Page

Tag Saúde

Healthcare Innovation Show conecta todos os segmentos do mercado de Saúde e Medicina com o uso de novas ferramentas de TI

Um dos maiores eventos para a área de Saúde e Medicina na América Latina, o HIS – Healthcare Innovation Show 2017 abre espaço para as empresas apresentarem as soluções na gestão médica, atendimento e diagnósticos ao nível mais elevado da tecnologia e que tragam bem-estar para os pacientes. O HIS acontece entre os dias 25 e 26 de outubro no São Paulo Expo, e vai receber um público altamente qualificado entre executivos de empresas de saúde, gestores hospitalares, médicos, pesquisadores e demais profissionais da área.

Entre as novas interfaces e modelos de atuação para os profissionais que serão apresentadas aos visitantes do trade show, estão orientações médicas e psicológicas à distância, serviço de telemedicina que realiza exames laboratoriais, plataformas de bem-estar web para redução de custos nas empresas, alternativas para melhorar a eficiência nos estacionamentos e soluções integradas de gestão para fluxo de medicamentos, entre outras novidades.

Conheça alguns dos serviços e inovações em produtos que serão apresentados ao público:

Acompanhando a modernidade e o ambiente online, a Brasil Telemedicina aposta em orientação de saúde à distância. Laudo 24hs, Médico 24hs, Psicologia 24hs e Monitorização 24hs são plataformas desenvolvidas pela empresa, que proporcionam assistência de forma rápida e descomplicada. Disponíveis também em forma de aplicativo para celulares e tablets, a tecnologia garante, ainda, melhor administração de tempo, pela flexibilidade de horário, disponibilização de profissionais em todo o território nacional e, já que o atendimento é pela internet, a facilidade em realizá-lo seja onde o paciente estiver.

A Hi Technologies apresenta ao setor de saúde o Hilab, primeiro serviço de telemedicina que realiza exames laboratoriais, como: HIV, vírus Zika, Chikunguya, dengue, hepatite, teste de gravidez, colesterol total, HDL, hemoglobina glicada, vitamina D, glicemia, dentre outros em apenas alguns minutos. O serviço Hilab, desenvolvido com tecnologias Microsoft e Intel, revoluciona o mercado ao introduzir uma nova categoria em análises clínicas que associa internet das coisas e inteligência artificial para acelerar o diagnóstico médico, tornando-o mais rápido que os métodos tradicionais. O dispositivo cabe na palma da mão e é solução também para os pacientes que tem medo de agulha. Isso porque o sangue é coletado da ponta do dedo, fazendo com que o processo seja menos invasivo.

A Philips, líder global em tecnologia da saúde, leva para o Healthcare Innovation Show a plataforma de visualização IntelliSpace Portal 9.0, um conjunto completo de ferramentas para suporte a decisões clínicas, multimodalidades e multifornecedores, e de TI que proporcionam maior excelência clínica e até mesmo redução de custos para área de radiologia. Seu novo recurso de machine learning faz com que a ferramenta aprenda automaticamente, a partir da última utilização da aplicação, antecipando a série e o tipo de dados em que o processamento prévio deve ser aplicado. Além disso, o público poderá conhecer de perto algumas das novidades relacionadas ao software de gestão em saúde Tasy, como a nova ferramenta de Gestão de Planos Terapêuticos (GPT), que permite a conferência da prescrição em menos tempo por enfermeiros e farmacêuticos, e de Prescrição Eletrônica do Tasy em HTML5, capaz de manter a solicitação até segunda ordem sem a necessidade de cópia diária, tornando o processo muito mais ágil.

A PwC Brasil irá debater durante o Healthcare Innovation Show (HIS) 2017 desafios e soluções para sustentabilidade econômica e segurança da informação do setor de saúde no Brasil e no mundo. As análises ocorrem em três painéis: “A jornada financeira da proposição de valor em saúde”, “Estruturação de custos e o futuro dos modelos de pagamento” e “Segurança e privacidade de dados: quem tem medo de ransomware”. Além dos painéis, a PwC Brasil leva para o evento o Health Dynamo, solução digital de gestão de processos de serviços de saúde e localização em tempo real de pessoas e ativos com foco no desafio da eficiência operacional. A Firma também apresentará soluções em cyber security para adoção de novos modelos digitais de atendimento, mantendo o desempenho e eficiência, sem deixar de lado o sigilo de dados.

A Shift, especialista em tecnologia da informação para medicina diagnóstica e preventiva, participa pela primeira vez do evento. Com 25 anos de história, a empresa apresenta ao mercado as melhores e mais modernas soluções para o aumento da produtividade e do aprimoramento de gestão na área da saúde. Durante o encontro, será realizada ainda a entrega da premiação do Great Place to Work 2016, em que a Shift foi contemplada no segmento de “Saúde”.

A UniHealth é reconhecida por sua experiência em soluções integradas de gestão do fluxo de medicamentos e insumos médicos. Com mais de 13 anos de história na logística intra-hospitalar, faz uso de tecnologias como a robotização e automatização de processos. Entre as novidades que a empresa apresenta no HIS estão o software UnilogWF, o robô Pharma Picking, capaz de separar 350 prescrições por hora, e a UniBox, máquina de dispensário automático de medicamentos e insumos médicos.

Outro destaque é a NDVIDA, plataforma de bem-estar web para aumento da produtividade e redução de custos com suporte à saúde nas corporações. O sistema SMART tem objetivos específicos, definidos na avaliação individual e um plano de ação detalhado, com metas atingíveis para cada colaborador. A empresa faz a gestão total do processo junto ao setor de recursos humanos, dispensando recurso adicional para operar a plataforma.

A Icone Medical Group, companhia especializada em equipamentos eletromédicos com tecnologia Laser de Diodo e Laser de CO2 Fracionado, dedicados ao tratamento de alterações dermatológicas e aplicações estéticas, apresenta no HIS o Sistema de Aquecimento de Fluídos (SAF), uma tecnologia inovadora concebida a partir de uma década de pesquisas e desenvolvimento meticuloso, visando a prevenção da hiportermia e melhor controle da homeostase do paciente no pré, intra e pós-operatório.

Tecnologias para estacionamentos também estarão sendo expostas no HIS. A Pare Bem tem como missão estabelecer um novo padrão de eficiência no segmento e apresenta soluções inteligentes para a gestão de estacionamentos em hopitais. Entre os destaques que podem ser conferidos no estande da empresa estão o controle da operação em tempo real e as tecnologias desenvolvidas para o setor e processos de automação do estacionamento.

O HIS 2017 é ainda constituído por três grandes eixos de atividades especiais: o Startup Lounge, com a exposição de serviços tecnológicos; o hackathon hack4health, maratona de desenvolvimento em busca de soluções para problemas da saúde e de gestão; e os prêmios Referência da Saúde/2017, Top Hospitalar/2017 e Great Place to Work.

HIS – Healthcare Innovation Show 2017
Data: 25 e 26 de outubro de 2017
Horário: das 8h30 às 19h
Local: São Paulo Expo
Endereço: Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5 – São Paulo
http://saudebusiness.com/his/

Tags, , ,

Maior plataforma de saúde do mundo abre escritório no Brasil e anuncia CEO para o país

Doctoralia, a maior plataforma de saúde do mundo, está abrindo seu escritório no Brasil dentro da estratégia de expansão na América Latina e anuncia Carlos Eduardo Spezin Lopes como CEO para o país. A empresa já conta com escritórios no México e, desde 2007, atua remotamente no Brasil, na Argentina, Peru, Colômbia e no Chile. A cidade escolhida para a sede da empresa foi Curitiba, por ser considerado um hub de inovação e de qualidade de vida pela empresa.

Carlos Eduardo será responsável por montar a equipe no Brasil, fechar parcerias estratégicas, cuidar de vendas e expandir a empresa no território. O executivo tem mais de 19 anos de experiência na área comercial, tendo sido Diretor Comercial da TIM e da Claro na Região Sul.

“Tornar mais humana a relação entre pacientes e médicos é uma missão nobre e que entendo como um chamado. Há muito que evoluir nesta área e contribuiremos mais fortemente no mercado brasileiro”, comenta Carlos Lopes.

“Queremos crescer cada vez mais no Brasil não só expandindo a nossa base de usuários ativos (hoje em cerca de 5 milhões por mês), mas também fornecer a melhor experiência para pacientes e médicos de forma a conectá-los de um jeito fácil e prático”, comenta Frederic Llordachs, Co-Founder da empresa em visita ao Brasil para conhecer o novo escritório no Paraná.

Doctoralia no Brasil

Além do serviço de conectar rapidamente os melhores médicos aos pacientes e realizar o agendamento online e imediato, a Doctoralia realiza regularmente pesquisas internas que mostram o perfil do usuário e as tendências de suas necessidades no Brasil e no mundo. Quando se fala de uma plataforma com mais de 60 milhões de usuários anuais interessados em conhecer mais sobre saúde, identificar médicos próximos às suas casas ou trabalho e verificar a qualidade dos mesmos com base em mais de 3 milhões de opiniões dos pacientes, percebe-se a importância de analisar estes dados consolidados.

Dos dados apurados por Doctoralia, hoje em dia, no Brasil, a maioria dos usuários da plataforma é formada por mulheres (75% dos usuários) profissionalmente ativas, entre 25 e 34 anos, vivendo em grandes centros urbanos. Segundo Llordachs, a predominância é feminina, pois são as mulheres que normalmente cuidam da saúde da família interagindo com os médicos e sempre buscam informações recentes sobre cuidados com a saúde.

Isso explica por que a maioria dos médicos pesquisados é da área da ginecologia, seguidos pela ortopedia, urologia, pediatria e dermatologia. “Hoje o paciente não quer mais esperar semanas para agendar uma consulta. As pessoas querem ser bem atendidas, a um bom preço e de forma eficiente. Este é o paciente 3.0. Estamos preparados para isso”, finaliza Llordachs.

O uso da Doctoralia é totalmente grátis para pacientes e permite que se faça uma melhor escolha com base nas informações do próprio profissional e de outros pacientes. Além disso, através da plataforma, os pacientes podem agendar consultas e fazer perguntas diretamente e de forma anônima com os médicos especialistas, gratuitamente. Os consultórios e profissionais de saúde tem acesso a ferramentas digitais para melhorar a gestão das consultas, como por exemplo: agendamento online, envio automático de SMS/e mail para lembrar os pacientes e melhor visibilidade.

Tags, , ,

Futuro da saúde e da medicina entre os temas do Festival da Transformação – FT17

As principais tecnologias envolvidas na revolução que vem ocorrendo na área da saúde, novas formas de tratar doenças neurológicas e crônicas, psicóloga e qualidade de vida. Esses são alguns temas que serão abordados nas atividades focadas na área de saúde e medicina no Festival da Transformação – FT17, que ocorre nos dia 28 e 29 de outubro, na ESPM Sul, em Porto Alegre.

Medicina do Futuro ou de Precisão: a um passo da vida eterna? será o assunto de Pedro Schestatsky, professor de Neurologia UFRGS, que também vai abordar como a eletricidade e a realidade virtual têm se revelado duas grandes ferramentas em prol da massa cinzenta e poderão ser utilizadas de forma domiciliar com fins terapêuticos, especialmente em portadores de depressão, derrame ou dor crônica, entre outras condições. “Esta visão, aliada aos avanços tecnológicos diagnósticos e terapêuticos, moldará um novo tipo de paciente (proativo, dono de si) e médico (preventivo, preditivo, parceiro e personalizado) em um futuro muito próximo”, explica o professor.

Alex Tavares, Diretor Geral do Portal Dr. vai trazer as estratégias psicológicas que estão sendo utilizadas para gerar saúde através dos meios tecnológicos de comunicação à distância, apresentando táticas para o empreendedor digital usar na sua vida cotidiana para se sentir melhor. O tema será: Psicologia on-line: estratégias de promoção de saúde a distância.

Uma sessão temática feita pelo designer Marcelo Halpern e professor da Unisinos, Filipe Campelo, vai discutir a perspectiva das Tecnologias Persuasivas e Design para Mudança de Comportamento como alternativas inovadoras para a geração de uma maior qualidade de vida dos indivíduos, beneficiando áreas como saúde, educação e estilo de vida.

O futuro dos profissionais da área de saúde será o tema de Paulo Henrique Azevedo, odontólogo e empreendedor, que vai traçar os cenários de um futuro pós-emergente para que os estudantes enxergarem onde eles serão protagonistas da disrupção de uma nova saúde.

Em diferentes formatos de interação com o público como workshops, pitches, palestras e conversas, o FT17 vai trazer cerca de 450 atividades que compõem a grade do evento nos quatro pilares de conhecimento: Inovação, Tecnologia, Empreendedorismo e Marketing. O FT17 é um evento que se baseia no conteúdo e naquilo que pode expandir a percepção do público sobre seus negócios e atividades. A grade reflete a multiplicidade de conteúdos e mentes que convergem para o propósito da inovação.

Tags, , ,

São Paulo Negócios e IBM impulsionam startups para desenvolver soluções de saúde

A Prefeitura de São Paulo e a IBM anunciaram hoje um acordo que visa desenvolver soluções tecnológicas inovadoras para o setor de saúde na cidade de São Paulo nos próximos 3 anos. O programa “100% saúde”, assim nomeado no ano do centenário da empresa no Brasil, poderá apoiar até 300 startups selecionadas para resolver problemas atuais do sistema de saúde da cidade, com consequente melhora no atendimento à população.

“Nosso objetivo é apoiar projetos que nos ajudem a alavancar o setor de saúde no município, o que pode dar mais agilidade ao serviço e diminuir as filas”, disse o prefeito João Doria.
Cada startup selecionada poderá receber créditos equivalentes a US$ 1000 por mês por um período de um ano para o uso de aplicações de serviço na plataforma IBM Cloud, como parte do Global Entrepreneur Program (GEP), programa global de empreendedorismo da IBM. Esse valor só será usado por empresas que se juntarem ao programa e usarem o serviço. O total de créditos fornecidos pela empresa nos próximos três anos pode representar mais de R$ 12 milhões. “A IBM celebra o seu centenário no Brasil este ano com uma história de contribuições para o progresso da nossa sociedade. Este projeto une a experiência global da empresa com nossas capacidades inovadoras locais para uma necessidade pública da cidade e seus cidadãos. Esperamos que os resultados deste programa impulsionem novas mudanças e progressos no nosso ecossistema de saúde e permaneça como um legado para a cidade de São Paulo e nossas futuras gerações”, afirmou Marcelo Porto, presidente da IBM Brasil.

A parceria da empresa pode incluir o apoio de técnicos, profissionais de consultoria e licenciamento de acordo com os critérios do GEP. A SP Negócios e a empresa também poderão vir a definir em conjunto atividades para estimular o uso da tecnologia, desenvolvimento de aplicações, protótipos e ideias que possam trazer um impacto positivo na área da saúde. “Esta é uma iniciativa pioneira e inovadora que tem como objetivo encorajar o empreendedorismo e, ao mesmo tempo, melhorar o serviço à população”, diz o Secretário Municipal de Saúde, Wilson Pollara.
Os interessados em participar dessa primeira etapa devem encaminhar um e-mail para projetosaude@spnegocios.com, até o dia 31 de outubro, manifestando interesse pelo programa. Para se candidatar, as startups devem atender aos requisitos e aderir ao programa GEP, devem ser devidamente constituídas, no pleno exercício de suas atividades e ter receitas anuais que não excedam R$ 3,6 milhões.

“A importância desta parceria com a IBM é que temos a oportunidade de criar um programa piloto que possa ser replicado por outras prefeituras no Brasil”, explicou o presidente da SP Negócios, Juan Quirós. A instituição será responsável por selecionar as startups candidatas a participarem do programa. A SP Negocios é uma empresa ligada à Secretaria Municipal da Fazenda, que visa promover investimentos, negócios e exportações para a cidade de São Paulo.

Fonte: IBM Brasil

Tags, , , , , , ,

Saúde: cinco vantagens em adotar serviços digitais

Já pensou em marcar uma consulta médica escolhendo a localização, valores e o especialista em apenas alguns cliques? A ideia pode parecer muito diferente, mas com a vinda da tecnologia se tornou uma ótima opção para aqueles que buscam um serviço médico, mas têm dificuldades em arcar com os custos de um plano de saúde privado e dependem do Sistema Único de Saúde (SUS). O projeto está se tornando cada vez mais popular, pois a geração atual utiliza da tecnologia para otimizar o tempo e adquirir serviços cada vez mais personalizados.

Para Vitor Moura, CEO da startup Vida Class, plataforma digital que une paciente e médico por geolocalização, também ajuda a diminuir as filas do SUS, onde a população chega a esperar até seis meses para agendar uma consulta ou exame. “Você passa de meses a anos para ser atendido e enquanto isso acontece, as doenças estão se agravando e esses brasileiros são esquecidos e morrem nas filas. Portanto, dar acesso rápido a um exame e uma consulta acelera diagnóstico”, alerta o CEO, dando ênfase ao impacto social que a Vida Class gera.

Confira abaixo cinco vantagens listadas pela Vida Class de marcar uma consulta por uma plataforma online:

Autonomia

Por oferecer serviços médicos a preços acessíveis para o paciente, a Vida Class torna a saúde democrática, popular, no qual o indivíduo é cada vez mais empoderado e decisor de suas próprias escolhas. Acontece uma relação win-win em que paciente e médicos são beneficiados pela velocidade no serviço, agendamentos em tempo real, diminuição da usual burocracia brasileira, antecipação de diagnóstico e facilidade no pagamento/recebimento.

Capacidade de refinar a pesquisa

É possível escolher filtros que incluem raio de distância, consulta/ exame, cidade/estado, além disso, a plataforma disponibiliza todos os tipos de consultas exceto cirurgias de alta complexidade. A Vida Class oferece procedimentos ambulatoriais, consultas, tratamentos odontológicos, fisioterapia, psicologia, nutrição, fonoaudiólogos, dermatologia estética e outros serviços relacionados à saúde e com baixa ou nenhuma complexidade. O usuário também pode usufruir de vacinas e exames ambulatoriais de análises clínicas e imagens como ultrassonografia, mamografia, tomografia, ressonância magnética, entre outros.

Facilidades ao médico

A plataforma também é interessante para o médico, porque ele recebe o valor completo da consulta. O aplicativo se baseia em um serviço democrático para todas as partes. A Vida Cass não define o valor que os médicos vão cobrar, parte deles definir quanto será o preço da consulta, mas recomenda que o custo disponível na plataforma seja o mais atrativo possível.

Facilidades ao consumidor

Além de oferecer serviços à mão, a plataforma disponibiliza que os usuários parcelem a consulta em até 12 vezes. A Vida Class apresenta opções de pagamento mais flexíveis, porque assim o usuário que não tem como pagar toda consulta, mas precisa dela urgentemente, pode realiza-la sem se preocupar com o bolso.

Descontos em medicamentos

Outra vantagem que a plataforma leva ao consumidor são os descontos em diversos medicamentos. Além do usuário encontrar um serviço médico de acordo com suas necessidades, ele tem a opção de assinar a Vida Class Farma, que possibilita acesso a descontos em mais de 22 mil farmácias em todo o país, com abatimentos de até 60% em 95% dos medicamentos comercializados no Brasil.

Tags, , ,

Finep e NRC lançam chamada conjunta para apoio a desenvolvimento de produtos diagnósticos

A Finep e o Conselho Nacional de Pesquisa do Canadá (NRC) lançaram na segunda-feira, 28 de agosto, a primeira chamada pública conjunta para financiar projetos de desenvolvimento de produtos diagnósticos para a saúde humana. As pesquisas devem ser executadas de forma cooperativa entre empresas canadenses e Instituições de Pesquisa Científica e Tecnológica (ICTs) brasileiras associadas a empresas também brasileiras. A Finep disponibilizará até R$ 2 milhões e a agência canadense, até $ 1 milhão de dólares canadenses, na modalidade não reembolsável.

Entre as atividades financiáveis estão: pesquisa e desenvolvimento dos produtos diagnósticos (incluindo desenvolvimento tecnológico, obtenção de protótipo e validação); registro; e transferência para produção. Os dois últimos serão apoiados apenas pela Finep. São considerados produtos diagnósticos, segundo o edital, reagentes, padrões, calibradores, materiais, artigos e instrumentos, junto com as instruções para seu uso.

A chamada está dividida em duas fases. Na primeira, os consórcios internacionais deverão enviar, até 27 de novembro deste ano, o formulário conjunto publicado na página do edital. Depois de uma avaliação feita pelas duas instituições, os selecionados terão que apresentar seu pedido de financiamento à agência de seu país.

Na segunda etapa, que se encerra no dia 19 de fevereiro de 2018, Finep e NRC vão avaliar separadamente os projetos recebidos, de acordo com os critérios utilizados usualmente por cada instituição, incluindo suas próprias políticas operacionais e respectivas leis e regulamentos nacionais. O resultado final será divulgado no dia 30 de abril de 2018.

Tags, , , , , ,

Plataforma digital une paciente e médico por geolocalização

O Brasil atualmente abriga cerca de 160 milhões de pessoas que não possuem convênio médico e dependem 100% da saúde pública. Este cenário tornou possível o nascimento da plataforma Vida Class, que está no mercado para unir o paciente e o médico por geolocalização.

Com a proposta de oferecer acesso a serviços de saúde a preços competitivos para essa população que não possui convênio médico, a Vida Class disponibiliza serviços das mais diversas especialidades, bem como exames de imagens e laboratoriais, sem que o usuário tenha que pagar qualquer mensalidade ou uma taxa de adesão. O cliente só paga uma taxa administrativa quando efetivamente adquirir uma consulta ou um procedimento.

Para Vitor Moura, CEO da startup, a criação da Vida Class também ajuda a diminuir as filas do Sistema Único de Saúde (SUS), onde a população chega a esperar até seis meses para agendar uma consulta ou exame. “Você passa de meses a anos para ser atendido e enquanto isso acontece, as doenças estão se agravando e esses brasileiros são esquecidos e morrem nas filas. Portanto, dar acesso rápido a um exame e uma consulta acelera diagnóstico”, alerta o CEO, dando ênfase ao impacto social que a Vida Class gera.

Por oferecer serviços médicos a preços acessíveis para o paciente, a Vida Class torna a saúde democrática, popular, no qual o indivíduo é cada vez mais empoderado e decisor de suas próprias escolhas. É uma relação win-win em que paciente e médicos são beneficiado pela velocidade no serviço, agendamentos em tempo real, diminuição da usual burocracia brasileira, antecipação de diagnóstico e facilidade no pagamento/recebimento.

A plataforma funciona pelo site ou por meio de um aplicativo. “O usuário realiza o cadastro de forma gratuita, e pode fazer a busca pelo serviço que precisar: consultas médicas ou exames à sua escolha e ainda com filtro por preço ou proximidade”, diz Vitor. São, ao todo, três diferentes serviços: agendamento de consultas, agendamento de exames e descontos em farmácias por intermédio do Vida Class Farma, (atualmente em mais de 22 mil farmácias em todo o país, com descontos de até 60% em 95% dos medicamentos comercializados no Brasil). Para este serviço, é necessário aderir a uma mensalidade de R$ 7,99, que tem como contrapartida um bônus mensal de R$ 8,00 nos celulares pré-pagos.

Com mais de 10 mil parceiros cadastrados, para consultas e exames, a expectativa da startup é aumentar para 50 mil o número de prestadores e 500 mil usuários cadastrados até o final de 2018. A Vida Class realiza todas as suas transações a partir do site (www.vidaclass.com.br/) ou pelo próprio aplicativo disponível gratuitamente na Apple Store e no Google Play. “A nossa ideia é fazer com que toda a população brasileira se beneficie de ótimos serviços, como os oferecidos em clínicas particulares, com o diferencial do preço acessível”, finaliza Vitor.

Tags, ,

Philips anuncia mudanças na gestão e lançamentos de produtos na América Latina

A Royal Philips (NYSE: PHG, AEX: PHIA) continua consolidando sua posição na América Latina como empresa voltada para a tecnologia de saúde criando um impacto no setor de cuidados da saúde. Durante esta primeira metade do ano, a empresa deu continuidade ao seu processo de transformação como empresa na área da tecnologia da saúde, ou HealthTech, acompanhando as pessoas em sua trajetória de saúde desde a prevenção, a vida saudável, o diagnóstico, o tratamento e os cuidados em casa.

“A América Latina está passando por mudanças socioeconômicas importantes que estão impactando o setor de cuidados da saúde, onde se espera que os gastos com assistência médica aumentem 2,4% ao ano até 2020. Levando-se isso em consideração, continuamos nos dedicando fortemente a melhorar a saúde das pessoas por meio de inovações de impacto, ao nos convertermos em parceiros estratégicos dos prestadores de serviços de saúde e dos protagonistas do setor na região”, disse David Reveco Sotomayor, CEO da Philips na América Latina.

Como parte desta estratégia, a Philips anuncia a nomeação de:

Fabia Tetteroo-Bueno, como líder Regional Personal Health, Royal Philips na América Latina, concentrando-se nas inovações que melhoram o cuidado pessoal e em casa. Tetteroo-Bueno tem uma vasta experiência na organização com posições de liderança, sendo a mais recente como diretora do Mercado de Sistemas de Saúde, Marca e Comunicações. Antes disso, atuou como gerente-geral das Filipinas para a Philips, construindo uma ampla trajetória multinacional em mercados com grandes oportunidades de crescimento.

Mark Stoffels, como líder Regional Health Systems, Royal Philips na América Latina, que continuará incentivando o acesso e o uso de tecnologias e soluções de ponta em hospitais e clínicas dos sistemas de saúde da região. Nos últimos cinco anos, Stoffels atuou como diretor-geral da Royal Philips no México. Antes disso, trabalhou no desenvolvimento de estratégias de mercado e negócios na América Latina, ocupando vários cargos com diferentes experiências e cargos de liderança em diversas unidades de negócio para os mercados da Índia, China, Rússia e América Latina.

César López Moreno, como líder Regional da Unidade de Sleep and Respiratory Care, Royal Philips na América Latina. Possui 20 anos de experiência na área comercial em diferentes mercados. López Moreno está há mais de 11 anos na Philips, desempenhando funções estratégicas de marketing e vendas, principalmente no mercado da Península Ibérica (Espanha, Portugal, Andorra e Gibraltar). Em 2016, chegou à América Latina como Gerente de Marketing e negócios para a linha de SRC da Philips.

Durante este ano, e com vistas para o futuro, a Philips procura continuar maximizando o uso da tecnologia nos segmentos de Health Systems, Personal Health e SRC, que abrangem áreas essenciais do setor da saúde, incluindo cuidados para mães e recém-nascidos, cuidados respiratórios, cardiologia e oncologia. Globalmente, como parte de sua estratégia de crescimento, a empresa continua expandindo seu portfólio por meio de aquisições. Durante o segundo trimestre de 2017, a Philips adquiriu a Spectranetics e a CardioProlific, duas empresas norte-americanas, para reforçar sua liderança em soluções de terapia guiada por imagens. Também acrescentou à lista de aquisições a empresa Health & Parenting Ltd., líder no desenvolvimento de soluções móveis relacionadas à saúde, à família e aos futuros pais.

Entre as principais iniciativas que contribuíram, na primeira metade do ano, para o avanço da estratégia da Philips na América Latina, incluem-se:

Tecnologias para hospitais e clínicas – Tasy. Solução desenvolvida na América Latina que digitaliza os prontuários médicos e os processos administrativos em hospitais e clínicas, continua sua expansão global com a implantação no México, Europa e Oriente Médio. Recentemente, a solução foi adotada pela importante rede de clínicas e hospitais do México, o Sistema de Saúde CHRISTUS MUGUERZA. A solução Tasy permitiu obter um aumento de até 50% na rentabilidade e uma redução de 20% nos custos operacionais.

Equipamentos médicos de última geração – Azurion. A plataforma inovadora de terapia guiada foi lançada mundialmente e já está entrando no mercado latino-americano. O software permite otimizar a realização de procedimentos minimamente invasivos, oferecendo uma nova opção de tratamento para pacientes que não podem suportar uma cirurgia aberta, reduzindo também os tempos de recuperação.

Para atender à demanda por esse tipo de tecnologia na América Latina, a Philips também inaugurou no Brasil, no início do ano, uma nova fábrica de equipamentos médicos em Varginha, onde produz equipamentos de raios-x, ressonância magnética, tomografia e ultrassom.

Iniciativas que fortalecem a comunidade médica para melhorar a assistência médica – Conexão Saúde. A iniciativa seguiu sua trajetória na região, abrangendo do México à Argentina. Por meio dessa iniciativa, a Philips procura unir atores essenciais do setor médico, a fim de encontrar soluções inovadoras para melhorar a saúde materno-infantil na região.
Nesse contexto, a Philips também revelou o M.A.M.I (Móvel de Atendimento Materno Infantil) na Argentina, uma iniciativa que oferecerá às mulheres ultrassonografias obstétricas gratuitas e palestras educacionais sobre a importância e sobre os métodos de amamentação.

Conscientização sobre doenças crônicas. As doenças não transmissíveis agora constituem a maior parte da carga total de doenças nos países da América Latina e do Caribe. Doenças como a apneia do sono são subdiagnosticadas, razão pela qual a Philips procura conscientizar a população sobre os sintomas, além de proporcionar ferramentas para um diagnóstico preciso e um curso de tratamento adequado. Por exemplo, a empresa está habilitando o cuidado em casa por meio de soluções portáteis conectadas, permitindo que as pessoas continuem seu curso de tratamento fora do hospital.

Saúde pessoal e vida saudável Medidas preventivas por meio da adoção de hábitos saudáveis são essenciais para reduzir a incidência de doenças. Com isto em mente, a Philips continua introduzindo nos mercados da região soluções que permitem que as pessoas vivam de forma mais saudável. Uma ampla gama de aparelhos eletrodomésticos que permitem preparar receitas saudáveis e exclusivas, como os liquidificadores Viva e Duravita, o AirFryer e o Pasta Maker. A empresa também trabalha para oferecer à mãe e ao bebê os melhores produtos inovadores que garantam a saúde com sua linha Philips Avent. Além disso, este ano a Philips está apresentando sua linha de escovas de dente Sonicare, estimulando a adoção de uma melhor saúde oral.

Tags, , , , ,

Grupo Fleury divulga III Prêmio de Inovação

A terceira edição do Prêmio de Inovação do Grupo Fleury (PIF) abre inscrições para estudantes e pesquisadores de 7 de agosto a 21 de agosto. Com o objetivo de reconhecer trabalhos científicos inovadores, esse prêmio incentiva a pesquisa e promove a interação da equipe de Pesquisa & Desenvolvimento do Grupo Fleury com os cientistas do País, estreitando o relacionamento com a comunidade científica.

São elegíveis estudos em estágio inicial ou avançado de desenvolvimento, incluindo teses de pós-doutorados; pequenas empresas e startups (sendo necessário indicar data prevista de defesa do mestrado/doutorado e/ou ingresso no pós-doutorado). O objetivo é dar destaque à pesquisa translacional – que começa na ciência básica e resulta na aplicação prática do conhecimento – e aproximar as instituições acadêmicas da organização. As pesquisas devem ser voltadas para a área de genômica.

Será premiado como grande vencedor um único trabalho que receberá o prêmio de R$ 5.000,00 em vale presente, como incentivo ao desenvolvimento educacional. O pesquisador vencedor poderá receber, ainda, um convite para o estabelecimento de uma parceria para codesenvolvimento do projeto, com um aporte de até R$ 200.000,00. Serão reconhecidos também, como menção honrosa, dois projetos, que receberão um vale-presente no valor de R$ 500,00 cada um.

A divulgação dos vencedores acontecerá em 24 de outubro. Os interessados podem consultar o edital completo em http://www.grupofleury.com.br/SitePages/pif

Tags, , ,

3º Desafio Pfizer vai premiar jovens empresas de tecnologia e inventores

Já estão abertas as inscrições para o 3º Desafio Pfizer, um prêmio criado para valorizar jovens empresas de tecnologia (startups) e inventores responsáveis por soluções digitais e produtos inovadores que facilitem a prática médica e a busca por saúde e bem-estar. A premiação é promovida pela Pfizer, com apoio da Innovster. Por meio de uma parceria com a Associação Nacional dos Inventores (ANI), as soluções vencedoras ganharão um registro de patente.

Os vencedores participarão de um programa de mentoria de três meses com executivos brasileiros e estrangeiros da Pfizer. Além disso, também poderão escolher três áreas nas quais desejam receber mentoria da Innovster. “A Pfizer, que investe fortemente em pesquisa e desenvolvimento de opções terapêuticas inovadoras, está convencida da importância de impulsionar o desenvolvimento de soluções originais e de alta tecnologia que ajudem a enfrentar os desafios da sociedade contemporânea na área de saúde”, afirma o diretor comercial da companhia, Vagner Pin.

Intitulada “A Revolução Cibernética da Saúde”, a terceira edição do Desafio Pfizer traz algumas novidades. Neste ano, poderão concorrer startups em criação, startups em expansão e inventores. Estão contempladas na primeira categoria empresas em processo de estruturação, que estão em busca de seus primeiros clientes. A segunda é destinada a empresas consolidadas, que desejam aprimorar seus produtos. Já a última engloba criativos que não têm empresa, mas sim um produto, um novo conceito ou um processo com potencial de melhorar a saúde.

Os inscritos serão selecionados por uma banca formada por executivos da Pfizer e da Innovster, além de convidados relevantes para o setor de saúde e investimentos. No dia 7 de novembro, os três finalistas de cada categoria deverão participar do Pfizer Innovation Day, uma tarde de negócios com investidores, executivos da Pfizer e profissionais importantes do mercado de saúde. Nesta ocasião, serão anunciados os vencedores.

Os interessados poderão se inscrever por meio do portal www.desafiopfizer.com.br. A página traz, ainda, as perguntas mais frequentes relacionadas ao prêmio, o cronograma da premiação e depoimentos dos vencedores das edições anteriores.

Tags,

Silicone com chip é revolução na cirurgia de prótese de mama

Há 55 anos foi realizada a primeira cirurgia mamária de aumento relacionada à estética, nos Estados Unidos. Desde então, o número de cirurgias para colocar silicone só cresceu. Segundo dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (Isaps), divulgados no segundo semestre de 2016, no ano de 2015 foram realizadas mais de 2.577.810 cirurgias no mundo. Já no Brasil foram cerca de 358.655 mil intervenções cirúrgicas relacionadas à estética com objetivo de aumentar, suspender, corrigir a flacidez ou diminuir os seios.

“O Brasil avançou bastante em relação aos outros países, não apenas no aprimoramento técnico por parte dos cirurgiões mais na assimilação de tecnologias de ponta. Atualmente, contamos com duas grandes novidades no setor de cirurgia plástica, são elas: o Silicone com microchip e o Scanner 3D. Ambas têm finalidades diferentes, mas estão inseridas no contexto da plástica mamária”, explica o cirurgião plástico responsável pelo Centro de Referência em Cirurgia Mamária do Hospital Moriah, Dr. Alexandre Mendonça Munhoz (CRM 81.555).

O Silicone com chip é um implante inteligente, o microchip armazena informações como número de série da prótese, tamanho, volume e data de colocação na paciente. Esta inserido no conceito de segurança presente na maioria dos hospitais acreditados que é a segurança, identificação e rastreabilidade dos implantes/órteses. Isso evita problemas futuros como, por exemplo, a troca da prótese.

“As mulheres ficam anos com uma prótese, e os modelos mais modernos pode chegar a quase duas décadas. No momento da troca ela não se lembra de informações básicas para o cirurgião fazer o correto planejamento, ou as mesmas foram extraviadas, como volume, marca, tamanho. O microchip serve para esses casos que se perdem em nossa memória com o tempo, pois o chip agrupa e guarda esses dados, dentro da prótese, e acessíveis por meio de um leito externo a qualquer momento.”, completa Prof. Munhoz.

O Chip, com 4 mm, conta com um armazenamento com longa duração, fica localizado dentro da prótese e permite a rastreabilidade de muitas referências. Após a cirurgia, esses dados são acessados por meio de radiofrequência, com um leitor externo. “Essa prótese é a primeira do mundo com revestimento construído por meio da nanotecnologia. Estudos relacionados a ela demonstram maior durabilidade, resultados melhores a longo prazo, redução nos níveis de contratura muscular, entre outros benefícios”, detalha o cirurgião.

O Dr. Alexandre Munhoz também adianta que há pesquisas em andamento com microchips que fornecem informações como temperatura, pressão interna do implante e alterações químicas referentes ao silicone.

Tags, , , , ,

Em parceria com a Microsoft, Grupo Oncoclínicas vai adotar Inteligência Artificial no tratamento do câncer

Microsoft News  Center Brasil

Microsoft News Center Brasil

O Grupo Oncoclínicas e a Microsoft se uniram em um projeto que vai utilizar Inteligência Artificial (IA) para promover avanços no tratamento do câncer, tornando os planos de combate à doença mais efetivos e trazendo mais qualidade de vida aos pacientes. O acordo fechado pelas organizações prevê o uso de recursos de aprendizado de máquina (machine learning) tanto para a frente de radioterapia quanto para a de quimioterapia.

Com o uso de IA da Microsoft, o Grupo Oncoclínicas espera ganhar velocidade e assertividade ao planejar tratamentos contra o câncer. As informações geradas a partir de softwares de aprendizado de máquina – capazes de aprender com base nos dados e imagens que recebem – serão utilizadas para apoiar médicos na definição do melhor tratamento para o paciente, oferecendo mais subsídios para que ele possa tomar sua decisão.

Na frente de radioterapia, a utilização da IA possibilitará delinear estruturas de órgãos adjacentes ao tumor ou consideradas de risco de maneira muito mais rápida. Desta forma, o programa passa a oferecer uma série de informações para que o especialista possa estabelecer um planejamento do tratamento que contemple o desenho da área a ser irradiada, com uma redução de horas de avaliação para alguns minutos e em poucos cliques. A tecnologia também trará maior eficiência, já que aprende à medida que analisa um volume maior de imagens. A escolha continua nas mãos do médico, que pode conferir todas as informações, mas ele passa a contar com uma aliada importante em seu processo decisório: a Inteligência Artificial.

Já no campo da quimioterapia, a parceria entre Microsoft e Oncoclínicas conta ainda com reforço acadêmico do Centro de Estudos Sociedade e Tecnologia (CEST) da Universidade de São Paulo (USP). A entidade, que recebe apoio financeiro da Microsoft, terá o papel de agregar pesquisadores que trabalharão no desenvolvimento de um algoritmo capaz analisar e estabelecer correlações entre diagnósticos de diferentes pacientes. O objetivo é que a partir delas seja possível indicar o tratamento mais adequado com base na verificação de uma série de variáveis que podem ter influência direta no tipo de droga receitada para o paciente e também na quantidade de sessões que ele terá de fazer.

“Há um volume cada vez maior de informações disponíveis, e com a Inteligência Artificial é possível utilizá-lo para empoderar médicos e instituições de saúde a avançarem nos tratamentos que oferecem a pacientes com câncer”, afirma Milton Larsen Burgese, Diretor de Setor Público na Microsoft Brasil.

Para Luis Natel, CEO do Grupo Oncoclínicas, o principal objetivo desta aliança estratégica com a Microsoft é trazer impactos positivos ao tratamento de pessoas com câncer. “O contrato de colaboração mútua entre o Grupo Oncoclínicas e a Microsoft é mais um exemplo dos esforços que temos empreendido para trazer ao Brasil as mais avançadas tecnologias e as melhores práticas assistenciais do mundo no combate à doença”, explica.

“Atuaremos lado a lado na geração de conhecimento e alimentação da base de informações do sistema, compondo assim um banco de dados apurado e preciso em radioterapia. No tocante à quimioterapia, a parceria busca a geração de avanços para o segmento através de mineração de dados e inteligência de máquina. Isso significará a definição de padrões e melhores práticas de tratamento. Nos dois casos, essa união de forças trará benefícios diretos aos pacientes oncológicos de todo o país”, frisa Natel.

Na etapa inicial do projeto, os pesquisadores do CEST analisarão parte do banco de dados do Grupo Oncoclínicas para começar a desenhar o algoritmo de Inteligência Artificial com o objetivo de “ensiná-la” a estabelecer determinadas correlações com base em variáveis previamente indicadas pelo corpo médico em parceria com a Microsoft. O processamento desse grande volume de informações será feito na plataforma de nuvem da Microsoft, o Azure. No futuro, outras bases de dados públicas poderão ser integradas ao projeto, ampliando ainda mais sua capacidade.

Na fase de implementação efetiva, a expectativa é que 16 mil pacientes sejam beneficiados pela parceria entre Grupo Oncoclínicas, Microsoft e CEST para promover avanços no tratamento de câncer. Presente em dez Estados brasileiros, o Grupo Oncoclínicas tem 44 unidades em operação, incluindo clínicas e parcerias com grandes centros hospitalares.

“Estamos criando uma plataforma com dados dos nossos pacientes e da rede pública de saúde. Vamos cruzar informações sobre os novos tratamentos e medicamentos para que sejam adotados os protocolos médicos mais adequados para cada tipo de paciente”, afirmou João Alvarenga, diretor de tecnologia e inovação da Oncoclínicas.

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), estima-se que em 2016 tenham ocorrido mais 596 mil casos de câncer no país. Entre os homens, eram esperados 295.200 novos casos, e 300.870 entre mulheres.

Tags, , , , , , ,

Evento “A clínica do amanhã” vai ter 5 startups brasileiras que estão inovando na área da saúde

???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

A Berrini Ventures, aceleradora de startups da área da saúde de alto potencial, trará para São Paulo palestras e apresentações de startups brasileiras que estão inovando no setor. O evento acontecerá dia 23/06/2017 no Cubo – Rua Casa do Ator 919, em São Paulo e tem o objetivo de aproximar empresas com tecnologias inovadoras, profissionais da saúde e investidores. As palestras das startups tratarão de temas como telemedicina, o uso de wearables conectando médicos e pacientes, meios para melhorar o engajamento de pacientes em tratamentos e o uso de Chatbots na saúde.

Mesmo sendo um mercado que estima movimentar R$ 500 bilhões em 2017 no Brasil, segundo a Whizhealth, a área da saúde é conhecida por ser resistente à adoção de novas tecnologias. Apesar das dificuldades, este setor vem atraindo novos empreendedores brasileiros dispostos a inovar.

Dentre as soluções, destacam-se aplicativos, chatbots e wearables que dão poder aos usuários e os ajudam no tratamento de doenças, visando promover o bem-estar dos pacientes e a otimização de recursos dos estabelecimentos de saúde, impactando positivamente na sociedade.

As 5 startups que vêm se destacando com inovações na área de saúde são:

Cloudia – Secretária virtual (Chatbot) que automatiza o atendimento aos pacientes

O que é?

Chatbot que funciona como uma secretária virtual via apps de mensagens instantâneas que automatiza os processos de marcação e confirmação de consultas e esclarecimento de dúvidas dos pacientes.

A Cloudia atua na página do Facebook do profissional ou da clínica e o agendamento é integrado à Google Agenda.
Dentre os diversos processos que a Cloudia automatiza, destacam-se: marcação de consultas, respostas às perguntas frequentes cadastradas, envio de lembretes para confirmação aos pacientes antes das consultas, envio da agenda ao profissional da saúde diariamente, relatórios sobre os atendimentos, coleta de feedback sobre a consulta e respostas automáticas aos comentários em posts do Facebook.

Por que é importante?

“Esta plataforma ajuda na redução de custos com telemarketing em clínicas e hospitais, padroniza o atendimento e faz com que os profissionais da saúde e suas assistentes foquem em atividades humanas mais importantes para a evolução do estabelecimento, eliminando grande parte das interrupções diárias e gerando um imenso ganho em produtividade de toda a equipe”, explica Felipe Miranda, Diretor da Cloudia.

Além disso, gera importantes benefícios para o paciente como a possibilidade de marcar consultas fora do horário comercial de forma rápida e sem a necessidade de baixar aplicativos extras.
Site: cloudia.com.br

Cuco – Enfermeira virtual (chatbot) que ajuda no tratamento de doenças

O que é?

Startup especializada em tecnologias para auxiliar os pacientes em seus tratamentos, incluindo as enfermeiras digitais, aplicativos e plataformas de acompanhamento do tratamento de doenças crônicas.

A Cuco promete oferecer melhores experiências dos tratamentos médicos através do envio automático de mensagens personalizadas para os pacientes, além do uso de inteligência artificial e do conceito de gamificação para aumentar seu engajamento.

Por que é importante?

É uma ferramenta que oferece um auxílio para que os pacientes se mantenham estimulados e engajados no tratamento e possam acompanhar a evolução de seus tratamentos através de painéis de indicadores, reduzindo significativamente a taxa de desistência e reduzindo custos da área da saúde.

Esta plataforma vem se tornando ainda mais importante com o progressivo envelhecimento da população.
Site: cucohealth.com

Lincare – Pulseira de monitoramento de idosos que fornece dados para aplicativo que transforma em relatórios

O que é?

A principal proposta da empresa é viabilizar o cuidado a distância de idosos, oferecendo um serviço inteligente de atendimento personalizado e uma pulseira que exibe lembretes de medicações e monitora diversos indicadores de saúde como marcador de passos, distância percorrida e batimentos cardíacos. A pulseira também é capaz de detectar quedas, alertando a um familiar sobre o ocorrido instantaneamente.

Por que é importante?

Nem sempre você pode estar junto de familiares que precisam de um cuidado especial.
Esta tecnologia é importante porque torna possível o acompanhamento em tempo real de pessoas idosas ou com necessidades especiais pelos familiares. Conta ainda com relatórios completos da saúde do monitorado, botão de ajuda para eventuais emergências e lembretes de medicamentos.
Site: lincare.com.br

Carenet – Integração de dados de wearables de diversos tipos, gerando informações úteis para estabelecimentos de saúde e empresas

O que é?

Empresa especializada na integração de dados de wearables (vestimentas tecnológicas), aplicativos e outros dispositivos criados para monitoramento da saúde.
A plataforma processa e analisa os dados vindos desses diversos dispositivos da população e os transforma em informações relevantes e importantes para o cliente.

Por que é importante?

Possibilita o monitoramento remoto em grande escala de pacientes de risco, de forma ágil e sem grandes investimentos.
Site: carenet.com.br/

Med Room – Simulador que usa a tecnologia de realidade virtual para treinamentos de profissionais da saúde

O que é?

Tem foco em tornar mais real e divertido o aprendizado de estudantes e profissionais da saúde por meio da tecnologia de realidade virtual e estratégias de gamificação, reduzindo significativamente os custos.
Simula um ambiente realista para o aprendizado, fazendo com que o usuário vivencie a situação na prática enquanto aprende e desenvolve suas habilidades.

Por que é importante?

É oferecida uma coletânea de procedimentos clínicos que podem ser treinados pelos alunos de cursos da área de saúde. É capaz de deixar o aprendizado muito mais real e estimulante, preparando melhor os futuros profissionais da área da saúde para realizarem procedimentos médicos.
Site: medroom.com.br

Tags, , , , , , , , , ,

Veja como as smartbands são tendência no futuro da medicina

c3563ee5-d3d9-4ce8-ae8a-bd21a7ff6cf0

Como todas as áreas do conhecimento, a medicina também evoluiu bastante ao longo dos séculos seguindo a trilha deixada pelas tecnologias mais desenvolvidas de cada período. Os cuidados com a saúde sempre foram obsessão do ser humano, fazendo com que tudo de moderno e inovador que fosse surgindo passasse a ser adaptado também para aplicação médica.

E o momento atual é de altíssimo e veloz desenvolvimento tecnológico, garantindo também a constante evolução da medicina – tanto em formas de controle preventivo quanto de tratamentos de saúde. Os equipamentos estão cada vez mais futuristas e precisos, os remédios estão mais eficientes, e surgem também sempre outras inovações que ajudam médicos a tratar seus pacientes com o maior embasamento possível.

Mas, o que há de mais atual e moderno hoje em dia para uso da medicina e maior saúde e qualidade de vida de todos? O destaque dos anos 10 do século 21 é a tecnologia wearable – aquela que você veste no corpo para captação e transmissão de dados – como as smartbands, também conhecidas como pulseiras inteligentes, que surgiram com outros propósitos e vêm sendo adotadas também para acompanhamento médico.

Como outras tecnologias inteligentes surgidas nos últimos anos, as smartbands tinham como objetivo principal facilitar a vida de quem usa. As aplicações mais comuns, no primeiro momento, foram para organização diária e rotina de trabalho. Todas as notificações do celular podem ir direto para o visor – mensagens, e-mails, ligações, notificações de redes sociais, etc. Com isso, quem precisa se concentrar não tem mais necessidade de checar a todo momento o telefone por conta disso, tudo chega na pulseira com uma vibração para avisar.

Outro uso para o qual as smartbands foram adaptadas é para a prática de atividades físicas: a pulseira, como a versão TCD1 da OnMe, mede calorias perdidas, passos caminhados e distância percorrida. Basta colocar no pulso e os dados aparecem no visor durante o exercício, com sincronização para o telefone celular para verificar e acompanhar os dados posteriormente via aplicativo integrado.

Aos poucos, notou-se que a smartband pode ser muito útil para os médicos na hora de acompanhar seus pacientes. Os dados coletados, principalmente de passos dados e qualidade do sono, dão um belo panorama da condição de sedentarismo e estresse do usuário, que pode ser monitorado através dos relatórios gerados pelo aplicativo da pulseira. Assim, o médico pode consultar tudo que foi coletado e avaliar como está a saúde da pessoa.

Já temos pacientes que precisam fazer exercícios diários para manter a saúde usando as smartbands para avaliar se está caminhando os dez mil passos recomendados, ou dormindo 8 horas diárias de um sono tranquilo, bem como perdendo calorias necessárias para a manutenção do peso.

Com monitoramento em tempo real e sensores capazes de captar variações no corpo, a tendência é que as smartbands e outras tecnologias wearable sejam cada vez mais desenvolvidas para uso na medicina e o relacionamento médico-paciente se tornará ainda mais clara e objetiva.

Para conhecer mais a TCD1 da OnMe e suas funcionalidades, acesse: www.onme.com.br.

Tags, , , ,

Hackathon da Mozilla reforça a importância da saúde da Internet

O Global Sprint da Mozilla acontece nos dias 1 e 2 de junho de 2017 em mais de 20 países, incluindo o Brasil. É um evento público internacional que representa uma oportunidade de dinamizar projetos de código aberto com novos insights e contribuições de todo o mundo. Nos últimos anos, centenas de pessoas em mais de 35 cidades participaram do hackathon.

O evento tem como objetivo incentivar a construção de projetos em prol de uma Internet mais saudável, de forma colaborativa e divertida. Além disso, reúne on-line uma rede diversificada de cientistas, educadores, artistas, engenheiros e outros interessados para inovar e ajudar a combater notícias falsas, capacitar as pessoas para proteger sua privacidade on-line e criar uma Internet mais saudável.

“Iniciativas como essas nos fazem ver e entender a forma que cada um enxerga a Internet e como pretendem fazer dela algo mais inclusivo”, exalta Geraldo Barros, Mozillian. “Além disso, é uma oportunidade de pessoas de todo o mundo participar de projetos abertos ou mostrar seus projetos abertos e obter ajuda em seu desenvolvimento baseados nos princípios do trabalho aberto que é o core/núcleo da Mozilla e neste mesmo tempo as pessoas tem oportunidade de aprender os conceitos básicos de participação, colaboração e compartilhamento em projetos conduzidos pela comunidade.”

Nesta quinta-feira e sexta-feira, a Mozilla realiza um hackathon gigante a fim de alimentar a rede de pessoas que estão lutando para tornar a web um lugar mais seguro e inclusivo. Na sexta-feira, 2, ele acontecerá presencialmente no Google Campus (Rua Coronel Oscar Porto, 70 – Paraíso) das 9h às 17h. Inscrições: geraldobarrosinbox@gmail.com.geraldobarrosinbox@gmail.com

Tags, , , ,

Roche e 100 Open Startups abrem inscrições para desafio que busca soluções na área de oncologia

Com o objetivo de antecipar e desenvolver soluções cada vez mais completas, a Roche, líder global em biotecnologia e patrocinadora do Movimento 100 Open Startups, plataforma internacional que conecta startups a grandes empresas, anuncia o desafio “Transformando a Jornada Oncológica”, para startups e grupos de pesquisa e desenvolvimento que tenham abordagens inovadoras em projetos na área da saúde.

As inscrições serão abertas no dia 24 de maio e poderão ser realizadas até o dia 31 de julho, pelo site www.openstartups.net/Roche. A startup ou o grupo de pesquisa vencedor será anunciado em novembro de 2017 e receberá da Roche os seguintes incentivos:

– Subsídio de serviços corporativos: serviços de consultoria (construção de modelo de negócio, estratégia de crescimento ou estruturação interna);

– Subsídio de materiais de escritório/reagentes ou patrocínio para participar de um evento ou congresso internacional de referência.

“O 100 Open Startups é uma oportunidade de incentivar projetos inovadores que estejam alinhados ao nosso papel de transformar conhecimento científico em benefícios para a sociedade, com descobertas e iniciativas que respondam às necessidades médicas, especialmente em áreas ainda não atendidas, e ao nosso compromisso de buscar alternativas junto aos setores público e privado para que essas inovações sejam inseridas na cadeia de saúde, à disposição de quem precisa delas”, comenta Rolf Hoenger, presidente da Roche Farma Brasil.

Para concorrerem ao desafio, os projetos precisam se enquadrar nas seguintes categorias:

Descobertas Oncológicas – startups e grupos de P&D que tenham terapias de primeira classe, bem como novas plataformas tecnológicas com o potencial de transformar descobertas e gerar medicamentos inovadores:

Imunoterapia de câncer: terapias que promovam a imunidade contra o câncer, por meio de modulação da função de células efetoras do sistema imune e do microambiente tumoral;

Terapias moleculares direcionadas: parcerias que proporcionem acesso a plataformas, tecnologias e dados de saúde;

Tecnologias inovadoras: parcerias para aumentar a capacidade de P&D e complementar o portfólio da empresa, em particular relacionadas às modalidades: moléculas pequenas, anticorpos, terapias direcionadas, terapias baseadas em oligonucleotídeos e entrega de fármacos.

Oncologia Digital – iniciativas para aumentar a eficiência da prestação de cuidados de saúde, trazendo soluções digitais que ampliem a produtividade dos hospitais e capacitem pacientes com câncer para um melhor gerenciamento de cuidados pós-hospitalares:

– Softwares de gestão hospitalar e excelência operacional;

– Plataformas de gerenciamento de cuidados integrados centradas no paciente;

– Ferramentas de relatório de desempenho hospitalar para transparência para com o paciente;

– Dispositivos médicos domésticos e tecnologias para cuidados remotos;

– Smart wearables para monitoramento de saúde.

Oncologia Acessível – soluções para resolver a distribuição desigual de recursos e serviços de câncer e melhorar a qualificação e distribuição de profissionais de saúde e equipamentos em todo o País:

– Conectar mais pacientes ao sistema de saúde e aos serviços de tratamento de câncer;

– Melhorar a detecção e diagnóstico do câncer;

– Melhorar a qualificação e distribuição de profissionais e equipamentos de saúde.

Dados da Organização Mundial da Saúde mostram que o número de novos casos de câncer deverá crescer exponencialmente nas próximas duas décadas ao redor do mundo. A sobrecarga de mortalidade por câncer na América Latina é maior do que na Europa ou nos EUA e aumentará para mais de um milhão de mortes por ano até 2030. “Temos um desafio enorme com o câncer e esta é a oportunidade para startups da área de saúde se conectarem a nós a fim de desenvolvermos, em parceria, projetos inovadores no combate à doença”, finaliza Hoenger.

Tags, , , ,

Uso de robôs em cirurgias aumentam as chances de cura do câncer de próstata

Uma das doenças mais temidas dos homens é o câncer de próstata, por isso, muitos continuam resistentes em fazer a prevenção. Embora não seja possível evitar o desenvolvimento da doença, a descoberta precoce aumenta em 90% a cura. Mesmo com muitas informações e campanhas, muitos homens não fazem o acompanhamento. Dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer) afirmam esta resistência, a cada ano são diagnosticados cerca de 69 mil novos casos da doença, atrás apenas do câncer de pele.

Atualmente, os métodos de tratamento da doença estão se desenvolvendo e uma das grandes mudanças é a cirurgia robótica, indicada principalmente para a cura do câncer de próstata. Segundo José Roberto Colombo, Urologista do Hospital Moriah, o uso de robôs em cirurgias urológicas é mais preciso e menos invasivo para o paciente que terá uma recuperação mais ágil e ficará menos tempo internado, o que significa menor trauma cirúrgico.

Seguindo a evolução da medicina, o Moriah adquiriu a tecnologia com o robô Da Vinci Xi, que representa a inovação no setor. Neste método, o médico realiza a cirurgia auxiliado pelo robô, controlando o equipamento para realizar incisões de no máximo 1,0 cm no abdômen que possuem a capacidade de dissecar e suturar tecidos de forma mais precisa, o que aumenta as chances de cura da doença.

O CEO do Hospital Moriah, Alexandre Teruya, acredita no método que já acontece há mais de 10 anos no exterior, como uma ferramenta para diminuir os casos de câncer de próstata no Brasil que ainda está em fase embrionária. “Usamos a tecnologia com sabedoria porque acreditamos no robô justamente por ele ser conduzido por profissionais treinados. Além disso, o robô só é benéfico quando o hospital opta por um gerenciamento em cadeia, isso é, quando engloba todos os participantes em prol do bem-estar do paciente, desde enfermeiros, médicos, fonte-pagadora e tecnologia”.

Tags, , , , , ,

Columbia Business Solutions desenvolve plataforma inédita de gestão de recursos humanos na área da saúde

A Columbia Business Solutions acaba de disponibilizar ao mercado brasileiro a Mobi Saúde – Módulo de Business Intelligence, uma inovadora plataforma de gestão de recursos humanos, capaz de realizar a completa administração do recurso humano médico, auxiliando na operação das atividades do corpo clínico dentro de hospitais e centros de saúde.

“A Mobi Saúde é uma solução única, que não possui concorrência e que certamente será uma grande aliada dos hospitais, uma vez que traz segurança, controle e redução de custos”, ressalta Roberto Christiano, CEO da Columbia Business Solutions.

Fundada em 2014, a Columbia Business Solutions iniciou sua operação com o desenvolvimento do YouDoctor, uma plataforma gratuita de gestão de escala médica lançada em 2015. Atualmente, 28 hospitais e centros de saúde e mais de 40 serviços já utilizam a ferramenta no país.

“Estamos sempre em busca de novas tendências, por isso continuamos a inovar e desenvolver soluções. A plataforma Mobi Saúde trata-se de uma versão aprimorada do YouDoctor e atende de forma mais completa as necessidades de gestão de recursos humanos médicos”, ressalta Christiano.

Além das soluções de automação de escala do YouDoctor, a plataforma Mobi Saúde, conta com módulos que permitem que os hospitais tenham total domínio da gestão do corpo clinico. Integrados, os módulos – financeiro, de recursos humanos, de qualidade, de educação continuada, de gestão e supervisão -, otimizam o gerenciamento das atividades médicas, por meio de relatórios gerenciais em tempo real, controles de acesso, cadastros com gerenciamento, treinamento, localização e check-in mobile.

A ferramenta automatiza, atualiza e controla toda a escala médica, proporcionando maior segurança ao corpo clínico, uma vez que está totalmente alinhada às normas do CRM, CFM e à legislação brasileira. Além disso, do ponto de vista tecnológico, a Mobi Saúde está 100% na nuvem, portanto é de fácil e rápida implantação e possui uma interface amigável e intuitiva, facilitando a adaptação dos usuários. A nova solução da Columbia Business Solutions possui ainda módulos de comunicação entre gestores e equipe médica e cria relatórios gerenciais das atividades e folha de pagamento das horas trabalhadas.

Christiano ressalta que a plataforma traz segurança ao hospital, já que o gerente passa a ter controle de seu corpo clínico. “Além de cadastro e CVS, é possível identificar o profissional escalado e entrar em contato a qualquer hora de forma rápida e direta. Outro benefício é a transmissão de informações para um grande número de médicos. Desta maneira é possível gerenciar quem acessou essas informações e avaliar o nível de desempenho ao absorvê-las, em um contexto de educação continuada”, explica. O controle preciso da folha de pagamento aliado à gestão de desempenho fornecidos pela Mobi Saúde geram economia ao hospital, uma vez que menos funcionários conseguem coordenar um maior número de médicos. “As instituições de saúde também minimizam custos por não haver desperdício com pagamento de horas extras desnecessárias”, finaliza Christiano.

Tags, , ,