Tag QR Code

Pix vai acelerar a adesão do QR Code no Brasil

Por Rodrigo Petroni


A pandemia do novo coronavírus tem acelerado a adesão de novos meios de pagamentos no país. Se por um lado os brasileiros têm usado o dinheiro físico com menos frequência para evitar que alguma cédula contaminada toque as mãos, dando espaço para os pagamentos por aproximação, por exemplo, por outro, em decorrência das dezenas de shows digitais que estão sendo transmitidos ao vivo pelo Youtube nessa quarentena, a sociedade passou a criar uma certa familiaridade com o QR Code e as carteiras digitais, que realizam transações financeiras com praticidade, agilidade e segurança.


Com a chegada do Pix, ferramenta de pagamentos instantâneos do Banco Central do Brasil (Bacen) marcada para novembro, o mercado financeiro vai passar por uma mudança ainda mais significativa, já que o sistema vai permitir que pagadores e recebedores movimentem o seu dinheiro online para toda e qualquer entidade, empresa e pessoa física cadastrada em até dez segundos, 24 horas por dia, sete dias da semana – inclusive feriados – e com baixo custo. Esse método de pagamento exigirá apenas dados como o telefone, e-mail, CPF ou CNPJ do destinatário ou a leitura de QR Codes pelos smartphones.


Como os novos métodos de pagamentos dependem apenas de um dispositivo móvel, acredito que a inclusão financeira será o próximo efeito da Covid-19 por aqui. E já existem dados que vão na direção do meu pensamento: de acordo com um estudo sobre m-Commerce e m-Payment feita pelo Panorama Mobile/Opinion Box – conjunto de pesquisas periódicas sobre hábitos dos brasileiros no consumo de conteúdos e serviços móveis – em agosto, o número de pessoas que realizaram compras ou pagamentos via celular aumentou de 85% para 91% entre aqueles que acessam a internet pelo aparelho.


O levantamento citado também apurou que, em relação aos meios de pagamento, o QR Code foi utilizado por 48% dos consumidores, ou seja, o mobile payment deixou de ser uma promessa e hoje já é realidade. Faço ainda uma outra observação: tendo em vista que o pagamento por QR Code não exige smartphones caros, a tendência é que ocorra uma grande inserção do público de baixa renda nas operações, uma vez que a quantidade de fintechs que oferecerem esse tipo de pagamento ao custo muito inferior, é enorme.


Vejo que a mobilidade urbana precisa se modernizar e acompanhar as tendências do mercado para poder evoluir. Oferecer novos métodos de pagamento nos ônibus, metrôs e CPTM é de fundamental importância. Atualmente, os usuários de transporte público perdem muito tempo em filas para compra ou recarga de bilhetes. Com a disseminação do pagamento por QR Code, os trabalhadores teriam mais facilidade no dia a dia e ganhariam tempo para se deslocar pela cidade. A tecnologia é uma solução mais democrática e atende a todos, sem distinção.


O nosso país conta com 45 milhões de pessoas que não mexem na conta bancária há mais de seis meses ou que optaram por não ter conta em banco, mas que movimentam cerca de R$ 800 bilhões anualmente, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Eles serão os grandes beneficiados dos métodos de pagamento que desburocratizam trâmites bancários e rompem barreiras. O Brasil estava precisando dessas mudanças para poder progredir. O caminho ainda é longo, mas demos o primeiro passo.

Tags, , , ,

QR Code: Os brasileiros estão prontos para esse novo modelo de pagamento?

Desde o começo do mês, usuários do Metrô e da CPTM se depararam com uma nova forma de comprar o bilhete único e liberar a catraca: uma espécie de código de barras em QR Code está equivalendo a uma passagem. O projeto-piloto vai até o dia 18 de outubro e foi implantado pela Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM) do governo do estado com a intenção de substituir, futuramente, a maior parte das compras de bilhete magnético unitário. Para Ralf Germer, CEO da PagBrasil – fintech brasileira líder no processamento de pagamentos para e-commerces ao redor do mundo – todas as iniciativas de empresas ou startups que envolvam QR Code são muito positivas, já que fazem as pessoas se acostumarem com a novidade.

“No Brasil o QR Code ainda não é muito utilizado e para que realmente funcione no país é preciso que o sistema de pagamentos instantâneos – que permitirá que transações financeiras sejam efetuadas imediatamente e sem restrições de datas e horários – esteja estabelecido no mercado. Em comparação com outros lugares do mundo, como a China, por exemplo, estamos atrasados, mas os brasileiros são abertos para novas tecnologias: elas podem funcionar muito bem daqui pra frente!”, explica.

Segundo Ralf Germer, as pessoas estão confundindo a compra do bilhete unitário em formato de QR Code com os pagamentos por aproximação, outro tema que está cada vez mais presente no nosso dia a dia. No entanto, ele explica que uma coisa não tem nada a ver com a outra.

“Dentro deste teste, os usuários que estão comprando o bilhete único com cartão de débito, por exemplo, recebem um comprovante em papel com o código QR Code e catracas específicas leem e caputuram o código, liberando a passagem. É um processo rápido, fácil e bastante cômodo. Os pagamentos por aproximação, por sua vez, têm a intenção de agilizar o processo de compra, mas para isso é preciso que as pessoas tenham um celular com funcionalidade NFC”, explica.

O passageiro pode comprar o QR Code de três formas: com cartão de débito (em totens instalados nas estações), com cartão de crédito (utilizando o aplicativo VouD) e ainda com dinheiro, nas bilheterias que participam do teste: metrô São Judas (Linha1-Azul), Paraíso (Linha 1-Azul e 2-Verde) e Pedro II (Linha3 – Vermelha) e da CPTM: Autódromo (Linha 9-Esmeralda), Tamanduateí (Linha 10-Turquesa), Dom Bosco (Linha 11-Coral) e Aeroporto-Guarulhos (Linha 13-Jade).

Tags, ,

UnionPay lança produtos inovadores no exterior e acelera a implantação de seu pagamento por código QR

A UnionPay International está agora globalmente acelerando a promoção de seus inovadores produtos e serviços. O sudeste e o nordeste da Ásia são os principais mercados-alvo.

De acordo com os dados mais recentes, o volume de transações transfronteiriças com QuickPass móvel – o produto de pagamento móvel da UnionPay – dobrou na primeira metade deste ano. Mais notadamente, mais clientes do exterior estão usando QuickPass móvel. O volume de transações com QuickPass móvel usado localmente em Hong Kong e Macau mais do que triplicou, e as transações com QuickPass móvel dos portadores de cartões de Hong Kong e Macau, na China continental, aumentaram sete vezes ao ano.

A transformação do serviço de pagamentos transfronteiriços da UnionPay

O QuickPass móvel se tornou um importante produto promovido pela UnionPay em todo o mundo. Ele suporta vários produtos de pagamento móvel, pagamento por código QR da UnionPay, pagamento na loja com os cartões de chip da UnionPay e dispositivos usáveis, bem como pagamento online com aplicativo integrado.

Agora, pagamentos NFC com QuickPass móvel são aceitos em aproximadamente 500.000 terminais fora da China continental. O pagamento por código QR com QuickPass móvel foi lançado em Hong Kong e Singapura. Os aplicativos de comerciantes de Hong Kong e do Japão suportam o QuickPass móvel também.

A UnionPay International também está oferecendo serviço de pagamento móvel para mais clientes mundiais. Os portadores de cartões de Hong Kong podem adicionar seus cartões da UnionPay, emitidos pelo Banco da China (Bank of China), Standard Chartered Bank e Bank of East Asia aos seus telefones celulares. A UnionPay se torna, assim, a única marca de cartões que oferece serviço de pagamento móvel para os portadores de cartões de débito locais. O QuickPass móvel está também disponível em Macau e na Coréia do Sul.

Nós últimos anos, a UnionPay International desenvolveu produtos inovadores, que podem ser usados internacionalmente, incluindo a plataforma transfronteiriça B2B, carteira digital de dinheiro, plataforma transfronteiriça de marketing U Plan, etc. Esses produtos inovadores contam com o suporte da TSP (Token Service Platform), TSM (Trusted Service Management), a plataforma de nuvem, HCE, e uma série de outras plataformas.

Pagamento por código QR da UnionPay lançado fora da China continental

Desde este ano, a UnionPay International está acelerando a promoção de seu pagamento por código QR fora da China continental. Por ora, o sudeste da Ásia é a região principal.

Isto é devido a dois fatores. Primeiro, a UnionPay é extensamente aceita no sudeste da Ásia e também participou da construção da infraestrutura financeira e da cooperação para padrões de pagamentos em diversos mercados do sudeste asiático. Portanto, a condição técnica está madura para promover produtos inovadores. Segundo, os países da região possuem grandes demandas para atualização da indústria de pagamentos.

Além de Hong Kong e Cingapura, o pagamento por código QR QuickPass móvel será em breve lançado na Tailândia, Indonésia e Austrália. No sudeste da Ásia, a UnionPay International está também colaborando com diversos países para lançar, ainda este ano, produtos de carteira eletrônica de dinheiro (e-wallet).

Na Tailândia, a UnionPay está colaborando com Visa e Mastercard para desenvolver um padrão comum para pagamento por código QR, que será recomendado pelo Banco da Tailândia às instituições financeiras e aos comerciantes locais. Espera-se que mais países do sudeste asiático adotem os padrões da UnionPay, que são compatíveis com padrões internacionais e mais seguros, quando lançarem produtos de pagamento por código QR, no futuro.

FONTE UnionPay International

Tags,

Guarulhos lança sistema de bilhetagem de transporte com QR Code

Comprometidas com o aprimoramento do transporte, a Prefeitura de Guarulhos e a Guarupass lançam um sistema de bilhetagem com QR Code, um código de barras bidimensional de leitura rápida. Ainda em fase piloto, a tecnologia foi implantada na linha 453 do Terminal Urbano São João hoje, 10 de abril.

A compra do bilhete pode ser efetuada com dinheiro ou cartão de débito na bilheteria do terminal, que conta com uma área dedicada ao novo sistema. Toda a família de cartões eletrônicos da cidade de Guarulhos, como o Cartão Cidadão e o Estudante, poderá ser recarregada normalmente na bilheteria.

“Além da praticidade, a nova ferramenta introduz uma nova forma de acesso aos ônibus do município e contribui para diminuir o uso de dinheiro no sistema, tornando-o cada vez mais seguro e rápido para os clientes usuários do transporte coletivo e também para os operadores do sistema”, afirma Márcio Roberto Pacheco, diretor executivo da Guarupass.

Depois da aquisição, basta aproximar o bilhete com o QR Code no leitor específico, que conta com uma catraca dedicada com sinalização visual para evitar filas e facilitar a localização. Visando a preservação e limpeza do terminal, foram instaladas lixeiras para o descarte do papel após a validação.

“A implantação desta tecnologia faz parte de uma série de compromissos assumidos pela Guarupass para modernizar o transporte em Guarulhos. O novo sistema tem como objetivo facilitar cada vez mais a vida dos nossos clientes”, completa o executivo.

Tags, , , ,

BB vai ampliar uso do BB no Internet Banking para seis milhões de clientes

O Banco do Brasil iniciou no último mês de maio uma estratégia para a oferta massificada da tecnologia conhecida como BB Code, para a autenticação de transações via internet. A meta do BB é levar a solução para novos seis milhões de usuários. A adesão à ferramenta, que pode ser baixada em smartphones, é rápida e inteiramente gratuita. Numa etapa inicial, o BB Code será oferecido para 2,4 milhões de clientes do Banco, usuários frequentes do autoatendimento na internet e pelo mobile.

Com cerca de 500 mil adesões até aqui, o BB Code foi desenvolvido por funcionários cadastrados no Programa de Bolsas de Mestrado e Doutorado da Universidade Corporativa do Banco do Brasil (UniBB) e usa como base a tecnologia conhecida como QR-Code (código de barras bidimensional) e criptografia. Desde a criação da ferramenta, em 2012, não há registro de fraudes no seu uso: ela mantém a expressiva marca de 100% de aproveitamento em segurança contra fraudes eletrônicas.

Além da segurança adicional, o BB Code proporciona vários benefícios aos clientes, que podem ampliar em até três vezes o limite diário de suas transações – além de não precisar mais cadastrar seus computadores para acesso à conta. Outra vantagem é a extensão do horário para pagamentos até as 23h45, além do não bloqueio de senhas quando do uso de computadores infectados.

O processo de habilitação foi simplificado e se dá por meio da aceitação pelo cliente da oferta no Internet Banking, sem a necessidade de comparecimento as agências do BB, transação de confirmação em terminal eletrônico ou envio de formulários aos sistemas do Banco.

Os clientes selecionados para a oferta, ao acessarem sua conta pela internet, vão receber uma mensagem com um QR Code, informando que ele está apto a instalar o BB Code em uma única etapa, a partir da captura da imagem e confirmação no smartphone. Mais informações podem ser obtidas no site www.bbcode.com.br.

Tags, ,

Empresa inova ao usar QR Code no rastreamento de vidros blindados

Pioneira na implantação de novas tecnologias em seus produtos e processos de fabricação, a SER Glass inova mais uma vez e se torna a primeira fabricante de vidros blindados automotivos a oferecer o QR Code em seus produtos. Com previsão de funcionamento pleno a partir de julho e um investimento total de R$ 450 mil para a implantação do sistema, a nova ferramenta rastreia todo o processo de desenvolvimento e movimentação das peças desde a origem até o destino final, permitindo um melhor controle dos blindadores e consumidores finais.

O QR Code funciona como um código de barras em duas dimensões e traz uma série de símbolos e caracteres decodificados em uma imagem, dispondo de uma alta capacidade para armazenar dados. Ele é usado em larga escala no gerenciamento de inventários e controle de estoque em indústrias e comércio. “Com esse dispositivo, o blindador consegue visualizar o pedido de compra ou solicitar a garantia on-line no sistema, otimizando o tempo e diminuindo a burocracia”, afirma Benedito Curto, sócio-diretor da SER Glass.

Para os consumidores finais, fica disponibilizado o histórico de rastreamento, contendo informações de quem instalou o vidro blindado e quando ocorreu o procedimento. “Isso agiliza também um pedido de garantia, pois quem tem um carro blindado não pode perder tempo sem seu veículo”, completa o empresário.

Em caso de compra de blindados usados, que exigem ainda mais atenção de quem os adquire, o cliente pode comprovar se o produto está dentro das especificações e com a garantia em dia. “Esse dispositivo ajuda quem está em dúvida sobre o procedimento do vidro blindado, dando mais segurança na hora da compra”, finaliza Curto.

Tags, , , , , ,