Tag nanotecnologia

Inovação brasileira no combate à Covid-19 é finalista da maior premiação científica do mundo

A empresa brasileira de nanotecnologia Nanox está entre as finalistas de uma das premiações científicas mais importantes do mundo, a Falling Walls Breakthroughs Of the Year. O concurso faz parte da conferência de inovação Falling Walls da Alemanha que teve início em 2009, na data em que a queda do muro de Berlim completava 20 anos. Desde então, ideias transformadoras criadas por estudantes, instituições acadêmicas, pesquisadores, startups, profissionais e empreendedores de diversos campos de conhecimento vem ganhando reconhecimento global.

Representada por seu CEO, Gustavo Simões, a Nanox está concorrendo na categoria ‘Life Sciences’ (Ciências da Vida) pela invenção de um aditivo de micropartículas de prata que inativa 99,9% do SarS-CoV-2 – agente causador da Covid-19 – em até dois minutos após o contato. Esta tecnologia inovadora vem sendo aplicada industrialmente em materiais como tecidos, plásticos, tintas de parede, pisos laminados, sprays de ambientes, entre outros.

“Estamos muito felizes e orgulhosos em participar desta premiação com uma tecnologia desenvolvida no Brasil ao lado de projetos, iniciativas e invenções que resultam em tantos benefícios para a sociedade como um todo. Ter esta oportunidade, nos mantém ainda mais motivados para seguirmos o trabalho científico que desenvolvemos na Nanox há mais de 15 anos e nos dá a certeza de que podemos competir globalmente”, afirma Gustavo.

Fundada por químicos e pesquisadores formados pela Universidade de São Carlos, em São Paulo, a Nanox concorre com outras diversas inovações científicas de todo mundo que também se classificaram para a final. A premiação recebeu, em suas dez categorias, mais de 1000 nomeações de 110 países.

A conferência deste ano acontecerá em formato virtual entre 1 a 10 de novembro com acesso gratuito no site http://falling-walls.com/remote2020/ (é preciso se registrar para ter acesso ao conteúdo). Participarão do evento importantes pesquisadores e pensadores, além de líderes mundiais em ciência, política e negócios, convidados a debater a questão central da Falling Walls: “Quais serão as próximas paredes a cair na ciência e na sociedade”?

Os vencedores das dez categorias serão anunciados no dia 9 de novembro a partir das 20h (horário de Brasília), após avaliação de um júri de especialistas internacionais.

Tags, , ,

Votorantim Metais vai selecionar startups

A Votorantim Metais, empresa que atua nos segmentos de mineração e metalurgia, lança nesta segunda-feira, 21 de novembro, seu programa nacional de apoio a empreendedores. A iniciativa, batizada de Mining Lab, vai selecionar startups interessadas em desenvolver soluções tecnológicas aplicáveis nas operações da empresa. Para se inscrever, os interessados devem preencher as informações no site www.mininglab.com.br. O programa prevê a escolha de 20 projetos e conta com o apoio da FIEMG (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais), que atuará na captação das startups e no acompanhamento e avaliação das atividades. No primeiro ciclo, os temas de desenvolvimento vão se concentrar nas áreas de Nanotecnologia e Energias Renováveis.

A Votorantim Metais adota o modelo de inovação aberta como estratégia para o desenvolvimento de tecnologias por meio de parcerias com diversas instituições de pesquisa. O projeto Mining Lab abre a mesma possibilidade para as startups. “Queremos ter startups como parceiras no desenvolvimento de tecnologia de ponta aplicada à indústria de mineração e metalurgia. Vamos dar a esses empreendedores um desafio e o apoio necessário para superá-lo, aplicando seu produto ou processo”, diz Rodrigo Gomes, gerente de Tecnologia da Votorantim Metais.

Na área de energia, os alvos são startups que possam desenvolver tecnologias para substituir as matrizes energéticas tradicionais da mineração (combustíveis fósseis e eletricidade, por exemplo) por alternativas mais econômicas e que apresentem ganhos ambientais, tais como: biomassa, biogás, energia solar, óleos menos poluentes e renováveis, sistemas de ar comprimido e de bombeamento mais eficientes, ou até mesmo novas fontes ainda não mapeadas.

No ramo de nanotecnologia, a busca é por empresas capazes de desenvolver soluções que utilizem essa tecnologia em aplicações como: recuperação de partículas durante os processos de flotação e hidrometalúrgicos, soluções em corrosão, aplicações de óxidos dos metais, tratamento e recuperação de efluentes e desenvolvimento de novos produtos.

A seleção terá três etapas. Após a inscrição e apresentação das candidaturas serão selecionados 20 projetos. Essas 20 startups passarão por um período de imersão para entender os processos de produção da empresa e receberão apoio para apresentação do projeto final. Os dez melhores projetos serão selecionados por uma banca examinadora.

Os finalistas poderão tornar-se fornecedores da empresa ou receber investimento para desenvolvimento do negócio, além de outros benefícios. O programa Mining Lab oferece possibilidade ainda de conexão com outras empresas do conglomerado industrial.

Programa Mining Lab

“Conecte-se à Votorantim Metais e desenvolva seu negócio”
www.mininglab.com.br
Inscrições abertas de 21 de novembro até 20 de janeiro

Tags, , , , , ,

Nanotecnologia é tema de evento em São Paulo

A Fundação CERTI é a co-organizadora do Nano Tradeshow – Feira de Nanotecnologia e Inovação, que acontece de 9 a 11 de novembro, em São Paulo. Diversas empresas irão expor seus produtos do setor durante o evento. Dentre os segmentos das expositoras, estão soluções para o mercado de odontologia, têxtil, de cosmetologia, automotivo e construção civil, com produtos como removedor de pichação, protetor de fachadas, proteção de revestimentos cerâmicos, antimicrobianos, entre outros.

A CERTI também estará presente na Conferência Internacional de Nanotecnologia e Inovação e Workshops Setoriais de Inovação – eventos paralelos que irão reunir o público durante a feira. O secretário executivo do API.nano (Arranjo Promotor de Inovação em Nanotecnologia no Polo Tecnológico da Grande Florianópolis), Leandro Berti, e o coordenador de Sistemas de Qualidade e Inovação do Centro de Referência em Metrologia e Instrumentação da CERTI, André Oliveira, realizarão palestras sobre Nanossegurança na Conferência.

O livro “Nanossegurança – Guia de Boas Práticas em Nanotecnologia para Fabricação e Laboratórios”, de autoria de Leandro Berti e do Prof. da UFSC, Luismar Porto, será comercializado na Nano Tradeshow. Afinal, a tecnologia que promete revolucionar a Medicina, o Meio Ambiente e a Agricultura, também têm seus riscos para o Meio Ambiente, dependendo da forma como o nanomaterial é descartado, e para a saúde do trabalhador, cientistas e pesquisadores, que se expõem a partículas minúsculas, capazes de penetrar células humanas.

Saiba mais sobre a Feira – A Nano TradeShow é a única feira no Brasil voltada para o mercado de fornecedores de nanotecnologia e inovação. O evento é destinado às empresas que buscam tecnologia para a inovação e competitividade de seus produtos. O objetivo central é reunir fornecedores de nanotecnologia e inovação de diversos países, universidades, pesquisadores e a indústria, a fim de impulsionar negócios e o desenvolvimento industrial.

Paralelamente ao evento, irá ocorrer a Conferência Internacional de Nanotecnologia e Inovação, o Venture Capital Expo e, ainda, o Prêmio de Inovação com Tecnologia com Tecnologias Chaves (PITCh). A Conferência reunirá palestrantes nacionais e internacionais para falar sobre assuntos como nanotecnologia em materiais avançados, os avanços do tema na indústria, entre outros. O VC Expo é uma feira internacional de negócios que irá reunir startups, indústria e investidores. O PITCh visa reconhecer profissionais/empresas/instituições cujas inovações foram desenvolvidas com tecnologias chaves (KETs – Key Enabling Technologies). www.nanotradeshow.com.br

Tags, , , , , , ,