Tag Manoela Costa

Quatro tendências sobre os programas de trainee em 2016

Consultora da Page Talent indica as principais mudanças e que devem fazer parte dos processos de recrutamento e seleção de talentos

Profissionais mais experientes e especializados. Processos mais dinâmicos e high-techs. Estas são algumas das tendências que devem dominar nos principais processos de recrutamento e seleção de trainees em 2016. De acordo com a consultora Manoela Costa, gerente executiva da Page Talent, unidade de negócios da Page Personnel dedicada ao recrutamento de estagiários e trainees, há quatro situações que devem fazer parte dos processos de recrutamento e seleção de trainees neste ano.

“Temos observado que as empresas buscam profissionais com mais expertise e conhecimento específico. Em tempos de dificuldades e incertezas, é importante recrutar pessoas que possam lidar com situações adversas e ter a habilidade necessária em assuntos mais técnicos. Outra preocupação dessas companhias é como atrair, engajar e recrutar esse trainee. Para fazer isso de forma mais assertiva, temos criado soluções inovadores nessas etapas e que ajudam a encontrar os melhores candidatos para as empresas”, conta Manoela.

Confira abaixo as quatro mudanças constatadas pela especialista nos processos de trainee:

– Candidato mais sênior

As empresas estão de olho em profissionais mais experientes, capazes de enfrentarem situações adversas com serenidade. “O cenário mudou um pouco. Antes os mais jovens dominavam esse tipo de vagas. Agora as companhias querem pessoas com poder de análise e resolução. A experiência conta muito agora”, explica Manoela.

– Habilidades em segmentos específicos

Outra demanda que o mercado tem solicitado com mais frequência de candidatos a uma vaga de trainee é que essa pessoa tenha conhecimento de uma área específica. “Essa habilidade é um diferencial hoje em dia. A pessoa que já tem conhecimento e experiência em um setor, é avaliada de outra forma. Ter o domínio de um mercado ajuda na hora em que esse profissional começar a lidar com as rotinas e especificidades da companhia em que irá atuar”, detalha.

– Processos mais dinâmicos

Além da experiência solicitada pela empresa, o candidato a trainee que passar pelo processo neste ano encontrará algumas etapas um pouco diferentes em relação aos anos anteriores. “Estamos mudando um pouco a forma de recrutar e selecionar esse tipo de candidato. Vimos que os Programas atraem muitas pessoas, mas um número pequeno é contratado e segue seu desenvolvimento dentro da empresa. Estamos transformando o processo seletivo em uma grande oportunidade de aprendizagem, onde mesmo aqueles que não são aprovados saem com a “mochila” mais carregada. Em algumas ocasiões há realização de workshops, palestras e outras atividades para tornar o processo mais assertivo também”, diz Manoela.

– Apresentações high-techs

A novidade fica por conta também da utilização mais intensa de ferramentas tecnológicas que facilitam a interação e contato entre recrutadores e candidatos, como vídeo-selfie, palestras online e cyber-calls. “É um tipo de adaptação de que precisa ser feita rapidamente. Como lidamos com um público muito antenado ao mundo digital, é natural que essa relação também aconteça por meio de redes sociais e recursos audiovisuais que facilitem esse contato”, finaliza.

Tags, , ,

Estagiários e trainees: como se dar bem em 2014

Navegar pelo site da empresa, estudar ou ter um traje apropriado não garante uma vaga em programas de estágio ou de trainee. Para que um candidato consiga uma oportunidade em um desses cargos, é preciso ir muito além dessas tarefas. “Esse tipo de candidato precisa estar muito atento ao cenário macroeconômico. O mercado espera recrutar um profissional que possa em breve ajudar sua organização a reduzir custos, planejar e conhecer todas as etapas do processo”, explica Manoela Costa, gerente da Page Talent, unidade de negócios da Page Personnel dedicada ao recrutamento de estagiários e trainees.

Veja abaixo algumas dicas da especialista para candidatos a vagas de estágio e trainee se darem bem em 2014:

1) Analise o cenário – Qual é o momento econômico? Quais são as tendências no mercado? Faça isso procurando matérias sobre o assunto, não considere apenas informações “de ouvido”. Há muitos blogs e sites conceituados, por exemplo, para auxiliar um candidato. A vaga que ele está procurando pode sim ter influência nos fatores econômicos.

2) Analisou o cenário? Agora é hora de pensar em você! No que você é bom? Como você é reconhecido por seus colegas? Pense como você pode agregar para a empresa dos seus sonhos.

3) Quais empresas você almeja trabalhar? Como elas estão no atual momento? Procure conhecê-las e entender a cultura da empresa para ir se preparado para o processo seletivo.

4) Autoconhecimento: para mostrar quem você é, é preciso que você se conheça, que saiba seus pontos de melhoria e seus destaques. Antes de ir para a etapa presencial, refresque sua memória: quais foram suas conquistas? O objetivo é que você tenha sua trajetória em mente e procure extrair o aprendizado levado em cada vivência.

5) Conhecendo a si mesmo, permite você responder a uma importante pergunta: Aonde você quer chegar? Qual sua ambição de carreira? Pense como você imagina daqui alguns anos e, principalmente, o que você está fazendo de forma prática para chegar lá?

6) Faça anotações de todas essas etapas, construa um raciocínio para que você mesmo possa entender e expor a sua caminhada na entrevista ou atividade em grupo do processo. Depois de tudo isso, entenda que você está pronto, você se preparou e então seja natural; você mesmo!

Tags, , , , , , , , ,