Tag Marcio Kogut

3 dicas para inovar em seu negócio, segundo a metologia das startups

Além da concorrência tradicional que está cada vez mais acirrada com a oferta de produtos e serviços em todos os mercados e setores, é preciso se preparar para sermos competitivos em uma era em que jovens empreendedores com DNA de inovação e startups enxutas estão mudando completamente a forma de como fazemos negócios e consumimos produtos e serviços. Confira três dicas dadas pelo investidor-anjo Marcio Kogut para quem quer inovar em seu negócio.

Comece inovando na gestão de TI da sua empresa

Exatamente! Não existe iniciar um processo de inovação na sua empresa se o CTO (Chief Technology Officer) não estiver tecnologicamente atualizado, acompanhando as transformações digitais e focado em buscar inovação.

Durante mais de 15 anos prestando consultoria a diversas empresas, escutei desculpas sem fundamentos ditas por alguns profissionais para os executivos que acabavam criando uma sensação de pânico e medo abortando qualquer tipo de mudança, melhoria ou possível inovação.

A maioria dos CEOs não tem conhecimento profundo em tecnologias e por isso é obrigada acreditar na palavra do diretor de TI. Um dos exemplos que posso citar é a questão da computação em nuvem (cloud computing)

Reveja toda sua tecnologia interna

Eu tenho absoluta certeza que 90% da tecnologia da maioria das empresas estão completamente ultrapassadas e custando infinitamente mais caras do que as tecnologias mais modernas de hoje. Desde links de internet, servidores de e-mails, equipamentos, softwares de gestão e de produtividade.

Todos os equipamentos, softwares e a inteligência que você precisa para o seu negócio já existem melhores e mais baratos do que você usa atualmente através de SaaS (software as a service).

Busque inovação fora ou crie uma equipe com autonomia

Para conseguir avançar com um processo de inovação dentro da sua empresa é necessário criar um time novo, pequeno (1 a 4 pessoas) com autonomia e sem vínculos de amizades internas. Conecte esse time a uma empresa de inovação corporativa para mapear as dores, definir estratégias e objetivos além de condicioná-los a pensar e agir com a mentalidade de empreendedores e startups.

Tags,

Com infância humilde, empresário dribla dificuldade e hoje gera mais de R$ 8 bi em negócios

unnamed-72

A necessidade financeira trouxe a Marcio Kogut o tino empreendedor. Aos 14 anos, em Curitiba, ele catava legumes em terrenos vizinhos para vendê-los com preço mais atrativo na feira e garantir o dinheiro do sorvete, que os pais não tinham. Nessa fase despertou a vontade de criar e inventar algo sempre que surgiam as dificuldades.

Em paralelo, também crescia a paixão por eletrônica e computadores. E aos 17 anos fundou a primeira empresa especializada em vendas de computadores da cidade, tornando-o principal fornecedor. Mas foi quando Marcio chegou em São Paulo no final da década de 1990 que enxergou a oportunidade de unir a experiência da tecnologia – pois trabalhou também com vendas em e-commerce- e ajudar empresas iniciantes no mercado.

“Logo no começo quando cheguei em São Paulo, encerava carro em lava-rápidos e cheguei a dormir em hotéis na praça da Sé. Aí comecei a fabricar no fundo de uma garagem uma cera para cristalização de pinturas automotivas que vendia para lava-rápidos e depois tive a ideia de comprar uma revista na banca que ensinava a fazer sites, foi quando fiz o primeiro e-commerce para vender a cera online” , explica o empresário.

Nascia assim a Kogut eBusiness, empresa especializada em consultoria e inovação com referência em modelos de negócios online que atualmente conta com mais de R$ 8 bilhões em negócios gerados para seus clientes. Agora ele também está à frente da aceleradora 20Startups como mentor e investidor.

“Quando comecei a fazer sites, eu e meu irmão, atual sócio, criamos um projeto chamado eBonus, uma startup de cupons de descontos pelo celular. Nessa época o celular era preto e branco e nenhum investidor ou empresa de telefonia quis investir. Por não conseguirmos investidores, engavetamos a ideia e focamos em trabalhar prestando serviços para outras empresas através da Kogut eBusiness. Exatamente por ter passado por isso que hoje resolvemos criar o projeto da aceleradora 20Statups com o objetivo de investir e ajudar novos empreendedores”, completa Kogut.

De acordo com ele, o novo projeto tem foco em empresas de tecnologia e a aceleradora disponibilizará estrutura física, tecnológica como serviços compartilhados de marketing, governança, gestão estratégica e financeira para ajudar os empreendedores. “Além disso, os investimentos podem chegar até R$ 20 milhões através de nossos fundos parceiros, finaliza.

E o mercado dessas empresas é promissor. De acordo com o novo levantamento da Associação Brasileira de Startups (ABStartups), o número de empresas em estágio inicial no Brasil chegou a 4.151 ao final de dezembro de 2015, um crescimento de 18,5% em apenas seis meses.

Tags, ,