Tag Kleber Bacili

A importância da terceirização da TI na Transformação Digital

da3527d48aed579373d3c7bef2ca9dbf

Por Kleber Bacili, CEO e fundador da Sensedia

A transformação digital é o instrumento mais eficiente e competitivo para alavancar o negócio. A adesão por soluções digitais deve estar presente em todos os processos, desde produção, distribuição até pós venda. E uma das estratégias mais bem sucedidas do mercado é a adoção de APIs, que são fundamentais para substituir atividades repetitivas e processos internos, que podem ser facilmente automatizadas.

Mas não é só isso. Uma boa estratégia de API também é responsável por estender as oferta de serviços e, como consequência, explorar mercados ainda desconhecidos. Quer exemplos? Marketplaces. As grandes redes de varejo perceberam que era possível reduzir custos e permitir integração de pequenos lojistas à plataforma para vender seus produtos através dela. Outras plataformas apoiadas pelas APIs são Open Banking e Omnichannel.

Mas existem restrições dentro do mundo corporativo em relação à adoção de soluções digitais. E nesses casos, o departamento de Tecnologia de Informação exerce uma função apenas operacional. Porém, e se dermos para a TI o papel de protagonista? Para chegar nesse patamar, um dos caminhos a seguir é a terceirização da TI.

A flexibilidade da TI permite que o departamento de inovação seja mais ativo nas decisões da companhia e não só dê suporte às outras áreas. Ao terceirizar, as empresas focam no que realmente importa e ganham em agilidade, reduzem custos e aumentam a produtividade. Falando em redução de custo, com um time de especialistas, é possível fazer uma avaliação constantemente do desempenho de equipamentos para evitar gastos com manutenção e diminuir o consumo. Mas não é só no controle que a terceirização é forte. A visão estratégica é outro diferencial.

Com olhar mais aguçado em tendências, o fornecedor tem capacidade de criar soluções inovadoras para atender diferentes nichos de mercado como o pagamento eletrônico. Uma das modalidades de pagamento mais comum atualmente são as cobranças em nuvem. No Freemium, o cliente não paga até um limite de créditos, e, ultrapassando essa cota, o serviço começa a ser cobrado. Outro exemplo é o Tiered, que estabelece um limite de transações em um determinado intervalo. Neste caso, a cobrança não é mais individual, mas por diferentes faixas com volumes de chamados definidos.

Não resta dúvida que todo esse conhecimento esteja nas mãos de um grupo de especialistas. O sucesso da sua empresa depende de ser capaz de aplicar novas tecnologias de forma confiável e eficiente. De modo geral, é bem parecido com as razões e vantagens de contratar uma agência de publicidade para fazer uma ação na TV ou até mesmo para cuidar das suas redes sociais.

Tags, , , ,

Sensedia, especialista em APIs, cresce 75% em 2016

A Sensedia, especialista em APIs (Application Programming Interfaces) conquistou um crescimento de 75% em 2016, comparado a 2015. A receita do ano será de 20 milhões de reais e a companhia, mesmo completando 10 anos de fundação no próximo mês, conserva a cultura de startup. Mantendo o forte ritmo de crescimento no Brasil, a empresa também quer levar suas soluções para o mercado internacional.

No centro dos negócios da Sensedia, as APIs habilitam novas experiências digitais e aceleram conexões com parceiros na cadeia de valor das empresas. Essa tecnologia é essencial para as empresas investirem em inovação aberta e se posicionarem como plataformas. No Brasil, a Sensedia já auxilia grandes empresas de diversos segmentos a transformar seus negócios e, no próximo ano irá levar suas soluções de API Management aos Estados Unidos e Japão em parceria com a CI&T, multinacional brasileira de TI e sócia da Sensedia. Em 2017, a empresa também vai implantar uma estratégia de canais para expandir sua presença em nichos e segmentos em que não está presente atualmente.

Os 10 anos de mercado trouxeram ainda maturidade para ampliar os investimentos em tecnologia e desenvolvimento. “Nossa plataforma de gerenciamento de APIs evoluiu bastante em 2016 influenciada principalmente pela alta demanda dos clientes. Segurança, fluxos complexos de integração, User Experience e produtividade estão entre os principais drivers que direcionam o roadmap da plataforma da Sensedia”, afirma Kleber Bacili, CEO da empresa. Além disso, a empresa intensificou o trabalho de Customer Success, com uma equipe focada em trabalhar lado a lado com os clientes e ajudá-los a obter sucesso em suas estratégias de API.

A Sensedia também investe na contratação de colaboradores para atuar em diversas frentes e mudou de escritório em Campinas para uma base muito mais ampla e alinhada com a cultura de inovação da empresa. Atualmente, são 120 funcionários divididos entre a sede de Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro. “Nos processos internos, adotamos o conceito de Squads difundido pelo Spotify para a cultura e organização das equipes de produto. Além disso, passamos a usar intensamente a metodologia de design sprints difundida pela Google Ventures cujo objetivo é criar soluções muito mais centradas nos problemas reais dos clientes”, conta Bacili.

O mercado de APIs aquecido no mundo e no Brasil tem impulsionado os negócios da Sensedia, que em 2016 conquistou novos clientes, líderes em seus segmentos, como Azul, Natura, Tribanco, Insper, TV Globo e DPaschoal. A companhia é líder em viabilizar estratégia de APIs de marketplaces, atendendo os maiores do País, Extra, PontoFrio e Casas Bahia. Ratificando sua expertise no setor, a empresa foi considerada como Visionária pela consultoria Gartner, no Quadrante Mágico de Full Lifecycle API Management, e como Strong Performer no Forrester Wave de API Management Solutions – ambos lançados no segundo semestre de 2016.

E pelo segundo ano consecutivo, a Sensedia realizou o evento APIX (API Experience) que teve mais de 500 participantes em trilhas técnicas e de negócio. Estiveram presentes palestrantes e empresas de renome como Silvio Meira, Cristina De Luca, Luiza Labs (Magazine Luiza), Fitbit, TV Globo, Google entre outras. A edição de 2017 já está sendo preparada e acontecerá em junho para mais de 650 líderes e gestores de TI e Transformação Digital. A conferência, a maior do tipo na América Latina, fortalece o posicionamento da Sensedia como referência em APIs no Brasil.

Tags, ,

E-commerce ultrapassa novas fronteiras – Por Kleber Bacili

APIs mudam a forma de comprar pela internet e levam o e-commerce para outro patamar em colaboração e interatividade

Interatividade, praticidade, conforto, colaboração: esses são alguns dos fatores que influenciam as compras pela Internet.

Afinal, qual é a diferença entre comprar um livro na livraria do seu bairro ou na loja virtual da Amazon? O fato é que na compra online, o consumidor não apenas pesquisa e finaliza a compra, ele tem uma experiência.

Esse novo conceito, customer experience (CX), é muito importante. Quanto melhor for sua experiência de navegação, melhores serão os resultados, tanto para o consumidor quanto para a empresa.

Uma experiência de compra mais integrada e interativa é propiciada por “blocos de construção”, APIs (Application Programming Interfaces), que funcionam como uma espécie de cola digital, permitindo a integração entre softwares não anteriormente relacionados. Ou seja, partes essenciais de uma loja virtual, como os meios de pagamentos, os botões de compartilhamento social, as páginas de recomendações, a comunicação por e-mail com os clientes: todos são implementados via APIs. Além disso, as APIs adicionam maior segurança e rapidez às compras online, aumentando a confiabilidade de sua marca junto aos clientes.

As APIs também estão no cerne do desenvolvimento de outra tendência, os marketplaces. Esses shoppings virtuais reúnem diversos lojistas em um mesmo ambiente e a disponibilização das informações sobre os produtos é feita via APIs (atualizações de preços, estoques, características dos produtos, por exemplo, trafegam entre uma empresa e outra a partir da API do operador do marketplace).

Assim, o marketplace surge para aproveitar o fluxo de visitantes em um único portal, potencializando a exposição dos produtos mais variados e atraentes para um público maior. Exatamente como os shoppings reais.

Na dianteira da exposição de APIs, os marketplaces já chegaram ao mercado com alto investimento em tecnologia. E para quem deseja investir e criar um marketplace agora, o caminho já começa focado em APIs.

Pense em API First: um modelo de negócios que já começa com uma estratégia digital transformadora e aberta para integrações com outros canais e parceiros.

Criar uma plataforma de APIs é o ponto inicial para isso. A plataforma concentra as integrações com os lojistas e reduz o tempo de conexão com o marketplace, de meses para dias.

Omnichannel e mobile na jornada do consumidor

Garantir a mesma experiência para o cliente, independentemente do canal ou da interface que ele estiver usando, é o que caracteriza o omnichannel. Seu cliente tem que se sentir bem atendido na sua loja virtual, no chat, no atendimento telefônico, no app e no seu perfil do Facebook. O cliente precisa ser encantado pela experiência oferecida pela sua empresa, e para ele, não há diferença se foi atendido pelo telefone, e depois conclui a compra no site. Tudo deve ser fluído e conter informações coerentes entre si.

Só o site não é suficiente, mesmo que ele seja responsivo. Porém, hoje não dá para abrir mão de estar presente no mobile, integração possibilitada também pelas APIs.

Uma pesquisa do PayPal mostra que nos últimos três anos, a média de crescimento das vendas via mobile é de 46%. Essas tendências só aumentam a cada dia, e se você não quer perder sua fatia nesse mercado, investir em um aplicativo e em um portal de vendas mobile friendly é obrigatório.

Deu para perceber que as APIs estão revolucionando o e-commerce, certo? Então, invista em uma estratégia de APIs e empreenda uma transformação digital em sua empresa. Essa é a chave para se manter competitivo e atrair um consumidor cada vez mais conectado!

Kleber Bacili, CEO da Sensedia

Tags, , ,

API Experience acontece esta semana em São Paulo

Evento debate papel das APIs na transformação digital e geração de negócios com participação de líderes em tech do Google, CI&T, Stelo e Luizalabs contando suas estratégias e desafios usando APIs. Evento traz ainda, Silvio Meira, uma das grandes referências de TI e inovação no Brasil e o gerente de produto do Fitbit, Jeremiah Cohick

O API Experience 2016 (http://apix.com.br/) já tem data marcada. Será no dia 9 de junho, das 8 às 20 horas, em São Paulo. É a segunda edição do evento, 100% focado no universo das APIs (Application Programming Interfaces) e em transformação digital. Palestrantes de players de tecnologia do Brasil e outros países vão contar cases de sucesso e discutir estratégias, desafios e novas oportunidades utilizando APIs. A iniciativa é promovida pela Sensedia, empresa especialista em APIs.

Impulsionadas pelas estratégias digitais em mobilidade, cloud, mídias sociais e internet das coisas, as APIs estão realmente entrando no dia a dia das equipes de desenvolvimento; seja de startups, começando a desenvolver seus produtos, ou grandes empresas, que carregam um legado de sistemas e investimentos já realizados em middlewares de integração.

Um dos palestrantes mais esperados, Silvio Meira, chefe criativo da Ikewai, visionário, cientista e um dos criadores do C.E.S.A.R, falará sobre inovação – ele é um dos principais especialistas do País no assunto. O evento também terá a participação de Jeremiah Cohick, gerente de produto, responsável pela web API do Fibit. Ele vem dos Estados Unidos para participar do evento e contar como a API do Fitbit se tornou gigante através do uso de apps próprios e fomentando um ecossistema digital de parceiros conectados.

Também passarão pelo palco do APIX: Fábio Andreotti, Head do Google Cloud Platform Latam, Kiril Bilitardo, CIO da Stelo, André Fatala, CTO do Luizalabs – laboratório de Tecnologia e Inovação do Magazine Luiza e Daniel Fonseca, diretor de produto e inovação da Moip.

Os temas abordados orbitarão o conceito de transformação digital e também assuntos como APIs no mundo de pagamentos, apps multi-dispositivos, segurança, Internet das Coisas e ecossistemas digitais. “O mercado de APIs no Brasil e no mundo está crescendo rapidamente e, além do ecossistema de aplicativos, isso se deve em grande parte às estratégias de transformação digital de grandes empresas”, diz Kleber Bacili, CEO da Sensedia. “O objetivo do evento é antecipar tendências, discutir as lições aprendidas nas trincheiras e trazer para o mundo de inovação e negócios da América Latina, uma real visão sobre o poder das APIs, afirma.

Sem deixar de lado a parte técnica, o API Experience 2016 trará mais uma vez uma trilha Hands-On com os profissionais da Sensedia. É a oportunidade para conhecer o ciclo completo das APIs RESTful, desde a proposta de valor até a operacionalização. Os Hands-On serão baseados em conceitos e padrões de mercado e vão trazer em detalhes informações sobre design de APIs, mecanismos de segurança, documentação, comunicação e monitoramento.

Confira todos os palestrantes do APIX:

_ Kleber Bacili, CEO da Sensedia

_ Silvio Meira, chefe criativo da Ikewai

_ Marcílio Oliveira, COO da Sensedia

_ Kiril Bilitardo, CIO da Stelo

_ Maria Teresa Aarão, Diretora de Desenvolvimento de Novos Produtos da Certisign

_ Diego Altheman, CTO da ADTsys

_ Fábio Andreotti, Head do Google Cloud Platform Latam

_ Daniel Viveiros, Gerente de Tecnologia da CI&T

_ André Fatala, CTO do Luizalabs

_ Alexandre Tarifa, CTO do Grupo Minha Vida

_ Glauco Neves, CTO da mobLee

_ Fabio Castro, Supervisor de Pesquisa e Desenvolvimento na TV Globo

_ Paulo Câmara, head of Digital da CI&T

_ Daniel Fonseca, diretor de produto e inovação da Moip

_ Lídio Ramalho, CTO do Sambatech

_ Cristina De Luca, editor at large do Grupo IDG Brasil

_ Fábio Pagani, presidente da IMA

_ Jorge Santos, CIO da Estácio

_ Jeremiah Cohick, gerente de produto do Fitbit

A 1ª edição (em 2015) foi realizada no Cubo, coworking do Itaú, em São Paulo e ficou completamente lotada, tanto a conferência principal quando o Hands-On. Apresentaram-se palestrantes como Jamie Kirkpatrick, diretor de produto do Spotify e Eduardo Thuler, CEO da Catho.

O público-alvo do evento são especialistas em APIs, gerentes de tecnologia, CIOs e CTOs, executivos de empresas que expõem APIs, empreendedores digitais, arquitetos de software e programadores.

API Experience 2016

Local: Tivoli São Paulo – Mofarrej
Alameda Santos, 1437 – Cerqueira César, São Paulo – SP, 01419-001
Data e horário: 09 de junho de 2016, 08h-20h
Ingressos: R$ 430,00 para as palestras e R$ 245 para o workshop
Site: http://apix.com.br/

Tags, , ,

Sensedia projeta repetir crescimento de mais de 70% em 2016

Um crescimento de 77% em faturamento, esse é o resultado obtido pela Sensedia, empresa especialista em APIs, no último ano. A despeito da crise econômica, a companhia conquistou novos clientes – grandes companhias brasileiras que iniciaram sua exposição de APIs e projetos de transformação digital, alcançando um faturamento que ultrapassou a meta inicialmente prevista pela empresa. Para 2016, a projeção é repetir o percentual de crescimento e com uma oferta de serviços mais integrada (SOA e APIs), a Sensedia quer solidificar sua presença no Brasil, além de ampliar e reestruturar suas áreas de marketing e vendas.

As estratégias da empresa para sustentar os números positivos incluem ampliar a venda de soluções e serviços de consultoria para a base de clientes. Os resultados já podem ser comprovados. “Mesmo com a instabilidade da economia, os resultados de janeiro e fevereiro de 2016 estão cerca de 100% acima dos números do primeiro trimestre de 2015”, diz Kleber Bacili, CEO da Sensedia. Também faz parte do planejamento da companhia reforçar investimentos internacionais, iniciando pela América do Norte, em parceria com a CI&T, multinacional brasileira de TI.

Entre os novos clientes que impulsionaram esse resultado estão o Bradesco, e seu projeto InovaBRA, B2W, Netshoes, Universidade Estácio, Tecban e Stelo. “Grandes empresas estão mais atentas à necessidade de transformação digital e o investimento em API é um dos iniciais e mais importantes para atingir esse fim”, afirma Bacili.

Para apoiar o aumento da demanda, também houve um investimento grande na contratação de novos profissionais para o time da Sensedia. Com um crescimento de 105%, o número de colaboradores cresceu em diversas áreas, principalmente em tecnologia, comercial e marketing. Para abrigar essa nova leva de colaborares, a empresa vai mudar para uma nova sede quatro vezes maior que a atual, também no Pólis de Tecnologia, em Campinas.

Em 2015, a Sensedia também realizou o primeiro evento de APIs no Brasil, o API Experience. A iniciativa será repetida em 2016, com um evento três vezes maior e já previamente marcado para junho. A companhia também lançou a nova versão de sua plataforma de gerenciamento de APIs (API Management Suite). A comercialização da solução foi uma das propulsoras do crescimento obtido pela empresa ao longo do último ano.

Tags, , ,