Tag Lenovo

Gartner aponta queda de 5,8% na receita mundial de servidores no terceiro trimestre de 2016

O Gartner, Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento imparcial em tecnologia, aponta uma queda de 5,8% na receita mundial de servidores no terceiro trimestre de 2016 em comparação ao mesmo período de 2015. As remessas globais caíram 2,6% comparado ao ano anterior. Entre os cinco maiores fornecedores, apenas a Cisco obteve um aumento na receita, enquanto a Huawei e a Inspur Electronics registraram crescimento nas remessas. HPE, Dell e Lenovo sofreram declínios tanto na receita quanto nas remessas desses equipamentos.

“O mercado de servidores foi impactado durante o terceiro trimestre de 2016 por planejamentos de gastos mais conservadores mundialmente. Isso foi agravado pela capacidade dos usuários finais de alavancar máquinas virtuais adicionais em servidores x86 já existentes (sem novos hardwares) para atender às suas necessidades de aplicações de servidor. Os provedores de servidores precisarão revigorar e melhorar suas proposições de valor para ajudar os usuários finais a justificar as substituições e o crescimento de hardware do servidor caso queiram levar o mercado de volta a uma situação positiva”, afirma Jeffrey Hewitt, Vice-Presidente de Pesquisas do Gartner.
Todas as regiões apresentaram declínio em remessas, exceto a Europa Oriental, que apresentou crescimento de 0,9%. Em receita, todas as regiões sofreram queda, com exceção do Japão, que cresceu 1,3%.

Os servidores x86 tiveram redução de 2,3% nas remessas e de 1,6% na receita no terceiro trimestre de 2016. Entre os cinco maiores fornecedores, somente a Cisco não apresentou declínio na receita. Já nas remessas, apenas a Huawei e a Inspur Electronics tiveram crescimento.

Apesar de uma diminuição de 11,8%, a HPE continua liderando o mercado mundial de servidores (com base na receita), com participação de mercado de 25,5% (veja Tabela 1). A Dell teve queda de 7,9%, mas manteve o segundo lugar no mercado com 17,5% de participação. A Lenovo ficou com o terceiro lugar, com 7,8%. Já a IBM caiu para a quinta posição e teve o maior declínio entre os cinco principais fornecedores.

A HPE liderou o ranking durante o terceiro trimestre de 2016, com 18,3% de participação no mercado (veja Tabela 2). Apesar de uma queda de 9,8%, a Dell obteve a segunda posição, com 16,8% do mercado. Já a Huawei e a Inspur foram as únicas entre as cinco maiores a aumentarem a remessa de servidores no período.

Na Europa, Oriente Médio e África (EMEA), as remessas de servidores totalizaram 481 mil unidades no terceiro trimestre de 2016, uma queda de 9,7% ano após ano (veja Tabela 4). A receita de servidores chegou a US$ 2,6 bilhões, um declínio de 12,1% comparado ao mesmo período de 2015 (veja Tabela 3).

“Esse é o terceiro trimestre consecutivo de diminuição de receita no mercado EMEA. Os padrões de gastos dos grandes provedores de Cloud dificultaram a repetição do desempenho do terceiro trimestre de 2015 em alguns países, porém, a realidade é que a demanda tem sido fraca em toda a região”, explica Adrian O’Connell, Diretor de Pesquisas do Gartner.

Em relação à receita, quatro dos cinco maiores fornecedores sofreram uma queda no terceiro trimestre de 2016. A HPE continuou no primeiro lugar, mas teve uma diminuição da receita de 1,8% no período. A Dell também apresentou queda nesse segmento, embora sua parcela tenha permanecido estável, diminuindo a diferença entre as duas empresas. A receita da IBM caiu 20%, visto que a companhia ainda sente os efeitos da alienação de seu x86. Ela também não conseguiu manter seu desempenho do ano passado neste trimestre, quando se beneficiou de vendas de reposição relativamente fortes. Já a Lenovo ficou com o terceiro lugar em receita, mas continuou a observar uma queda de 16,4%.

A HPE apresentou um desempenho fraco de remessas, perdendo mais de três pontos percentuais na parcela do mercado. A Dell e a Lenovo, respectivamente na segunda e terceira posição, conseguiram manter sua parcela de mercado alinhando suas quedas de remessas às do mercado global. Considerando as condições globais de remessa, foi um resultado positivo. Somente os fornecedores de white box na categoria “Outros” conseguiram aumentar sua participação.

“Isso não configura uma desaceleração repentina após o resultado do referendo britânico, mas um sinal da demanda fraca contínua em todo o mercado EMEA, com poucos fabricantes com efeito positivo. Com servidores que não são x86 caindo para menos de 12% da receita global, o mercado está altamente exposto aos efeitos negativos que a virtualização e os serviços externos de Nuvem podem ter sobre plataformas x86 mais baratas. É provável que o EMEA continue sendo uma região muito difícil para os fornecedores de servidores,” completa O’Connell.

Tags, , , , , , , ,

Globalweb amplia parceria com Lenovo

A Globalweb Corp, um dos maiores grupos de tecnologia da informação do país, acaba de ampliar parceria com a Lenovo para a comercialização de produtos da linha System X, que contempla servidores, storages e acessórios.
Parceiras desde 2014, a comercialização dos produtos da Lenovo pela Globalweb Corp limitava-se a vendas de PCs, segmento do qual a fabricante é líder mundial. Entretanto, desde o ano passado a companhia vem expandindo sua atuação no mercado, oferecendo soluções corporativas completas para empresas de diversos portes. Com isso, vem buscando parceiros para distribuir suas novas soluções no país.

A aliança com a Globalweb Corp, portanto, possibilita a ampliação do portfólio da marca no segmento de servidores no mercado nacional. “A Globalweb Corp está presente nas grandes companhias do país, provendo serviços como service desk, operação e gerenciamento de data center, centrais de monitoramento, centrais de comando e controle, tem conhecimento de mercado e está preparada para ofertar nossas soluções. Essa parceria fortalece o nome da Lenovo no Brasil e para nós é uma oportunidade de expandir nossa atuação no país”, diz Adriano Bolzani, diretor de Enterprise Business Group da Lenovo Brasil.

Para Renato Panessa, VP de Plataformas e Serviços Tecnológicos da Globalweb Corp, a extensão dessa aliança com um dos maiores fabricantes de servidores no mundo, fortifica o papel da companhia como fornecedor de soluções poderosas de tecnologia. “A Lenovo está em constante crescimento com a fabricação de dispositivos móveis e servidores, contar com os produtos de um dos maiores players do mercado nos dá a possiblidade de atender projetos complexos e arrojados com necessidades distintas”.

O negócio, que foi fechado recentemente, aumenta a capilaridade do portfólio de soluções da Globalweb. Com a parceria a empresa pretende expandir as vendas de produtos da marca em 100%.

Tags, , , , , ,

Lenovo anuncia novo diretor de vendas para o varejo no Brasil

A Lenovo, maior fabricante de computadores do mundo, anuncia Fábio Lima como o novo diretor de vendas para o varejo da empresa no Brasil. Na companhia há mais de um ano e meio, Lima assume o desafio com uma bagagem de 25 anos de experiência em vendas de bens de consumo na indústria de eletrônicos e tecnologia.

“Estamos vivendo um momento único na organização e estou bastante entusiasmado para esta nova etapa, alavancando a presença da Lenovo no varejo nacional. A oportunidade de liderar essa talentosa equipe de vendas é um privilégio e estamos focados em resultados com o selo de excelência pelo qual a Lenovo Brasil é reconhecida”, disse Lima.
O executivo é pós-graduado em Marketing pela ESPM e tem especialização em varejo pela UCF (University of Central Florida). Anteriormente, passou por empresas como Epson, Samsung e Editora Globo.

Tags, ,

Lenovo leva fabricação da linha de servidores System X e ThinkServer para planta em Itu

A Lenovo, maior fabricante de PCs do mundo e terceira maior fornecedora mundial de servidores x86, iniciou a produção local da linha de servidores System X e ThinkServer em seu complexo fabril na cidade de Itu, no interior paulista. A novidade faz parte da estratégia da companhia em aumentar sua capilaridade no território brasileiro e atender com mais flexibilidade o mercado corporativo.
A fábrica atualmente produz 13 modelos das duas famílias de servidores da Lenovo e passou por algumas adaptações para incorporar a montagem da linha System X, marca adquirida da IBM em outubro do ano passado.

“A produção local da linha completa de servidores nos ajuda a alavancar a nossa competitividade no mercado brasileiro, além de complementar o nosso portfólio de soluções corporativas, que já é produzido no complexo. Vamos produzir 97% do volume de servidores que pretendemos vender no mercado brasileiro. Com essa implementação, ganhamos a capacidade de atender nossos clientes de médio e grande porte com maior agilidade e flexibilidade”, diz Joarez Bertholdo, diretor executivo de vendas corporativas da Lenovo.

A planta industrial da Lenovo em Itu é um dos complexos fabris mais avançados da companhia no mundo e atualmente produz, além dos servidores, computadores, workstations, storages e tablets. O local conta também com um centro de reparos e distribuição que atua no atendimento pós-venda das marcas Lenovo e CCE no Brasil.

“Os recursos de produção que temos em Itu, juntos às parcerias estratégicas com fornecedores, formam um plano de negócios muito eficiente para a cadeia logística, trazendo alta receptividade de mercado e acelerando a inovação de produtos”, finaliza Bertholdo.

Aquisição Servidores X86, da IBM

Em outubro do ano passado, a Lenovo anunciou a conclusão da aquisição do segmento System X, da IBM, que inclui os servidores blade e switches System x, BladeCenter e Flex System, os sistemas integrados Flex baseados no x86, os servidores NeXtScale e iDataPlex e o software associado, além das operações de redes e manutenção de blades.
Com a aquisição do x86, a Lenovo ampliou sua capacidade nas áreas de hardware e dispositivos, alcançando a 3ª posição no mercado global de servidores.

Tags, , , ,

Lenovo anuncia Sergio Friedheim como novo diretor de marketing e trade no Brasil

A Lenovo, maior fabricante de computadores do mundo, anuncia nesta semana a contratação do novo diretor de marketing e trade da empresa no Brasil. Com mais de 20 anos de carreira, Sergio Friedheim assume a área após passar por outras grandes empresas como a Motorola, LG, Alpargatas e Unilever.

“Estou bastante entusiasmado em contribuir para o aumento dos negócios de uma companhia do porte da Lenovo no Brasil. Minha principal missão é construir a marca dentro do segmento premium e ao mesmo tempo fortalecer a presença dos nossos produtos junto aos nossos clientes”, afirma o executivo.

Formado em Administração pela USP (Universidade de São Paulo), Friedheim será responsável pela equipe de comunicação e marketing estratégico da Lenovo, reportando diretamente ao presidente da companhia no país, Silvio Stagni.

Tags, ,