Tag hotelaria

Equipotel: espaço aberto ao público oferece palestras e levanta importantes questões relacionadas à hospitalidade

a4e_strip_100354_1_full

Organizada em uma área de 25 mil m² no São Paulo Expo, a Equipotel proporcionará aos seus visitantes mais do que conhecimento sobre produtos e serviços para o mercado de hospitalidade e serviços alimentares. De livre acesso aos visitantes, o Café do Saber by NESCAFÉ® Espresso será dedicado a soluções tecnológicas ou de negócios, troca de experiências e atualização profissional.

Para o público com viés hoteleiro/turismo, algumas importantes questões envolventes serão levantadas nas apresentações e debates, entre elas: “Resultado do ingresso dos hotéis no mercado livre de energia”, “A transformação digital na hotelaria: Como a tecnologia ajuda a melhorar a experiência do hóspede”, “Como se diferenciar e sair ganhando em meio à guerra de preços da Hotelaria” e “Hotelaria: Como vender mais em 2017/2018”.

Para Manuel Gama, Presidente da FOHB (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil), a expectativa é de um ano de 2017 com boa retomada para a hotelaria brasileira, com início de melhora neste segundo semestre. Ele destaca também a Equipotel como ponto de encontro importante para este setor que tende a crescer: “a feira é um evento obrigatório na agenda das redes associadas. Além de ser uma grande oportunidade de encontro com os players mais importantes de nosso mercado, a feira apresenta debates que indicam tendências para os negócios”, comenta.

Já para o público com foco em serviços alimentares, as palestras e discussões permeiam assuntos bastante atuais: “O mundo do vinho e a inovação na oferta de produtos”, “A importância do conceito e a relevância para o consumidor”, “Gestão estratégica do Cardápio: como obter resultados e diferenciação”, “A nova lei da gorjeta” e “Serviço & Atendimento: Pilares da oferta de sucesso”.

Outra entidade presente em busca de ampliação dos debates relacionados ao setor de serviços alimentares é a ABRASEL (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes). “A Lei da Gorjeta, da Terceirização e do Trabalho Temporário e Intermitente, além da Reforma Trabalhista, pode trazer ao nosso setor mais segurança jurídica e consequentemente mais previsibilidade e investimentos. Estamos firmemente empenhados na retomada do crescimento econômico, sendo esse outro motivo de prestigiarmos a feira”, comenta Percival Maricato, presidente da associação.

Reconhecida como uma das cinco principais feiras de negócios do mundo para o setor de hospitalidade e serviços alimentares, a Equipotel contará com planta setorizada, aproximando ainda mais vendedores e compradores. Pela primeira vez a feira será realizada simultaneamente à FEBRAVA, mais importante evento para o segmento de AVAC-R contemplando os setores de Aquecimento, Ventilação e Ar Condicionado. Abaixo, a programação completa do Café do Saber by NESCAFÉ® Espresso:

Segunda-feira (11/09)

14:30 as 15:15 – Resultado do ingresso dos hotéis no mercado livre de energia – Alan Nogueira (Gerente de patrimônio e manutenção na Deville).
15:30 as 16:15 – O mundo do Vinho e a inovação na oferta de produtos: Como conquistar novos clientes – Luiz Lima (CEO da importadora Mercovino).
16:30 as 17:15 – A importância do CONCEITO e relevância para o consumidor e o sucesso no Foodservice – Emmanuel Melo, Renata Shimizu e José Aurélio Claro Lopes.
19:30 as 20:15 – A transformação digital na hotelaria: Como a tecnologia ajuda a melhorar a experiência do hóspede – Cláudio Cordeiro, Diretor de Hospitality da TOTVS.

Terça-feira (12/09)

15:30 as 16:15 – Como se diferenciar e sair ganhando em meio a guerra de preços daHotelaria – André Berberi (Gestor de Expansão Signature Brasil).
16:30 as 17:15 – Gestão estratégica do CARDÁPIO: Como obter resultados e diferenciação – Simone Galante, Raoni Saade e Eduardo Scott.
18:30 as 20:15 – Ressignificando o Conceito de Motel no Brasil – Felipe Martinez (Diretor e um dos fundadores da ABMOTEIS).

Quarta-feira (13/09)

14:30 as 15:15 – Apresentação de Pesquisa FOHB – Orlando de Souza (Diretor Executivo FOHB)
15:30 as 16:15 – A Nova Lei da Gorjeta – Fabio Zinger Gonzalez
16:30 as 17:15 – SERVIÇO & ATENDIMENTO: Pilares da oferta de sucesso – Marco Amatti e Hamilton Caio Gouvea

Quinta-feira (14/09)

15:30 as 16:15 – Hotelaria – Como vender mais em 2017/2018 – Flávia Mardegan, Consultora Signature Brasil.
16:30 as 17:15 – DELIVERY e TO GO: A importância de preparar seu Negócio para a mobilidade – Nathalia Sifuentes e Diris Petribu Faria
17:30 as 19:15 – Ressignificando o Conceito de Motel no Brasil – Felipe Martinez (Diretor e um dos fundadores da ABMOTEIS).

Vale ressaltar que a programação pode sofrer alterações.

EQUIPOTEL – 55ª EDIÇÃO
Data: 11 a 14 de setembro de 2017
Horário: Segunda a Quinta-feira das 13h às 21h
Local: São Paulo Expo, São Paulo – SP
Informações: www.equipotel.com.br

Tags, , , , , ,

Setor hoteleiro se reúne na Equipotel com expectativa de bons negócios e intercâmbio de conhecimento

Principal feira do segmento hoteleiro e de gastronomia da América Latina, a Equipotel conquistou tradição ao longo de suas 54 edições e se tornou uma importante referência para os profissionais que buscam networking, atualização profissional e novas possibilidades de negócios. Entre os setores presentes, o de hotelaria/turismo marca forte presença no evento, representando um mercado que hoje conta com 560 mil unidades habitacionais, entre hotéis, pousadas, flats, condo-hotéis e resorts, e possui um faturamento total de R$ 24,9 bilhões.

A Equipotel deste ano também conta com uma programação direcionada ao público deste setor, focada em experiências imersivas, como o Hotel Modelo, que consiste em um projeto hoteleiro em uma área de 420 m² contando com todos os setores de um hotel funcional e tendências de mercado. A Rodada de Negócios Hotelaria, que cria oportunidades de negócios entre expositores e compradores da cadeia hoteleira, estreitando o relacionamento entre ambos e as Arenas do Saber e de Debates, espaços dedicados à troca de informações e experiências através de palestras e apresentações.

A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) é uma das entidades presentes na Equipotel 2017, correspondendo um setor que, no Brasil, conta com mais de 350 mil empregos diretos e quase 2 milhões de empregos indiretos ligados ao mercado hoteleiro no país. Para a entidade, alguns assuntos são relevantes neste momento e estar presente na feira ajuda como termômetro para sentir e discutir as demandas. “Tratamos de assuntos estratégicos como a regulamentação da economia colaborativa, da atual situação do ECAD nas Unidades Habitacionais Hoteleiras, redução de custos com parcerias e fornecedores, distribuição das diárias entre outros assuntos”, comenta Bruno Omori, presidente da ABIH-SP.

Para os expositores da feira a expectativa é de poder não só se atualizar com as tendências em serviços, produtos e tecnologia, mas também de apresentar ao mercado suas últimas novidades. A TOTVS CMNet, importante marca focada em soluções para meios de hospedagem e tecnologia, é uma das expositoras presentes. “Entre as novidades que apresentaremos estão às tecnologias mobile capazes de transformar o hotel em um empreendimento conectado com o mundo”, conta Claudio Cordeiro, diretor de hospitality da marca.

Já para Rodrigo Ramos, coordenador de marketing da Siscobras, empresa especializada em construções industrializadas e modulares, estar na Equipotel é poder se aproximar do setor hoteleiro: “Queremos uma participação satisfatória do ponto de vista institucional, com a intenção de nos tornarmos um player referencial para o mercado atuando na construção e ampliações de hotéis de todos os segmentos”.

Reconhecida como uma das cinco principais feiras de negócios do mundo para o setor de hospitalidade e serviços alimentares, a Equipotel contará com mais de 200 expositores e planta setorizada, aproximando ainda mais vendedores e compradores. Pela primeira vez a feira será realizada simultaneamente à FEBRAVA, mais importante evento para o segmento de AVAC-R contemplando os setores de Aquecimento, Ventilação e Ar Condicionado.

EQUIPOTEL – 55ª EDIÇÃO

Data: 11 a 14 de setembro de 2017
Horário: Segunda a Quinta-feira das 13h às 21h
Local: São Paulo Expo, São Paulo – SP
Informações:www.equipotel.com.br

Tags, , , ,

AccorHotels investe em tecnologia e inteligência fiscal e garante maior controle sobre pagamento de impostos

A complexidade tributária brasileira não é novidade no cenário econômico atual. Mesmo com as várias automatizações promovidas pelo SPED fiscal,pagar impostos em nosso país continua um processo complicado, em que pequenos erros podem gerar muitos prejuízos. De olho nesse problema nacional, a Accorhotels, rede de hotéis de origem francesa, busca minimizar os impactos da nossa legislação em suas atividades comtecnologia e inteligência fiscal. Há cerca de um ano, a rede de hotéis contratou asolução SYNCHRO Governança, software responsável por proversuporte aos gestores fiscais da Accorhotels, o que assegura maior controle, pontualidade e segurança na gestãofiscal da empresa.

Para Rodrigo Carvalho, Gerente Tributário da Accorhotels, “a solução SYNCHRO Governança garante maior controle de nossos impostos. Hoje processamos mais de 1.600 obrigações fiscais por mês, envolvendo várias federações brasileiras, tornando impossível a gestão manual desses pagamentos. Após a adoção da ferramenta temos maior controle da gestão fiscal, por meio de um framework moderno e de fácil visualização, queasseguramedidas rápidas e assertivas”. Para Rodrigo, a possibilidade de acompanhar as atualizações fiscais e pagamentos em tempo real facilita a gestão de seu time fiscal, desta forma o Gerente Tributário da Accorhotels pode trabalhar de forma preventiva, cobrando cada demanda de seu responsável, sempre de uma forma organizada e eficiente.

Além da questão operacional, Rodrigo afirma que “após a adoção da solução SYNCHRO Governança atingimos um patamar de assertividade muito grande, para trás ficaram problemas e multas por entregas fora do prazo”.

Tags, , , , , ,

Clientes do HotelQuando.com poderão abrir a porta do quarto de um hotel usando o celular

O HotelQuando.com, plataforma inovadora e disruptiva, que permite fazer reservas em hotéis por pacotes de 3h, 6h, 9h e 12h, por um preço justo, inicia 2017 com mais uma grande novidade. A partir de janeiro, os clientes da empresa poderão abrir a porta do quarto do hotel usando o celular. A tecnologia está sendo desenvolvida em parceria com a Magikey, empresa especializada em softwares para abrir portas, e o projeto piloto será implementado em alguns hotéis de São Paulo.

“Nosso objetivo é entregar uma experiência ainda melhor ao hóspede que reserva um quarto de hotel por apenas algumas horas. Com esse modelo, ele não precisará passar pela recepção do hotel e poderá se dirigir diretamente ao quarto”, explica Max Campos, CEO e Cofundador do HotelQuando.com.

A tecnologia Magikey faz com que smartphones funcionem como “chaves virtuais” para portas, portões, catracas e afins. Para usá-la é preciso primeiro baixar o aplicativo, disponível para Android e iOS. Em seguida, é enviado um convite para o usuário, que permitirá que seu aparelho esteja habilitado para abrir portas. A partir da autorização, feita também por meio do app, é estabelecida uma comunicação direta entre o hóspede e o hotel, sem intermediários.

O anfitrião usuário do sistema, nesse caso um hotel parceiro do HotelQuando.com, pode controlar em tempo real, pela internet, o acesso dos hóspedes aos quartos, permitindo que eles permaneçam em horários específicos, liberando o acesso na chegada e monitorando sua permanência durante todo o período da hospedagem.

O sistema tem três componentes principais: os smartphones em que são instalados o Magikey, os dispositivos nas portas e um software na nuvem que contém um banco de dados. Os dispositivos embarcados se conectam a esse aplicativo centralizado na nuvem e a interface dos usuários com o sistema é realizada por meio de dispositivos inteligentes.

“Não vamos cobrar qualquer valor do hotel para implementar a tecnologia. Dessa maneira, ele agrega ainda mais valor ao seu produto e na outra ponta, o HotelQuando oferece mais simplicidade e controle ao modelo de negócios, já que conseguimos ter o registro toda vez que o hóspede entrar ou sair do quarto”, diz Campos. “Além disso, queremos encantar nossos clientes com essa experiência incrível de usar o próprio celular como chave do quarto”, finaliza o executivo.

Tags, , , , ,

Startup de fidelidade hoteleira conquista usuários de forma independente

Marcelo Bicudo, CEO da Allpoints

Marcelo Bicudo, CEO da Allpoints

Programa de fidelização de turistas tem atraído interesse de usuários finais e hotéis por ser único a transformar pontos acumulados em hospedagens em passagens aéreas, produtos e diárias em qualquer hotel do mundo

Lançada em dezembro de 2015, a startup brasileira Allpoints(www.allpoints.com.br) – plataforma online de programa de fidelidade -, já começa a despontar como pioneiro no segmento hoteleiro. Em apenas 1 mês e meio, possui cerca de 5 mil usuários cadastrados e parcerias com grandes redes de hotelaria, como Blue Tree Hotel e Transamérica.

O motivo da procura é a liberdade do programa de fidelidade, uma vez que os pontos acumulados nas hospedagens podem ser trocados por diárias grátis em hotéis, milhas aéreas ou produtos. A regra é simples: a cada R$ 1,00 gasto com hospedagem, o participante acumula 1 ponto. A partir de 3 mil pontos já é possível fazer o resgate na forma que achar mais interessante.

De acordo com Marcelo Bicudo, CEO da Allpoints, em janeiro este número deve aumentar ainda mais. “Estamos fechando parceria com redes internacionais e em breve os nossos clientes poderão fazer a reserva em mais de 100 mil hotéis diretamente por meio do nosso site”.

Embora a crise econômica não seja positiva para nenhum setor, Bicudo acredita que o programa de fidelidade da Allpoints seja uma alternativa para manter os setores de turismo e hotelaria aquecidos. “É uma alternativa para o consumo consciente, com benefícios reais e vantajosos para o cliente final”.

Para participar do programa de fidelização, é preciso fazer um cadastro no sitewww.allpoints.com.br ou apenas se hospedar nos hotéis que são parceiros com o conceito Rewards by ALLPOINTS, que promovem benefício extras para os participantes do programa e facilitam a adesão enviando um email logo após o check-out do hóspede, para aderir ao programa e garantir a pontuação já na estada realizada.

Acelerador de Pontos

Quem se cadastra no programa Allpoints conta com quatro categorias: Classic, Silver, Gold e Black. A regra é a mesma dos programas de fidelidade das Cias Aéreas: quanto mais o cliente se hospeda nos hotéis credenciados à Allpoints, mais acumula pontos e progride na categoria e desfruta de percentuais de bônus. A diferença é o grande leque de opções oferecido pela Allpoints e a liberdade de ganhar sempre o mesmo ponto nas suas hospedagens.

Investidores

Atentos ao crescimento da startup 100% brasileira, a procura de joint ventures dispostas a investir na Allpoints também tem sido uma surpresa.

“Como temos interesse em levar este plano de negócio para outros países, ter investidores conosco é bastante positivo”, diz Bicudo, que já prevê ter operar com investimentos externos até o final de março.

Tags, , , , ,

Pesquisa da Zebra Technologies revela que quase metade das empresas têm rede Wi-Fi sobrecarregada

A Zebra Technologies Corporation (NASDAQ: ZBRA), líder global em soluções e serviços que fornecem visibilidade em tempo real dos bens, pessoas e operações das organizações, divulgou hoje os resultados de uma pesquisa global que mostra que 46% das empresas de varejo, hotelaria e de transporte e logística estão operando com infraestruturas Wireless sobrecarregadas. Mais de metade (53%) das empresas pesquisadas nestes setores estão planejando atualizar suas infraestruturas Wireless dentro dos próximos 12 meses, por conta de uma sobrecarga em seus sistemas devido a novos dispositivos e serviços online. A Forrester Consulting conduziu o estudo encomendado pela Zebra Technologies em outubro de 2015, e escutou profissionais de TI e de negócios em 250 empresas globais nos setores de varejo, hotelaria e de transporte e logística nos Estados Unidos e na Europa.

PRINCIPAIS FATOS

• Empresas de varejo, hotelaria e de transporte e logística estão expandindo sua infraestrutura de rede Wi-Fi para melhorar o serviço ao cliente, aumentar performance operacional e tomar decisões mais rápidas. Quase 60% das empresas de transporte e logística, 54% dos varejistas e 49% das empresas de hotelaria têm planos de expandir ou atualizar suas infraestruturas de rede Wi-Fi.

• 65% dos varejistas, 69% das empresas de transporte e logística e 61% das empresas de hotelaria estão em expansão, modernização ou planejando implementar tecnologias para explorar a Internet das Coisas.

• As empresas estão planejando adicionar novos serviços Wireless, incluindo videoconferência e streaming de vídeos, juntamente com aplicativos específicos da indústria e serviços.

• 46% das empresas de varejo, hotelaria e de transporte e logística estão planejando atualizar sua infraestrutura Wireless para melhorar a cobertura sem fio. Mais da metade das empresas pesquisadas atualizaram recentemente para se preparar para novos dispositivos e serviços, e 41% planejam atualizar os pontos de acesso Wireless que estão sobrecarregados por novos dispositivos atualmente.

Imran Akbar, vice-presidente de rede de comunicações empresariais, Zebra Technologies afirma que “a rede da empresa é a espinha dorsal que conecta todas as partes de um negócio e ajuda a ganhar, servir e reter clientes. Uma infraestrutura wireless poderosa permite o fluxo de dados em tempo real, fazendo com que as organizações saibam o que está acontecendo com os seus bens, funcionários e clientes, dando-lhes uma visão completa de seus negócios”.

Tags, , , , ,

Preços globais de diárias hoteleiras aumentam pelo quarto ano consecutivo

A média global de preços de diárias de hotéis teve alta de 3% em 2013, de acordo com o mais recente Hotel Price Index™ (HPI™), da Hoteis.com™. Isso significa que este é o quarto ano consecutivo de aumento constante desde a queda substancial causada pela crise financeira que atingiu o mundo em 2008 e 2009.

Fixado em base 100 no ano de 2004, o HPI monitora os preços realmente pagos por acomodações ao redor do mundo. Apesar do recente crescimento, oHPI para 2013 ficou em 110, sete pontos abaixo do seu pico em 2007 e apenas 10 pontos acima do patamar atingido no seu lançamento em 2004.

A América Latina teve resultado mais forte até o momento, com alta de 5% nos preços de hotéis e a taxa já ultrapassou seu maior nível registrado pouco antes do recesso econômico. Com relatórios apontando crescimento sólido de mercados emergentes, os valores subiram ao acompanhar a intensificação da demanda.

Johan Svanstrom, presidente da marca Hoteis.com, afirma: “De acordo com a UNWTO (Organização Mundial do Turismo das Nações Unidas), a chegada de turistas internacionais em 2013 cresceu 5%, atingindo recorde de 1.087 milhões, um número bem acima das expectativas. O crescimento global dos preços de diárias que reportamos hoje reflete essa tendência”.

“Não há dúvidas de que os valores de hospedagem na Europa foram os mais afetados pelos desdobramentos da crise financeira. No entanto, a maioria dos indicadores aponta que o aperto econômico está diminuindo, ou mesmo que já tenha passado”, afirma.

“Olhando adiante, um fenômeno que deve impactar os preços de hotéis em 2014 é a enorme quantidade de fãs do esporte viajando durante o ano, com os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Sochi, em fevereiro e março, e a copa do Mundo da FIFA no Brasil durante os meses de junho e julho”, acrescenta o executivo.

Elevados níveis de ocupação em muitas áreas ajudaram o HPI da América do Norte escalar 3%, igualando-se à média global.
As tarifas de hotéis europeus e no Oriente Médio cresceram 2%. Com muitos indicadores financeiros mostrando que a recuperação econômica europeia está ganhando força, muitos destinos impactados negativamente pela crise estão com os preços estabilizados e alguns até registraram altas saudáveis.

A região do Pacífico foi equilibrada. Uma quantidade menor de viagens corporativas na Austrália Ocidental[1], aliadoà desvalorização do dólar australiano no final do ano, teve um efeito atenuante no valor médio.

Por outro lado, o HPI da Ásia apresentou queda de 2%, o que é uma boa notícia para viajantes que pretendem visitar a região, já que ela continua oferecendo os melhores preços por acomodações. A depreciação do Iene, da Rúpia indiana e da Rúpia indonésia, junto com a diminuição no número de visitantes paraa China contribuiu com esse resultado. Contudo, as viagens dos chineses para o exterior continuam em flutuação. Há também uma tendência de longo prazo de que sejam realizadas mais viagens dentro da Ásia.

Tags, ,

A hotelaria e o turismo no Brasil

O mercado hoteleiro no Brasil cresce todos os anos e depois de ser escolhido como a sede dos maiores eventos esportivos da atualidade, a Copa do Mundo de futebol, em 2014, e as Olimpíadas, em 2016, o pais acelera ainda mais a expansão nessa área.

O problema é se a demanda será atendida de forma adequada aos padrões internacionais e se teremos a chance de mostrar aos turistas uma boa imagem ou não. É aí que esbarramos na necessidade de melhorias, não apenas na hotelaria nacional, mas também em todo o setor do turismo.

Para começar, o Brasil não possui quase nada de hotelaria de luxo. O que temos, atualmente, são muitos hotéis que cobram alto e que não entregam os mesmos serviços de um hotel de luxo no exterior, e que geralmente cobram bem menos.

Hotéis considerados de luxo, nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, por exemplo, são apenas upscal nos EUA e em países da Europa. Se avaliarmos o tamanho do Brasil há poucas bandeiras “de luxo” para atender uma demanda grande e atual. As principais bandeiras que atendem esses clientes não estão no país por conta do chamado “custo Brasil”.

Além disso, faltou planejamento e investimento por parte do governo para que o setor estivesse mais a frente, contando com serviços modernos e soluções inovadoras. O setor hoteleiro no Brasil anda estagnado há muito tempo, sem inovação ou novidades. Ha quatro anos, quando foi anunciado que o país sediaria os jogos olímpicos e a Copa, foi quando os profissionais hoteleiros e os investidores viram a necessidade de melhorias nessa área. Infelizmente, muito tarde para se equiparar aos padrões internacionais e por essa razão os preços também dispararam e são cobrados valores muito acima do real.

Ainda que faltem hotéis de luxo e investimento nessa área, o que vemos é a falta de escolas e base de conhecimento para muitos profissionais do setor. Atualmente, a infraestrutura hoteleira é reduzida, não há inovação e o que surpreenda os hóspedes. Um clássico exemplo é o wi-fi, cobrado na maioria dos hotéis brasileiros e disponível gratuitamente na maioria das ruas e dos hotéis de cidades como Nova York. É claro que ainda nem todos os lugares disponibilizam o serviço gratuitamente, mas poderíamos sair na frente e já disponibilizar este serviço sem custo algum aos hóspedes.

Outro problema e a língua. Muitos brasileiros não falam inglês, na verdade apenas 5% dominam o idioma, de acordo com levantamento feito pelo British Council. Isso faz com que seja difícil a comunicação dos turistas nos hotéis e nas cidades, que também não contam com placas informativas em inglês.

Ainda há a falta de moeda nacional disponível para saque nos bancos, falta de guias turísticos, entre outros. Ou seja, falta estrutura para o turismo nacional, não apenas novidades na hotelaria, mas também novidades em todas as áreas que envolvem o turismo.

O necessário é estudar diferentes perfis de turistas, para conhecer melhor as culturas e saber como recebe-los de forma adequada, sempre surpreendendo positivamente. Ainda é preciso investir em educação hoteleira, formação de profissionais e seguir novas escolas do conhecimento, modernizar e se inspirar em modelos internacionais de sucesso. Só assim, poderemos nos equiparar aos padrões internacionais de hotelaria.

Fonte: Vaysse Consultoria

Com mais de duas décadas de experiência no setor, Patrick Vaysse lança a Vaysse Consultoria com o objetivo de revolucionar o segmento hoteleiro nacional. A empresa possui clientes e parceiros importantes no setor em que atua, além de manter contato direto com diversos investidores e empresários hoteleiros. Levando as novidades impactantes do setor e mostrando aos clientes como lidar com todas as situações que envolvem o cotidiano de um empreendimento hoteleiro, com mais de um ano de atuação no mercado brasileiro, a Vaysse apresenta as belezas inspiradas nos melhores empreendimentos do mundo afora, com um toque do que há de mais especial aqui no país. A Vayse Consultoria presta ainda serviços para bandeiras internacionais e empresas como o Grupo Accor e tem como objetivo dar todo o suporte necessário para diversos projetos hoteleiros, proprietários de hotéis e potenciais donos, a consultoria acompanha de perto o mercado mundial para sempre desenvolver novidades e soluções ideais para os seus clientes, por meio dos seus profissionais experientes, que possuem grande bagagem cultural e profissional. A empresa é a responsável por criar novos conceitos de hospedagem, restaurantes, alimentos e bebidas, hospitalidade, entre outros. Para lançar um novo empreendimento hoteleiro no mercado, revitalizar ou investir em um determinado público são necessários diversos estudos que identifiquem a melhor forma de atender a esses hóspedes. Por isso a Vaysse Consultoria traz ao mercado o foco nos investidores hoteleiros, bandeiras em funcionamento e todos os empresários da em seu empreendimento.

Tags, , ,