Tag hrtech

Gigante brasileira de tecnologia investe em HRTech de vídeo recrutamento

A Jobecam, plataforma de empregos que busca otimizar os processos de recrutamento e seleção, por meio da ferramenta de vídeo e uso de algoritmos inteligentes, acaba de receber aporte financeiro da BRQ Digital Solutions. A empresa, uma das gigantes da área de tecnologia no país, trabalha há 26 anos apaixonada por transformar negócios no setor.

Antes do investimento e da parceria, a marca é cliente da startup. A instituição faz uso da plataforma de vídeo e oferece vagas desde tecnologia a backoffice.

Para Cammila Yochabell, fundadora e CEO da Jobecam, a atuação da BRQ vai além do investimento financeiro. A executiva destaca que o modo de atuação da nova parceira na transformação digital das empresas, unindo a paixão em transformar negócios, está alinhado com as crenças da Jobecam, que, segundo ela, vem alterando positivamente os processos de recrutamento nas organizações.

“A BRQ por meio do BRQ Labs já vem atuando em decisões estratégicas junto ao board da Jobecam, com o foco de melhorias contínuas na tecnologia para que a plataforma escale de forma sustentável e segura, principalmente por já ser reconhecida como a melhor plataforma de vídeo recrutamento do mercado brasileiro”, afirma a empresária.

Já para BRQ, uma das principais razões para o investimento é acreditar em um recrutamento mais assertivo e ágil. “Vimos na Jobecam uma oportunidade de aprimorar o recrutamento do século 21 e conectar de forma eficiente candidatos e contratantes”, destaca Antonio Pimentel, sócio diretor da empresa.

Além do novo aporte, a Jobecam acaba de ser selecionada para o programa de aceleração do Facebook com a Artemísia, na Estação Hack, primeiro centro para inovação criado pela rede social americana no mundo para impulsionar startups de impacto social.

“Parcerias como estas espelham o crescimento da Jobecam no mercado, onde tem se consolidado como referência e sustentado a ideia de um recrutamento mais humanizado dentro das corporações”, analisa Cammila Yochabell.

Tags, , , ,

Jobecam e People+Strategy se aliam para investir na plataforma

A HRTech Jobecam, plataforma que conecta empresas a candidatos por meio de vídeo recrutamento e algoritmos inteligentes, acaba de receber o primeiro aporte financeiro da People+Strategy. Trata-se de uma consultoria empresarial focada em Planejamento Estratégico e Desenvolvimento Humano que atende grandes corporações nacionais e internacionais, reconhecida por métodos dinâmicos e inovadores. Liderada por João Roncati, conta com Célia Foja e outros três sócios em sua jornada de crescimento contínuo.

Com a parceria, a startup planeja incluir novos a recursos à sua plataforma, essencialmente ligados ao processo de seleção por competências e valores (Cultura). “A expertise do time da People+Strategy aliada ao da Jobecam será importante para entregarmos um produto ainda mais completo e que atenda as reais necessidades dos usuários. O que nos deixa felizes é que não será aportado somente o dinheiro, mas também o capital intelectual. Construiremos juntos”, destaca a CEO da Jobecam. Cammila Yochabell.

Para a consultoria, a ideia é se aprimorar no mercado com a utilização de tecnologias, como inteligência artificial, nuvem e big data. “Nosso objetivo é acelerar o processo de desenvolvimento digital da P+Ssem mudar ocore business atual, oferecendo aos nossos clientes soluções de HR Analytics e alinhamento com a Revolução 4.0. Esse é o primeiro passo de muitas transformações”, ressalta o CEO da P+S, João Rocanti.

Além da parceria com a People+Strategy, a Jobecam também foi selecionada para participar do programa de aceleração da Oracle, que trabalhará o Ecossistema Oracle ScaleUp e suas ferramentas globais, por meio de orientações, suporte de P&D, ativadores demarketing e vendas, assistência de migração, créditos e descontos na nuvem e acesso aos ecossistemas de clientes e produtos da Oracle.

Tags, , , , , ,

Plataforma de vídeo recrutamento é selecionada para programa de scaleup da Oracle

A HRTech Jobecam, plataforma de recrutamento e seleção que conecta empresas a candidatos através da tecnologia de vídeo e IA (Inteligência Artificial), é aceita no Programa Oracle ScaleUp. A startup irá trabalhar com o Ecossistema Oracle ScaleUp e suas ferramentas globais.

O objetivo da Jobecam é auxiliar o processo seletivo das empresas, tornando-o ainda mais dinâmico e acessível, além de trazer economia de tempo e dinheiro. Os algoritmos da Jobecam dão “match” e selecionam os melhores candidatos para a vaga.

“Nós queremos revolucionar o mercado HRTech trazendo a acessibilidade da tecnologia de vídeo dentro dos processos seletivos, tanto para empresas como para candidatos”, diz Cammila Yochabell, fundadora e CEO da Jobecam.

O programa global da Oracle para startups tem como missão promover parcerias colaborativas e enriquecedoras para o crescimento da próxima geração e impulsionar inovações baseadas em nuvem para startups em todas as etapas de sua jornada. Para isso, a Oracle disponibilizará para suas startups residentes e não residentes programas que potencializam a inovação tecnológica.

O Oracle ScaleUp Ecosystem foi desenhado para permitir o crescimento em escala de startups maduras, empresas de capital de investimento ou de capital privado. Além disso, o programa permite que a Oracle alcance mais startups, independentemente de sua localização geográfica.

O programa oferece orientações, suporte de P&D, ativadores de marketing e vendas, assistência de migração, créditos e descontos na nuvem e acesso aos ecossistemas de clientes e produtos da Oracle.

Tags, , , , , , ,

60% das admissões geram retrabalho para Recursos Humanos

Pesquisa do IBOPE aponta que 98% das entregas de documentos em admissões são realizadas pessoalmente, gerando desgastes de conferência e se tornando passíveis de erros humanos. Em muitos casos, a área de Recursos Humanos (RH) de grandes empresas acaba tendo que delegar para unidades locais o recebimento e cobrança de documentos, complicando ainda mais os processos e aumentando a possibilidade de erros. Levantamento realizado pela Acesso Digital em sua base de clientes aponta que, 60% dos candidatos entregam a documentação de admissão com informações erradas ou faltantes.

“‘Dificuldade e retrabalho’ eram as palavras que mais ouvíamos dos clientes que ainda tinham seus Departamentos Pessoais e de Recursos Humanos analógicos ou com poucos processos digitalizados”, aponta o head do produto Acesso RH da Acesso Digital, Gabriel Pirajá. O termo HRTech ainda é novo, mas a solução oferecida pela Acesso Digital visando desburocratizar as relações entre as pessoas e os departamentos de Recursos Humanos por meio da tecnologia já está no mercado desde o ano passado e foi batizado de Acesso RH.

O funcionário contratado via Acesso RH recebe apenas um link via SMS ou e-mail e tem a praticidade de tirar as fotos de seus documentos com um celular e realizar todo o processo online sem precisar sair de casa. O sistema conta com o devido acompanhamento da área de checagem do sistema, que aponta inconsistências e valida a documentação já nas regras do eSocial. Com isso, o Acesso RH melhora a eficiência no processo, deixando a documentação pronta para lançamento em folha.

O sistema da Acesso Digital realiza todas as checagens de documentação de maneira digital, gerando outros diversos benefícios colaterais. A pesquisa do IBOPE também revela que o processo de admissão pode levar de 4 a 7 dias, já com o sistema da Acesso esse tempo cai para menos de 2 dias. Além de reduzir tempo de admissão, a empresa cria um processo único e padronizado de documentação de funcionários.

Entre os documentos que apresentam maior quantidade de divergências, o campeão é o comprovante de residência que é apresentado sem o nome da pessoa como titular. Documentos de identificação pessoal, como CNH e RG, também aparecem com prazo de validade vencido e/ou situação civil desatualizada – funcionários esquecem que averbar a sua situação civil. Em muitos casos, o grau de escolaridade não se comprova, em outros os dados bancários simplesmente não batem.

Tags, , , , , , , , ,

Chega ao mercado nova aceleradora para startups HRTechs

A Conquest One, consultoria brasileira especialista em Staffing de TI, anuncia a criação de uma aceleradora para startups: a CQ1 Lab. Um espaço que será dedicado à aceleração de startups focadas em tecnologias para o mercado de Gestão do Capital Humano, conhecidas como HRTechs.

O trabalho da CQ1 Lab será o de mentoria, e além do ecossistema de inovação do qual farão parte, as startups aceleradas poderão aproveitar de todo o conhecimento que Antonio Loureiro e Marcelo Vianna têm acumulado com a trajetória da Conquest One. Experiências que abrangem o foco no ecossistema de Gestão do Capital Humano, domínio do ambiente de tecnologia para desenvolvimento de soluções, e experiência no desenvolvimento de negócios; resultado de mais de 20 anos de relacionamento com stakeholders de mercado.

As empresas candidatas passarão por uma análise que verificará o nível de maturidade do negócio, o estágio de desenvolvimento do produto/solução, aplicabilidade ao mercado, entre outros. Todas as fases buscam garantir que a ideia da acelerada esteja alinhada aos critérios da CQ1 Lab. Vale lembrar que a aceleradora não descarta a possibilidade de investimentos financeiros diretos nas aceleradas.

“Queremos compartilhar da nossa experiência e ajudar empreendedores a transformarem suas startups em negócios de sucesso. Além disso, também temos um DNA de empreendedores e conhecemos profundamente o processo de desenvolvimento de uma ideia de negócio, bem como do seu ciclo evolutivo.” analisa Antonio Loureiro.

Além de Marcelo e Loureiro, a CQ1 Lab contará também com a expertise de finanças do investidor-anjo de Rafael Brunacci, somando seus conhecimentos ao trabalho de mentoria, acompanhamento das startups, modelagem financeira, e desenvolvimento dos MVPs (Minimum Viable Product – Produto Mínimo Viável). E vale lembrar que ainda existe a possibilidade de novos mentores – que serão avaliados – serem acrescentados à aceleradora. “A tecnologia tem muito a acrescentar para o setor de RH, uma vez que os profissionais serão cada vez mais alocados em atividades estratégicas, e as soluções como inteligência artificial e automação vão reduzir a necessidade das atividades repetitivas. Além disso, o mundo tem passado por transformações contínuas na relação das pessoas com o ecossistema corporativo”, explica Marcelo Vianna.

O primeiro passo da criação da aceleradora partiu dos próprios fundadores e diretores da Conquest One, os quais possuem mais de 20 anos de experiência como empreendedores, e uma trajetória profissional que inclui participações em iniciativas ligadas à internet/tecnologia, ainda em um período no qual o termo ‘startup’ não era conhecido

“O propósito da CQ1 Lab é usar da nossa experiência e conhecimento para auxiliar empreendedores que têm uma boa ideia a acelerarem os seus projetos, e utilizando da abundância do capital financeiro disponível no mercado para investimento em caso de ideias de inovação de qualidade e escaláveis”, explica Rafael Brunacci, lembrando que, segundo a Associação Brasileira de Startups uma em cada quatro startups sobrevive aos primeiros cinco anos.

Aceleração corporativa

Não serão apenas as startups que se beneficiação da CQ1 Lab, o time de mentores aproveitará o ecossistema de inovação criado a partir das aceleradas, para alavancar a inovação em empresas já estruturadas.

O projeto surgiu em função da dificuldade que as companhias tradicionais têm de acompanhar a velocidade da criação de startups em seus segmentos de negócios. O foco desse sistema será o de impulsionar negócios inovadores e diferentes ideias dentro de estruturas convencionais, as quais geralmente sufocam novas possibilidades.

A CQ1 Lab optou por não criar períodos de inscrição, e os interessados em fazer parte do projeto podem entrar em contato com a aceleradora no portal http://wwww.cq1lab.com.br/

Tags, , , , , ,

Revelo recebe aporte de R$ 14 milhões

Com o intuito de acelerar a expansão no mercado de recrutamento digital, a start-up Revelo anuncia um aporte de capital de R$14 milhões (US$4.6 milhões de dólares). O round Series A foi liderado pelo fundo de venture capital americano Valor Capital Group, que investe em empresas de tecnologia nos EUA e América Latina, e também contou com a participação do conglomerado australiano Seek.

A empresa, até então chamada Contratado.ME, tem liderado a onda de HRtechs (startups de tecnologia focadas em recrutamento e recursos humanos) no mercado brasileiro. Sua plataforma é um marketplace que utiliza machine learning para selecionar tecnicamente os melhores profissionais de tecnologia e negócios, e colocar apenas os melhores e mais engajados à disposição das empresas clientes. A solução, que otimiza o tempo de recrutamento em até 70%, já é utilizada por mais de 1.500 empresas.

“O aporte tem como objetivo acelerar o desenvolvimento do produto e levar a nossa solução para grandes empresas.”, explica Lachlan de Crespigny, co-fundador da Revelo. “Acreditamos que a transformação digital precisa chegar ao RH das grandes empresas, que muitas vezes é deixado de lado, e ainda trabalha com consultorias de recrutamento tradicionais para encontrar os melhores candidatos”, completa.

Segundo a WEC (World Employment Confederation), o mercado de consultorias de recrutamento representa mais de US$500 bilhões em âmbito mundial. Entretanto, a experiência dos clientes com esse tipo de serviço ainda sofre com a baixa utilização de tecnologia.

Lachlan, explica que a plataforma funciona de modo inverso aos sites de vagas. “Acabamos com a necessidade de se ‘postar vaga’ – com alguns cliques se encontra o candidato ideal. Nós colocamos o candidato no centro e são as empresas que fazem a abordagem aos candidatos aprovados”. Eles passam por um processo seletivo único, com machine learning e testes técnicos, e têm acompanhamento personalizado. “Ao criarmos uma experiência incrível para os candidatos que querem avançar na carreira, conseguimos atrair perfis que as empresas não encontram nos canais tradicionais”, completa de Crespigny.

Antoine Colaço, sócio da Valor Capital Group à frente do aporte, diz que o potencial da Revelo reside na sua capacidade de aumentar a velocidade das empresas na busca pelo perfil certo. “Existem muitos sistemas de gestão de processos seletivos no mercado, mas o que chamou a nossa atenção é que o time da Revelo está focado em um problema que nenhuma outra start-up tem conseguido resolver: encontrar os talentos mais qualificados e mais engajados, e encurtar a distância entre eles e as empresas. No fim das contas, é isso o que as empresas querem.”

Com a intenção de triplicar de tamanho em 2018, a Revelo pretende consolidar sua atuação nos segmentos de negócios, marketing e design, além de tecnologia, que já constitui o principal mercado atendido pela empresa. “Nossos clientes vão da busca à contratação em duas semanas em média, e uma consultoria tradicional leva dois meses. Isso mostra o valor que a nossa plataforma pode gerar para as empresas.”, conclui de Crespigny.

Tags, , , , , , ,