Em segundo lugar, estão os que precisam de transplante de córnea (8 mil). Em seguida, vem fígado, com 1.350 pessoas na lista de espera, e, por último, coração e pulmão, com 250 e 196 respectivamente.

O trabalho realizado pela ABTO, em parceria com o Ministério da Saúde, dos governos estaduais e entidades médicas, vem surtindo efeito nos números de transplantes, porém os números de doadores efetivos, por milhão de população, ainda são muito baixos em relação a outros países. Avaliando o cenário, os transplantes renais aumentaram 1,0% (28,8 pmp), com crescimento de 0,8% nos transplantes com doador falecido (21,5 pmp) e de 1,4% nos com doador vivo (7,3 pmp).

Os transplantes hepáticos diminuíram 1,6% (8,9 pmp), à custa da diminuição de 1,7% nos transplantes com doador falecido (8,2 pmp), enquanto que os transplantes com doador vivo não se alteraram (0,7 pmp). Já o transplante cardíaco cresceu 12,9% (153) e superou a taxa prevista (145 – 1,5 pmp). Entretanto foi realizado em apenas 10 estados e DF, sendo sete nas regiões sul e sudeste e três do nordeste.

Além disso, foram realizados 28 transplantes de pulmão (0,3 pmp), com queda de 30% em relação a 2013. O transplante de pâncreas cresceu 2,8%. Foram realizados 73 transplantes (0,7 pmp), menos da metade do previsto (145 – 1,5 pmp), em sete estados. O transplante de córneas (69,6 pmp) diminuiu 3,4%, distanciando-se da meta de “lista zero” (em torno de 90 pmp). Por fim, no TMO (transplante de medula óssea) houve diminuição de 12,3% nos transplantes relatados.

Os números de transplantes de órgãos realizados no país no 1º Semestre de 2014:

Órgãos Total
Coração 153
Fígado 852
Pâncreas 14
Pâncreas/Rim 59
Pulmão 28
Rim 2750
Total 3.856

Para se tornar um doador, é importante que a pessoa comunique à família sobre esta vontade, pois de acordo com a legislação dos transplantes no Brasil, a doação deverá ser consentida pelo familiar de até 2º grau. Essa conversa é fundamental para subsidiar a decisão da família na hora de doar os órgãos.

Segundo o Dr. Lucio Pacheco, presidente da ABTO, a recusa dos familiares ainda é um dos motivos para a falta de doadores e está relacionado à falta de manifestação da vontade de doação em vida. “Sempre que o indivíduo se manifesta a favor da doação os familiares autorizam”. De acordo com a Associação, a principal dificuldade para o aumento do número de doadores é, exatamente, o baixo nível de informação sobre o assunto. “Apostamos na adesão da sociedade, com apoio de profissionais de saúde e da mídia, para um dia tornar essa espera por um órgão menos longa e dolorosa”, afirma o médico.

Ação de Engajamento

Para lançar a Semana Nacional de Doação de Órgãos e conscientizar a população para a falta de doadores, a agência Leo Burnett Tailor Made preparou uma ação de grande impacto para a ABTO. A ideia é despertar o engajamento nas pessoas para que deixem claro aos seus familiares que deseja ser um doador de órgãos. A campanha iniciou com o convite para todos os candidatos dessa eleição a fazerem uma promessa tão fácil que qualquer político é capaz cumprir. Todos são convidados a participar dessa campanha, para isso, basta gravar um vídeo curto no Twitter ou no Facebook com a hashtag #prometodoar e fazer a seguinte promessa: Eu SOU Um Doador de Órgãos.

Os interessados em se tornarem doadores podem conferir mais informações no site oficial da ABTO: http://www.abto.org.br/

Tags

A influência da tecnologia para os olhos


Você trabalha diante de um computador o dia inteiro, está sempre checando as redes sociais no celular e, quando está em casa, assiste TV, joga videogame e acompanha as principais notícias do dia no tablet? Cada vez mais os recursos tecnológicos estão à disposição no mercado e, muitas vezes, inseri-los no nosso dia a dia facilita diversas tarefas. No entanto, é preciso ficar atento. O uso contínuo dessas tecnologias em excesso pode ser prejudicial à visão.

Segundo o oftalmologista Richard Yudi Hida, a exposição prolongada a aparelhos eletrônicos pode acarretar alguns sintomas como dores de cabeça, irritação nos olhos e fadiga. “Após o uso continuo e exagerado desses aparelhos, é natural que o individuo sinta sintomas temporários de cansaço visual, que consiste em dor de cabeça, lacrimejamento, ardência, incômodo à luz, oscilação da visão e sensação de peso nas pálpebras. Porém, acredita-se que esses danos são temporários e melhoram quando se descansa o corpo. Não existem evidências de que as consequências possam ser irreversíveis”, ressalta.

Comum na sociedade moderna, a Síndrome da Visão Cansada é causada pela fixação das vistas na tela dos aparelhos que emitem luz durante muito tempo. “Quando o usuário não pisca, a córnea fica ressecada e desprotegida, o que gera os sintomas citados anteriormente. Juntando fatores como ar condicionado, poluição e muitas horas de trabalho, muitos podem desenvolver um quadro chamado de olho seco evaporativo, podendo causar sintomas que podem atrapalhar na suas atividades diárias”, explica o especialista.

O cansaço é uma reação natural à tensão a que os olhos são submetidos, já que é preciso forçá-los para ter foco e enxergar imagens definidas em pontos pequenos. Em geral, não se trata de algo grave, mas é preciso estar atento. “Em crianças e adolescentes a vista cansada pode estar relacionada com dores de cabeça e dificuldade em se concentrar na sala de aula. Já em pessoas com mais de 50 anos, o problema pode estar relacionado a outras doenças relacionadas com a idade, como catarata, degeneração macular entre outros”, alerta.

VISÃO E LUMINOSIDADE

Presente na maioria dos celulares, a luz azul ajuda a regular o relógio biológico, chamado de circadianismo ou ciclo circadiano. O nosso “relógio biológico” é responsável por “organizar” nosso corpo para entender o que é dia e o que é de noite. Contudo, alguns estudos já mostraram que a exposição a essa luz em excesso durante a vida toda – não só de celulares, mas de computadores, tablets e televisores – pode causar degeneração macular, uma das principais causas da cegueira. Ao mesmo tempo, o seu corpo pode não entender que precisa descansar se não for exposto à luz azul, causando insônia em alguns indivíduos.

Evitar a luz azul é quase impossível, já que estamos expostos constantemente à luz solar e à artificial, mas cuidar da saúde dos olhos é essencial. “Pequenas práticas cotidianas podem fazer toda a diferença. Se expor a luz azul no início do dia, de preferência à luz do dia pode fazer com que seu corpo entenda que precisa “acordar” e aumentar o metabolismo corporal geral. É importante lembrar que não se deve olhar diretamente para o sol, apenas ficar exposto à luminosidade do dia. À noite, evitar ou diminuir o uso de aparelhos que emitam luz azul (tablet, televisores, celulares, etc.). Caso não consiga evitar ou diminuir o uso desses aparelhos, sugere-se o uso de filtros de luz azul nos óculos para evitar que altere no ciclo circadiano e tenha insônia”. Tais achados são resultados de várias pesquisas realizadas ao redor do mundo para esclarecer possível impacto na sociedade moderna.

Tags, , , ,

Caridadx: tecnologia a serviço do bem

O Caridadax é um site baseado no conceito de crowdfunding (financiamento coletivo) para apoio de causas sociais. A iniciativa é da empresa curitibana Visionnaire Informática ao investir em uma startup em parceria com um grupo de jovens empreendedores.
Saiba mais sobre o projeto em uma reportagem em vídeo do programa de tv Valor Agregado.

Tags, , , , , ,

Prontuário eletrônico: as consequências da informatização das informações médicas

Por Alvaro de Carvalho Pinto Pupo e Mariana Sbaite Gonçalves

Um tema polêmico, porém com o intuito de facilitar as avaliações médicas, é a aplicação do prontuário eletrônico, que nada mais é do que a inclusão de todas as informações referentes à saúde de determinado paciente em um sistema informatizado, que pode ser integrado entre diversos médicos ou hospitais.

O prontuário eletrônico, da forma imaginada, não é apenas digitalização das informações de cada paciente contidas em documento físico. É o fim do documento físico e sua substituição por formulários e documentos eletrônicos. Trata-se de mais um passo na economia da quantidade de papel utilizada, conferindo facilidade e agilidade para o paciente e para o médico.
Esse prontuário já é uma realidade no Brasil.: foi implantado em 2002 e hoje depende, dentre outros requisitos, da implantação de certificação digital para que possa ser utilizado. Pensemos, a título de analogia, na atual certificação digital dos advogados e na informatização da Justiça brasileira.

Os requisitos para utilização do prontuário eletrônico são estabelecidos pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), que, em parceria com a Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (SBIS), estabeleceu o Manual de Certificação para Sistemas de Registro Eletrônico em Saúde (S-RES). Este manual destaca a importância do sigilo das informações armazenadas e movimentadas; a necessidade de guarda desses dados e os benefícios esperados com a utilização dessa funcionalidade.

A praticidade, a organização, a flexibilidade de layout e a facilidade de gerenciamento dos dados do paciente são os principais pontos positivos na implementação deste tipo de prontuário. Porém, também existem riscos na utilização indiscriminada desse recurso. Uma possível quebra na confidencialidade dos dados aparece como um dos principais pontos negativos quando se pensa em substituir os arquivos físicos, mecanicamente protegidos, e em manter todas as informações em um sistema puramente eletrônico.

Para evitar o mau uso dessa tecnologia, o CFM e a SBIS estabeleceram um procedimento de auditoria e certificação para todos os estabelecimentos interessados em utilizar o prontuário eletrônico. A auditoria e os requisitos estabelecidos por esses órgãos buscam garantir justamente a segurança das informações e confiabilidade do sistema. Apenas aqueles que passarem pela auditoria e receberem o selo de aprovação estarão legalmente habilitados a migrar do sistema de prontuários físicos para o eletrônico. Aqueles sem a certificação não devem confiar nos sistemas eletrônicos como substitutos do prontuário físico, sob o risco de incorrer em alguma ilegalidade perante o CFM por não manter registros apropriados dos prontuários dos pacientes.

Modernidade de procedimentos, maior capacitação dos profissionais e investimento em hardware e software são de suma importância para que este tipo de sistema engrene dentro da área de saúde nacional. Ainda, para que o prontuário eletrônico seja funcional, deverão ocorrer mais investimentos na área de saúde para possibilitar que o sistema seja aprimorado, bem como para que as pessoas tenham fácil acesso à informática e às informações contidas no programa.

Sendo atendidos esses requisitos, os potenciais benefícios para o paciente, com informações que podem ser partilhadas entre médicos, um histórico único e sempre atualizado, poderão fazer com que as medidas preventivas e os tratamentos sejam mais ágeis e acertados.

A polêmica na aceitação do prontuário eletrônico permanece. E, antes de se informatizar todo o sistema de saúde com vista na praticidade pela busca de informações e na facilidade de consulta de dados, é preciso pensar também na possibilidade de causar uma exposição indesejada do paciente. Para evitar que a busca pelos benefícios apontados não acarrete na má utilização das informações coletadas, ou a violação destas por terceiros, é de suma importância a obediência às orientações normativas sobre o tema. Assim, para que os benefícios sejam alcançados, nesta área tão sensível para os indivíduos, é essencial que os itens apontados acima sejam observados.

Por Alvaro de Carvalho Pinto Pupo e Mariana Sbaite Gonçalves (Pinhão e Koiffman Advogados)

Sobre Pinhão e Koiffman Advogados

Há 12 anos no mercado, o Pinhão e Koiffman Advogados atua em diversas áreas do direito empresarial, desde a área tributária, trabalhista até direito internacional. Hoje, o escritório é referência em tecnologia da informação, telecomunicações e inovação, solucionando questões relacionadas à tecnologia para as mais variadas empresas do país e do exterior – tanto consolidadas, quanto start-ups. Com clientes como grandes operadoras de telefonia, uma das maiores de softwares do mundo, aceleradoras, start-ups e provedores de internet, uma das missões do Pinhão e Koiffman é colaborar para a formatação de melhores práticas de um mercado em constante evolução tecnológica. www.pk.adv.br

Tags, , , , , ,