Tag Nutanix

Nutanix publica relatório de tendências e adoção de nuvem pública

A Nutanix acaba de divulgar o Nutanix Public Cloud Usage Report, estudo sobre tendências de uso e adoção de nuvem pública. As organizações estão adotando rapidamente estratégias com várias nuvens (multicloud), avaliando formas de promover maior agilidade e possibilitar inovações mais rápidas e este relatório nos dá mais detalhes sobre isso.

Alguns números reveladores do estudo:

Empresas participantes foram classificadas por nível, para entender quanto gastavam em cloud:

– Iniciantes usavam serviços básicos e gastavam menos de 250 mil dólares por mês;
– Competentes entre 250 mil e 500 mil dólares;
– Proficientes entre 500 mil e um milhão de dólares
– Experts que tinham gasto estimado em mais de um milhão de dólares.

O estudo também mostra que empresas levam até 15 meses em avaliações de implementação de cloud, sendo que empresas de porte menor demoram, em média, apenas cinco meses.

Nas questões em relação a maturidade da utilização de devOps, a maioria das empresas faz uso das práticas, com 80% do total ativo. Outros 15% exploram a possibilidade da utilização das práticas e apenas 5% ainda não veem a ferramenta como uma necessidade em sua respectiva empresa.

Dessa forma, os números com gastos em cloud empresarial praticamente dobraram de 2016 para 2017, sendo que o gasto médio das empresas está acima de US$ 2 milhões. Porém, vale ressaltar que os SMB são os que utilizam maior parte de sua receita para gastos com cloud, em média US$ 620 mil.

As principais áreas que recebem esses investimentos são: computação empresarial, banco de dados, armazenamento e network. O investimento em computação empresarial é superior nas três esferas avaliadas, tendo seu maior gasto de 41% em empresas de médio porte, que também lideram a estatística de armazenamento (9%), enquanto startups e empresas corporativas já estão mais preocupadas em trabalhar com banco de dados (32%).

Em relação as formas de utilização da cloud, o investimento em segurança é a parte majoritária para empresas grandes e de médio porte. Empresas menores também se preocupam com esta questão, porém dão mais atenção ao custo do gerenciamento do que está produzido.

Informações sobre serviços especializados também foram disponibilizadas e mostram ainda uma certa timidez nos números, mas com crescimento. Apenas 6% das empresas estão realizando algum trabalho relacionado a Internet das Coisas. Inteligência Artificial ainda não é pauta principal, mas já tem certa importância para pequenas e médias empresas. Estas mesmas empresas também estão de olho na utilização de Analytics para análise de Business Intelligence.

Tags, ,

Nutanix ajuda UNICURITIBA a reduzir tempo de processamento de dados em mais de 50% e consumo de energia no data center em 90%

A Nutanix (NASDAQ: NTNX), empresa líder em software para nuvem corporativa, anunciou a implantação da solução Enterprise Cloud OS no Centro Universitário Curitiba (UNICURITIBA) na cidade de Curitiba, (PR). Com o apoio da Servix Informática, o UNICURITIBA conheceu os benefícios da infraestrutura de hiperconvergência da Nutanix, que combina recursos de armazenamento e processamento de maneira única em um único dispositivo, usado em data centers de última geração. Desde que migrou para a Nutanix, o Centro Universitário viu uma redução significativa no tempo de processamento de dados, consumo de energia e aumento da produtividade.

Fundada em 1950, o UNICURITIBA, está sempre em busca de um constante aperfeiçoamento, mantendo o compromisso de preservar os avanços científicos e tecnológicos. Ao notar a necessidade de atualizar o data center do Centro Universitário para atender as demandas de negócios projetadas para o futuro tais como a implantação de novos sistemas para o controle acadêmico, soluções de Business Intelligence, automação de fluxo de trabalho e gerenciamento eletrônico de documentos, em 2016 a universidade avaliou a infraestrutura existente e, após uma avaliação detalhada, Almir Lucas Stasievski, Gerente de TI e Planejamento, buscou otimizar ainda mais o controle efetivo das operações da Instituição, considerando uma nova solução, com tecnologia de ponta.

Após uma prova de conceito bem-sucedida, com foco na validação da solução de virtualização AHV da Nutanix, a instituição decidiu implantar a solução em seu ambiente de produção. De acordo com Stasievski, a Nutanix foi selecionada principalmente devido à sua maturidade e liderança em tecnologia. Assim, o Centro Universitário migrou para a solução AHV para ajudar a possibilitar o avanço e a simplificação desejados para sua infraestrutura de TI.

Depois que a decisão foi tomada, todo o processo de migração levou 48 horas e não impactou a rotina do Centro Universitário. Isto é muito diferente do que seria uma migração tradicional do ambiente, estimada entre 5 a 7 dias e que exigiria alguma redução na operação do sistema, tanto para os alunos quanto para os funcionários.

O UNICURITIBA atualizou seu data center substituindo 11 servidores físicos, 112 servidores virtuais e 1 storage de 18 Terabytes por tecnologia hiperconvergente da Nutanix com 4 nós de processamento e 22 terabytes de área de storage com deduplicação, camadas e compactação 2: 1 e ECX. Essa atualização gerou vários benefícios: espaço e consumo de energia reduzidos no data center, ganhos de desempenho aprimorados, segurança física e escalabilidade, devido às facilidades futuras de backup na nuvem. Além dos resultados citados acima, a solução reduziu os custos de licenciamento, simplificou o controle da estrutura do data center e permitiu a redução do número de servidores virtuais para 63 VMs. A mudança para a tecnologia Nutanix melhorou o desempenho da aplicação e aumentou a produtividade em mais de 10%, além de reduzir o tempo de processamento de dados em mais de 50% e o consumo de energia do data center em 90%.

“Agora, todas as aplicações de negócios, como ERP, sistemas de folha de pagamento de funcionários e o banco de dados do SQL Server, estão sendo executados na plataforma Nutanix”, diz Stasievski. “Estamos sempre em busca de melhorias contínuas e muito comprometidos em preservar o progresso científico e tecnológico. Vimos a necessidade de atualizar nosso data center para atender cada vez melhor nossos alunos e funcionários”.

“A implementação no UNICURITIBA é apenas um exemplo do que a Nutanix pode fazer por qualquer empresa. Podemos otimizar a infraestrutura existente e reduzir o desperdício de recursos instantaneamente. Nesse caso, a validação do AHV foi fundamental na decisão de mudança. A equipe de TI do Centro Universitário agora pode se concentrar em seus negócios e a combinação de melhor desempenho e uma interface de usuário mais simples, garantida pela Nutanix possibilitou que a equipe se concentrasse em fornecer um melhor desempenho para os alunos, equipe acadêmica e administrativa, pesquisa e novos serviços para a comunidade”, conclui Leonel Oliveira, gerente geral da Nutanix no Brasil.

Tags, , , , , , , ,

Automação de operações de TI: a nova revolução do datacenter?

Por Leandro Lopes

De certa forma, a tecnologia de nuvem e a comoditização dos recursos computacionais vêm contribuindo para a democratização e para maior competitividade das empresas, permitindo que organizações de todos os tamanhos possam operar em alto nível, com plataformas escaláveis e elásticas.

Demonstrando essa tendência crescente de migração para a nuvem, principalmente às clouds privadas, a IDC está prevendo para este ano, um crescimento de 16,6% em infraestrutura para implantação de nuvem privada on-premises. Contudo, a nuvem privada sozinha não é capaz de atender à progressiva demanda de aplicações não planejadas de uma organização. Os desafios das equipes da TI giram em torno de suportar os negócios para que a empresa se torne cada vez mais competitiva e, ao mesmo tempo, realizar os desejos de gestores e usuários com necessidades de aplicações.

Para entregar essa lista de desejos aos gestores e aos usuários, acredito que simplificar o datacenter não basta, é necessário ir além e facilitar a maneira como as aplicações são entregues. Por isso, a compreensão e a adoção do conceito DevOps (metodologia de integração entre desenvolvedores e administradores de sistemas) é importante para fazer o delivery dessas solicitações.

As equipes de Desenvolvimento de Software e de Operação precisam trabalhar juntas a fim de encontrarem processos e ferramentas comuns que ajudem as duas áreas, seguindo o próprio fundamento do DevOps – que foi desenhado para automatizar as fases sequenciais do ciclo de vida de uma aplicação, tais como: construir, testar, implantar, escalar, promover o failover, recuperar etc.

A automação permite às organizações evoluir e elevar a velocidade dos produtos a uma capacidade infinitamente mais rápida do que processos tradicionais de desenvolvimento de software e de gerenciamento da infraestrutura. Dentre os benefícios básicos da automação de processos de TI estão: a eliminação de tarefas repetitivas, diminuição do tempo de resposta, redução de riscos com gestão constante e precisa. Isso sem falar do resultado de uma engenharia baseada em rápido aprendizado.

As equipes que adotaram em suas infraestruturas um modelo DevOps permitiram às empresas entregar ambientes de desenvolvimento completos várias vezes ao dia. A Sirion, uma empresa de gestão de contratos, entrega novos ambientes pelo mundo 5x mais rápido com a solução Calm.io, uma empresa de automação de aplicação e gerenciamento de ciclo de vida que adquirimos no ano passado. Com a automação dos processos, a empresa consegue implantar código confiável e instantaneamente pelo mundo através do ambiente na nuvem hibrida, resultando em zero erros e no consequente tempo de atividade de 99% para as aplicações voltadas aos clientes. Para a Druva, empresa de gestão de informação na nuvem, o Calm.io ajudou a otimizar os esforços de Desenvolvimento/QA, permitindo a implantação do ambiente de produção em KVM, reduzindo o tempo gasto por implantações de 1 dia para 15 minutos.

A adoção do DevOps para a automação de aplicações agrega vantagens a curto e a longo prazo, como ser replicável, auditável, com baixo risco de implementação e rápida interação de ciclos de vida de um produto. Esse tipo de solução é a nova revolução dos datacenters para conquistar redução do tempo de resposta e o apoio às novas demandas relacionadas às aplicações.

Alguns institutos de pesquisa como o Forrester e a IDC, em estudos relacionados a DevOps, mostram claramente que esse movimento vem promovendo revoluções organizacionais globalmente, dando origem a organizações de alto desempenho, que já estão colocando código em produção com agilidade muito maior e com taxas de falhas bem menores em relação ao mercado. Porém, a transformação organizacional começa pela cultura da empresa e as lideranças devem operar como verdadeiros agentes de mudanças para que o DevOps consiga ser utilizado como se deve. Portanto, mais do que uma tecnologia, o DevOps pode ser interpretado como uma nova cultura que impacta positivamente a estrutura organizacional e a área de TI.

Leandro Lopes é gerente geral de Pré-Vendas da Nutanix para a América Latina

Tags,

Nutanix lança novo programa de canais de vendas no Brasil

A Nutanix (NASDAQ: NTNX), empresa de computação em nuvem empresarial, anuncia seu novo programa de canais no Brasil, com o objetivo de aumentar a qualificação da sua atual base de parceiros e atrair novos. O programa fornece aos seus parceiros suporte para ferramentas de vendas, iniciativas de marketing e conhecimento técnico das soluções Nutanix. Além disso, todos os parceiros recebem treinamento online para a tecnologia hiperconvergente da empresa, que combina recursos de processamento e armazenamento na mesma plataforma. Esta nova atualização marca o interesse contínuo da empresa no crescente mercado brasileiro, onde Gartner prevê que, até 2018, os gastos dos sistemas de data center chegarão a US$ 3.254 bilhões.

O novo programa de canal oferece três níveis de associação: Authorized, Premier e Elite. O Authorized abrange as parcerias mais básicas e fornece acesso ao registro de oportunidades, treinamento online, materiais de marketing e apoio. No nível Premier, os canais de vendas têm acesso ao treinamento presencial e certificação, registro de oportunidades, MDFs (Market Development Funds), e programas de incentivo conforme definido pela Nutanix e de acordo com o volume de vendas. Para fazer parte da categoria Elite, o parceiro deve receber um convite para poder aproveitar os benefícios extensivos da associação Nutanix para a geração de Business Plans, programas de marketing exclusivos e maior capacitação técnica.

“Nosso novo programa de canal alinha-se melhor com a evolução do nosso portfólio e torna mais fácil para que nossos parceiros possam fornecer a tecnologia certa para seus clientes. Com este novo programa, definimos critérios mais específicos para os nossos parceiros de vendas para que eles possam compreender plenamente os benefícios e os requisitos do nosso programa “, afirma Marcela Daniotti, Gerente de Canal da Nutanix no Brasil.

Atualmente, a empresa possui quatro distribuidores no país: Adistec, Arrow ECS, CLM Software e Network1, e cerca de 90 revendedores credenciados em todo o Brasil. Esses canais representaram 100% das vendas da Nutanix no Brasil em 2016.

Treinamento e Certificações

O treinamento para parceiros de vendas é dividido em módulos de negócios (Nutanix Sales Academy) e módulos técnicos (Nutanix Systems Engineering Academy). No Nutanix Sales Academy são quatro níveis de conclusão de treinamento, do básico ao avançado: NPSR (Nutanix Platform Sales Representative), NPSS (Nutanix Platform Sales Specialist), NPSC (Nutanix Platform Sales Champion) and NPSX (Nutanix Platform Sales Xpert).

As certificações de treinamento e técnicas são entregues após a conclusão de até quatro módulos através da nova Academia de Engenharia de Sistemas Nutanix: NSEN (Nutanix Systems Engineering Novice), NSES (Nutanix Systems Engineering Specialist), NSEC (Nutanix Systems Engineering Champion) e NSEE (Nutanix Systems Engineering Expert). A certificação NPP (Nutanix Professional Platform) e NCC (Nutanix Core Competency) fornece informações sobre como implementar com êxito a infraestrutura do cliente.

Todos os treinamentos e certificações podem ser acessados através do portal Nutanix Partner Network (NPN), um portal exclusivo para os parceiros da Nutanix. A certificação Nutanix Platform Sales Specialist também pode ser concluída em um centro de treinamento autorizado – Adistec no Brasil – sob a supervisão de um instrutor Nutanix.

Tags