Tag Mariana Vasconcelos

Agrosmart é premiada no Forbes AgTech Summit

A Agrosmart, plataforma de agricultura digital para países em desenvolvimento de agricultura tropical, representou a América Latina no Forbes AgTech Summit que aconteceu em Salinas, na Califórnia. O evento reuniu mais de 600 líderes do setor agro no mundo.

Durante a ocasião aconteceu o Thrive AgTech Demo Day, evento organizado pela Thrive, principal aceleradora de AgTech do Vale do Silício. A startup brasileira foi a única empresa da América Latina a se apresentar para líderes do setor e investidores, onde recebeu o troféu de Operational Excellence, empresa referência em operações no agronegócio.

“Ficamos muito honrados em representar nosso continente em um evento muito importante do setor agro e ainda mais felizes por recebermos o reconhecimento do nosso trabalho por parte da Thrive, uma das principais aceleradoras e apoiadoras do agronegócio no mundo”, afirma Mariana Vasconcelos, CEO da Agrosmart.

Tags, , ,

Startup Agrosmart é selecionada para a Kairos Society

Fazer parte de uma rede global de empresas influentes e inovadoras do mundo. Esse é o caso da Agrosmart, startup que traz para o setor agro o conceito de cultivo inteligente e fazendas conectadas, que foi selecionada para integrar o time da Kairos 50 (K50), grupo com as 50 empresas mais inovadoras do mundo.

Considerada braço da Kairos Society, organização sem fins lucrativos, o projeto tem como objetivo ajudar empreendedores ao redor do mundo a se desenvolver. O evento, realizado em abril nos Estados Unidos, reuniu jovens empreendedores promissores, líderes governamentais, investidores e alguns do mais poderosos executivos do país.

“Fazer parte desse projeto mundial com as empresas mais inovadoras do mundo é um grande passo para o momento de crescimento que a Agrosmart vive, pois vai de encontro ao que queremos levar para nossos clientes, a inovação do setor. Acredito que essa experiência será enriquecedora para nós”, afirma Mariana Vasconcelos, CEO da Agrosmart.

A aprovação do projeto chamou atenção da secretária geral e conselheira de métodos de sustentabilidade e mudanças climáticas da ONU (Organização das Nações Unidas), que apostou no projeto da Agrosmart e decidiu se juntar ao conselho da empresa, tornando-se membro do board.

“Termos o reconhecimento de uma representante da ONU, na área de sustentabilidade, é gratificante. Nosso principal objetivo é proporcionar soluções inteligentes e conectadas para o campo e por meio da seleção da Kairos percebemos que estamos no caminho certo”, finaliza Mariana.

Tags, , , , , ,

Startups levam para a Agrishow o conceito de Fazenda Inteligente

A Agrishow, uma das maiores e mais completas feiras de tecnologia agrícola do mundo, terá na edição deste ano o espaço “Fazenda Inteligente: o futuro chegou” com o objetivo de aproximar os produtores rurais as novas tecnologias de agricultura digital que estão revolucionando a tomada de decisões e produtividade no campo. O projeto é idealizado por cinco startups pioneiras em agtech no Brasil: Agrosmart como porta voz, Aegro, InCeres, Horus Aeronaves e SpecLab

As startups investidas pela SP Ventures, um dos 10 maiores fundos investidores em agtech no mundo, segundo a Agfunder, se uniram com o objetivo de apresentar ao público da feira as aplicações e simplicidade do uso dessas novas tecnologias no dia a dia da fazenda, que já trazem ótimos resultados financeiros e ambientais para as fazendas que adotam essas soluções.

A aplicação dessas novas tecnologias na fazenda é resultado de um extensivo trabalho de pesquisa desenvolvidas pelas 5 empresas, além da vivência dos problemas no campo. As soluções que serão apresentadas durante a feira já são acessíveis ao produtor brasileiro e aplicáveis à agricultura de precisão, monitoramento da lavoura para irrigação inteligente, sistemas de gestão agrícola, drones, análise de solo dentre outras tecnologias de ponta. Além de possibilitar ver de perto todas essas inovações, o estande “Fazenda Inteligente” contará também com palestras de especialistas e a apresentação de cases de sucesso.

“A utilização de tecnologias digitais no campo está tornando as fazendas cada vez mais automatizadas e inteligentes. A captura e processamento de um grande volume de dados estão transformando a tomada de decisão no campo e essas inovações serão responsáveis pela expansão da próxima fronteira agrícola, ajudando o produtor a elevar a produtividade das lavouras para um novo patamar nunca antes visto no Brasil e no Mundo, de forma mais sustentável”, explica Mariana Vasconcelos, CEO da Agrosmart.

As empresas participantes do stand são:

Agrosmart: empresa que traz para o setor agro o conceito de cultivo inteligente e fazendas conectadas, irá apresentar um sistema de conexão por sensores, previsão de tempo e monitoramento via satélite;

InCeres: empresa de desenvolvimento de softwares para manejo da agricultura, trará o conceito de agricultura de precisão, mapa de fertilidade e mapa de produtividade para a fazenda;

Horus: fabricante de aeronaves não tripuladas, mostra o conceito de mapeamento dos locais por drones;

SpecLAB: mostra a análise de solo inovadora que demora cerca de 30 segundos para fazer a análise de nutrientes;

Aegro: sistema de gestão para o processo de produção agrícola que foca na eficiência agronômica e no planejamento financeiro, mostrará qual a melhor maneira de gerir toda a fazenda.

Tags, , , , , , , , , , ,

O empoderamento feminino no universo das startups

No dia 08 de março é comemorado o Dia Internacional da Mulher, e nessa data, é importante discutir o crescimento do empreendedorismo feminino em um universo onde a maioria ainda é de homens.

Um estudo realizado pelo Fórum Empreendedoras desvendou o perfil da mulher que empreende no Brasil. Esse levantamento foi feito com uma amostragem de 1,3 mil mulheres em todo o território nacional, na qual 85% já empreendem e 15% pensam nessa hipótese. Do total, 79% possuem ensino superior completo e 33% das empreendedoras faturam mais de R$ 10 mil por mês, já 36% faturam até R$ 2.500/mês.

Outro dado importante desse levantamento é com relação ao motivo pela qual elas decidem empreender – 66% trabalham com o que gostam, enquanto 34% tem o objetivo de realizar um sonho. Outro destaque é com relação a flexibilidade de horário, 52% pessoas falaram sobre o assunto, já 40% querem uma renda melhor. O tempo que elas estão empreendendo também chamou atenção, 43% começaram seu negócio há menos de três anos e 39% possuem mais de seis anos.

Essas informações comprovam que o sexo feminino tem conquistado seu espaço e superado as expectativas. Por este motivo, gostaria de sugerir três exemplos de mulheres que são CEO´s de startups que atuam em segmentos antes dominado pelo homem, como por exemplo, e-commerce, agronegócio e networking.

– Trustvox -CEO: Tatiana Pezoa

Formada em Publicidade e Propaganda, Tatiana possui ampla experiência com marketing para startups, mídias sociais e crowdsourcing, e decidiu empreender para utilizar o conhecimento que adquiriu em outra empresa que havia fundado. A Trustvox é a primeira e única certificadora de reviews no Brasil, que assegura a veracidade de reviews no Brasil, atuando com o propósito de tornar a sinceridade padrão de mercado no e-commerce e, por consequência, gerar cada vez mais vendas aos comerciantes. A empresa conta com mais de mil varejistas utilizando sua plataforma e, dentre eles O Boticário, Polishop, Época Cosméticos, World Tênis, Shopfato, Shoulder, Trifil, Mash, Scala, dentre outros;

– Agrosmart – CEO: Mariana Vasconcelos

É formada em Administração pela Universidade Federal de Itajubá/MG (UNIFEI) e está cursando MBA em Agronegócio na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP). Em 2014 fundou a Agrosmart, que apresenta ao setor agro o conceito de cultivo inteligente e fazendas conectadas, com uma plataforma e aplicativo que, em tempo real, monitora mais de quatorze variações ambientais, como chuva, umidade do solo e outros. Mariana foi chamada para participar de um programa na Singularity University, escola de inovação da NASA, representando a Agrosmart, além de ter sido convidada pelo Google para ser parte do programa Blackbox Connect e compor um plantel de 18 líderes femininas de 14 países diferentes.

– Sobre a But First Coffee – CEO: Rachel Casmala e Roberta Linderberg

Rachel Casmala tem mais de 18 anos de atuação em comunicação com foco em projetos de comunicação integrada com as agências de publicidade ATL e BTL. Além disso, a empreendedora tem sólida experiência no atendimento a anunciantes de grande porte e no desenvolvimento de suas contas no ambiente digital.

Roberta Linderberg possui mais de 15 anos de experiência em desenvolvimento de negócios digitais. A empreendedora possui habilidades para identificar, desenvolver e implementar novas oportunidades de negócios. Atuou no desenvolvimento de projetos interativos para a TV usando plataformas móveis e online, bem como APPs, para marcas como A Fazenda, Além do Peso e Aprendiz, da Rede Record.

Ambas são fundadoras da But First Coffee, é uma startup de representação comercial que reúne empresas e talentos altamente capacitados, promovendo-os por meio de seu networking ou buscando oportunidades específicas de acordo com a demanda do mercado.

Tags, , , , , , , , , , ,