Tag Hub

Como um Hub pode colaborar para um trabalho mais produtivo?

A expansão dos Hubs e coworkings aumenta na mesma medida em que se multiplica a vontade de empreender, crescer em equipe e criar espaços mais modernos e flexíveis. Enquanto o coworking surge como um espaço possível para trabalhar de maneira compartilhada, o Hub se consolida como uma experiência de conexão entre seus colaboradores. A ideia é entender o coletivo para fazer crescer o individual.

Projetos como o Nube Hub, em Brasília, focam, além no compartilhamento de espaços, na criação de eventos para promover ligações entre os frequentadores. A ideia é criar novas conexões, unindo as diferentes necessidades e habilidades de cada um. É esse o diferencial de um Hub. Além de dividir um espaço de trabalho mais livre, cada empreendedor pode encontrar novos parceiros.

No local, diferentes profissões se encontram para compartilhar o espaço e as ideias. Advogados, empreendedores, comunicadores e outros profissionais.

Novas experiências

“A ideia é gerar uma rede de colaboradores que trocam serviço e ideias”, afirma Paula Werneck, uma das colaboradoras do Nube Hub. Paula trabalha em parte da recepção do espaço e como gerente da comunidade, acompanhando diariamente as necessidades de trabalho de cada cliente. A iniciativa é voltada para o empreendedorismo e conta com uma unidade no Edifício Via Brasil, localizado na 710/910 Sul.

Além do acompanhamento diário, o espaço criou o Nube Talks, uma série de eventos em busca de fortalecer essas conexões e apresentar diferentes projetos. As necessidades e pontos de crescimento em potencial para cada frequentador são observados no cotidiano de trabalho do local, criando ainda mais possibilidades de crescimento.

Para trabalhadores independentes, escolher um espaço compartilhado significa estar livre das distrações de casa. Veja algumas vantagens:

1. Ambiente focado no trabalho

2. Ampliar o networking

3. Estimular a criatividade e inovação

4. Horários flexíveis

5. Estrutura completa à disposição

Tags, , , , ,

Hub em Connecticut atrai empresas brasileiras

Em abril deste ano começa a funcionar em New Haven, no estado americano de Connecticut, um escritório para empresas brasileiras iniciarem operações em território ianque. O Hub 55 é iniciativa da consultoria Paseli em parceria com entidades brasileiras e norte-americanas e apoio do governo de Connecticut.

O Hub 55 contará com um escritório mobiliado, onde os recursos serão compartilhados, no campus da Universidade Yale – a duas horas de Boston e Nova York – e ajudará as empresas a construírem seu plano de negócios e prospectarem clientes e parceiros no mercado americano. Além disso, o hub oferece apoio administrativo bilíngue, acesso ao mercado da costa leste dos EUA e Canadá e networking com investidores, associações e entidades governamentais.

Connecticut é um dos principais corredores de negócios da América do Norte e está entre os cinco estados americanos que mais se destacam pela produtividade, qualidade da mão de obra, número de patentes, educação e renda per capita. O estado oferece, ainda, incentivos financeiros para as empresas, que poderão realizar empréstimos sob taxas e termos flexíveis.

“A localização privilegiada do hub vai impulsionar a entrada de empresas brasileiras no mercado americano”, comenta Bruno Drummond, sócio-fundador da Drummond Advisors, que apoiará o projeto como prestadores de serviços especializados. Guilherme Amorim, gerente da área internacional da Softex, entidade parceira da Paseli no projeto, ressalta que o escritório será um espaço de troca de ideias, experiências e contatos a fim de ampliar a participação do Brasil no cenário global.

A inscrição requer o preenchimento de um formulário. As vagas são limitadas e serão preenchidas por empresas selecionadas pela organização do projeto.

Parceria de sucesso

Durante a Fime (Florida International Medical Equipment Trade), importante feira voltada ao setor medico-hospitalar dos Estados Unidos, que aconteceu em agosto do ano passado, a ABIMO (Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos e Odontológicos) e a Biomedical Engineering Alliance & Consortium (Beacon), de Connecticut, firmaram um acordo de cooperação bilateral para incentivar a troca de experiências e o desenvolvimento entre as regiões.

Fruto dessa parceria, uma missão empresarial foi realizada com uma intensa agenda de encontros de negócios, debates e visitas técnicas em Hartford. A Corcam Tecnologia, companhia brasileira que desenvolve soluções tecnológicas para monitorar a saúde humana, foi uma das associadas à ABIMO que participaram da missão.

A empresa pôde conhecer o território americano, aproveitar os incentivos oferecidos pelo estado e ingressar no Hub 55. “Fizemos vários contatos e descobrimos potenciais para nos posicionarmos em Connecticut. Foi muito interessante ter participado e fiquei muito satisfeito com os resultados”, disse Carlos Melo, vice-presidente de novos negócios e relações com o mercado da Corcam.

A empresa é autora do Nexcor, monitor cardíaco capaz de identificar infartos em fase inicial e síndromes raras de arritmia por meio de um software que comunica esses dados, em tempo e localização reais, do paciente para a central, encarregada de passar a informação aos médicos.

“Para a ABIMO, o posicionamento de companhias brasileiras no exterior é de extrema importância, pois outros países conhecerão a qualidade e o potencial da nossa produção, que é embasada em desenvolvimento, pesquisa e inovação”, pontua a gerente de projetos e marketing internacional da ABIMO, Clara Porto. “Ficamos imensamente orgulhosos com a internacionalização da Corcam e vamos estimular outras empresas brasileiras para a conquista de espaço no mercado internacional”, finaliza.

Tags, , , , ,