Tag Ricardo Buranello

Telit apresenta novo módulo 3G para o mercado brasileiro

A Telit, líder global na área de Internet das Coisas (IoT), anuncia hoje que o seu novo módulo celular 3G, o UL865-BR, começa a ser comercializado no mercado nacional. A companhia lança a nova versão do módulo em resposta à alta demanda dos fabricantes e integradores de dispositivos eletrônicos que utilizam o popular módulo 2G, GL865, produto líder de mercado há anos. Com o seu formato VQFNcompacto, ocupando apenas 24.4×24.4mm, o módulo UL865-BR UMTS|HSPA é ideal em aplicações de IoT como rastreadores telemáticos e pessoais, painéis de alarme, dispositivos de monitoramento e segurança, e edifícios inteligentes (smart buildings).

O módulo representa a mais nova geração tecnológica empregada na série de produtos xL865, trazendo performance líder de classe, o que inclui suporte a voz, quatro bandas de frequência 2G para garantir conexão onde o 3G não está disponível e interface embutida no conjunto de comandos AT para a plataforma deviceWISE da Telit. O módulo propicia integração facilitada dos dados provenientes do dispositivo contendo o módulo e a Nuvem. O UL865-BR é ideal para a geração nascente de dispositivos conectados, que almejam a utilização da tecnologia mais avançada no mercado brasileiro de IoT.

“O módulo UL865-BR é a plataforma perfeita para o nosso mercado porque aproveita a longevidade da tecnologia 3G para acelerar e expandir o acesso da IoT a um número muito maior de setores onde são críticos os requisitos de alta taxa de dados e vida útil longa do dispositivo. A experiência técnica global da Telit e a manufatura local no Brasil se traduzem em reais vantagens para nossos clientes”, diz Ricardo Buranello, Vice Presidente da Telit para a América Latina. “Como ainda temos lacunas de cobertura de tecnologia 3G no país, o atributo do novo módulo de operar transparentemente em 2G quando necessário garante que o dispositivo do cliente permanecerá conectado não obstante a sua localização,” conclui.

O UL865-BR é um módulo multi-modo, com duas bandas em UMTS|HSPA, quatro bandas em GSM|GPRS e compatível com o padrão internacional ‘3GPP Release 7’. Suporta 3G em 850/2100MHz, 2G em 850/900/1800/1900MHz, e tem velocidade de dados de 7.2Mbps downlink com 5.76 uplink. O novo módulo suporta o desenvolvimento e operação de aplicativos dentro de seu próprio ambiente por meio do desenvolvimento de aplicativos Telit IoT AppZone. Inclui também circuito de voz digital e é ideal para novos projetos ou projetos em processo de modernização.

Tags, , ,

Como empreender com a Internet das Coisas

Ricardo Buranello, VP da multinacional italiana Telit, traz orientações para pequenos e médios empresários explorarem o mercado IoT a fim de criarem projetos inovadores

A Internet das Coisas (IoT) é a grande tendência tecnológica mundial. Consiste em sensoriar e conectar objetos que antes eram inanimados, garantindo a obtenção de milhares de dados e a automatização de processos. Para o VP da Telit para a América Latina, Ricardo Buranello, hoje o Brasil conta com mais de 11 milhões de dispositivos conectados apenas via rede celular.

“Não estamos falando de um futuro longínquo, mas de um cenário atual e que tende a crescer ainda mais. Prova disso são os dados publicados por analistas do setor com a previsão de termos 50 bilhões de dispositivos conectados em 2020”, diz Buranello. E como empreender neste setor em crescimento? Confira as três orientações do executivo para explorar o mercado IoT com projetos inovadores:
1. Entenda onde seu produto de fato gera valor: Um erro comum que vemos no mercado é o desenvolvimento de um produto sem uma visão clara da geração de valor do mesmo. Quando falamos em IoT, podemos ter tanto produtos que atendem a necessidade de pessoas físicas (como um dispositivo que monitora sua casa, seu carro, seu cachorro, enfim, as aplicações são infinitas) ou que atendem soluções profissionais (o que o mercado chama de industrial IoT). Independente de onde você esteja posicionando a sua empresa, tenha claro onde seu produto gera valor. É comum empresário ficarem tão empolgados com os desafios tecnológicos, que eles não conseguem visualizar de forma clara o real valor que ele está gerando para os clientes.

No final do dia, por mais empolgante que seja o produto, ele tem que gerar valor para o usuário final. Um exemplo interessante é de um cliente nosso que desenvolveu uma solução para conectar lixeiras públicas. As lixeiras passaram a avisar a empresa de limpeza quando elas estavam cheias e precisavam ser limpas. Assim, o caminhão faz uma rota inteligente, parando apenas nos locais necessários, reduzindo drasticamente a quantidade de caminhões necessários para a manutenção da limpeza pública.

2. Time-to-market é tudo: Para você ser bem sucedido você precisa ter o produto certo na hora certa. A tecnologia tem evoluído rapidamente e as empresas precisam entregar soluções em tempo hábil. Por sorte, os módulos de comunicação e microprocessadores evoluíram a ponto de encurtar sensivelmente o tempo de desenvolvimento de hardware. Na ótica da aplicação, soluções em nuvem garantem que os clientes desenvolvam seu software também de forma acelerada.

Em menos de um ano nós ajudamos dezenas de clientes no desenvolvimento de suas aplicações através da nossa plataforma de software. As empresas percebem cada vez mais que o ideal é focarem naquilo que importa ao cliente final. A plataforma que garante a interconexão de hardware, APP e ERP é extremamente complexa, mas pode ser terceirizada reduzindo o tempo de desenvolvimento e o risco.

3. Não basta ter um ótimo produto: Essa é uma parte sensível no nosso mercado. Em mais de 10 anos suportando centenas de clientes no Brasil e na América Latina, posso afirmar categoricamente, nem sempre o melhor produto é aquele que mais vende.

Não basta ter um ótimo produto e não conseguir acessar o seu cliente. É preciso que o empresário tenha uma estrutura de canais coerente para o mercado que ele queira atender.

O produto tem que ser ofertado no preço certo, no lugar certo, na hora que o cliente está inclinado a consumir.

Tags, ,

Crise impulsiona projetos IoT no formato pay-as-you-grow

Para incentivar a criação de soluções disruptivas em época de crise financeira, Telit atualiza seu modelo de negócios, permitindo ao empreendedor pagar de acordo com o crescimento de seu projeto IoT no mercado. Novo portal e plataforma em nuvem serão apresentados no Microchip Masters Brasil 2015

O cenário econômico negativo impulsionou uma nova tendência de mercado: o pay-as-you-grow ou, no português, “pague conforme o seu crescimento”. Voltado para pequenos empreendedores, o modelo de negócios tem ganhado cada vez mais espaço no Brasil e pode ser encontrado no portfólio de serviços da líder global em Internet das Coisas – Telit. Recentemente atualizado, o portal IoT e plataforma em nuvem deviceWISE serão apresentados no Microchip Masters Brasil 2015, em São Paulo.

Para Ricardo Buranello, VP da Telit para a América Latina, a democratização da eletrônica e da TIC abriu espaço para os pequenos investidores interessados em inovar pagando pouco, trazendo ao mercado projetos disruptivos, com sólidas taxas de crescimento e voltadas para o consumo, automatização industrial, telemedicina, segurança e qualidade de vida urbana. “Mesmo com a recessão, a Internet das Coisas oferece grandes oportunidades de fomento à inovação, sendo o Brasil um país de grande potencial e que representa 70% do mercado latino americano de IoT”, afirma.

Na apresentação do portal e plataforma em nuvem, o executivo pretende trazer alternativas economicamente viáveis para o pequeno investidor, com foco em inovação. “Apresentaremos o nosso modelo de negócios, mostrando como a integração do portfólio de hardware, software e serviços da Telit estão moldando o universo de IoT e permitindo que as empresas inovem em velocidade recorde e com custos e riscos limitados”, diz Ricardo.

Mesmo que o empreendedor esteja apenas começando ou já operando milhares de dispositivos remotos globalmente, o portal IoT da Telit torna mais fácil a conexão de “objetos e aplicativos” ao integrar qualquer dispositivo, ativo de produção e sensores remotos a sistemas de aplicativos móveis e sistemas empresariais baseados na web por meio de qualquer rede sem fio.

Com a atualização do portfólio, as PMEs têm a chance de conectar qualquer dispositivo às necessidades do cliente, sejam frigoríferos, carros ou dispositivos médicos, com a finalidade de saber informações sobre manutenção do equipamento, temperatura, bateria, entre outros dados de interesse do consumidor. O modelo de negócios pay-as-you-grow é utilizado também por grandes players como McDonald’s, John Deere e Verizon Wireless. O Microchip Masters Brasil será realizado no dia 12 de novembro, no Immensità Espaço de Eventos, em São Paulo.

Serviço: Microchip Masters Brasil 2015
Data: 12 de novembro
Local: Immensità Espaço de Eventos, São Paulo
Endereço: Av. Luiz Dumont Villares, n. 392 – Jardim São Paulo

Tags, , , , ,

Intel e Telit fecham parceria para incentivar internet das Coisas do Brasil

A Intel e a Telit Wireless Solutions anunciaram colaboração para incentivar o empreendedorismo da Internet das Coisas no Brasil. Para isso, a Intel fornecerá kits de desenvolvimento para grupos classificados da Telit Cup Brasil, uma competição criada para incentivar estudantes universitários e de cursos técnicos de engenharia e tecnologia a desenvolverem suas ideias para máquinas conectadas que podem melhorar a qualidade de vida urbana.

Os doze grupos aprovados na primeira fase da Telit Cup Brasil, formados por até três estudantes e um professor orientador de instituições como USP, Inatel e Fiap, terão até junho para apresentar um protótipo funcional do business plan apresentado durante as inscrições. “Os módulos da Telit fornecem funcionalidades de comunicação como 3G, 2G e GPS, e o kit da Intel é o acompanhamento perfeito para processar os dados enviados pelas soluções desenvolvidas pelos grupos”, explica Ricardo Buranello, diretor geral e vice-presidente da Telit Latin America.

O objetivo principal da competição é que essas soluções se tornem negócios no mundo real que possam potencialmente ser inseridos no mercado e melhorar a qualidade de vida em nossas cidades. Por isso, a propriedade intelectual de todas as soluções desenvolvidas durante a competição pertencerá exclusivamente aos estudantes e professores responsáveis por sua criação. “O papel da Intel e da Telit é fornecer aos grupos aprovados os kits e o suporte técnico durante a competição, para que os grupos possam atingir seus objetivos”, explica Rubem Saldanha, gerente de educação da Intel. “Estamos ansiosos para ver o que essas mentes jovens e brilhantes podem fazer com nossa tecnologia”.

O primeiro prêmio da Telit Cup Brasil será uma viagem para Las Vegas para que todos os membros do grupo vencedor visitem uma das maiores feiras de tecnologia do mundo, a CTIA, e possam fazer contatos para a implementação de suas idéias.

Tags, , , , , ,

Tecnologia: Últimos dias para estudantes se inscreverem em competição de Internet das Coisas

Universitários e alunos de cursos técnicos têm até esta quinta-feira (4 de dezembro) para se inscreverem na Telit Cup Brasil, competição que tem o objetivo de promover inovações e negócios relacionados à Internet das Coisas. Para participar, grupos de até três estudantes e um professor orientador desenvolverão projetos equipados com tecnologia de comunicação máquina a máquina (M2M) que permitirá melhorar a qualidade de vida nas cidades. Um painel de jurados composto por executivos do setor será responsável por avaliar os melhores trabalhos e assessorar os estudantes tanto na parte técnica como no aconselhamento de negócios. O primeiro prêmio será uma viagem para Las Vegas para visitar a CTIA, uma das maiores feiras de tecnologia do mundo.

A Internet das Coisas é considerada uma das principais tendências para o futuro, e a Telit Wireless Solutions, multinacional italiana que atua na área de telecomunicações considerada uma das 25 maiores empresas da área, criou esta competição para incentivar estudantes universitários e de cursos técnicos de engenharia e tecnologia a criar e desenvolver suas ideias para máquinas conectadas que podem melhorar a qualidade de vida urbana. “Queremos que jovens talentos se interessem pela IoT e desenvolvam soluções que melhorem a vida de todos”, diz Ricardo Buranello, vice-presidente e diretor da Telit América Latina.

O primeiro prêmio será uma viagem para Las Vegas para todos os membros do grupo vencedor, incluindo passagem aérea e acomodações. Os membros do grupo segundo colocado receberão tablets e o grupo terceiro colocado ficará com kits de desenvolvimento para continuar criando soluções para a Internet das Coisas.

Além dos grupos vencedores, as faculdades vencedoras receberão kits de desenvolvimento. “Nosso objetivo é ajudar toda a comunidade. Ajudar a desenvolver engenheiros e empreendedores, e ajudar as universidades equipando os laboratórios”, diz Buranello.

Interessados devem se inscrever até 04 de dezembro de 2014, e formulários de inscrição e regulamento podem ser obtidos na página https://www.facebook.com/telitcupbrasil. Para mais informações e envio de formulários preenchidos, contate telitcup@telit.com.

Tags, , , , ,