Tag Hewlett Packard Enterprise

Aruba é reconhecida pelo Gartner como líder em infraestrutura de acesso a redes LAN com e sem fio

Pelo 13º ano consecutivo, a Aruba, empresa da Hewlett Packard Enterprise, é escolhida pelo Gartner como líder no Quadrante Mágico em infraestrutura de acesso a redes LAN com e sem fio.

“Acreditamos que a inclusão da HPE (Aruba) no Quadrante Mágico do Gartner é uma confirmação de que estamos no caminho certo. Nós nos sentimos honrados com esse reconhecimento”, diz Eduardo Gonçalvez, country manager da Aruba. “A filosofia ‘cliente em primeiro lugar’ nos permitiu criar uma visão e uma estratégia que promove o sucesso dos nossos clientes e sermos consistentemente líderes do mercado.

De acordo com o Gartner, a evolução dos requisitos corporativos para maior inteligência de camada de acesso e a automação continua desafiando os fornecedores de rede. Líderes de operações devem avaliar a infraestrutura de LAN com e sem fio com base em necessidades cada vez mais complexas de serviços e de gerenciamento de redes de acesso. O Gartner estima que até 2020, apenas 40% das equipes de operações de rede usarão a interface de linha de comando (CLI) como sua principal interface, abaixo dos 75% em 2018. A adoção de redes gerenciadas em nuvem por empresas de todos os tamanhos dobrará, passando de menos de 10% em 2018 para mais de 20% até o final do ano de 2023.

Embora a missão da Aruba seja permitir experiências memoráveis para seus clientes, a empresa também busca simplificar a vida do pessoal de TI, eliminando a complexidade das operações de rede nos ambientes móveis, de IoT e na nuvem cada vez mais imprevisíveis, onde os incidentes de cibersegurança atingiram um nível histórico, e que não podem ser resolvidos com as redes legadas. É por isso que a Aruba criou a Arquitetura Mobile First: para conectar com segurança dispositivos móveis, e agora a IoT também. Ela foi construída especificamente para a era digital, possibilitando a rápida inovação e transformação de redes para fornecer experiências incríveis e simplificar a vida do pessoal de TI. A Arquitetura Mobile First fornece uma experiência de rede segura, inteligente e ininterrupta em uma arquitetura única, aberta, definida por software, que cobre desde os ambientes de campus até as filiais, garantindo uma experiência de TI consistente em todas as localidades

“Seguimos comprometidos com o sucesso dos nossos clientes, ajudando a acelerar a transformação digital e a sua evolução de fornecedores de bens e serviços para empresas que proporcionam experiências incríveis aos seus usuários e clientes. É desta forma que nossos clientes geram vantagem competitiva, fortalecem a fidelidade e aumentam o engajamento e a retenção dos funcionários”, finaliza Gonçalves.

A Aruba, empresa da Hewlett Packard Enterprise, fornece soluções de rede de próxima geração para organizações de todos os tamanhos do mundo inteiro. A empresa provê soluções de TI e de cibersegurança que permitem às organizações atender à geração mais recente de usuários móveis conectados que fazem uso de aplicativos de negócios na nuvem para cada aspecto do trabalho e da vida pessoal.

Tags, , , , , ,

Além da produtividade: o lado humano do ambiente de trabalho digital quantificado

Funcionários que trabalham em ambientes digitais não apenas são mais produtivos como também mais motivados, têm uma taxa maior de satisfação com seus trabalhos e registram maior sensação de bem-estar, segundo um estudo global da Aruba, uma empresa da Hewlett Packard Enterprise.

O estudo, The Right Technologies Unlock the Potential of the Digital Workplace (“Tecnologias certas destravam o potencial do lugar de trabalho digital”), revela tanto os benefícios para os funcionários como para os negócios que um ambiente de trabalho mais focado no digital. E mostra como as companhias que são menos evoluídas tecnologicamente correm o risco de ficarem para trás de seus concorrentes e de não atraírem os melhores talentos. A pesquisa também aponta que as companhias devem estar mais atentas, à medida que os funcionários em um ambiente digital estão assumindo riscos maiores com relação à segurança de dados e informações.

Temas principais e resultados

O estudo, que conta com dados de 7 mil empregados entrevistados em 15 países, revela um verdadeiro abismo entre a performance e o sentimento dos trabalhadores de um ambiente de trabalho digital mais avançado e o dos que trabalham em ambientes que têm um nível inferior de digitalização.

Vários temas se destacaram:

Além da produtividade, ferramentas digitais proporcionam benefícios para as pessoas: “Revolucionários digitais” – funcionários identificados como aqueles que trabalham em ambientes digitais plenos, onde as novas tecnologias de trabalho são utilizadas de forma ampla – 51% estão mais proprensos a ter alta satisfação no trabalho e 43% têm maior probabilidade de ter uma percepção positiva sobre sua vida no trabalho que os chamados “Atrasados digitais” – aqueles que têm menos acesso a tecnologias no ambiente de trabalho. Os revolucionários também são 60% maior propensos a serem motividados no trabalho e 91% têm maior probabilidade de defender a visão de sua companhia.

O trabalho digital também impulsiona o desenvolvimento profissional: 65% dos Revolucionários afirmaram que têm visto um desenvolvimento profissional e crescimento com o uso da tecnologia digital, em comparação com apenas 31% dos Atrasados. Com um ambiente de trabalho digital, 72% dos Revolucionários registram uma maior habilidade para incorporar novas habilidades profissionais, em comparação com 58% dos Atrasados.

Ganhos comprovados de produtividade com a tecnologia digital: 73% dos Revolucionários Digitais reportaram um impacto positivo em sua produtividade e 70% citaram melhorias na colaboração graças às tecnologias digitais, contra 55% dos Atrasados.

Avanços contínuos na tecnologia digital e na automação criam as condições necessárias para melhores experiências no ambiente de trabalho: embora a automação possa ser vista como uma ameaça para a segurança no trabalho, nossa pesquisa descobriu que há um grande entusiasmo com ela. 71% dos entrevistados disseram que receberiam com satisfação um ambiente de trabalho totalmente automatizado no futuro, permitindo que as organizações construam ambientes de trabalho mais inteligentes e efetivos.

“Não importa qual indústria, nós temos visto um movimento no sentido de locais centrados no ser humano, com as empresas trabalhando para atender às expectativas em rápido ritmo de mudança sobre como as pessoas querem trabalhar”, Joseph White, Diretor de Estratégia de Ambiente de Trabalho, Design e Gerenciamento, da Herman Miller. “Isso depende da combinação de avanços em tecnologia – que incluem o mobiliário – com as ciências cognitivas para auxiliar as pessoas a se engajarem com o trabalho de novas formas. Isto não apenas significa experiências premium para os indivíduos, mas também a oportunidade para as organizações de atrair e manter os melhores talentos.”

“A própria natureza do termo ‘ambiente de trabalho’ tem se transformado, com as companhias começando a perceber que um espaço efetivo é focado na experiência e deve acomodar estilos de trabalho abrangendo diversas gerações e tipos de personalidades”, afirmou Francisco Acoba, diretor geral da Deloitte Strategy & Operations.

“Isso introduz novos processos onde soluções de TI, sistemas prediais e mobiliário interagem de forma harmoniosa com as pessoas para criar esses espaços. Indepedentemente da situação específica de sua empresa, onde os espaços se tornam fatores ativos da experiência de usuário isso beneficia o resultado final. No final das contas, trabalhadores que se sentem confortáveis em um espaço cumprem melhor suas tarefas. São aqueles que não vão eventualmente migrar para uma opção mais convidativa”.

Riscos emergentes

O estudo também identificou que os empregados estão entusiasmados com a nova tecnologia e têm o desejo de que seus empregadores ofereçam mais ferramentas. Quase todos os entrevistados (93%) acreditam que seu ambiente de trabalho poderia ser melhorado com o melhor uso da tecnologia, enquanto que 64% afirmaram que sua companhia ficará para trás em relação à concorrência se novas tecnologias não forem implementadas. A mesma porcentagem (64%) acredita que um escritório tradicional se tornará obsoleto graças aos avanços tecnológicos.

– Mundialmente, 69% dos entrevistados disseram que suas companhias têm investido no ambiente de trabalho digital nos últimos anos e que o interesse em uma nova geração de tecnologias tem crescido, incluindo ferramentas para prédios inteligentes que automatizam o controle de temperatura e a iluminação (24%), controle por voz e tecnologia sem fio de AV (23%) e aplicativos móveis corporativos personalizados (23%).

– A maioria dos entrevistados acredita que a tecnologia digital propicia um ambiente de trabalho mais eficiente (56%), mais colaborativo (52%) e mais atrativo (47%). Embora os benefícios do ambiente de trabalho digital sejam amplos, o estudo também revela que a cibersegurança é um desafio para os trabalhadores.

– Embora os funcionários apontem um alto nível de consciência relacionado à cibersegurança (52% pensam na segurança com frequência ou diariamente), eles também admitem correrem mais riscos com os equipamentos e dados da empresas, com 70% admitindo adotar comportamentos de riscos como o compartilhamento de senhas e equipamentos.

– Um quarto (25%) dos funcionários se conectaram a redes Wi-Fi potencialmente inseguras nos últimos 12 meses, 20% disseram que utilizam a mesma senha em várias aplicações e contas e 17% admitem que escrevem suas senhas para que possam lembrar delas.

O caminho a seguir

Essas informações indicam que as companhias devem se adaptar para impulsionar os benefícios da nova tecnologia de ambiente de trabalho digital, ao mesmo tempo que precisam minimizar os riscos de segurança. A Aruba recomenda que as organizações adotem as seguintes ações:

Adote uma estratégia de ambiente de trabalho digital: os departamentos de TI precisam trabalhar com os gerentes de negócio, usuários finais e outros interessados para definir um cronograma para a evolução do ambiente de trabalho digital. Isso inclui ir além de tecnologias já estabelecidas para implementar novas ferramentas, tais como sensores inteligentes e aplicativos móveis personalizados, que irão criar experiências de ambiente de trabalho cada vez mais personalizadas.

Construa espaços digitais de trabalho colaborativos: as empresas precisam pensar sobre como os espaços de trabalho digitais podem ir além de seus escritórios centrais para suportar os trabalhadores remotos, parceiros e clientes. Os líderes de TI precisam planejar e investir em um ambiente de trabalho sem fronteiras.

Incorporar segurança a partir do zero: as companhias devem planejar o ambiente de trabalho digital seguro como uma parte integral do projeto, levando em conta a possibilidade de erros humanos e outros fatores negativos. Para atingir um ótimo nível de segurança que pode se adaptar a mudanças e ao desconhecido, a TI deve estar atenta a tecnologias emergentes em redes, computação na nuvem, inteligência artificial e machine-learning (aprendizado de máquina).
“A consumerização do ambiente de trabalho é um movimento real. Os funcionários são consumidores e nós trazemos expectativas de consumidores conosco para o trabalho,” disse Janice Le, diretora de marketing da Aruba, uma empresa da Hewlett Packard Enterprise. “O local de trabalho está se tornando mais inteligente, sendo assim, os funcionários estão trabalhando de forma mais inteligente.”

Um novo paradigma começa a emergir onde as tecnologias de prédios inteligentes encontram uma interseção com o ambiente de trabalho digital para formar o Smart Digital Workplace (Ambiente de Trabalho Digital Inteligente). Aqui é onde os projetos focados no homen encontram a IoT (Internet das Coisas, da sigla em inglês) e construem a automação. O Smart Digital Workplace permite experiências personalizadas tais como móveis conectados e iluminação inteligente que se adapta ao usuário. Os prédios podem se tornar mais verdes ao otimizarem de forma dinâmica o uso de energia, tendo como base os hábitos de seus funcionários. Esses novos casos de uso não apenas impulsionam a produtividade dos trabalhadores como também aprimoram a eficiência, ao mesmo tempo que colocam as pessoas no centro do processo.

Le concluiu: “Este estudo global indica que a escolha, personalização, facilidade e automação estão aprimorando os vários níveis das organizações que estão definindo o futuro do trabalho. Nosso próprio local de trabalho é um laboratório vivo para o Smart Digital Workplace e nós estamos vendo resultados como contratação mais rápida e maior nível de aceitação de ofertas. Os benefícios são tangíveis e vão além da produtividade.”

Para ler o relatório completo, acesse: www.arubanetworks.com/TheWorkplaceofheFuture

Tags, , , , ,

Aruba anuncia novo country manager para o Brasil

Aruba, uma empresa da Hewlett Packard Enterprise, nomeou Eduardo Gonçalves para liderar a operação brasileira da companhia. Responsável por conduzir os negócios da empresa no País em vários segmentos incluindo Operadoras, Enterprise e SMB, ele continuará ampliando a relevância de Aruba na América Latina e consolidando-a como referência para o mercado corporativo em soluções de mobilidade, conectividade e segurança.

No início de dezembro Eduardo Gonçalves será o anfitrião do Aruba Atmosphere Regional Sao Paulo, a primeira edição do encontro promovido pela companhia globalmente para antecipar tendências tecnológicas. Este evento inédito reunirá mais de 600 especialistas em redes para conhecer a visão da Aruba sobre “digital spaces”, bem como inovações tecnológicas em acesso inteligente. A Aruba também mostrará como potencializar redes e tornar os ambientes corporativos em espaços seguros, flexíveis e colaborativos, que estão rapidamente impulsionando as empresas para a inovação.

Eduardo apresentará o portfólio da Aruba, ilustrando os benefícios a parceiros e clientes a partir da adoção dessas soluções de negócios. O Atmosphere Regional será realizado no dia 6 de dezembro na sede da Fecomércio, em São Paulo.

Ao longo de sua trajetória profissional, Eduardo trabalhou em diversas empresas do setor de TI/Telecom, como Cisco Systems, 3COM e Telefónica. Ingressou na Hewlett Packard Enterprise há seis anos e desde então atuava como gerente de vendas. É graduado em Engenharia Elétrica na FEI, pós-graduado em Administração pela Fundação Getulio Vargas (FGV) e tem MBA em Gestão Empresarial na Fundação Instituto de Administração (FIA).

Tags, , , , ,

Aruba lança solução de Wi-Fi focada para empresas de pequeno porte com gerência simplificada e por aplicativo móvel

OC20accessPoint_LF

 

A Aruba, empresa da Hewlett Packard Enterprise, anuncia uma nova solução de Wi-Fi que fornece a pequenas empresas uma rede sem fio de nível corporativo, segura e confiável, com APs fáceis de configurar via um aplicativo móvel intuitivo. O HPE OfficeConnect OC20 é uma solução econômica desenvolvida para empresas sem recursos de TI dedicados. Com o OC20, pequenas empresas de qualquer vertical, podem implementar e gerenciar a rede Wi-Fi de maneira rápida.

Organizações de menor porte estão adotando aplicativos para smartphones, tablets e outras aplicações que ficam hospedadas na nuvem. Cerca de metade (43%) dos responsáveis usam seu smartphone conectado à rede Wi-Fi como o principal dispositivo para executar suas operações, e 65% fazem a contabilidade em aplicativos na nuvem, o que confirma a necessidade de conectividade sem fio confiável e onipresente. Mesmo com benefícios competitivos e operacionais claros da mobilidade, o fator determinante geralmente se refere à instalação e configuração. Geralmente, as pequenas empresas têm recursos de TI bem limitados, então é essencial ter uma opção que seja simples de ser configurada e que eles possam contar com a ajuda de uma revenda se necessário.

O HPE OfficeConnect OC20 resolve esses desafios, oferecendo às empresas de pequeno porte uma ferramenta intuitiva e econômica, simples de gerenciar sem a necessidade de conhecimento técnico avançado. Os revendedores podem agora prover aos seus clientes uma solução rápida de rede Wi-Fi de nível corporativo que mantém seus funcionários conectados e produtivos.

Menos problemas com uma solução confiável de nível comercial

Os AP’s OC20 oferecem conectividade Wi-Fi de alto desempenho e confiável para operar as aplicações fundamentais aos negócios, incluindo voz, vídeo e aquelas na nuvem. Otimizam de forma inteligente a cobertura e o desempenho da rede sem fio, além de minimizar a interferência, intensificando a experiência do usuário final. O filtro de sites integrado bloqueia o acesso a sites mal-intencionados, protegendo o sistema de pequenas empresas de ameaças online e sites inadequados ou fora de conformidade.

Reduza o tempo de configuração com o aplicativo móvel intuitivo

Com o aplicativo móvel OfficeConnect, a empresa ou os seus revendedores podem configurar e monitorar uma rede em questão de minutos a partir de qualquer local. Múltiplos escritórios podem ser gerenciados de uma só vez, podendo resolver rapidamente às mudanças na rede e eventuais interrupções remotamente, sem indisponibilidade da rede.

Quando as empresas estiverem prontas para expandir sua rede, os novos APs OC20 podem ser automaticamente incorporados copiando as configurações de um AP OC20 configurado anteriormente. A solução permite criar uma rede para visitantes opcional e separada com a opção de acesso aberto para visitantes, login na rede Wi-Fi por meio de senha simples ou conta de Facebook, incluindo o logotipo da empresa para promover a marca da mesma customizando a página de acesso.

Recursos remotos de monitoramento e solução de problemas

O aplicativo móvel OfficeConnect para iOS ou Android oferece recursos de monitoramento e solução de problemas. Um painel de controle da rede fornece visibilidade do sistema rapidamente, incluindo informações sobre desempenho da rede sem fio, número de dispositivos e de quem está conectado.

Além do AP OC20, a Aruba oferece o switch OfficeConnect 1920S, que protege e amplia os sistemas de pequenas empresas. O 1920S também pode ser monitorado pelo aplicativo móvel OfficeConnect.

O HPE OfficeConnect oferece mais recursos de maneira simplificada, permitindo que pequenas empresas compartilhem recursos e colaborem como uma rede corporativa, mas sem a necessidade de uma configuração muito complexa. Para organizações de pequeno porte que estão começando ou já planejando expandir seus negócios, a solução OfficeConnect os permite implementar uma rede sem fio de nível comercial que atenda suas necessidades em cada etapa do seu crescimento.

Tags,

Tech Data expande acordo com a Hewlett Packard Enterprise para o Brasil

A Tech Data Corporation (Nasdaq: TECD) anuncia hoje que sua área de Technology Solutions, antes uma divisão da Avnet e agora parte da Tech Data, passará a distribuir os produtos com tecnologias inovadoras para data center da Hewlett Packard Enterprise (NYSE: HPE) no Brasil. Na região das Américas, as empresas já atuam em parceria nos mercados do México, Caribe, Chile, Colômbia, Estados Unidos e Canadá. Premiada pela HPE, a Tech Data distribui os produtos da marca em mais de 20 países.

Pelo acordo, a Tech Data fornecerá aos canais parceiros uma ampla variedade de recursos para ajudá-los a aproveitar oportunidades de negócios nas áreas de análise de dados, big data, computação na nuvem e infraestrutura convergente.

O portfólio da HPE à disposição dos canais parceiros da Tech Data no Brasil inclui toda linha de servidores rack e blades, HPE Synergy, HPE Hyper Converged Operating Environment, soluções de armazenamento via de software StoreVirtual, armazenamento HPE 3PAR Flash, proteção de dados StoreOnce, bibliotecas de fitas StoreEver, soluções de networking para data centers e serviços especializados PointNext.

A combinação única dos serviços completos de suporte ao ciclo de vida da Tech Data e do portfólio de tecnologia empresarial da HPE permite que os parceiros acelerem o crescimento de seus negócios em um mercado em rápida transformação. Ao trabalharem em conjunto, a Tech Data e a HPE reduzem as barreiras dos parceiros à entrada em novas oportunidades, permitem que elas ganhem mais negócios maiores e reduzam seus custos.

“O compromisso da Tech Data com os seus canais parceiros e integradores é desenvolver e entregar soluções de negócios que combinem serviços de alto valor agregado e soluções de software e hardware de ponta. A extensão desse acordo de distribuição para o Brasil possibilitará aos nossos parceiros locais fornecerem soluções inovadoras e completas de infraestrutura convergente baseadas nas tecnologias da HPE e capazes de gerar um impacto positivo nos negócios dos seus clientes, otimizando seus investimentos em TI”, analisa Carlos Negri, vice-presidente e gerente-geral da Tech Data Technology Solutions Brasil.

“Nossa parceria com a Tech Data é muito importante em outros países e o início desta operação no Brasil será uma ótima oportunidade para nossos clientes, uma vez que desenvolvamos projetos integrados e completos de acordo com suas necessidades”, diz Fatima Morganti, diretora de vendas indiretas da HPE.

Como estratégia para dar suporte a essa parceria, a Tech Data criou um grupo dedicado às soluções HPE no Brasil, uma equipe de especialistas à disposição dos parceiros de negócios para ajudá-los a aumentar a comercialização de soluções para data centers utilizando as tecnologias corporativas da HPE. O objetivo é acelerar o sucesso desses canais.

Esse grupo será liderado por Walter Martins, senior supplier manager, e por Marcos Santos, que atuará como brand executive da unidade de negócios da HPE na Tech Data TS no Brasil. Além de possuir experiência técnica e em venda de tecnologias de data centers, principalmente as relacionadas à infraestrutura convergente, Marcos Santos acumula 15 anos de conhecimento em soluções HPE.

Além de uma equipe dedicada, a Tech Data oferece aos seus canais especialistas em treinamento técnico e a possibilidade de realizar o POC (provas de conceito) com soluções HPE em seu Demo Center. Com a sua abordagem especializada em soluções, a Tech Data também fornece conhecimentos extensivos em segmentos complementares do mercado de tecnologia, incluindo computação cognitiva, análise de dados, datacenter, Internet de Coisas (IoT), mobilidade, redes corporativas, além de treinamentos e educação.

Tags, , , ,