Tag Hélio Bruck Rotenberg

Positivo Informática anuncia parceria estratégica com VAIO Corporation para retorno da marca ao mercado brasileiro

view.aspx

Os notebooks VAIO® passam a ser fabricados e comercializados no Brasil, em uma operação conjunta com a Positivo Informática, na primeira parceria internacional nesse formato, anunciada pela VAIO Corporation. Com isso, o Brasil entra na mira da VAIO, uma das mais conceituadas marcas globais de tecnologia, que continua responsável por todo o processo de desenvolvimento de seus equipamentos, vendidos no mercado nacional a partir de outubro deste ano.

A assinatura do contrato entre VAIO e Positivo para atuação no Brasil foi realizada após auditoria de executivos da corporação de todos os processos produtivos, de pós-venda, comercial e de marketing da Positivo. “Certamente, é motivo de imenso orgulho para todo o nosso time nos tornarmos hoje a primeira parceira internacional da VAIO nesse modelo de negócios. A assinatura do acordo foi realizada por atendermos todos os requisitos para produção e gestão local dos serviços de pós-venda, após uma imersão meticulosa de executivos da companhia em nossas unidades. Enxergamos excelentes oportunidades, especialmente pela sinergia e complementaridade de portfólios de VAIO e Positivo, que nos fortalece ao possibilitar atendermos a distintas necessidades de uso dos consumidores brasileiros”, destaca Hélio Bruck Rotenberg, presidente da Positivo.

A Positivo contará com linhas fabris adequadas para produzir diversos modelos, uma equipe de pós-venda dedicada à VAIO e um time de marketing e vendas preparado para atender aos consumidores brasileiros. A VAIO continua responsável pelo desenvolvimento de todos os produtos. Sua equipe de engenheiros e designers é reconhecida mundialmente pelo controle de qualidade com cada de detalhe, cada funcionalidade, definindo computadores e tablets de design, usabilidade e durabilidade superiores, definida com perfeição em seu slogan nas campanhas que serão veiculadas no Brasil: The Art of Technology. “O portfólio de produtos VAIO está sensacional. Estamos certos que os brasileiros se surpreenderão com os notebooks, que já poderão ser vistos a partir de outubro nas boas redes varejistas do país”, comenta Hélio.

Tags, ,

Positivo inicia a produção de notebooks e tablets na África

Com o grupo argentino BGH como sócio, a companhia continua seu processo de internacionalização com o início da fabricação própria nesta semana em Ruanda, na capital Kigali. A operação começa com 750 mil equipamentos vendidos para entrega nos próximos cinco anos para o governo ruandês

A Positivo BGH, joint venture da Positivo com o grupo argentino BGH, inaugura fábrica em Kigali, em Ruanda, marcando a entrada da companhia no continente africano. Os primeiros equipamentos educacionais que saem das linhas de produção fazem parte do acordo firmado com o Ministério da Educação de Ruanda para contratação de um volume mínimo de 750 mil dispositivos, com cronograma de entregas distribuído ao longo de cinco anos para atender aos alunos de ensinos fundamental e médio. A operação é iniciada oito meses após a assinatura do acordo, em uma área de 7,5 mil m² e com capacidade produtiva nominal de 60 mil PCs e tablets por mês.

“Enxergamos a África como um mercado muito interessante para ofertarmos tecnologia de qualidade a preços acessíveis, com já fazemos no Brasil, Argentina e Uruguai, principalmente porque os produtos vão competir de forma justa no mercado local por serem feitos em Ruanda. Somamos 26 anos de atuação com experiências fantásticas nos segmento de tecnologia educacional e estamos confiantes no sucesso dessa iniciativa do governo ruandês”, diz Hélio Bruck Rotenberg, presidente da Positivo no Brasil.
O incentivo ao desenvolvimento social e à educação são prioridades para o governo local, com engajamento do setor privado. O treinamento dos colaboradores começou em junho, com cerca de 90% da mão de obra de ruandeses. “Nossa ideia é a transferência de conhecimento para a população, integrando-a nesta e em outras unidades que poderão ser construídas em um futuro próximo na África. Nossa prioridade é atender ao cronograma de governo, mas estamos nos preparando para alcançar consumidores finais por meio de vendas diretas e do varejo.Também buscaremos ofertar mais dispositivos em Ruanda, como smartphones, e avaliamos ingressar em outros países africanos que estão atraindo consistente investimento estrangeiro”, complementa Hélio.

Tags, , ,