Tag Penny Hembrow

Pesquisa da CGI revela as preferências dos consumidores para serviços bancários

A CGI (NYSE: GIB) (TSX: GIB.A), uma das maiores empresas de serviços de tecnologia da informação e processos de negócios do mundo, divulga os resultados de uma pesquisa recém realizada com mais de 1,4 mil clientes de serviços bancários, em sete países (Alemanha, Austrália, Canadá, Estados Unidos, França, Reino Unido e Suécia). O estudo foi desenvolvido pela empresa para compreender melhor a opinião dos clientes sobre o futuro do setor bancário.

Os resultados revelam que os consumidores valorizam a segurança dos bancos para armazenar e movimentar dinheiro e informações financeiras. Porém, os participantes da pesquisa indicaram que gostariam de utilizar mais serviços de valor agregado, como a proteção de identidade e de dados, prêmios, aumento do patrimônio, personalização e gestão do dinheiro.

Além disso, os serviços online tornaram-se o canal de relacionamento preferencial, independentemente da idade, renda, localização ou tipo de banco. Outro ponto importante indicado pela pesquisa é a elevada expectativa por parte dos clientes que tem impulsionado a necessidade de acelerar a transformação digital nos bancos. Sem essa ação, as instituições financeiras podem ser forçadas a agir como “atacadistas” por seus próprios clientes, enquanto bancos mais dinâmicos e inovadores se beneficiarão da lealdade do consumidor e de novos fluxos de receita.

As principais constatações da pesquisa incluem:

Proteção: é o serviço mais desejado, uma vez que os consumidores estão mais conscientes quanto ao aumento de fraude na Internet; um em cada quatro consumidores pagaria por um seguro para ter mais proteção da sua identidade e dos seus dados;

• Recompensas: programas de recompensa estão em alta. 70% dos consumidores afirmam que eles são importantes, enquanto apenas 7% dizem que não são relevantes;

Aumento do patrimônio: um a cada três consumidores pagaria para obter serviços de aumento de patrimônio;

• Personalização: apenas 10% dos entrevistados acreditam que não é importante ser conhecido pela sua instituição financeira e quase um em cada cinco (19%) clientes está disposto a pagar para o seu banco conhecê-lo melhor;

Gestão do dinheiro: dinheiro em tempo real, liquidez e gestão de fluxos de caixa são atributos esperados por 65% dos consumidores em todos os países, juntamente com a visualização dos saldos, tudo em tempo real;

Dados do cliente: mais de 80% dos consumidores estão dispostos a fornecer seus dados aos bancos, desde que eles sejam utilizados para aprimorar serviços ou produtos;

Preferência de canal: a Internet é o canal de preferência dos consumidores, independente da idade, renda, localização ou tipo de banco. Apenas 10% dos consumidores não utilizam os serviços online, ou fazem isso somente em casos de necessidade;

Modelos de serviços bancários futuros: 37% dos entrevistados preveem um ambiente bancário digital, com todos os serviços realizados online, 36% acreditam que o celular será o principal canal e 30% creem que o reconhecimento de impressões digitais será uma alternativa muito utilizada;

• Abertura para novos entrantes: os consumidores são receptivos às novas tecnologias. Dos entrevistados, 57% afirmam que confiariam no PayPal para serviços de proteção e 46% dizem que confiam em sites de investimento online e ferramentas pessoais de gerenciamento financeiro para serviços de aumento de patrimônio e de gestão de caixa.

“O ritmo da ruptura digital no setor bancário está ganhando velocidade e estamos prestes a testemunhar momentos interessantes na comunidade financeira global. Os bancos digitais do futuro vão continuar construindo sua solidez sobre o alicerce dos negócios financeiros, pagamentos e proteção, mas, ao mesmo tempo, eles devem se transformar em prestadores de serviços plenos do bem-estar bancário. As instituições líderes estão focadas em oferecer uma experiência digital altamente conveniente, segura e confiável que irá diferenciá-las, não só dos concorrentes, mas também de novos entrantes no mercado. Elas também estão adotando o conceito de ´meu melhor amigo digital´ de setores como varejo e comunicação, e combinando-os com suporte via celular e pessoalmente, tudo isso para atender as expectativas dos consumidores hoje e no futuro”, afirma Penny Hembrow, Vice-Presidente e Líder Global de Serviços Financeiros da CGI.

A pesquisa foi realizada em parceria com a Research Now, uma das principais empresas de coleta de dados digitais do mundo. Para conhecer mais sobre os resultados, juntamente com a análise e as recomendações da CGI, acesse o link http://www.cgi.com/sites/default/files/brochures/financial-consumer-demands-for-tomorrows-digital-bank.pdf.

A CGI é uma empresa líder de TI reconhecida na indústria de serviços financeiros, com mais de 16 mil profissionais atuando no setor, com clientes em cinco continentes, incluindo 23 dos 25 maiores bancos das Américas e 21 das 25 maiores instituições financeiras da Europa.

Tags, , , ,