Tag Liga Ventures

Liga Ventures lança estudo do mercado de turismo

A Liga Ventures, plataforma de inovação aberta que facilita e potencializa interações entre startups e empresas, acaba de lançar o Liga Insights Travel Tech, estudo que reúne informações sobre o impacto que a pandemia trouxe ao setor de turismo no Brasil e no mundo, e como as tendências de inovação e tecnologia ajudam na retomada desse mercado.
Realizada em parceria com grandes players do mercado, como ENGIE, STATE, Cargill, Derraik & Menezes e iDEXO, a pesquisa concentrou a opinião de mais de 20 especialistas, empresas, startups e associações do setor, tais como OYO, LATAM, Atlantica Hotels, ABRACORP, CVC Corp., entre outras.

Segundo dados da Organização Mundial de Turismo (OMT), em abril deste ano houve uma queda de 97% na movimentação global de turistas – queda esta que, em março, já havia sido de 55. Ao todo, a OMT estimou um prejuízo de US$195 bilhões para o setor, entre os meses de janeiro a abril – período considerado como alta temporada para o turismo. No Brasil, o valor chega a R$62 bilhões em perdas, de acordo com a Confederação Nacional de Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Para Raphael Augusto, Head do Liga Insights, em meio ao cenário de crise, a busca por inovação está sendo fundamental para a retomada das atividades no setor. “Durante a pandemia notamos que as empresas que investiram em tecnologia e inovação foram as que conseguiram buscar soluções de maneira mais ágil para tentar contornar a crise que impactou diretamente os negócios. No setor de turismo não foi diferente, e as empresas tiveram que readequar seus planos para sobreviverem e gerarem receita”, explica o head.

O estudo conta também como a experiência de transformação dos últimos anos no setor por conta das tecnologias pode ser agora um facilitador nessa “parada não programada”.

“Muitos dos unicórnios criados nos últimos anos atuam diretamente neste setor e tiveram o seu sucesso pautado na digitalização de processos e facilitação da experiência do cliente. Em um momento de necessidade rápida de retomada, essa visão é quase mandatória para quem procura adequar os seus atuais serviços e produtos e vislumbrar uma perenidade do seu negócio”,”, ressalta Raphael.

Não foi apenas o mercado de viagens que sofreu com o COVID-19. O sistema hoteleiro global também sentiu o impacto causado pela pandemia, que deve seguir, em menor escala, no ano de 2021. Ainda de acordo com o levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo os Estados do Rio de Janeiro (R$ 12,48 bilhões) e São Paulo (R$ 31,77 bilhões) concentram mais da metade das perdas do setor hoteleiro. A taxa de cancelamento chegou a superar os 90% durante os meses de isolamento social.

A discussão sobre a retomada do mercado e os impactos no setor está no estudo que traz listas de startups, entrevistas com empreendedores, cases e análises sobre soluções internacionais e nacionais.

Confira aqui o estudo completo do Liga Insights Travel Tech

Tags, , ,

Liga Ventures anuncia novo ciclo de aceleração com participação do Banco Carrefour e Grupo Boticário

A Liga Ventures, plataforma de inovação aberta que facilita e potencializa interações entre startups e empresas, está com as inscrições abertas para o novo ciclo de aceleração do Liga Emerging Technologies , programa que prospecta, seleciona e acelera startups de tecnologias emergentes. Desta vez, o programa contará com a parceria do Banco Carrefour, além do Grupo Boticário.

O Banco Carrefour entra no Liga Emerging Technologies com um foco na experiência de seus clientes e busca startups que possam ajudar a revolucionar as soluções financeiras e construir o posicionamento da marca centrado no consumidor. Dentre os temas de interesse estão o de tratamento de dados, o fortalecimento do engajamento com a marca e, também, o uso dos aplicativos do Cartão Carrefour e Cartão Atacadão. Em resumo, a base está em oferecer experiências, que vão muito além de transações financeiras.

“Temos no nosso DNA a inovação e a transformação digital e nada faz mais sentido para este nosso olhar do que criar um ambiente de troca e aprendizado com startups de todo o Brasil. Estamos ansiosos para essa nova iniciativa, que será um marco para a história do banco”, afirma Charles Schweitzer, head de inovação do Banco Carrefour.

O processo de aceleração das startups escolhidas terá duração de 4 meses e ao longo deste período os empreendedores receberão mentorias e terão a chance de desenvolver projetos em conjunto com as corporações parceiras desta edição, buscando sinergias e explorando oportunidades de negócios, com todo o suporte oferecido pela Liga Ventures.

“O objetivo da Liga Ventures é conectar empresas referências no mercado a startups de tecnologia para que explorem inúmeras oportunidades de negócio. É uma satisfação enorme alcançar nosso propósito por meio desse novo ciclo do programa Liga Emerging Technologies, agora, junto ao Banco Carrefour e nosso parceiro Grupo Boticário. Isso reafirma nosso posicionamento e tenho certeza de que estamos no caminho certo para promover a inovação aberta no país” comenta Daniel Grossi, sócio-fundador da Liga Ventures.

“No Grupo Boticário somos inquietos, buscamos constantemente a vanguarda da beleza. Participar do Emerging Techonologies nos aproximou do ecossistema de startups, permitindo a implementação de soluções inovadoras mais rapidamente. Esperamos desfrutar ainda mais desse relacionamento na segunda rodada do programa”, afirma Nato Porte, Diretor da Mooz – unidade de serviços financeiros do Grupo Boticário.

O programa está com inscrições abertas a partir de 20 de outubro de 2020 e as startups interessadas poderão se cadastrar na página do programa até o dia 29 de novembro.

Tags, , , ,

Liga Ventures promove evento de inovação aberta on-line e gratuito

Liga Ventures , pioneira no mercado de aceleração corporativa focada em conectar grandes corporações e startups para geração de negócios, irá promover nos dias 22, 23 e 24 de setembro, o Liga Open Innovation Summit , um dos principais eventos de inovação aberta no Brasil, que pela primeira vez será 100% online, gratuito e aberto ao público.

Durante os três dias, os participantes terão acesso a mais de 24 horas de conteúdos com mais de 80 executivos de grandes empresas falando sobre os projetos gerados em suas frentes de inovação; sessões exclusivas de cases de sucesso; discussões sobre o Liga Insights ; área virtual com mais de 60 startups expondo suas soluções para os principais players do ecossistema.

Além disso, o Liga Open Innovation Summit contará com a presença do keynote Alexander Osterwalder, empreendedor suíço, conhecido por seu trabalho em modelagem de negócios e autor do best seller Business Model Generation. Na ocasião, Osterwalder apresentará conceitos do seu mais recente livro, Invincible Company. Também estarão presentes executivos da BREX & OYO discutindo cultura e competências exponenciais, além de outros keynotes internacionais.

Segundo, Rogério Tamassia, cofundador da Liga Ventures, o evento será uma oportunidade de grandes empresas que ainda não entraram no movimento de inovação aberta se aprofundarem no tema e nos benefícios do engajamento com startups.

“A Liga Ventures é uma facilitadora da conexão entre esses dois polos, por isso, durante o Liga Open Innovation Summit, o público terá a chance de ouvir das próprias empresas os resultados possíveis de serem alcançados investindo em inovação aberta. É uma oportunidade imperdível de troca de conhecimento e informação que colabora com o avanço da inovação em nosso país, que é cada vez mais destaque no tema”, explica Tamassia.

Serviço:

• Data e horário – 22, 23 e 24 de setembro das 09 h às 18 h

• Custo – gratuito

• Inscrições – ligasummit.com

• Onde acontece – 100% online através do link do evento (disponibilizado mediante cadastro)

Tags,

Liga Ventures abre inscrições para 2º Ciclo do programa de aceleração Liga Emerging Technologies

Emerging Technologies ou tecnologias emergentes são inovações tecnológicas com potencial para mudar o mundo como conhecemos e devem transformar a sociedade e os negócios em pouco tempo. Segundo especialistas, essas inovações, como a internet das coisas, inteligência artificial e realidade aumentada serão essenciais nos próximos anos, chegando ao nível de importância que a internet tem hoje e, diante disso, devem dominar o mercado em, no máximo, 10 anos.

Para orientar os empreendedores que estão investindo no setor, a Liga Ventures – aceleradora focada em gerar negócios entre startups e grandes corporações – abre, em parceria com a bandeira de cartões Elo, inscrições para mais um ciclo do programa de aceleração voltado para as startups de tecnologias emergentes: a Liga Emerging Technologies, que abordará temas como Inteligência artificial e Machine Learning, Biometria e Identidade Digital, e-Wallets e Meios de Pagamento Inovadores, Interação Geolocalizada e Autenticação de identidade e documentos.

O programa estará com inscrições abertas até o dia 28 de Outubro.

De acordo com Rogério Tamassia, CEO da Liga Ventures, um dos grandes objetivos do programa é ajudar a criar um ecossistema que foque em compreender e antecipar a revolução que as Tecnologias Emergentes estão trazendo para diversos setores. “Para as startups, o programa ajuda a dar visibilidade, alavancar o negócio, expandir o networking e facilitar parcerias com grandes corporações. Já as empresas podem usufruir da agilidade e dinamismo das startups para dar uso prático a todas essas novas tecnologias e modelos de negócio que estão surgindo”, explica Tamassia.

As startups escolhidas participarão de um programa de 4 meses, onde receberão mentoria da aceleradora, além de networking e contato com profissionais de empresas parceiras, explorando novas sinergias e buscando oportunidades de negócios.

Conforme aponta Daniel Passarelli, superintendente de inovação da Elo, bandeira 100% brasileira que conta com Banco do Brasil, Bradesco e CAIXA como acionistas, projetos como este chegam para agregar ainda mais valor ao desenvolvimento de inovação da empresa.

“Nós acreditamos que a inovação precisa ser criada de forma horizontal, ao lado de empreendedores e startups que nos ajudarão a desenvolver soluções para oferecer melhorias à jornada dos nossos clientes. Por isso, a parceria com a Liga é muito bem-vinda”, explica Passarelli.

As inscrições podem ser feitas pelo site http://liga.ventures/emerging-tech. As startups serão avaliadas durante o último trimestre deste ano e o programa terá início em janeiro de 2019.

Tags, , ,

Saint-Gobain lança programa de aceleração de startups

A Saint-Gobain, considerada uma das 100 empresas mais inovadoras do mundo, segundo o ranking Clarivate Analytics, está lançando o Programa de Aceleração – Building Blocks. Trata-se de um programa próprio voltado para a aceleração de startups de todo o país que desenvolvam negócios inovadores do setor de construção civil ou que atuem nas áreas de soluções digitais para o consumidor final, realidade virtual e Internet das Coisas. As interessadas têm até o dia 16 de setembro para se inscreverem.

Pré-requisitos e seleção

Para o primeiro ciclo do programa, a Saint-Gobain busca por startups com soluções ligadas à inteligência das edificações, como modelização digital e impressão 3D; inovações nos canais de venda online, como marketplaces e e-commerces, logística last-mile e processos de encantamento do cliente nas duas pontas, e que tenham foco no aprimoramento da experiência do consumidor final na jornada da construção e reforma, facilitando o dia a dia dos profissionais da construção.

“Queremos atrair projetos inovadores que nos ajudem a entregar soluções cada vez mais completas para nossos consumidores. Temos interesse, por exemplo, em novas tecnologias que nos ajudem a aprimorar a nossa distribuição para oferecermos aos clientes experiências integradas de bem-estar e conforto”, aponta a Diretora de Marketing e Estratégias Digitais da Saint-Gobain no Brasil, Lucile Charpentier.

Quatro startups serão selecionadas para mentorias exclusivas com executivos Saint-Gobain, especialistas de mercado e rede de aceleração da rede Liga Ventures, durante 4 meses, a partir de novembro. Além disso, receberão todo o suporte da Saint-Gobain para desenvolvimento de novos projetos, com acesso à mentoria dedicada.

Rede de parceiros

O Building Blocks conta com a expertise da Liga Ventures, que é a primeira aceleradora focada em conectar startups com grandes empresas no Brasil, tendo sido responsável por programas de sucesso, como a Oxigênio Aceleradora, da Porto Seguro, AutoTech, com Webmotors e Mercedes Benz, entre outros.

Todo o processo será desenvolvido no novo espaço do Cubo Itaú, em São Paulo, maior hub de fomento ao empreendedorismo tecnológico da América Latina, parceiro da Saint-Gobain, como uma forma de gerar oportunidades e troca de experiências com startups mais maduras, rede de parceiros e potenciais investidores.

O foco no relacionamento com as startups já é uma realidade na companhia, desde 2015, quando foi iniciada com a missão de incutir novas metodologias de inovação e fornecer ferramentas necessárias para todas as áreas e negócios do Grupo. Com o objetivo de alcançar resultados na ponta, os colaboradores são estimulados a interagir e fechar parcerias com essas novas empresas.

Resultados concretos

De lá para cá, a empresa vem colecionando interações em hubs importantes, como o Cubo Itaú, a Plug e a ACE, o que contribuiu para o relacionamento com mais de 400 startups ou clusters, e que vem gerando frutos: hoje, 86% dos projetos da área digital da empresa têm a adoção de soluções de startups, que ajudaram na redução de até 50% do tempo de execução dos projetos e 30% dos custos. Este ano, a companhia já iniciou interação com mais de 30 delas, e temos 12 projetos em andamento.

“Só temos a ganhar ao estreitar nosso relacionamento com essas empresas do século XXI. É uma formidável fonte de transformação organizacional. Em contato com as startups, nossas equipes são estimuladas a pensar fora dos processos tradicionais e a ousar. Isso é muito valioso!”, comemora Lucile Charpentier.

Programa de Aceleração de Startups Building Blocks

Inscrições: até 16 de setembro

Site: http://buildingblocks.liga.ventures/
Valor: Gratuito

Quem pode participar: Startups de todo o país que tenham projetos inovadores com foco em no setor da construção civil ou que atuem nas áreas de soluções digitais para o consumidor final, realidade virtual e internet das coisas.

Duração do programa: 04 meses, a partir de novembro de 2018

Tags, , , , ,

Brasil tem mais de 120 startups com soluções para área de RH, revela estudo Liga Insights HR Techs

No Brasil, existem atualmente 122 startups com soluções tecnológicas para o segmento de Recursos Humanos, sendo que 17% delas trazem soluções para a área de Recrutamento e Seleção, outros 17% em Cursos, Treinamentos e Learning, seguido pelas startups com soluções para Pontos, Operações e Folhas de Pagamento com 12%. Outras 10% oferecem tecnologias para a Saúde Ocupacional e 9% para Avaliação de Performance; Plataforma de Vagas e Engajamento de Funcionários ficam com 7% cada; no final da lista temos Análise de Pessoas e Perfis (People Analytics) com 5%, mesma porcentagem da área de Gestão de Benefícios e portais de Temporários / Freelancers.

Os dados são do Liga Insights HR Techs – insights.liga.ventures/hrtechs -, maior estudo já feito no Brasil sobre startups do setor, realizado pela Liga Ventures – aceleradora e0specializada em gerar negócios entre startups e grandes empresas – que analisou um banco de dados com mais de 8 mil startups em todo país e destacou as que atendem o setor de RH.

O levantamento apresenta o crescimento no número de HR Techs nos últimos anos no Brasil e revela uma tendência para os próximos anos: incluir cada vez mais soluções tecnológicas para melhoria de áreas como Aquisição de Talentos, Operações, Desenvolvimento Organizacional, Performance e Monitoramento. “As tecnologias para o setor de RH têm o propósito não só de solucionar problemas estruturais e operacionais, mas também de serem ferramentas para reinventar processos do segmento e dar espaço para o RH ser ainda mais ativo na estratégia das organizações”, explica Rogério Tamassia, cofundador da Liga Ventures.

Tecnologia ajuda na análise de comportamento, acompanhamento do bem-estar e engajamento dos colaboradores

As startups oferecem soluções para análise de dados e acompanhamento do comportamento dos colaboradores por meio de analytics e inteligência artificial. “Equipes de RH de grandes corporações já estão aplicando essas novas tecnologias para entender e analisar processos e pessoas, e essas novidades já mostram resultados bastante positivos, como redução de custos e do tempo gasto com atividades repetitivas, além de melhoria de performance e aumento do engajamento dos colaboradores”, analisa Raphael Augusto, startup hunter da Liga Ventures e responsável pelo estudo.

Maioria das startups são de São Paulo

Os estados de São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina e Rio de Janeiro concentram o maior número das startups do segmento. O estudo mostra, no entanto, que a grande maioria das startups estão localizadas em SP (66%), seguido de MG com 8%, SC e RJ ficam com 7%.

Liga Insights HR Techs

Veja o levantamento completo aqui:

insights.liga.ventures/hrtechs

Fonte:

Banco de dados com 8.434 mil startups brasileiras, que incluem inscrições para os programas de aceleração e eventos da Liga Ventures, recomendações, notícias em portais de negócios e busca ativa de startups.

O estudo contou com o apoio de conteúdo do Ibmec-SP e Astella Investimentos.

Número de startups no segmento: 122.

Entrevistados no estudo: mais de 20 pessoas – entre empreendedores e líderes de RH de grandes empresas.

Áreas das startups mapeadas:

– Plataforma para Entrevistas
– Gestão de Benefícios
– Temporários / Freelancers
– People Analytics (Análise de pessoas e perfis)
– Engajamento de Funcionários
– Plataforma de vagas
– Avaliação de Performance
– Saúde Ocupacional
– Controle de Ponto, Operações, Folha e GED
– LMS, Cursos, Treinamentos e Learning
– Recrutamento e Seleção

Tags, , , , ,

Liga Ventures abre inscrições para terceiro ciclo de aceleração do programa Liga AutoTech

A Liga Ventures – aceleradora especializada em gerar negócios entre startups e grandes corporações – acaba de abrir as inscrições para o 3° ciclo de aceleração da Liga AutoTech (liga.ventures/autotech), programa de inovação aberta que vai prospectar, selecionar e acelerar startups em parceria com grandes empresas do setor auto. Para essa nova rodada de aceleração, o programa conta com a parceria das gigantes Webmotors e Mercedes-Benz.

De acordo com Rogério Tamassia, cofundador Liga Ventures, o programa é uma ótima oportunidade para grandes players investirem em inovação. “O foco da Liga AutoTech é oferecer inovações que podem transformar setores como transporte, logística mobilidade e indústria automobilística – essenciais para o crescimento do país”.

Programa de Aceleração Liga AutoTech

Após as inscrições, serão selecionadas entre 4 e 8 startups para o terceiro ciclo, em temas como gestão e serviços para frotas, varejo, pré e pós-vendas, logística, big data e analytics, telemetria, rastreamento e pagamentos móveis.

Durante quatro meses, as startups selecionadas passarão por um programa de aceleração com o objetivo de explorar oportunidades de negócios com as grandes empresas participantes, além de terem acesso a mentoria com executivos do setor e com a rede de mentores da Liga Ventures. As startups participantes também poderão ampliar o networking com potenciais parceiros e investidores. Nenhuma contrapartida em participação societária ou propriedade intelectual é exigida das startups aceleradas.

Primeiro e segundo ciclo já apresentam bons resultados

No primeiro batch a Menu.vc – marketplace que conecta a indústria alimentícia ao mercado de restaurantes, bares, pizzarias, lanchonetes foi um dos destaques. Além de ser acelerada pela Liga Autotech, a startup já recebeu aporte de mais de R$ 1 milhão de um grupo de investidores do setor. O marketplace aceleradamente e está avaliado em mais de R$ 20 milhões. Atualmente, a plataforma conta com mais de 60 indústrias que atendem 3 mil comerciantes e a meta é atingir 10 mil estabelecimentos até o fim do ano.

Já no segundo ciclo o destaque foi para a Moobie – plataforma que permite aluguel de carros entre pessoas físicas. Lançada em março de 2017, a startup tem mais de 60 mil usuários e três mil carros cadastrados. Acelerada pela Liga AutoTech, a startup caminha para ser a principal plataforma car sharing do Brasil.

Tags, , , , , , ,

Evento gratuito reúne grandes players e traz mentoria para startups que sonham com a internacionalização

O WorldWide Startups – criado pela Liga Ventures em parceria com o Ibmec – acontece em SP no próximo dia 6 de março e aborda desafios e oportunidades no processo de internacionalização de startups

Internacionalizar uma empresa é o sonho de muitos empreendedores que desejam conquistar novos mercados e expandir o negócio. Mas o que é preciso fazer para tornar sua startup global?

Para ajudar os empreendedores a criarem uma cultura de internacionalização desde o início da jornada empreendedora, a Liga Ventures – aceleradora focada em gerar negócios entre startups e grandes empresas – em parceria com o Ibmec – Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais -, criou o WorldWide Startups, evento gratuito que discutirá, no dia 06 de março, às 19h30, os principais desafios e oportunidades para startups brasileiras que estão em busca do sonho de se tornarem globais.

Durante o WorldWide Startups será possível conhecer cases de sucesso e ainda ter orientações de especialistas sobre todo processo de globalização de startups. “O evento irá proporcionar aos empreendedores mentoria sobre o desenvolvimento de produtos para novos mercados, dar dicas de como ter acesso a programas de aceleração globais, além de mostrar a importância da criação de parcerias estratégicas – fundamentais para o processo de internacionalização da marca”, explica Daniel Grossi, co-fundador da Liga Ventures.

Painel com grandes nomes do mercado

O evento conta ainda com um painel com grandes players do mercado e terá a mediação de Daniel Grossi – co-fundador da Liga Ventures. Os convidados são: Andres Mutschler – CEO e Fundador da Westwing Casa e Decoração, Fernando Prado – CEO e Cofundador da ClickBus, Juliana Assunção – CMO e Fundadora da RankMyApp, Miriam Vale – Professora e Pesquisadora no Ibmec e Sylvia Romanelli – Startup and Innovation Manager na Swissnex Brazil.

Serviço

Local: Ibmec – Alameda Santos, 2356, Jardim Paulista
São Paulo, SP
Data: 06 de março de 2018, 19h30-21h

Inscrições: goo.gl/tRwgq5 – Gratuito

Tags, , , , , , , , ,

Fintechs podem gerar mais de US$ 24 bi em negócios nos próximos anos

No Brasil, existem atualmente 193 startups com soluções tecnológicas emergentes – capazes de desenvolver tecnologias que irão impactar e revolucionar os modelos de negócios e sociedade no prazo de 5 a 10 anos. Desse total, 6% investem em Inteligência Artificial, tecnologia muito usada em startups que oferecem inovações para o segmento de Finanças e Seguros, como as insurtechs e fintechs – que segundo o estudo, devem gerar US$ 24 bilhões em negócios nos próximos anos.

O Liga Insights Emerging Technologies – estudo desenvolvido pela Liga Ventures, aceleradora especializada em gerar negócios entre startups e grandes empresas – mostra ainda que o Brasil foi o 8º país com o maior volume de investimentos em fintechs no ano passado (foram mais de 160 milhões de dólares movimentados).

Uma startup que está inovando no setor é a Nexoos www.nexoos.com.br) – fintech que conecta pequenas e médias empresas que necessitam de empréstimos a potenciais investidores – que consegue oferecer financiamentos a uma taxa de juros mais baixa, com muito menos burocracia que os bancos tradicionais. A análise de crédito é digital e 90% automática, com o uso de inteligência artificial – a startup desenvolveu um algoritmo exclusivo para precificar as empresas. As métricas para aprovação se baseiam em dados que apontam o potencial do negócio, como consultas automatizadas aos bureaus de crédito, pré-análise automática e até avaliações de redes sociais das empresas requerentes.

Tecnologias emergentes para o setor de Finanças e Seguros

No segmento de Finanças e Seguros as inovações que mais surgem estão ligadas a Big Data, Analytics, Inteligência Artificial, Blockchain e Criptomoedas – categoria que se destacou em 2017 com o maior número de startups criadas.

Blockchain é fator de revolução para transações financeiras e certificação de informações

Inovações como blockchain vão revolucionar todos os processos que envolvem trânsito de informações e certificações de dados. “O blockchain poderá ser usado para tornar os processos transacionais ainda mais seguros, tendo sua aplicação indo além do mercado financeiro, atuando também nas áreas de supply-chain, documentos, seguros e até em processos eleitorais com votos”, analisa Rogério Tamassia, co-fouder da Liga Ventures.

Liga Insights Emerging Technologies

Confira o levantamento completo aqui: liga.ventures/insights-etx

O Liga Insights Emerging Technologies é o primeiro estudo já realizado no Brasil sobre startups desta natureza (tecnologias emergentes), desenvolvido pela Liga Ventures – aceleradora especializada em gerar negócios entre startups e grandes empresas. A pesquisa foi feita em parceria com a TIVIT – líder em serviços de tecnologias integradas na América Latina – e a Intel. A pesquisa analisou um banco de dados com mais de 8 mil startups no país e separou as que se enquadram nessa segmentação.

Fonte:

Banco de dados com mais de 8 mil startups brasileiras, que incluem inscrições para os programas de aceleração e eventos da Liga Ventures, recomendações, notícias em portais de negócios e busca ativa de startups.

Número de startups no segmento:193

Principais áreas de aplicações das startups aprofundadas no estudo

Indústria 4.0

Construção e Arquitetura

Finanças e Seguros

Agricultura e Pecuária

Saúde e Bem-estar

Liga Emerging Tech

Complementar ao relatório, a Liga Ventures lançou o programa Liga Emerging Technologies (liga.ventures/emerging-tech/), programa que prospecta, seleciona e acelera startups dos setores de tecnologias emergentes como, â?¯Internet das Coisas, Big Data, Analytics, Realidade Aumentada, Blockchain, Robótica Avançada, Energia e Inteligência Artificial aplicados a diversos mercados.

Tags, , , , , , , , , , ,

Liga Ventures fecha parceria com Grupo Pão de Açúcar para impulsionar startups de varejo

Com o objetivo de acompanhar as inovações e tendências do mercado de varejo e buscar novas ideias para o segmento, a Liga Ventures – aceleradora focada em gerar negócios entre startups e grandes corporações – acaba de fechar parceria com o GPA, um dos principais grupos varejistas do Brasil, controlador das bandeiras Pão de Açúcar e Extra, entre outras. O GPA fará parte dos dois próximos ciclos de aceleração da Liga Retail – programa que prospecta, seleciona e acelera startups com soluções para otimização de lojas, inteligência artificial, uso de dados e big data, e etc-, previstos para o segundo trimestre de 2018.

Para Rogério Tamassia, co-fundador da Liga Ventures, a chegada do grupo fará com que o programa comece com grandes expectativas. “A entrada de um parceiro como o GPA permite que o programa de aceleração Liga Retail fique ainda mais interessante para as startups de varejo, além de ser uma grande oportunidade do próprio GPA de estreitar seu relacionamento com quem está inovando”, comenta.

Do outro lado, participar da aceleração permite que o GPA contribua para o desenvolvimento de inovações que devem revolucionar o mercado de varejo e buscar soluções que impulsionem o negócio da companhia. “Atuamos a partir do estímulo à cultura da inovação, conectando as pessoas às novas tendências, além de promover o desenvolvimento contínuo de novas soluções e explorando tendências de mercado em experiência com o consumidor”, explica Illan Israel, Head de Inovação do GPA.

Um exemplo do DNA inovador do grupo foi a realização do concurso de inovação para startups da bandeira Pão de Açúcar, o “Pitch Day Pão de Açúcar”, em agosto deste ano. A ação teve como objetivo aproximar a companhia do ecossistema de inovação dos empreendedores digitais no varejo. Do concurso, foram selecionados três vencedores, que já estão desenvolvendo projetos-pilotos no GPA. “O diferencial da Liga é que se trata de um programa estruturado com mentoria e capacitação, entre outras etapas, o que permitirá ao GPA atuar com mais efetividade na aproximação com as startups”, completa Israel.

Programa de Aceleração Liga Retail

As inscrições para o programa de aceleração iniciam-se em janeiro, mas as startups já podem fazer a pré-inscrição pelo site http://liga.ventures/retail/. Após o encerramento, serão selecionadas quatro startups que tenham inovações relacionadas à otimização de lojas, inteligência artificial, uso de dados, big data e engajamento do consumidor, entre outras.

Durante quatro meses, as startups escolhidas passarão por um programa de aceleração na sede da OasisLab, primeiro espaço brasileiro de inovação especializado em varejo, que tem o apoio da Sociedade Brasileira de Varejo e Comércio e conta com um ecossistema completo de parceiros como startups, desenvolvedores de tecnologia, consultores, associações e varejistas. Os empreendedores poderão explorar oportunidades de negócios com as grandes empresas participantes, receber mentoria de executivos da Liga Ventures, além de acessar um amplo networking com parceiros e possíveis investidores. Nenhuma contrapartida em participação societária ou propriedade intelectual é exigida das startups aceleradas.

Tags, , , , , , , , , , , ,

Brink’s investe em novo programa de aceleração de startups

Com foco no desenvolvimento de novas tecnologias e serviços, a Brink’s, empresa líder mundial em logística segura e segurança, promove a primeira edição da BrinksUp!, o programa de aceleração para startups do setor de segurança, varejo e logística. A iniciativa é feita em parceria com a Liga Ventures, aceleradora corporate, focada em gerar negócios entre startups e grandes corporações.

A Brink’s é a primeira empresa do segmento a investir nesta iniciativa no Brasil e quer compartilhar sua expertise para acelerar o desenvolvimento das startups durante o programa. “A busca pela inovação é nosso desafio constante. Faz parte de nossa tradição. Com esse programa vamos permitir que empreendedores apresentem seus projetos e protótipos, e com nosso suporte e mentoria durante o período de aceleração, iremos ajuda-los a desenvolver ainda mais suas startups, que poderão ser agregados ao nosso portfólio de soluções”, destaca Gil Hipólito, Diretor de Novos Negócios da Brink’s.

Programa BrinksUp!

O programa de aceleração BrinksUp! abre inscrições no próximo dia 9 de outubro e abordará temas relacionados a segurança, varejo, cryptocurrencies, produtividade e inteligência. Após as inscrições, a Brink’s e a Liga Ventures irão selecionar quatro startups que possuam sinergia com os temas propostos. Além de terem acesso a um programa de quatro meses de aceleração – que conta com mentorias especializadas de executivos da Brink’s e experts de mercado, e acompanhamento dos gestores de aceleração Liga Ventures, cada uma das startups receberá um investimento de R$ 160.000,00.

“Ter um parceiro tão relevante como a Brink’s abre novas possibilidades para geração de negócios inovadores, essa é uma conexão onde todos ganham. As startups têm inovação no seu DNA e precisam de apoio para crescer; enquanto as grandes empresas têm acesso a mercado, expertise e uma marca consolidada”, comenta Rogério Tamassia, CEO da Liga Ventures.

As inscrições poderão ser feitas até 19/11 pelo site www.liga.ventures/brinksup – no link, as startups também poderão encontrar mais informações sobre o programa BrinksUp!, bem como regulamento e outros detalhes de cada etapa do programa. A iniciativa faz parte da estratégia da Brink’s de se preparar para os novos desafios e, explorando ideias inovadoras, tem como parte de seus objetivos ampliar o portfólio de soluções para o mercado.

Tags, , , , ,

Liga Ventures abre inscrições para programa de aceleração em parceria com a TiviT

A Liga Ventures – aceleradora focada em gerar negócios entre startups e grandes corporações – abre inscrições para um novo programa de aceleração voltado para as startups de tecnologias emergentes: o Liga Emerging Technologies, que abordará temas como Internet das Coisas, Big Data e Analytics, BlockChain, Realidade Aumentada e Realidade Virtual, Robótica Avançada, Energia e Inteligência Artificial. O programa está com inscrições até o dia 07 de novembro e conta com a TiviT – líder em serviços de tecnologias integrada na América Latina – como principal parceira corporativa.

As startups escolhidas serão aceleradas por 4 meses e receberão mentoria da Liga Ventures, além de networking e contato com profissionais de grandes corporações parceiras com o objetivo de explorar novas sinergias e buscar oportunidades de negócios.

De acordo com Rogério Tamassia, CEO da Liga Ventures, um dos grandes objetivos do programa é ajudar a criar um ecossistema que foque em compreender e antecipar a revolução que as tecnologias Emergentes estão trazendo para diversos setores. “Para as startups, o programa ajuda a dar visibilidade, alavancar o negócio, expandir o networking e facilitar parcerias com grandes empresas. Já as empresas podem usufruir da agilidade e dinamismo das startups para dar uso prático a todas essas novas tecnologias e modelos de negócio que estão surgindo”, explica.

As inscrições podem ser feitas pelo site liga.ventures/emerging-tech. As startups serão avaliadas durante o último trimestre deste ano e o programa terá início em janeiro de 2018.

Tags, , ,