Tag livro

Livro destaca características de liderança feminina

No próximo dia 08 de março, a Livraria Cultura, em São Paulo, será palco do lançamento do livro “Mulher Alfa”, publicado pela Editora Letramento. Escrito por Cristiana Xavier de Brito, executiva de relações institucionais e sustentabilidade, o livro apresenta, sob a ótica da autora, as experiências de dez mulheres que, ao longo de suas vidas, não se importaram com muitas ideias preconcebidas e se tornaram líderes em suas áreas de atuação.

Com mais de 30 anos de experiência profissional, com passagens por cargos de direção em grandes empresas multinacionais, Cristiana lembra a experiência vivida durante a formação de uma rede de mulheres na empresa em que trabalha despertou nela a necessidade de compartilhá-la com outros públicos. “Com essa iniciativa eu percebi o quanto os exemplos de liderança podem ajudar às outras mulheres, em especial as que estão começando a carreira. Por isso, achei que era o momento de compartilhar o conhecimento que adquiri na minha trajetória como líder e na construção desta rede”, conta.

O livro começa com uma reflexão sobre a evolução do protagonismo feminino, avaliando as conquistas feitas até aqui, e também o quanto ainda falta. “Um estudo feito pelo Instituto Ethos com as 500 maiores empresas brasileiras mostras que a presença feminina no quadro executivo e nos conselhos de administração é de apenas 13,6% e 11% respectivamente”, reforça, lembrando que são as mulheres alfa que estão mudando este quadro.

Para comprovar isso, mais do que sua própria experiência, Cristiana acreditou que era importante apresentar outras trajetórias que levassem ao mesmo destino: mostrar que as mulheres têm características de liderança diferentes dos homens, mas que são complementares e devem ser genuínas. “Estas experiências podem servir de inspiração para a adoção de novos modelos de gestão, que sejam mais holísticos e abrangentes, incluindo características femininas de liderança. É preciso encorajar as mulheres a assumirem posições de liderança e chamar a atenção dos homens para estes novos modelos”, afirma.

Quem é a Mulher Alfa

Cristiana explica que o que as mulheres entrevistadas por ela têm em comum pode se resumir a três palavras: coragem, resiliência e empatia. São mulheres que sonham e realizam seus sonhos, inspirando aos que estão em sua volta com seus propósitos de vida. Mas ela lembra que a Mulher Alfa vai além disso, e pode ser identificada por características como: assertividade, generosidade, dedicação, decisão, sociabilidade, confiança, ambição, coerência, empatia, afeto, vulnerabilidade, flexibilidade, curiosidade, respeito, coragem, confiabilidade, ética e criatividade.

Todas estas características podem ser encontradas, em maior ou menor grau, nas mulheres que Cristiana escolheu para compartilhar suas experiências:

Ana Couto, CEO da Ana Couto Branding;
Ana Fontes, da Rede Mulher Empreendedora;
Ana Michaelis, artista plástica;
Cristina Palmaka, presidente da SAP Brasil;
Gisela Pinheiro, vice-presidente da BASF para a América do Sul;
Mara Gabrilli, deputada federal;
Marcia Rocha, empresária, advogada e fundadora da Transempregos;
Patrícia Santos, fundadora da Empregueafro;
Teka Vendramini, produtora rural;
Valéria Scarance, promotora de Justiça.

“Elas foram escolhidas porque são mulheres comuns, mas com características de liderança muito claras. São pessoas que admiro por sua coragem, autenticidade, força e singularidade”, ressalta Cristiana. Além disso, são mulheres que, com ética e determinação, conquistaram seus espaços e continuam abrindo caminhos para outras pessoas. “São pessoas em que o sucesso vai muito além das suas próprias conquistas. Meu desejo é que estas mulheres sirvam de exemplo para futuras gerações que exigem e precisam de diversidade para transformar o mundo em um lugar melhor para todos”, defende.

Essa inspiração deve vir dos aprendizados trazidos pelo livro para a autora e que, ela espera, sejam absorvidos também pelos leitores. Isso vai desde entender as características comuns destas mulheres até se certificar de que ainda há muito a construir para que se tenha ambientes mais diversos e com oportunidades para todos.

“Ainda existe uma cegueira por parte da maioria das mulheres que não se enxergam como líderes, e também de muitos homens, que não as veem como líderes potenciais. Quero fazer deste livro uma lanterna que ilumine o caminho da coragem e do diálogo para a transformação de uma sociedade mais equilibrada e justa para todos”, defende.

Serviço

O livro “Mulheres Alfa – Liderança que Inspira”, editora Letramento, será lançado no próximo dia 08 de março, na Livraria Cultura, em São Paulo, a partir das 18h.

Tags, , , , , , ,

Cinco anos sem Steve Jobs

unnamed No dia 5 de outubro de 2011, o mundo perdeu o empresário e criador da Apple, Steve Jobs, aos 56 anos. Dono da maior empresa de capital aberto e do estúdio de animação Pixar, Jobs foi um dos grandes defensores da popularização da tecnologia ao lutar para que computadores e gadgets fossem fáceis de serem manuseados por qualquer pessoa. Para relembrar os principais feitos do executivo, a Richmond – selo editorial de idiomas do Grupo Santillana – sugere a leitura de Steve Jobs and the story of Apple, biografia em inglês, escrita por Fiona Beddall.

Na obra, voltada a estudantes de nível intermediário no idioma, os leitores tem a oportunidade de conhecer de perto a trajetória de Jobs como um bem sucedido empreendedor até a sua luta contra o câncer. Além de terem conhecimento do processo de criação e desenvolvimento da Apple e também de particularidades de Jobs que gostava de saber e dar palpite em tudo que estava relacionado aos seus produtos inovadores e de belos designs.

O título faz parte da coleção Media Readers da Richmond, que conta com mais de 30 obras baseadas em livros, celebridades e seriados. Acompanham CDs de áudio com a narração do texto, além de serem recheados de imagens e trazerem exercícios de compreensão que podem ser utilizados como leituras complementares para os estudos da língua inglesa.

Tags, , ,

Livro explica todas as novas regras do trabalho doméstico no Brasil

País com a maior população de trabalhadores domésticos do mundo de acordo com pesquisa da Organização Internacional do Trabalho (OIT), o Brasil ganhou neste ano novas regras para o trabalho doméstico com a aprovação da PEC 72/2013, a “PEC das Domésticas”.

Ao mesmo tempo em que as mudanças foram comemoradas pelos empregados domésticos, elas também geraram uma série de dúvidas entre empregados e empregadores sobre a aplicação das novas regras na prática.

Para por fim às dúvidas, agora todas as questões são explicadas de forma acessível no livro “Trabalho Doméstico: um guia prático para empregados e empregadores”, do advogado especializado em direito trabalhista, Afonso Paciléo Neto, que acaba de ser lançado no país pela editora Sensus.

A publicação é um guia de fácil leitura que além de explicar todas as mudanças das leis trabalhistas, conta com uma série de exemplos práticos de situações reais vividas por empregados e empregadores no dia a dia.

O livro traz ainda diversos modelos de documentos para facilitar a vida do empregador e deixar tudo dentro da lei, como por exemplo:
• Contratos de trabalho;
• Forma de preenchimento da carteira profissional;
• Folha de ponto, e muitos outros.

A obra esclarece ainda as principais dúvidas de empregados e empregadores domésticos, tais como:
• A diferença entre a definição de empregadas domésticas e diaristas de acordo com a lei;
• Direitos dos caseiros, babás, e dos empregados que dormem no trabalho.

De maneira muito didática, todos os cálculos de jornada e de pagamentos são explicados nos quadros “Como calcular”, sempre partindo da explicação do conceito, seguida de um exemplo prático e com campos para o leitor preencher com o seu caso real, na parte “Agora calcule o seu”. São apresentadas diversas situações:
• Cálculo de férias e férias proporcionais;
• Cálculo de 13º salário e 13º proporcional;
• Cálculo de horas extras, e outros benefícios.

Sobre o autor:
Com mais de 10 anos de experiência na área, e a coordenação de mais de 45 mil causas trabalhistas em seu escritório de advocacia, o advogado Afonso Paciléo Neto adquiriu uma larga experiência nas situações que envolvem o doméstico também por coordenar o departamento jurídico da agência de empregos Marias & Cia, o que levou o autor a lidar em seu dia a dia com inúmeras situações envolvendo empregados domésticos e seus empregadores.

Tags, , , , , ,

Livro: “Gerenciamento de Projetos e Empreendedorismo”

A 2.ª edição de Gerenciamento de Projetos e Empreendedorismo, publicada pela Editora Saraiva, está dividida de maneira metódica. Os três primeiros capítulos conceituam e contextualizam os projetos nas organizações, além de explorar as competências requeridas para o sucesso.

O quarto capítulo apresenta a visão global da metodologia do Project Management Institute (PMI) como elemento estrutural dos processos de gestão de projetos. Do Capítulo 5 ao 9 são observados grupos de processos de gestão ao longo do ciclo de vida de um projeto: processos de iniciação, planejamento, execução, monitoramento/controle e encerramento. O Capítulo 9 ainda inclui reflexões sobre a ética do gerenciador de projetos, tema pouco difundido, contudo essencial na busca de profissionalismo em projetos. O Capítulo 10 revisa as tendências futuras para o gerenciamento de projetos no Brasil.

Sobre o autor:
Paulo Yazigi Sabbag leciona esse tema há vinte anos na Fundação Getulio Vargas (FGV). É um dos mais antigos PMP (Project Management Professional) certificados pelo Project Management Institute (PMI) em atividade no Brasil. Foi fundador e dirigente do PMI no Brasil, que depois veio a denominar-se Capítulo São Paulo. Como professor e consultor, dedica-se ao profissionalismo em projetos e programas do setor público e a porta-fólios e projetos em empresas. Advoga o empreendedorismo social em projetos do terceiro setor.

Tags, , , ,

Quer ter uma carreira extraordinária? Inspire-se nas histórias dos 30 maiores CEOs do país

O que os principais executivos de empresas como Fiat, Santander, Unilever, Natura, CPFL, Cielo, Sanofi e Magazine Luiza têm em comum? Como eles podem influenciar na trajetória de outras pessoas? Para responder a perguntas como estas, Moisés Fry Sznifer e Rea Dennis lançam seu primeiro livro, “Pessoas extraordinárias e suas incríveis histórias”, que traz trechos nunca publicados da vida desses homens e mulheres. A obra surpreende ao apontar que 75% deles tiveram origem humilde e defende que todos só alcançaram a liderança por terem extrema paixão pelo que fazem e pendor para o exercício do poder – tudo narrado pelos próprios executivos.

O leitor pode entender como Heraldo Marchezini, presidente da gigante farmacêutica Sanofi, levou sua paixão pelos filmes na adolescência para a gestão de empresas. Segundo ele, todo CEO é um “diretor de cinema”, ao administrar o ego dos executivos, extrair o melhor desempenho de todos, dirigir a organização, conduzir o roteiro estratégico, modelar o negócio, fazer acontecer e cumprir prazos. Ele também retrata como dois períodos distintos de sua juventude – quando teve de aprender a conviver com colegas da escola pública e, anos depois, com pessoas de outro nível social, no Colégio Bandeirantes – trouxeram benefícios utilizados na administração e fizeram com que aprendesse a lidar com a diversidade nas pessoas.

Em outro caso peculiar, o presidente da Fiat no Brasil, Cledorvino Beline, narra o início de sua trajetória profissional, aos 13 anos, atuando como office boy em uma empresa de planejamento. Para ele, começar a trabalhar tão cedo, utilizar a curiosidade particular da juventude para tirar dúvidas sobre tudo o que não entendia e tomar todos os dias o “bondinho” do centro paulistano fizeram com que desenvolvesse habilidades para a vida e para a administração, levadas até os dias de hoje.

Membro da geração de 1968, responsável por uma revolução mundial, o espanhol Marcial Portela, presidente do Santander Brasil, conta como venceu o preconceito que possuía para ingressar em um banco – alvo dos clichês dos jovens daquela época -, onde aprendeu a conviver e a respeitar a maneira diferente que os outros têm de pensar e agir. Ele afirma como esta geração responsável por uma revolução mundial fez – e faz até hoje – com que se apaixonasse pelo novo, por espalhar a ideia de invenção a seus executivos e por buscar a inovação todos os dias, sempre olhando para o futuro, e não para o passado.

O livro também relata experiências vividas pelos dois principais executivos da Natura no Brasil, Alessandro Carlucci e José Vicente Marino. Entre outros pontos interessantes, Carlucci narra como teve de aprender a conviver no “universo feminino” dos cosméticos para conduzir a empresa ao sucesso na Argentina, mesmo em meio à maior crise financeira da história daquele país. Já Marino faz revelações sobre sua infância e juventude, a ligação com o esporte e a natureza, além de afirmar que, diariamente, projeta continuar a construir negócios conscientes, transformadores, social e ambientalmente responsáveis.

A identidade narrativa de cada um

“É um livro de histórias, contadas por pessoas que revelam significados e significantes de uma vida: emoções vividas, sentimentos experimentados, reflexões incorporadas – ou seja, a construção de identidades narrativas”, explicam os autores. “O CEO é um personagem envolto em mística, com aura de um ‘todo-poderoso’ na percepção de colaboradores e, até, reverenciado como um semideus por alguns de seus subordinados diretos. Decidimos, então, nos travestir de mensageiros, fomos atrás de presidentes que tivessem a coragem de contar suas histórias e corressem o risco de vê-las publicadas, de ver desvelada sua identidade narrativa”, complementam.

Com vasta experiência nas áreas de comportamento organizacional e pessoal, Moisés e Rea desenvolveram, sete anos atrás, o programa Delphos, no qual líderes de grandes empresas e conferencistas se encontram para discutir o conhecimento de si, o cuidado de si e o significado de uma vida. A partir desses encontros, os autores decidiram compartilhar as identidades narrativas dos CEOs, dando a eles a oportunidade de perceber como tratam a si mesmos e aos outros, se como sujeito ou como objeto.

Mais um lançamento da Editora Gente, “Pessoas extraordinárias e suas incríveis histórias” utiliza a arte de narrar para tornar públicas as experiências vividas e peculiaridades dos CEOs de Sanofi, Cargill, Natura, Promon, Nova América, KPMG, Fiat do Brasil, Grupo Multi, Magazine Luiza, Unilever, Grupo Abril, Elektro, Ecoverdi, Syngenta, Santander Brasil, Porto Seguro, Hospitais Sírio-Libanês e Albert Einsten, ClearSale, Cimpor, Cielo, Accenture, Atento, CPFL, Grupo Ultra, Bunge do Brasil e Amrop-Panelli Motta Cabrera.

Tags, , , , ,