Tag Prefeitura de São Paulo

SAP e Prefeitura de São Paulo lançam o Latin Code Week, programa para capacitar jovens em linguagem de programação e inovação

A SAP Brasil e a Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Especial de Relações Governamentais, Secretaria das Prefeituras Regionais, Secretaria Inovação e Tecnologia e da PRODAM, com o apoio da ONG Junior Achievement, anuncia a realização do Latin Code Week, uma das iniciativas do Programa Profissão Cidadão. Focado em tecnologia e linguagens de programação para a capacitação de 400 jovens estudantes de São Paulo, com faixa etária entre 16 a 25 anos, a ação terá inscrições abertas e gratuitas de 5 de outubro a 7 de dezembro. Os treinamentos serão inteiramente gratuitos e acontecerão nos meses de dezembro de 2017 e janeiro de 2018.

“Iniciativas como o Latin Code Week, além de contribuírem decisivamente para a inclusão social e digital da nova geração, plantam sementes de inovação que vão se multiplicar e resultar em soluções criativas para vários setores da sociedade, inclusive para a própria administração pública”, destaca Cristina Palmaka, presidente da SAP Brasil.

O Programa Profissão Cidadão formula políticas públicas para o fortalecimento direto ou indireto das atividades econômicas, sensibilizando, fomentando e regulando seu desenvolvimento de forma criativa, inovadora e transversal entre os entes da administração pública, a inciativa privada e o terceiro setor, com o intuito de conectar os munícipes com a administração municipal e ampliar possibilidades para o alargamento do conhecimento dos habitantes da cidade, explica Bruno Covas, Vice Prefeito e Secretário das Prefeituras Regionais.

Com recursos estruturais das Prefeituras Regionais de São Paulo e da UniCEU assegurados, o Latin Code Week receberá os estudantes nas seis grandes etapas, descentralizadas nas quatro Macro-Regiões da cidade. “Cada etapa terá um grupo de 60 jovens, subdivididos em grupos de seis ou sete componentes”, explica o Dr. Milton Flávio, Secretário de Relações Governamentais e Curador do Programa Profissão Cidadão. “Serão 20 horas de capacitação para cada um, distribuídas ao longo de uma semana, sempre às tardes.”

“Nossa preocupação foi produzir um” conteúdo que envolvesse também o desenvolvimento de habilidades não cognitivas, como Design Thinking, comunicação e trabalho em equipe, para jovens que buscam qualificação técnica profissional que ampliem as oportunidades de colocação no mercado, destaca o presidente da PRODAM, Rogerio Brecha.

Além das oficinas de treinamento, os participantes terão como desafio desenvolver o protótipo de uma solução para um problema previamente determinado pela organização, ligado à gestão pública. “Cada etapa terá um projeto vencedor, e os escolhidos participarão de uma grande final em março de 2018,” explica Bety Tichauer, presidente da ONG Junior Achievement. “As ideias de aplicativos serão avaliadas por uma banca e premiadas conforme sua viabilidade como um verdadeiro negócio”.

Os responsáveis pelos treinamentos serão monitores especializados e funcionários voluntários da SAP e da PRODAM. No total, devem ser mais de 8000 horas de capacitação, mais de 50 profissionais envolvidos e 1200 horas de voluntariado. A metodologia do Latin Code Week foi desenvolvida em conjunto pela SAP e a Junior Achievement.

Tags, , , , ,

Tecvoz doa 500 câmeras para projeto City Câmera, da Prefeitura de São Paulo

A segurança é uma das principais preocupações de gestores públicos e da população no geral, principalmente em uma cidade como São Paulo, que registrou aumento de 2,6% em roubos só de janeiro a abril desse ano ante o mesmo período de 2016, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP). O projeto City Câmera, que faz parte da iniciativa Cidade Segura da Prefeitura da capital, tem como objetivo inibir a ação de criminosos e promover a segurança com a instalação de 10 mil câmeras em toda a cidade.

A Tecvoz, referência no mercado de Circuito Fechado de TV (CFTV), doou 500 câmeras para o projeto, sendo 300 destinadas ao bairro do Brás e 200 para a vigilância de monumentos na cidade. Além dos equipamentos, a empresa também disponibilizou seu sistema de gravação que permite acessar as imagens por meio de plataforma que funciona em cloud, o Tecvoz Nuvem.

“Acreditamos no City Câmera como uma iniciativa que pode revolucionar a segurança na cidade de São Paulo, afinal a Tecvoz trabalha desde 2002 com tecnologia e desenvolvimento de equipamentos que são aliados no combate à criminalidade”, comenta Ricardo Luiz, consultor comercial da Tecvoz. “A proposta do projeto é integrar câmeras públicas e privadas, instaladas pela população em suas casas e comércios para chegar ao número de 10 mil equipamentos. Com a doação dos 500 aparelhos buscamos fortalecer a iniciativa, e as instalações já estão a todo vapor”, explica o executivo.

Vigilância Solidária

O potencial do monitoramento compartilhado fez com que a Tecvoz aplicasse o conceito à sua rede de franquias que leva o nome de Vigilância Solidária. Com dois modelos, um com loja física e outro que possibilita ao franqueado utilizar a plataforma de sua própria casa, chamados VS Store e VS Home, respectivamente, o empreendedor fica responsável pela gestão das câmeras instaladas pelo bairro, recebendo um pagamento mensal dos moradores para ter o acesso às gravações.

Tags, , ,

Dahua Technology recebe o Prefeito João Dória na China

unnamed

Em visita à China, o prefeito João Dória esteve na sede da maior fabricante de soluções de segurança do país, a Dahua Technology. Na showroom da empresa, em Hangzhou, Dória discutiu alternativas para melhorar a segurança da cidade de São Paulo com o presidente da Dahua, Fu Liquan.

A conversa foi acompanhada pelo diretor geral da Dahua Brasil, Bruce Wu, que falou sobre a importância de poder colaborar com projetos para a cidade. “É uma honra receber o Prefeito João Dória para podermos dar continuidade neste importante projeto de segurança eletrônica na cidade de São Paulo”, comenta.

João Dória continuará a viagem pela China e deve voltar a São Paulo no final do mês (30). A Dahua Technology conta com sede na capital paulista e vai continuar com a colaboração com a gestão pública.

Tags, , , ,

Drones auxiliam Guarda Civil Metropolitana no monitoramento de São Paulo

Crédto: Leon Rodrigues/ Secom

Crédto: Leon Rodrigues/ Secom

O prefeito João Doria e os secretários municipais José Roberto Rodrigues de Oliveira (Segurança Urbana) e Daniel Annenberg (Inovação e Tecnologia) apresentam nesta segunda-feira (24) os modelos de drone de última geração que serão utilizados pela Guarda Civil Metropolitana (GCM) em operações específicas de vigilância na cidade. Serão cinco drones e 15 kits com câmeras doados pela iniciativa privada, sem custos para o município.

A doação em equipamentos ao município, estimada em cerca de R$ 650 mil, foi feita pela fabricante chinesa Dahua Technology, em parceria com a empresa PGIDB. A companhia Airobotics doará R$ 150 mil em serviços de suporte e consultoria, que compreendem atividades de capacitação operacional e apoio estratégico.

Os equipamentos serão customizados para integrar o programa “Dronepol”, criado para monitorar locais que apresentam dificuldades de acesso, casos de ocupações em áreas ambientais ou de risco, além de eventos com alta concentração de participantes.

“Os drones serão fundamentais em diversas atuações, tanto da Defesa Civil quanto da GCM. A ideia é capturar imagens difíceis de obter para avaliar áreas de risco, em especial, durante os períodos de chuva e possibilidade de escorregamento. Outras partes importantes do monitoramento serão analisar áreas de proteção ambiental e contribuir para ações dos guardas em parques municipais”, diz José Roberto Rodrigues de Oliveira.

O drone da chinesa Dahua Technology é fabricado em fibra de carbono ultraleve, pesa cerca de 3 quilos e tem capacidade de voar sob temperaturas extremas (de -20ºC a 60ºC) e a uma velocidade de até 54 km/h. Possui alto-falantes para a transmissão de avisos e instruções, além de câmeras de altíssima definição, que geram imagens com riqueza de detalhes, inclusive térmicas. O equipamento tem autonomia de voo de 35 minutos e é programado para retornar à base com segurança, em casos de bateria fraca ou de perda de sinal.

Os outros quatro drones da marca chinesa DJI pesam 1.3 kg cada e têm capacidade de voar até 30 minutos por meio de bateria. Equipados com estabilizadores acoplados a câmeras de altíssima definição de 20 megapixels, gravam vídeos em resolução 4K (Ultra High Definition – UHD). Atingem velocidade máxima de 72 km/h e voam até 7km desde o transmissor (controle remoto). Oferecem máxima segurança de operação e uso através de cinco sensores infravermelhos de obstáculos, capazes de pará-los ou desviá-los automaticamente de qualquer obstáculo natural ou artificial.

Os kits com câmeras também da Dahua Technology podem ser instalados nas viaturas e nas fardas dos guardas-civis. Além de gravar, armazenam vídeos e áudios junto com as coordenadas geográficas dos agentes durante o patrulhamento e pode transmitir as informações pela internet. “O Dronepol representa mais um passo da atual gestão em seu esforço de melhorar a gestão da cidade e seu monitoramento, trazendo ganhos representativos para a segurança”, afirma Daniel Annenberg.

Tags, , , , , ,

VivaReal participa de programa de mentoria para startups da Prefeitura de São Paulo

O VivaReal estará presente no SP Stars 2017. Diego Simon (Co-fundador do VivaReal e CEO do Viva Decora), Lucas Vargas (CEO do VivaReal) e Gabriel Porto (Vice-presidente de marketing do VivaReal) integram a rede de profissionais que prestará mentoria para 50 empreendedores. A partir de fevereiro, as startups receberão acompanhamento de sua evolução em seis edições mensais ao longo de 2017.

No SP Stars 2017, cada startup receberá até 24 mentorias presenciais e individuais junto a diferentes executivos do ecossistema de startups de São Paulo, dentre investidores, aceleradoras, fundadores de startups e especialistas em marketing digital e vendas. Fundado em 2009, o VivaReal se tornou líder do segmento em oferta e demanda de imóveis, com mais de 15 milhões de visitas por mês e mais de 5 milhões de anúncios para compra e locação em todo o Brasil. Desde sua fundação, a empresa brasileira recebeu mais de R$ 170 milhões de investimentos dos fundos Monashees Capital, Kaszek Ventures, Valiant Capital, Dragoneer Investment Group e Spark Capital. “O VivaReal possui um mindset de startup, apesar de ter mais de 500 colaboradores. Atraímos investimentos, escalamos nossa operação e temos 15 escritórios. Superamos diversos desafios, que são similares para muitas empresas iniciantes. Desejamos auxiliar o ecossistema de startups e beneficiar São Paulo e todo o País”, explica Diego Simon, co-fundador do VivaReal e CEO do Viva Decora, portal de conteúdo com as melhores ideias e referências em decoração.

A rede de mentores do SP Stars conta com mais de 200 especialistas voluntários, dos quais já participaram executivos do Spotify, Amazon, Google, Twitter, Movile, Nubank, Buscapé, GetNinjas, VivaReal, BankFácil, Kekanto, Easy Taxi, Loggi, IBM, Guia Bolso, dentre outros.

Os empreendedores participarão ainda de workshops temáticos do SP Stars Academy, além de sessões de mentoria coletiva facilitadas por parceiros do ecossistema, divulgação das soluções, acesso à Rede SP Stars, descontos e benefícios oferecidos por parceiros do Programa. Desde seu lançamento em 2015, o SP Stars recebeu cerca de mil inscrições e atendeu mais de 350 startups, ultrapassando mil sessões de mentoria realizadas.

Tags, , , , , ,