Tag Inbrasc

Smarkets é reconhecida como melhor BPO de Compras pelo Instituto Brasileiro de Supply Chain

S2Publicom_strip_52767_0_full

A Smarkets, central de compras especializada em negociação de produtos, serviços e MRO (Manutenção Reparo e Operação), acaba de ser premiada como o melhor BPO (Business Process Outsourcing) de compras eletrônicas e gestão de relacionamento com fornecedores (SRM) pelo INBRASC – Instituto Brasileiro de Supply Chain. O Prêmio INBRASC de Supply Chain 2016 foi entregue em 24 de maio, em uma cerimônia com a participação de executivos gestores de SCM/SRM de grandes empresas e especialistas setoriais.

“Esse prêmio é um importante reconhecimento sobre as nossas competências. O INBRASC é um instituto renomado do setor e essa premiação demonstra que estamos no caminho certo”, comenta Mônica Granzo, sócia e diretora-executiva da Smarkets. A premiação reconhece os principais líderes no mercado de Supply Chain, Logística e Compras, projetos inovadores que mais geraram resultados nas organizações, e fornecedores com as soluções que mais se destacaram perante seus clientes durante o ano de 2015.

A companhia participou do 12º Fórum de Compras INBRASC, em outubro de 2015, apresentando um case sobre o desenvolvimento de uma operação de BPO (outsourcing de compras hospitalares e MRO), estruturada, em 2014, a partir da tecnologia Paradigma WBC for SRM – (Supplier Relationship Management – Gestão da Relação com os Fornecedores) e da Rede de Fornecedores Clicbusiness, atendido pelo Grupo Paradigma Business Solutions S.A., no modelo SaaS (Software as a Service – Software como Serviço).

“Essa apresentação nos deu notoriedade mostrando a experiência da equipe da Smarkets que já atuava no segmento de BPO e a robustez da tecnologia adotada que viabilizou o rápido início das operações e a conquista de dezenas de clientes nos dois primeiros anos. A oportunidade de ser indicada a essa premiação ao lado de grandes empresas de referência setorial no país confirma o reconhecimento pelo modelo e serviços de BPO que diferenciam a Smarkets”, comenta a executiva. A escolha dos vencedores do prêmio INBRASC se deu por meio de votação entre 400 executivos da área de Compras e Supply Chain do país.

A Paradigma Business Solutions e sua controlada Clicbusiness proveem a plataforma tecnológica e serviços de sourcing e Rede de Fornecedores utilizados pela Smarkets para gestão de SRM entre os Hubs atendidos pela operação de BPO e suas comunidades de fornecedores. “Estamos satisfeitos em saber que nossas soluções têm ajudado nossos clientes a conquistar prêmios de referência como esse da INBRASC. Esperamos poder continuar desenvolvendo soluções e serviços cada vez mais eficazes e competitivos para a Smarkets poder crescer a partir de uma tecnologia de vanguarda”, afirma Gérson Schmitt, presidente do Conselho da Administração da Paradigma Business Solutions e da Clicbusiness.

Hoje, o trabalho da Smarkets está baseado em um processo de compras conjuntas ou descentralizadas, com consolidação de demanda em contratos de atendimento, catálogo de autoatendimento ou processos de compras spot. Os serviços da Smarkets incluem ainda, consultoria especializada em saneamento de cadastro de itens, spend analysis, controle de faturamento e entregas de pedidos, captura, validação e conciliação de NFe e homologação de cadastro e gestão da validade de documentos dos fornecedores.

A Smarkets atende, atualmente, 38 categorias com 14 mil itens, aderentes ao atendimento para os segmentos de saúde, educação, hotelaria e MRO para outros segmentos de serviço e indústria.

Tags, , , , , , , , ,

5 estratégias para otimizar o Supply Chain na crise

André Duarte da Febracorp University orienta os empresários com as melhores práticas de gestão para evitar gargalos logísticos

As dificuldades econômicas estão afetando vários setores, inclusive o de Supply Chain. No terceiro trimestre de 2015, 1,7% do PIB atingiu diretamente o consumo das famílias e o volume de vendas. Até o final do ano passado, a crise afetava mais a área industrial e agora já está presente nas vendas e no varejo. Segundo pesquisa do Centro de Estudos em Logística, empresas brasileiras gastam, em média, 7,5% da receita líquida com custos logísticos, considerando gastos com transporte, estoque e armazenagem.

“Em um momento de instabilidade econômica aumenta a necessidade de as empresas tomarem decisões estratégicas e aplicar medidas corretas para a contenção de gastos. Para aumentar o rendimento de todas as etapas logísticas, é necessário um bom modelo de gestão de Supply Chain, pois o setor acaba afetando diretamente o cliente final”, explica André Duarte, organizador da 12ª Maratona de Supply Chain da Inbrasc, uma das escolas de negócios da Febracorp University.

Abaixo, o executivo traz cinco dicas para manter a boa gestão de Supply Chain em época de estagnação financeira:

1- Planejamento ideal para uma boa política de estoque – Uma boa política de estoque deve envolver o produto que acabou a matéria-prima e o estoque em fornecedor. É preciso tentar unir a área industrial, a área comercial e a área financeira, mantendo pelo menos um nível de estoque mínimo para cada tipo de item. A gestão de estoque é uma ótima ferramenta para controlar os gastos e a satisfação dos clientes. Quem costuma fazer um controle eficiente, consegue praticar melhores preços e tem mais qualidade no serviço prestado. Por isso, procure um espaço físico e saiba o que, quanto, por quanto tempo e como estocar. Organização acima de tudo. Além disso, um sistema interessante para o gestor ficar atento é o Just In Time (JIT), proveniente do Japão.

2- Melhore o fluxo de caixa com o aumento do prazo de pagamento – É necessário que toda empresa tenha uma boa gestão financeira para se desenvolver e, se isso não acontece, o caixa não tem dinheiro para suprir todas as dívidas da empresa. O estoque em excesso, por exemplo, é capital parado. Giro de compras maiores e menores quantidades é o melhor jeito de se trabalhar. Para manter tudo sobre controle, todo o dia é dia de verificar o caixa e sempre reavalie o prazo com clientes e fornecedores. Se você perceber que a organização não está indo muito bem, adquira um software automatizado e procure ajuda de um especialista.

3- Minimize as ameaças internas e externas do atual cenário – Faça a análise do ambiente na sua empresa e identifique as oportunidades, ameaças, forças e fraquezas que afetam a empresa no ato de cumprir a sua missão. As ameaças podem ser internas e externas e são aquelas que, não eliminadas, minimizadas ou evitadas pela empresa, podem afeta-la negativamente. Para manter a organização e um bom resultado da empresa, faça uma combinação entre os dados internos e externos, pois a sobrevivência e o sucesso da empresa dependem da sua sintonia com o ambiente.

4- Encontre novas técnicas de negociação para otimizar os resultados – Empresas precisam de profissionais capazes de negociar a fim de alcançar bons resultados. A negociação depende, portanto, de muita competência e deve fazer parte da realidade interna e externa. Existem quatro tipos de negociação para obter bons resultados: o primeiro passo é entender que as negociações podem ser relativas a aspectos estratégicos, táticos ou operacionais. Depois, é preciso fazer uma preparação do banco de dados e fazer uma negociação em equipe – principalmente em casos mais delicados. Por fim, a pós- negociação finaliza o processo. Desta forma, os tipos de negociação aliados às boas estratégias dão ao profissional uma melhor leitura de seu cliente. O resultado é a concretização de uma venda, por exemplo.

5- Implemente ferramentas e metodologias para antecipar estratégias – Para conseguir atingir o objetivo , é importante que se monte uma estratégia para ser bem sucedido no mercado e, com a ajuda de ferramentas corretas (softwares, estudo de casos, pesquisas de mercado), e a aplicação de metodologias, fica mais fácil de escolher e prever a melhor estratégia para alcançar o objetivo desejado.

As orientações serão debatidas na 12° Maratona de Supply Chain da Inbrasc, uma das escolas de negócios da Febracorp University. Na ocasião, o público terá a oportunidade de presenciar e debater sobre as melhores práticas do setor de logística e acompanhar os principais cases de sucesso como Avon, Grupo L’Occitane, Ibero Equipamentos, Raízen, Avibras, General Motors, Nike, Diageo, Neoenergia, CAOA, entre outros.

Para saber mais, acesse o site: http://www.inbrasc.org.br/maratona2016.
Serviço: 12° Maratona de Supply Chain
Data: 10 e 11 de maio
Local: Teatro Net SP – Rua Olimpíadas, 360 – Shopping Vila Olímpia, 5º andar, São Paulo – SP.

Tags, , , ,