Tag IDG Connect

82% dos grandes varejistas já utilizam tecnologia para fidelizar clientes nas lojas físicas

A Zebra Technologies Corporation (NASDAQ: ZBRA), líder global em soluções e serviços que garantem visibilidade em tempo real sobre ativos das organizações, pessoas e transações, divulgou hoje os resultados de sua mais recente pesquisa sobre o comportamento do consumidor conectado na América Latina. Os dados mostram que a região continua buscando na tecnologia soluções que criem experiências de compra diferenciadas e capaz de gerar fidelização.

A pesquisa entrevistou tanto profissionais de TI quanto de marketing em empresas de varejo que atuam na região. O objetivo da pesquisa era identificar como o varejo está usando a tecnologia para atender às crescentes expectativas dos clientes. Segundo a pesquisa, 82% dos varejistas pesquisados na América Latina oferecem conectividade aos clientes dentro da loja por meio de aplicativos de fidelização, mas apenas 46% fazem um uso inteligente dos dados para melhorar a experiência do cliente, aumentar os níveis de satisfação com o atendimento e realizar o monitoramento dos pontos de venda.

Na contramão, 18% dos varejistas pesquisados se conectam aos clientes e a seus smartphones oferecendo conexão Wi-Fi gratuita. Os varejistas também ainda estão se adaptando à nova realidade digital: cerca de 80% dos varejistas ainda enviam catálogos impressos; no entanto, 50% pretendem enviar ofertas personalizadas para os dispositivos dos clientes que estão na loja em um futuro próximo.

Os varejistas brasileiros são os mais entusiastas da região, já que a maioria planeja oferecer algum tipo de tecnologia em suas lojas em um futuro próximo, como scanners de mãos ou quiosques de autoatendimento.

“O setor de varejo está evoluindo bastante, e isso também é realidade no Brasil. Hoje, os clientes estão mais exigentes e esperam uma melhor experiência dentro das lojas. Mesmo os clientes mais fiéis às marcas podem eventualmente buscar um concorrente, caso vivencie uma experiência que não seja a ideal”, explica Vanderlei Ferreira, country manager da Zebra Technologies no Brasil.

Segundo estudo, 62% dos varejistas usam informações obtidas de sistemas de fidelidade, cartões de crédito e de débito para identificar produtos adquiridos e 59% para descobrir dados demográficos dos consumidores que frequentam suas lojas.

“O mercado passa por mudanças e são várias as opções de varejo disponíveis, tanto em nível regional quanto mundial. Por esses motivos, oferecer uma excelente experiência nas lojas ajudará a atrair e fidelizar mais clientes” explica Ferreira. “Essas novas estratégias envolvem velocidade e eficiência, personalização da experiência de compra e um nível mais elevado de serviços dentro da loja para garantir que os clientes possam comprar os itens que desejam que os serviços e soluções da Zebra podem ajudar a alcançar” completa o executivo.

A IDG Connect, a pedido da Zebra, realizou o estudo “O consumidor conectado na América Latina: como os varejistas latino-americanos podem aprimorar a experiência dos clientes dentro das lojas”. Profissionais de TI e marketing em empresas de varejo foram entrevistados no Chile, Brasil, México e Colômbia para identificar como eles estão usando a tecnologia para atender às crescentes expectativas dos clientes. A maioria dos varejistas entrevistados empregava entre 500 e 5.000 pessoas em suas operações e oferecem algum nível de conectividade aos clientes dentro de suas lojas.

Tags, , , , ,

Adobe e IDG Connect se unem para divulgar estudo sobre o cenário do marketing digital no Brasil

A Adobe, junto com a IDG Connect, traçaram um retrato do marketing digital brasileiro baseado nos depoimentos de alguns profissionais que atuam na área. Esses profissionais estão divididos entre empresas especializadas em mídia de entretenimento ou comunicação, varejo e atacado e, por fim, empresas de serviços financeiros, bancários ou contábeis. Todas acima de 250 funcionários.

Entre dezembro de 2013 e início de 2014, cem dos principais profissionais de marketing digital do Brasil foram consultados para saber como suas organizações estão capitalizando a partir do surgimento da análise, que é considerada um fator essencial para a excelência operacional de dados.

É notável o rápido avanço do marketing digital no Brasil. Com isso, são implantados, cada vez mais, os orçamentos e adesões entre as empresas. O principal objetivo da pesquisa foi delinear todos os recursos que os profissionais de marketing aplicam em suas companhias e descobrir se as mesmas estão usufruindo ao máximo as ferramentas, orçamentos e equipes necessárias para gerar e explorar dados.

A pesquisa mostra que as empresas de mídia priorizam testes e otimização. A automação do marketing é o principal ponto para o investimento a curto prazo. Segundo o estudo, as soluções digitais cotadas para investimento das organizações são: Otimização de taxas de conversação e mídias multicanais; Testes A/B; Automação de marketing; Dispositivos móveis; Gerenciamento de recursos e conteúdo web; Integração de dados on e offline e segmentação de conteúdos.

De acordo com a pesquisa, uma barreira que precisa ser superada por muitas organizações é a identificação de uma solução para dar apoio às instalações multiplataformas. Outro ponto destacado é a necessidade de melhorar a conexão direta entre os gastos de marketing digital e mostrar como aperfeiçoar as conversões e o valor para o cliente a longo prazo.

Até o final de 2014, o aumento esperados no orçamento é de: 18% para empresas de mídia, 14% nas de varejo e 20% às de serviços financeiros.

Para conferir a pesquisa na íntegra, acesse: http://adobe.ly/1nSLkhw

Tags, ,