Tag Nestlé

Nestlé abre plataforma piloto de blockchain para consumidor rastrear a cadeia de suprimentos

A Nestlé abrirá novos caminhos na transparência da cadeia de suprimentos através de uma parceria com o OpenSC – uma plataforma inovadora de blockchain que permite aos consumidores rastrear sua comida de volta à fazenda. Por meio da parceria, anunciada hoje, a Nestlé se torna a primeira grande empresa de alimentos e bebidas a divulgar que pilotará a tecnologia blockchain aberta dessa maneira. O anúncio faz parte da jornada da Nestlé em direção à total transparência.

Fundada pelo WWF-Austrália e pelo Boston Consulting Group Digital Ventures, o OpenSC desenvolveu uma plataforma que dará a qualquer pessoa, em qualquer lugar, acesso a dados de sustentabilidade e cadeia de suprimentos que podem ser verificados de forma independente.

O programa piloto inicial irá rastrear o leite de fazendas e produtores na Nova Zelândia para as fábricas e armazéns da Nestlé no Oriente Médio. Mais tarde, a tecnologia será testada usando óleo de palma proveniente das Américas. Esses pilotos permitirão à Nestlé entender como o sistema é escalável. “Queremos que nossos consumidores tomem uma decisão informada sobre sua escolha de produtos, ou seja, escolher produtos produzidos com responsabilidade. A tecnologia Open Blockchain pode nos permitir compartilhar informações confiáveis com os consumidores, um caminho acessível”, destaca Magdi Batato, vice-presidente executivo e head de Operações da Nestlé.

A Nestlé vem testando a tecnologia blockchain desde 2017, em especial com a IBM Food Trust. Em abril, ela deu aos consumidores acesso a dados de blockchain pela primeira vez, através do purê Mousline, na França. O blockchain permite o registro da origem e destino de um produto, desde a produção até a chegada ao consumidor final, de forma inalterável.

“Essa tecnologia blockchain aberta permitirá que qualquer pessoa, onde quer que esteja, avalie nossos números e informações de fornecimento responsável”, explica Benjamin Ware, diretor global de Fornecimento Responsável da companhia. “Acreditamos que é mais um passo importante para a divulgação completa de nossas cadeias de fornecimento, anunciada pela Nestlé em fevereiro deste ano, elevando o nível de transparência e produção responsável globalmente”, conclui.

Tags, ,

Nestlé lança Acelerador de P&D para impulsionar inovação e velocidade de comercialização

A Nestlé anuncia a criação do seu Acelerador de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D), com sede em Lausanne, Suíça. O acelerador reúne cientistas, estudantes e start-ups para desenvolver ciência e tecnologia, e assim acelerar o desenvolvimento de produtos e sistemas inovadores. O acelerador faz parte da rede global de P&D da Nestlé e está localizado na Nestlé Research, a unidade de pesquisa da empresa, que emprega cerca de 800 pessoas em Lausanne. Encontra-se no centro de um ecossistema de inovação único, com alta densidade de conhecimentos especializados em alimentação e nutrição. Este ecossistema inclui várias unidades da organização de P&D da Nestlé, instituições acadêmicas líderes, como os Institutos Federais de Tecnologia da Suíça em Lausanne (EPFL) e Zurique (ETHZ) e a Swiss Hospitality Management School de Lausanne (EHL), bem como uma ampla gama de parceiros, fornecedores e startups de inovação.

Equipes internas, externas ou mistas serão elegíveis para usar os hot desks dedicados no acelerador durante um período determinado. Essas equipes terão acesso à experiência e infraestrutura de P&D da Nestlé, incluindo laboratórios, cozinhas, equipamentos para ensaios em escala e plantas-piloto compartilhados. As primeiras equipes já foram selecionadas e o acelerador estará em operação até o final de 2019.

“Tomamos uma série de medidas para acelerar a inovação, incluindo nossa capacidade de prototipagem e financiamento de projetos aceleradores. Com o Acelerador de P&D da Nestlé e sua proximidade com nossas equipes de P&D e nossos negócios, levaremos a inovação aberta a um novo patamar. A combinação de nossa expertise interna e profundo conhecimento acadêmico e industrial de nossos parceiros com a criatividade empreendedora externa resulta em uma abordagem única, que gerará uma energia altamente inovadora, acelerando a tradução de novas ideias e conceitos em protótipos e produtos tangíveis”, afirma o Chief Technology Officer (CTO) da Nestlé, Stefan Palzer.

A iniciativa da Nestlé conecta os talentos de instituições acadêmicas e o espírito empreendedor e disruptivo das startups em torno da expertise de um centro de pesquisa dedicado ao crescimento de uma grande empresa. A Nestlé possui a maior organização privada global de P&D em alimentos e nutrição, envolvendo cerca de 4.200 pessoas em 23 locais em todo o mundo. A Suíça continua sendo de importância central para a Nestlé, com cerca de 60% de seu orçamento global de P&D de 1,7 bilhões de francos suíços investido no país.

Aceleração no Brasil

A aceleração foi muito importante para mudança de cultura e inovação na Nestlé Brasil, que tem investido continuamente em processos e iniciativas voltadas para a transformação digital e melhorar a experiência de uso e compra dos consumidores por meio de diferentes canais.

Um dos casos de maior sucesso envolve o apoio da Nestlé ao Programa Scale-Up Endeavor Alimentos e Bebidas 2018, que acelerou 19 empresas iniciantes no mercado. Foi uma oportunidade para essas scales-ups de participarem de encontros coletivos, debates, eventos e orientações com grandes empresas, como a Nestlé, para potencializar seus negócios. Ao final do processo, as scale-ups registraram resultados importantes, como crescimento de 23% no número de funcionários em 2019 (em comparação com 2018) e um aumento de 124% no faturamento de 2018 (em relação a 2017). A previsão é que o faturamento delas em 2019 cresça ainda mais e seja ampliado em 93%.

Outra aposta da companhia foi o “Breaking the Walls”, realizado em parceria com a StartSe, empresa que conecta startups a grandes corporações abertas a contratar ou apoiar os seus serviços e produtos. O projeto, com duração de quatro meses, abriu a possibilidade para as startups escalarem seus negócios e, para as empresas, uma chance de eliminar barreiras internas de suas principais áreas e trazer soluções inovadoras para sua realidade.

A expectativa é que esse processo de transformação digital permita à companhia criar uma solução ainda mais eficaz e inteligente, com foco cada vez maior nos consumidores. Com isso, a empresa poderá direcionar e tornar seus produtos e serviços cada vez mais assertivos e personalizados para atender às necessidades das pessoas, com processos de criação cada vez mais ágeis e democráticos.

Tags, ,

CI&T leva divulgação de plataforma global de inovação aberta da Nestlé para dentro do Cubo Itaú

Com um “Centro de Design Estratégico” no Cubo Itaú – onde oferece mentoria e ferramentas Lean, aliadas a metodologias em design thinking, design sprint, analytics e marketing digital – a CI&T, multinacional brasileira com presença global e especialista na transformação digital de grandes marcas, recentemente anunciou seus planos para identificar inovações das startups residentes e, com isso, promover a ponte entre os empreendedores e as necessidades de seus clientes.

Agora, dando continuidade a essas ações, a CI&T vai apoiar a Nestlé para engajar as mais de 200 startups que estão no Cubo Itaú – maior hub de fomento ao empreendedorismo tecnológico da América Latina, fundado em conjunto pelo Itaú Unibanco e a Redpoint eventures – para participação em sua plataforma global de inovação aberta, a HENRI@Nestlé. A apresentação foi feita pela equipe de Transformação Digital da Nestlé nesta quinta-feira (14/2), no Cubo Itaú (Alameda Vicente Pinzon, 54 – Vila Olímpia).

Com objetivo de reunir empreendedores dos mais diversos setores para buscar inovações capazes de solucionar desafios de negócios, a Nestlé lançou seu primeiro desafio brasileiro na plataforma: identificar uma solução para combater a degradação do meio ambiente decorrente do uso de canudos plásticos. O intuito é repensar a função dos canudos de plástico nas embalagens, sem prejudicar a experiência do consumidor. A intenção é mitigar, reduzir ou até mesmo eliminar o impacto ambiental dos canudos, que têm efeitos em toda a cadeia de valor. Por isso, a Nestlé está aberta a soluções que podem envolver novos tipos de embalagens, incentivo a mudanças de comportamento do brasileiro com relação ao uso dos canudos de plástico, ou até mudanças na cadeia de suprimentos.

“Esta é uma questão de grande importância para a Nestlé. Reconhecemos que os canudos de plástico se tornaram um desafio global e estamos preparados para tomar medidas decisivas para ajudar a resolvê-lo. Com a plataforma, conseguiremos fazer isso de uma forma muito mais ágil e aberta a muitas formas de repensar esta questão”, diz Carolina Sevciuc, diretora de Transformação Digital da Nestlé Brasil.

“É uma honra apoiar uma empresa global como a Nestlé em um projeto que vai trazer grandes benefícios para o meio ambiente. A iniciativa de promover um desafio que traga diferentes propostas e ideias tem total sinergia com o nosso objetivo no Cubo: apoiar as startups e empresas para que tenham sucesso em seus negócios e encontrarmos oportunidades para inseri-las nos projetos de transformação digital de grandes marcas, atendidas pela CI&T”, ressalta Marcelo Trevisani, CMO da CI&T.

HENRi@Nestlé, uma plataforma de inovação aberta

A Nestlé acabou de lançar no Brasil a plataforma de inovação aberta HENRi@Nestlé. Criada pela empresa em 2016, na Suíça, é um espaço aberto pela companhia para receber ideias que combinem o espírito inovador e a agilidade das startups à experiência da empresa em projetos altamente escalonáveis, e que ao final resultem em propostas que farão a diferença não somente para a Nestlé, mas também para centenas de milhões de pessoas em todo o mundo, a partir da busca por soluções para vários desafios de negócios, que passam por inovação de produtos, sustentabilidade, saúde, nutrição, entre outros temas.

Além das startups do Cubo Itaú, empreendedores de todo o país interessados em buscar uma iniciativa para a substituição do canudo de plástico também podem se inscrever. Para saber mais, basta acessar: https://br.ciandt.com/noticias/ciandt-leva-plataforma-global-de-inovacao-aberta-da-nestle-para-o-Cubo-Itau. As inscrições estão abertas até 7 de abril de 2019. Os projetos recebidos serão avaliados e a Nestlé selecionará cinco deles para passar para a próxima etapa e concorrer a um prêmio único de US$ 50 mil, para implementação do projeto-piloto. Por ser global, a plataforma está em inglês, mas a iniciativa para a substituição do canudo de plástico está descrita em português e os projetos também podem ser submetidos em português.

Tags, , ,