Tag InovAtiva Brasil

112 startups são selecionadas para aceleração do Governo Federal

O próximo ciclo do InovAtiva Brasil, maior programa de aceleração de startups da América Latina, teve início no dia 03 de setembro. Para esta edição, foram selecionadas 112 startups de todo o Brasil, no estágio de Operação e Tração, que desenvolvem soluções tecnológicas inovadoras.

Nos próximos três meses, essas empresas terão a oportunidade de realizar mentorias individuais, coletivas e especializadas; treinamento de pitch; e atividades online para se prepararem para o Bootcamp Nacional e Demoday InovAtiva Brasil, que ocorrem de 30 de novembro a 02 de dezembro.

Nessa ocasião, as startups participarão de um evento presencial em São Paulo no qual poderão fazer networking com outros empreendedores e terão a chance de gerar ainda mais visibilidade e conexão para o negócio. Ao final do ciclo, as startups se apresentarão para a maior banca de investidores e grandes empresas do Brasil.

“Entre 2013 e 2019, mais de 2000 startups de todas as regiões do Brasil participaram do programa e 926 delas chegaram à fase de apresentar seus negócios em bancas presenciais com investidores. Além disso, o programa, que conta com mais de 80 mil pessoas da comunidade de empreendedorismo sendo impactadas e 1145 mentores voluntários (executivos, investidores anjo, empreendedores de sucesso), já recebeu mais de 11 mil projetos de startups”, afirma Gustavo Ene, Secretário de Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia.

Ao término do ciclo, as startups que participarem de todas as etapas do programa receberão descontos e pacotes de serviços exclusivos de empresas e entidades parceiras, como Google, Amazon Web Services, Moskit CRM, Agendor, Pipefy e Contentools. Além disso, elas continuarão recebendo suporte do programa e de parceiros estratégicos e terão ainda uma pontuação extra no Edital de Inovação para a Indústria.

Para o Sebrae, o InovAtiva Brasil é uma excelente oportunidade de acesso a mercado. “A aceleração da startup pelo programa entrega aos empreendedores além da oportunidade de melhorar a sua empresa e o seu produto, a possibilidade real de inserção no ecossistema de inovação, conhecendo mentores, investidores, incubadoras e outros empreendedores. Isso viabiliza as conexões necessárias para que a empresa cresça e possa fechar negócio com potenciais parceiros”, explica o diretor técnico do Sebrae, Bruno Quick.

A lista com todas as empresas selecionadas está disponível no site do programa:
www.inovativabrasil.com.br/aprovadas-ciclo-2019-2/

Tags, ,

105 startups são selecionadas para participar do InovAtiva Brasil

O InovAtiva Brasil, maior programa de aceleração de startups da América Latina, selecionou 105 startups de todo o Brasil no estágio de Operação e Tração, que desenvolvem soluções tecnológicas inovadoras, para participar do ciclo 2019.1, que se inicia no dia 22 de abril.

A elas serão oferecidas atividades online, como mentorias coletivas, mentorias individuais e capacitações, além de eventos presenciais, com possibilidade de networking com outros empreendedores e a chance de gerar ainda mais visibilidade e conexão para o negócio. Ao final do ciclo, as startups se apresentarão no Demoday InovAtiva, em São Paulo, dia 22 de julho, para a maior banca de investidores do Brasil.

“Foram selecionadas startups das cinco regiões do país. Elas terão apoio para se conectar com mentores e especialistas em temas-chaves, e ainda apresentarão seus negócios a investidores e executivos de grandes empresas. O InovAtiva oferece a oportunidade de startups de todo o Brasil se capacitarem, acessarem players importantes e ganharem visibilidade, o que normalmente não teriam sozinhas, fora do programa”, explica Igor Nazareth, Subsecretário de Inovação do Ministério da Economia.

Além disso, o time de aceleradas, ou seja, as startups que participarem de todas as etapas do programa, receberá ainda pontuação extra no Edital de Inovação para a Indústria; descontos e pacotes de serviços de empresas e entidades parceiras, como Google, Amazon Web Services, Moskit CRM, Agendor, Pipefy e Contentools, e o suporte do programa e de parceiros estratégicos, mesmo após o término do ciclo.

“Para esta edição do InovAtiva buscamos um reposicionamento, onde empresas mais maduras e já em fase de tração foram selecionadas. Por meio do programa, conseguimos gerar conexões com investidores e potenciais clientes, colocando essas startups em uma vitrine para o mercado e facilitando o acesso delas à conteúdo e mentorias”, comenta Natália Bertussi, analista de Inovação do Sebrae Nacional.

Startups selecionadas

O programa InovAtiva Brasil 2019.1 selecionou 105 negócios inovadores dentre 731 inscrições de startups de todo o país para participar do primeiro ciclo do ano. Todas as aprovadas estão formalizadas como empresas e 52% delas têm mais de três anos. Além disso, esses negócios contam com faturamento médio mensal de até R$ 30 mil (58%), oferecem soluções B2B (67%), atuam com modelo de negócio SAAS (51%) e já têm vínculo com grandes empresas (59%).

Com vagas abertas (63%) e funcionários fulltime (65%), os negócios selecionados para participar da próxima edição do programa têm como principal objetivo conquistar investimento e se conectar com grandes empresas (63%).

Veja a lista das startups aprovadas aqui.

Tags, ,

Startup focada em saúde vence GIC 2018 e ganha aceleração e mentoria nos EUA

Acelerada pela InovAtiva Brasil em 2016, a medRoom, startup que utiliza a realidade virtual e a gamificação para melhorar o treinamento de estudantes e profissionais de saúde, foi a vencedora do Global Impact Challenge Brasil 2018 (GIC), competição de startups da área de educação. A seleção, que aconteceu nas cidades de São Paulo, Recife e Porto Alegre, contou com a participação de diversas empresas do setor, entre elas a Schoolastic, que está no programa InovAtiva Brasil 2018.

Como prêmio, dois representantes da medRoom terão a oportunidade de participar de uma imersão no SU Ventures Incubator Program, treinamento de liderança aos fundadores dos negócios, entre 3 de setembro e 19 de outubro, no Vale do Silício, nos Estados Unidos. A bolsa também inclui hospedagem e alimentação.

Desenvolvido pela Singularity University, em parceria com a escola Concept, o SU Ventures tem como objetivo orientar e capacitar os participantes, para que eles possam validar suas ideias, construir uma equipe capacitada, experimentar e prototipar suas criações, contribuindo assim para a geração de um projeto impactante para o mercado.

Tags, , , , , ,

Aporte de RS 1 milhão irá possibilitar a expansão e implementação de novas funcionalidades na startup Incentiv

A Incentiv, startup que promove o desenvolvimento social por meio da viabilização de projetos aprovados em leis de incentivo fiscal, comemora mais um momento importante em sua trajetória. A empresa acaba de receber mais de R$ 1 milhão dos grupos de investimento anjo Harvard Angels, Anjos do Brasil e Insper Angels e da aceleradora Startup Farm. Com o recurso, a Incentiv se consolida como uma das principais soluções para empresas ampliarem suas ações de responsabilidade social com custo zero. Além disso, a Incentiv pretende expandir sua rede, aprimorar a tecnologia e ampliar os times da área comercial, relacionamento e marketing.

O investimento conjunto de redes anjo à Incentiv é considerado pioneiro e democrático, pois trata de um negócio de elevado impacto social com a participação de mais de 50 investidores. “O acordo foi estruturado de maneira inédita no Brasil e não presume e nem depende de um exit para ser um grande sucesso”, explica Claude Salmona Ricci, o investidor líder.

Fundada por Douglas Lopes e Thais Nicolau, a Incentiv conecta proponentes e projetos a empresas e pessoas, gerando oportunidades para uma sociedade cada vez mais responsável. A ferramenta oferece um serviço completo para otimização do investimento incentivado. O processo vai desde a seleção personalizada de projetos ao acompanhamento de resultados em tempo real. Um de seus diferenciais é a convergência de funcionalidades em uma única solução online, que beneficia organizações e projetos sociais de todo o país.

O mercado no qual a Incentiv está inserida apresenta grande potencial inexplorado. No Brasil, todos os anos são aprovados aproximadamente R$10 bilhões em projetos via leis de incentivo fiscal. No entanto, mais de 60% dessas iniciativas não são realizadas por falta de captação de recursos. Ao mesmo tempo, mais de 95% das empresas aptas a utilizarem não aproveitam os benefícios fiscais para fomentar projetos sociais, de acordo com dados da Receita Federal.

Para estimular que empresários utilizem toda sua capacidade de investimento no setor de responsabilidade social e agreguem valor à marca, a Incentiv oferece uma solução completa com custo zero. A startup realiza o mapeamento de potencial, identificando todas as leis que podem ser aproveitadas no âmbito federal, estadual e municipal. A partir disso, realiza uma curadoria de alta performance alinhada aos pilares e valores da organização, priorizando credibilidade, transparência e segurança. “Nosso objetivo é garantir que os incentivadores fiquem confiantes e tenham tranquilidade em direcionar seus impostos para qualquer um dos projetos de nosso portfólio, por isso apresentamos um crescimento consciente da base de projetos, pois apenas os que passam por uma auditoria e são aprovados, ficam online. Nós entendemos que compliance é investimento e não custo”, reforça Thais, COO da Incentiv.

Além disso, a plataforma permite que os empreendedores façam a gestão de seu portfólio de projetos, acompanhem os resultados em tempo real e mensurem o impacto social gerado e o retorno do investimento, por meio da “prestação de contas sociais” realizada pelos proponentes.

“Para nós, é muito gratificante receber esse reconhecimento das maiores e mais tradicionais redes de investimento anjo do país. Isso mostra que estamos no caminho certo e que nosso negócio tem grande poder de impacto. Nossa meta é audaciosa: queremos levantar mais de 20 milhões no próximo ano, ajudando projetos sociais que transformam a vida de milhares de pessoas”, afirma Douglas Lopes, CEO da startup.

Trajetória e Reconhecimento

O primeiro desafio da Incentiv aconteceu em novembro de 2016: uma imersão no Campus da Google, em São Paulo, no programa da Startup Farm, maior aceleradora da América Latina. Nesta fase foi possível aprimorar o modelo de negócios e lapidar a estratégia.

No primeiro semestre de 2017, a Incentiv participou do InovAtiva Brasil, maior programa de aceleração de startups do país. Foi durante o Demoday InovAtiva, em julho, que a Incentiv chamou atenção de potenciais investidores especializados em negócios de impacto social. A empresa foi uma das finalistas daquela edição do InovAtiva de Impacto Socioambiental, ciclo do programa dedicado a negócios com esse foco, e recebeu o prêmio de destaque na categoria de Tecnologia da Informação e Big Data.

“Para nós, participar do programa de aceleração foi uma experiência positiva. Fizemos contatos com mentores e investidores, o que nos permitiu uma expansão mais estruturada de nosso negócio.Acredito que as novas startups devem buscar suporte em programas de aceleração e incubadoras, pois esse ecossistema é muito colaborativo e ajuda o empreendedor em suas principais dificuldades”, finaliza o CEO da Incentiv.

Desde 2017, a startup está incubada no Centro para Laboração de Tecnologias Avançadas em Florianópolis e na incubadora da USP, em São Paulo. Além disso, no final do ano conquistou o primeiro lugar no Startup Day, iniciativa do LIDE Futuro.

Ecossistema Conectado

Além da solução para empresas, a plataforma Incentiv.me também beneficia todo o ecossistema. Para os proponentes, a ferramenta otimiza a captação de recursos e o contato com os incentivadores, proporcionando visibilidade nacional para os projetos. Para pessoas, a tecnologia permite o direcionamento de impostos com liberdade de escolha, de forma simples e automatizada. A solução foi desenvolvida com objetivo de facilitar o engajamento cívico, permitindo que empresas atuem como multiplicadores, comunicando seus colaboradores para que também fomentem os projetos do portfólio de responsabilidade social da empresa, dessa forma, amplia sua verba incentivada, visibilidade positiva e valor de marca.

Para potencializar ainda mais o alcance da startup, foi criado um movimento a favor do uso eficiente e transparente de recursos públicos, a ”Rede de Executivos de Impacto”. Um grupo formado por diretores de grandes multinacionais, investidores, empresários, mentores e empreendedores que aproveitam o poder de seu networking para fomentar ações de responsabilidade corporativa, conectando grandes empresas a projetos alinhados com suas causas sociais, para gerar relevante impacto positivo nas regiões em que atuam.

Tags, , , , , , , , , ,

Fintech de Santa Catarina ganha prêmio do maior programa de aceleração de startups da América Latina

A Best Soluções Financeiras é uma plataforma de empréstimos online multibancos e multiprodutos, que encontra e estrutura a melhor opção em empréstimos entre os bancos. Com sede em Balneário Camboriú, a Best atende em torno de 3 mil clientes do Brasil inteiro por mês e conta com uma equipe de 25 colaboradores.

A Best foi premiada pelo Programa Inovativa Brasil, um programa de aceleração de startups inovadoras, realizado pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), com execução da Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (CERTI).

No total, mais 1000 empresas se inscreverem ao programa, 255 foram selecionadas na primeira fase, 120 para a final e 14 empresas ganharam premiação do Facebook. Durante um ano, a Best receberá benefícios que vão desde créditos em anúncios na rede social a acesso gratuito a softwares e ferramentas de parceiros do Facebook para desenvolvimento, gestão, comunicação e marketing. Além disso, terá acesso permanente à ampla comunidade de startups e desenvolvedores do Facebook, e mentoria com técnicos e executivos da empresa para aprimorar o desempenho dos aplicativos.

Em 2017, a Best atingiu a marca de 150 milhões em empréstimos e com o apoio do FBStart espera crescer 600%, e lançar novos produtos ao mercado.

Tags, , , , , , ,

InovAtiva Brasil divulga startups selecionadas para o 1° Ciclo de Aceleração de 2017

Nesta segunda-feira, 20, o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e o Sebrae divulgaram os nomes das 300 startups escolhidas para a primeira etapa. Foram selecionadas empresas inovadoras iniciantes de 18 setores da economia, com destaque para tecnologia da informação (25%), serviços (16%), saúde (12%) e agronegócios (11%). Essas empresas estão espalhadas por 103 cidades de 24 Estados – São Paulo (24%), Minas Gerais (13,33%) Rio de Janeiro (10%) tiveram o maior número de startups aprovadas.

A cada ano, o InovAtiva bate recorde de inscrições ao oferecer capacitação em empreendedorismo inovador; acesso a mentores nacionais e internacionais; conexão com possíveis parceiros e investidores; além de suporte para internacionalização e vantagens na adesão a outros programas de fomento oferecidos por instituições parceiras.

‘‘Nesse ciclo foram 1.793 propostas submetidas, 30% a mais que o melhor resultado anterior, o que significa que a competição foi muito maior, temos 300 empresas realmente qualificadas”, comemora Marcos Vinícius de Souza, Secretário de Inovação e Novos Negócios do MDIC. Ele destacou que o objetivo do InovAtiva Brasil é qualificar startups com ideias e tecnologias incríveis, mas com pouco conhecimento de negócio. “São empreendedores com grande potencial, mas que em geral ainda não falam a língua do mercado, não sabem como atingir o seu cliente e abordar um potencial investidor. Auxiliamos nesse primeiro passo e entregamos elas mais estruturadas apenas quatro meses depois”, completa.

“O InovAtiva traz uma série de impactos positivos para as empresas participantes. Esses resultados podem ser percebidos no aumento da sobrevivência das empresas, da expectativa de faturamento e da valorização no mercado em que atuam”, afirma o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.

Leandro Carioni, diretor do Centro de Empreendedorismo Inovador da Fundação CERTI, se mostra confiante com a seleção para o programa. “A conexão entre os mentores e empreendedores cria um ambiente propício para novas oportunidades como a geração de novos negócios e empregos. Com certeza as startups que estão entrando nesse ciclo vão aproveitar todos os benefícios que o InovAtiva oferece para acelerar o crescimento dos negócios”, destaca.

A TheBio, uma empresa de inovação biotecnológica focada em uma vacina capaz de apresentar resultados superiores às do mercado no cuidado das enfermidades animais, foi uma das 300 selecionadas pelo atual ciclo. Daniela Droppa, CEO da startup espera traçar e definir os processos na aceleração da maneira mais acertiva possível. ‘‘Com os cursos oferecidos pelo InovAtiva, vamos nos capacitar e aprender bastante. O programa vai contribuir para o nosso sucesso, assim como abrirá portas para investidores e também vai proporcionar prioridades em alguns editais de seus parceiros’’, comenta. A empresa está no processo de pré incubação na Incubadora de Base Tecnológica (ITEC) há quatro meses e este é o primeiro processo de aceleração que participa.

Os selecionados passarão por cursos de modelagem e validação da proposta de valor, acesso ao mercado, modelagem financeira das startups e acesso a capital. Ao final da primeira fase de mentorias, os participantes se encontram em Bootcamps regionais e entram em contato com mais mentores em oficinas e workshops presenciais.

Após o evento, serão selecionadas as 125 startups finalistas para mais dois meses de mentorias e a participação no evento que fecha a preparação dos empreendedores e conecta eles a potenciais investidores, clientes e parceiros, no Demoday InovAtiva. Em 2016, a startup Exchange Now ficou entre as eleitas pelos investidores e executivos como uma das mais bem preparadas no Demoday. ‘‘A plataforma online do programa foi o que mais nos atraiu. Depois dessa participação e a abertura para apresentar nosso negócio, saímos mais seguros do que quando entramos no InovAtiva’’, reforça o CEO Marcos Almeida.

Neste link, você confere a lista completa.

Fonte: InovAtiva Brasil

Tags, , ,

InovAtiva Brasil oferece curso gratuito sobre modelagem financeira para startups

Empreendedores de todo o país interessados em criar um plano de finanças sólido, que garante o interesse de investidores e gera lucros, devem ficar atentos ao novo curso oferecido pelo InovAtiva Brasil. Estão abertas as inscrições para a nova capacitação gratuita oferecida pelo maior e mais abrangente programa de aceleração de startups do país. Neste módulo, que terá início em 18 de julho, os participantes aprendem a elaborar a modelagem financeira do negócio.

O curso é aberto a startups ou qualquer interessado pelo assunto. O conteúdo é destinado àqueles que já elaboraram a proposta de valor da startup e, agora, precisam transformá-la em números. O curso auxilia o empreendedor a se planejar para gerar uma receita que cubra os custos de estruturação e operação do negócio, demonstrando, quantitativamente, que a empresa terá uma boa saúde financeira.

Para Luiz Caselli, senior expert da McKinsey & Co. e um dos mentores do curso, em geral, os empreendedores são muito otimistas com relação à capacidade da empresa em gerar lucros. No entanto, qualquer investidor reconhece quando a modelagem financeira está frágil. “Por isso é que se devem utilizar técnicas que possibilitem a correta precificação do produto ou serviço e a identificação e gestão dos itens necessários para a estruturação e a operação do negócio”, explica.

As aulas são ministradas em vídeos curtos, acessíveis também por celular e que se encaixam na rotina apertada do empreendedor. Além da plataforma audiovisual, materiais complementares são disponibilizados para que os participantes possam se aprofundar nos tópicos que julgarem mais importante.

Neste módulo, o participante aprende metodologias de precificação e a calcular custos pré-operacionais. O curso ainda compreende casos reais como, por exemplo, o relato de Claudio Grando, sócio da Audaces, empresa do ramo de tecnologia da moda. “É preciso que você consiga entender qual é o valor da solução oferecida a seus clientes. Além disso, na interação com investidores, é essencial que você tenha testado previamente a sua proposta”, destaca Grando. Com o curso, o participante estará mais bem preparado para começar a vender de forma mais agressiva e sentir segurança para decolar a empresa.

Curso de MODELAGEM FINANCEIRA para startups
Inscrições: www.inovativabrasil.com.br
Início: 18 de julho de 2016
Término: 7 de agosto de 2016

Tags, , , , ,

InovAtiva Brasil abre inscrições para segundo Ciclo de Aceleração de startups no ano

Empresas inovadoras iniciantes de qualquer setor podem concorrem a uma das 300 vagas no maior programa público de aceleração do mundo

Começaram as inscrições para o maior e mais completo programa de aceleração do país, o InovAtiva Brasil. Startups de todo o país e de qualquer setor da economia podem concorrer a uma das 300 vagas para o programa que proporciona capacitação, mentoria e conexão aos selecionados. Os interessados têm até o dia 27 de junho para submeter inscrições, somente pelo site do programa.

Criado em 2013 pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, o InovAtiva Brasil é um programa que auxilia e orienta empreendedores iniciantes com uma boa tecnologia mas pouco conhecimento de negócio, oferecendo capacitação e mentoria para o estabelecimento de novos negócios inovadores. O InovAtiva é executado pela Fundação CERTI e tem como parceiros estratégicos o SEBRAE e o SENAI.

De acordo com o Ministro Marcos Pereira, o InovAtiva Brasil é uma política pública robusta que tem potencial para elevar consideravelmente o número de empresas brasileiras inovadoras e competitivas no mercado global no longo prazo. “Esse é o quarto ano do programa e já são diversos os casos de sucesso das startups participantes, inclusive com algumas abrindo mercado no exterior”, afirmou.
Esta é a primeira vez que o InovAtiva abre um segundo Ciclo de Aceleração em um mesmo ano. A primeira edição de 2016, que vai até 29 de agosto, selecionou 300 startups de 21 estados, entre os 1.372 projetos submetidos. Segundo Secretário de Inovação e Novos Negócios do ministério, Marcos Vinícius de Souza, não há notícia no mundo de outro programa público que ofereça um ciclo completo de aceleração, com capacitação, mentoria e conexão para startups, na escala de 600 empresas por ano como o InovAtiva fará a partir de 2016.

Para Souza, atingir essa meta demonstra a maturidade alcançada pelo InovAtiva como um programa de aceleração verdadeiramente de larga escala e abrangência nacional. “O apoio do SEBRAE e de outros parceiros é fundamental para alcançarmos esse objetivo, pois só com eles o programa tem força e capilaridade para chegar a um número tão grande empresas sem perder qualidade”, afirmou.

Podem submeter projetos startups que tenham negócios inovadores com faturamento anual máximo de R$ 3,6 milhões e que não tenha recebido investimento em participação de terceiros (investidor anjo, fundo de investimento) acima de R$ 500 mil.

O programa oferece capacitação de nível mundial em empreendedorismo inovador, por meio de cursos gratuitos e outras atividades; acesso a mentores nacionais e internacionais; conexão com possíveis parceiros, investidores e grandes empresas; suporte para internacionalização; e vantagens adicionais para startups em outros programas públicos e privados parceiros.

Tags, , , , , , , ,

InovAtiva Brasil cresce 136% e seleciona 300 startups para o 1o Ciclo de Aceleração de 2016

O programa de aceleração de startups, InovAtiva Brasil, apresentou nesta segunda-feira (4), 300 startups selecionadas para o 1º ciclo de aceleração de 2016, obtendo assim, mais que o dobro de selecionados que em sua edição anterior.

A área de Tecnologia da Informação registrou a liderança entre os setores com maior número de startups classificadas, 104 (35%), seguido por Saúde, com 42 (14%) e Serviços, com 34 (11%). Com quase o dobro de inscrições de 2015, o programa recebeu 1.372 projetos e conseguiu preencher todas as 300 vagas disponíveis no programa, um aumento de 136% quando comparado ao Ciclo anterior.
Com o aumento de inscritos neste ano, novos setores da economia estão presentes no programa, como aeronáutica e espacial, papel e celulose, mineração e metalurgia, óleo e gás e outros. Criado em 2013, este é o maior e mais abrangente programa de capacitação, mentoria e conexão para novas empresas de base tecnológica do país.

As startups habilitadas receberão durante cinco meses capacitação, mentorias individuais e coletivas com executivos experientes e conexão com possíveis parceiros e investidores.

Segundo o Secretário de Inovação e Novos Negócios do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Marcos Vinícius de Souza, o programa permite que startups das mais remotas regiões do país tenham acesso a conteúdo de treinamento específico para a realidade delas, além de terem acesso a mais de 450 executivos do Brasil e do mundo para ajudá-las na estruturação do negócio. Quando estiverem prontas serão conectadas a potenciais clientes e investidores. “Fazer isso na escala de centenas ou milhares de startups e com altíssimo nível da rede de mentores é o que faz esse programa ser referência mundial em empreendedorismo inovador.”

O aumento e a diversificação de candidatos consolidaram o InovAtiva como um programa de abrangência nacional com atuação nos mais variados setores. Souza ressalta que este ano foram selecionados 21 estados, em mais de 20 setores diferentes da economia. Ressaltou também que identificaram excelentes projetos fora dos grandes centros “Os 5 melhores projetos avaliados até esta fase vieram de Campina Grande/PB, Goiânia/GO, Timbó/SC e Fortaleza/CE. Foi para isso que criamos o InovAtiva Brasil: atender centenas de startups, de qualquer lugar do Brasil, gratuitamente, com qualidade de nível mundial.”

Segundo os organizadores do Programa, o resultado final das startups selecionadas confirma o fato de que o Brasil possui startups diversificadas e com alto potencial de crescimento e inovação em todas as suas regiões, mas que, até então, tinham poucas oportunidades de suporte para o seu desenvolvimento. Isso reforça o principal objetivo do programa InovAtiva Brasil em ser o primeiro passo para qualquer startup do país para captar recursos e conquistar clientes.

Sobre o InovAtiva Brasil:

Criado em 2013 pelo Ministério do Desenvolvimento, Industria e Comércio Exterior (MDIC), o InovAtiva Brasil é um programa que auxilia e orienta empreendedores iniciantes com uma boa tecnologia mas pouco conhecimento de negócio, oferecendo capacitação e mentoria para o estabelecimento de novos negócios inovadores.

O programa oferece capacitação em empreendedorismo inovador, conexão com parceiros, mentoria com profissionais renomados e vantagens em outros programas públicos e privados de fomento à inovação. Toda a Comunidade InovAtiva de usuários cadastrados pode acessar gratuitamente o conteúdo de capacitação em cursos. Já a participação nos ciclos de aceleração é restrita a projetos inscritos e aprovados pelos avaliadores do programa. São até 300 vagas disponíveis para a primeira etapa de cada ciclo, até 125 para a etapa final. Saiba mais: www.inovativabrasil.com.br

Sobre os cursos de capacitação gratuitos do InovAtiva Brasil:

Estão abertas as inscrições para curso online gratuito de Modelagem e Validação da proposta de valor. O curso acontecerá entre os dias 11/04 a 05/05 e será aplicado por meio de vídeos curtos e acessíveis por celulares e tablets. Os usuários da Comunidade InovAtiva aprendem como modelar a proposta de valor por meio de ferramentas visuais, validá-la por meio de pesquisas com o público-alvo, recebem informações e feedbacks dos demais participantes em plataforma colaborativa e então formalizam um modelo de negócios viável.

Os participantes recebem certificados ao completarem as tarefas e feedbacks dentro dos prazos estipulados. Inscrições no: www.inovativabrasil.com.br

Tags,

Venture Capital e empreendedorismo

Ao analisar o desenvolvimento da indústria de Venture Capital, os integrantes da sessão “Venture Capital: a ebulição na base do ecossistema” do Congresso ABVCAP, reconheceram os avanços da indústria, mas também o longo caminho que é preciso percorrer para ampliar a inovação no País.

Augusto Ferreira da Costa Neto, gerente do Departamento de Investimento em Participações da Finep – Inovação e Pesquisa, comentou que desde 2000 já investiu R$ 700 milhões em 34 fundos, sendo que 70% da carteira é dedicada a Venture e Seed Capital .
Marcos Vinícius de Souza, Secretário de Inovação do MDIC – Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – também falou do projeto InovAtiva Brasil, programa de capacitação, mentoria e conexão para startups, que foi vencedor do Prêmio de Inovação em Gestão Pública do Ministério do Planejamento em 2014.

Mas ambos concordam com o despreparo dos empreendedores, lamentam a falta de bons projetos e ainda projetos bens escritos. Para eles, temos um ambiente de negócios pouco propício para o desenvolvimento de startupso que implica, inclusive, na queda de patentes brasileiras divulgada pelo INPI esta semana, mostrando que em 2013 retornamos ao mesmo patamar do início da década. “Caiu enormemente o número de empresas que inovam ou pretendem inovar. Precisamos trabalhar na busca de um ambiente de negócios melhor”, argumenta Rodrigo Menezes, Coordenador do Comitê de Empreendedorismo, Inovação, Capital Semente e Venture Capital da ABVCAP e sócio da Derraik&Menezes Advogados.

Menezes disse ainda que é preciso capacitar mais os executivos para startups e que a bagagem e o networking dos empreendedores nas mentorias melhoram muito o seu desempenho.

Já Anderson Thees, sócio da Redpoint eVentures, acredita que a média geral dos empreendedores melhorou nos últimos 3 anos. “Os aventureiros foram embora”, diz ele, mas faz a ressalva de que o setor que atua é naturalmente mais maduro para empreender. “Também temos um mercado muito promissor. A indústria digital cresceu mais de 20% no ano passado. Temos 100 milhões de pessoas online e mais 100 milhões querendo entrar”, pondera.

O secretário de inovação do MDIC terminou o debate falando da próxima edição do InovAtiva Brasil, que vai abrir vagas para mentores online, e terá cooperação internacional com alguns países como Reino Unido, França, Alemanha, Estados Unidos para capacitar o empreendedor a internacionalizar sua empresa. “Precisamos ainda melhorar algumas questões regulatórias para dar mais segurança jurídica aos investidores e melhorar o ambiente de negócios no Brasil. Com isso feito, não precisamos nos preocupar com o dólar”.

Sobre o Congresso ABVCAP

Organizado pela Associação Brasileira de Private Equity & Venture Capital, o evento aconteceu no Rio de Janeiro, nos dias 07 e 08 de abril, e é reconhecido como o maior encontro do setor de participações na América Latina. Reunindo players nacionais e internacionais da indústria de PE&VC e abrindo as comemorações dos 15 anos da entidade e a consolidação do setor, o evento trará discussões sobre o atual cenário desse setor, e vai mostrar que a indústria de participações está otimista em relação aos investimentos de longo prazo no Brasil devido a crescente ascensão da classe média e ao grande mercado consumidor.

O Congresso da ABVCAP contou com o patrocínio do BNDES, CVC, FINEP, KPMG, BM&FBOVESPA, Guernsey, EY, Merrill Data Site, Diligent, Bank of America Merrill Lynch, CAF, Deloitte, PWC, SEBRAE;Bradesco BBI, Mattos Filho Advogados, Pinheiro Neto Advogados e SP Capital IQalém da parceria institucional da ABDI, Apex-Brasil e BID/Fumin.

Tags, , , , , , ,