Tag Lendico

6 em cada 10 pedidos de empréstimos online são feitos por smartphones

Hoje em dia quase tudo é feito através do smartphone. Compras de produtos de mercado, corridas de táxi, ingressos de cinema, assinaturas de TV, delivery de restaurante e com o crédito pessoal não seria diferente. Dados da Lendico, fintech especializada em crédito pessoal online, mostram que mais de 60% das solicitações de empréstimo são realizadas por smartphones. Deste total, 89% são feitas por dispositivos que utilizam o sistema operacional Android e 9% por iOS. A empresa projeta um aumento de 10% nos pedidos feitos através de dispositivos móveis até o fim de 2018.

A Lendico conseguiu analisar o comportamento do tomador de crédito, observando horários e dias da semana em que mais acontece a procura por empréstimos, bem como os motivos que levam os clientes a solicitarem propostas. Quarta e quinta-feira correspondem a 36% dos pedidos de empréstimo na semana. Os horários mais solicitados variam entre 11h00 e 15h00.

A plataforma analisou no mês de fevereiro, os motivos de solicitações via mobile (65,68%), desktop (33,60%) e tablet (0,72%). O percentual de pessoas que buscaram o empréstimo pessoal para a compra de eletrodomésticos e eletrônicos subiu 91% e para a aquisição de veículos subiu 43%, em comparação ao mês de fevereiro de 2017. O investimento para abrir novos negócios também continua em forte ascendência. A pesquisa mostrou que houve aumento do percentual de pedidos em 48%.

O setor imobiliário é outro que voltou a crescer. A fintech observou percentual 7% maior do que o registrado em 2017. Além disso, reformas, mudanças e mobília dispararam este ano com percentual 35% maior na solicitação de empréstimos.

“Vemos uma mudança no comportamento do consumidor que busca empréstimo online. Antes o percentual de buscas por crédito para dívidas era maior, mas agora há também mais clientes buscando empréstimos para investir no negócio, no imóvel, ou fazer a aquisição de bens”, explica Marcelo Ciampolini, CEO da Lendico no Brasil.

A Lendico iniciou suas operações em 2015, e desde o início estruturou seu site para ser responsivo, observando a alta demanda de serviços no universo mobile. Hoje já são mais de R$ 200 milhões de reais concedidos, e mais de 30 mil clientes atendidos.

Tags, , , , , , , , ,

50% mais brasileiros buscaram empréstimo online em fevereiro

Estudo realizado pela Lendico, uma das maiores plataformas de crédito pessoal online do Brasil, com pessoas que buscaram empréstimo através do site da fintech, revela que 50% mais brasileiros buscaram crédito pessoal online em fevereiro, em comparação com o mesmo período do ano passado. O percentual de pessoas buscando o empréstimo para a compra de eletrodomésticos e eletrônicos subiu 91%, quando comparado o segundo mês deste ano com o mesmo período de 2017. Além disso, o percentual de pedidos para a aquisição de veículos subiu 43%.

O investimento para abrir novos negócios também continua em forte ascendência. A pesquisa mostrou que houve aumento do percentual de pedidos em 48%. O setor imobiliário é outro que voltou a crescer. A fintech observou percentual 7% maior do que o registrado em 2017. Além disso, reformas, mudanças e mobília dispararam este ano com percentual 35% maior na solicitação de empréstimos.

“Estamos vendo uma mudança no comportamento do consumidor que busca empréstimo online. Antes o percentual de buscas por crédito para dívidas era maior, mas agora há também mais clientes buscando empréstimo para investir no negócio, no imóvel, ou fazer a aquisição de bens.” explica Marcelo Ciampolini.

Tags, , , , , , , , , ,

Fintechs de crédito criam a primeira associação do setor no Brasil

Com o objetivo de impulsionar o desenvolvimento do setor de crédito online no Brasil e consolidar as boas práticas do segmento, as principais fintechs de crédito do País se uniram e criaram a Associação Brasileira de Crédito Digital (ABCD). A iniciativa, inédita no mercado nacional, foi conduzida pelas empresas Biva, BankFacil (BKF), Geru, Just, Lendico, Simplic e Trigg.

Na agenda da associação está o relacionamento com órgãos reguladores, de proteção ao crédito e defesa do consumidor, bancos e outras instituições financeiras. Neste sentido, a ABCD já nasce com um código de conduta e melhores práticas e tem na sua pauta, principalmente, o desenvolvimento do mercado de forma que o consumidor brasileiro seja beneficiado com o aumento de eficiência do setor.

A rapidez com que este mercado vem se desenvolvendo no Brasil e seu potencial de seguir crescendo também estão no radar de atuação da ABCD. Segundo a FintechLab, que mapeia as fintechs no Brasil, o número de empresas de serviços financeiros online no Brasil mais do que dobrou desde setembro de 2015.

A velocidade do crescimento do mercado das fintechs de crédito se dá pela a abordagem inovadora, baseada em dados, e incorporando tecnologia à análise financeira tradicional. Para lidar com os desafios criados pela rápida expansão, a associação propõe um conjunto de melhores práticas para quem oferece crédito no ambiente digital em termos de ética, respeito ao consumidor, comunicação, transparência, privacidade e segurança, entre outros.

Os benefícios ao consumidor são muitos, já que a entrada das fintechs no mercado trouxe variedade à oferta de produtos e serviços financeiros, diminuiu o tempo gasto na contratação, aumentou a segurança e a praticidade, e tornou o atendimento mais amigável e personalizado. Além da melhor experiência do usuário, as empresas de serviços financeiros digitais têm gerado renda e novos empregos. Um recente estudo da consultoria McKinsey mostra que o setor poderá criar até 4 milhões de novos empregos e representar um aumento de PIB no Brasil de 5,5% até 2025.

A associação é aberta e receberá outras empresas que trabalham com crédito digital no País. A ideia é gerar um ciclo de melhoria contínua e um fórum de compartilhamento de melhores práticas para as empresas do setor, bem como servir de referência para que o consumidor de crédito conheça melhor suas opções e seus direitos.

Tags, , , , , , , , ,