Tag Governo do Paraná

A busca do Paraná para se tornar uma potência econômica

Foto: Agência de Notícias do Paraaná

Primeiro estado brasileiro a receber dois empreendimentos da rede Hard Rock, o Paraná quer alavancar o crescimento regional e aumentar as relações econômicas para atrair novos empreendimentos, gerar emprego e estabelecer o desenvolvimento sustentável das cidades.

Para abrir tantas portas, o governador do Estado do Paraná, Carlos Massa Ratinho Júnior, se inspira em países que souberam dar um salto qualitativo em sua economia quando entenderam e investiram em sua principal vocação. Ele cita o caso de Israel com a tecnologia e da Alemanha com a educação.

No caso do Paraná, Ratinho Júnior vê no agronegócio a maior oportunidade para materializar projetos em diferentes frentes. O Paraná, considerado o quinto Estado mais rico do País, se destaca com um dos principais produtores de proteína animal do Brasil e também na produção de grãos.

Na segunda-feira (11/11), o governador se reuniu com integrantes do Conselho Político e Social (COPS), coordenado por Heráclito Fortes, e Conselho de Economia (COE), coordenado por Roberto Macedo, da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) para discutir as oportunidades de gestão e inovação do Paraná.

O desejo de consolidar o Paraná no fornecimento de alimentos, segundo Ratinho Júnior, passa por alguns gargalos logísticos, especialmente, na criação de condições para escoar a produção e exportar de forma mais eficiente para países, como China e Estados Unidos.

“Estamos organizando o Estado para alcançar esse posto. Já somos o maior produtor de carnes do País. No futuro, o mundo vai precisar cada vez mais de comida e o Paraná pode se destacar nesse cenário, já que ninguém produz em quantidade e em variedade como o nosso Estado”, diz.

Para tanto, há alguns projetos em discussão, como a entrada do Estado no leilão de concessões de aeroportos. Outro deles é a criação da ferrovia bioceânica, que ligará os portos de Paranaguá, no litoral do Estado, ao de Antofagasta, no Chile.

De acordo com o governador, os cálculos mostram que essa ferrovia conseguiria baratear em 40% o custo logístico de exportação para a Ásia, por exemplo.

A iniciativa de criar um banco de projetos para investir R$ 350 milhões em obras foi exaltada por Alfredo Cotait, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado (Facesp). A ideia é viabilizar e agilizar obras de reestruturação de rodovias, ferrovias e investimentos em segurança pública.

“Pensar nesse formato é inédito e pode resolver gargalos históricos. É muito importante enaltecer uma gestão pensada em longo prazo, como esse banco que vai ficar por muitos anos à disposição dos próximos governantes”, diz Cotait.

Durante a sua apresentação, o governador afirmou que também aposta no setor de turismo como uma das principais matrizes econômicas do Paraná, colocando especialmente, Foz do Iguaçu na rota turística internacional, além de promover o trânsito interno de turistas do próprio Estado com a melhoria nas rodovias.

Na opinião de Ratinho Júnior, o desenvolvimento deste setor é a forma mais barata de ampliar a geração de empregos no Paraná. A transformação dessa área passa pelo investimento em infraestrutura, comunicação, qualificação e parcerias com a iniciativa privada.

Ele cita a abertura do Hard Rock Hotel Ilha do Sol, no Norte do Paraná como exemplo de desenvolvimento regional a partir do turismo. O novo empreendimento vai criar 500 novas vagas diretas e 1,2 mil indiretas, a partir da inauguração, entre 2020 e 2021.

O economista Roberto Macedo enalteceu o ritmo de crescimento do Estado e o bom desempenho paranaense, especialmente, no setor agropecuário e industrial.

“Estamos num momento tão insólito no Brasil em que miramos nas mazelas, então nos surpreende ouvir falar de iniciativas que estão funcionando tão bem”, diz.

Tags, , , ,

Paraná passa a ter Comitê Gestor de Governança do setor de Tecnologia da Informação e Comunicações

Adriano Krzyuy, vice de Articulação Política da Assespro-Paraná, governador Beto Richa e Sandro Molés da Silva, presidente da Assespro-Paraná

Adriano Krzyuy, vice de Articulação Política da Assespro-Paraná, governador Beto Richa e Sandro Molés da Silva, presidente da Assespro-Paraná

Em cerimônia no Palácio Iguaçu, em Curitiba, o governador Beto Richa assinou o decreto que estabelece uma governança para o setor de Tecnologia da Informação e Comunicações no Paraná. O objetivo é proporcionar desenvolvimento integrado de diversas áreas da economia estadual com apoio de tecnologia, unindo esforços de setor público, empresariado e academia.

A Governança de TIC faz parte do Programa Paraná Inovador, da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e é vinculada à Rede de Arranjos Produtivos Locais.

O governador do Paraná destacou a importância do setor de tecnologia para o desenvolvimento do estado. “Quem trabalha e quem produz merece o nosso apoio e o nosso respeito. Este setor, que congrega Arranjos Produtivos Locais, tem gerado riquezas e ajudado na formação da nossa economia. Basta ver o exemplo do Vale do Silício, nos Estados Unidos, Então, resolvemos criar aqui um sistema de governança com apoio do setor publico, reunindo várias secretarias como a de Ciência e Tecnologia, Fomento Paraná, secretaria de Planejamento, Celepar e Copel na busca de uma eficiência ainda maior desse setor”, explica Beto Richa.

João Carlos Gomes, secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior afirma que o Paraná é privilegiado pela organização e pela estrutura do setor produtivo. “E este setor de TIC tem uma qualidade muito grande. Seremos cada vez mais parceiros para o desenvolvimento de nosso estado”, completa.

O deputado estadual Guto Silva, que trabalha para o fortalecimento de uma bancada de tecnologia na Assembleia Legislativa, destacou o desempenho dos APLs que, segundo ele, “têm uma força impressionante”. Guto Silva conheceu os Arranjos Produtivos Locais de TIC em uma reunião estadual no Sebrae, em Pato Branco, no início de uma aproximação com a Assespro-Paraná, entidade que representa as empresas do setor.

Adriano Krzyuy, vice-presidente de Articulação Política da Assespro-Paraná, valorizou o apoio dos empresários na cerimônia: “O histórico da rede APL se concretiza e reforça a governance estadual. Temos APLs nas seis regionais da entidade e, nessa linha, vamos criar muitas iniciativas e conquistar muitos resultados para as empresas e toda a comunidade do Paraná”.

O presidente da Assespro-Paraná, afirma que o momento é de celebração de uma conquista de sete anos de trabalho. “Envolvemos, no início, os empresários, representados, hoje, pelos Arranjos Produtivos Locais, em um proceso conduzido pela Assespro juntamente com o Sebrae”,explica Sandro Molés da Silva. Ele também enaltece a iniciativa do Paraná ao criar uma governança de tecnologia. “O Brasil tem um estado diferenciado. A integração do setor público com a academia e iniciativa privada é fundamental. Essa medida mostra que o apoio à tecnologia é uma política de Estado no Paraná”, finaliza Sandro.

O Comitê Gestor é presidido pelo secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e composto por representantes da Secretaria Estadual do Planejamento e Coordenação Geral; do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar); da Copel Telecomunicações; da Celepar; Fomento Paraná; da Comissão de Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa, do Parque Tecnológico de Itaipu, pelas Federações da Indústria (Fiep) e Comércio (Fecomércio), Sebrae-PR; Assespro-Paraná, pelo APL de TI de Londrina e Região, APL de Software de Maringá e Região, APL Iguassu-IT (Oeste do Paraná), APL de TI do Sudoeste do Paraná, APL de TIC de Ponta Grossa e Região, APL de TI de Curitiba, Universidades Estaduais do Paraná, Universidade Federal do Paraná, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, do Centro de Tecnologia da Informação da Universidade Positivo.

Tags, , , , , , , , , ,

Renault apoia restauração do Teatro Guaíra em Curitiba

A Renault do Brasil, em parceria com o Governo do Estado do Paraná através da Secretaria de Cultura, anunciou hoje o seu apoio à restauração do mais tradicional teatro do Paraná e um dos mais importantes do Brasil: o Teatro Guaíra. Símbolo cultural da cidade de Curitiba, ele receberá investimentos de R$ 2,8 milhões da Renault para reforma de suas instalações. A expectativa é de que as obras sejam concluídas até dezembro deste ano.

“É um grande orgulho para todos nós, da Renault, participarmos da restauração do Teatro Guaíra, que além de ser um símbolo de Curitiba e do Paraná é reconhecido por sua relevante contribuição às artes e à cultura”, destacou Olivier Murguet, presidente da Renault do Brasil. Os recursos serão destinados à recuperação do auditório Bento Munhoz da Rocha Netto, mais conhecido como “Guairão”, que em dezembro próximo completará 40 anos, e à troca das cortinas do Auditório Salvador de Ferrante, o “Guairinha”.

Inaugurado no dia 12 de dezembro de 1974, o Guairão já foi palco de grandes nomes do teatro e da música brasileira e internacional, como Fernanda Montenegro, Paulo Autran, Roberto Carlos, Chico Buarque, entre tantos outros. Bailarinos famosos como Rudolf Nureyev e Margot Fonteyn, e maestros renomados como Zubin Mehta e Isaac Karabtchevsky, também já se apresentaram no Guairão. Além disso, é a casa do Balé Teatro Guaíra e da Orquestra Sinfônica do Paraná, que são reconhecidos internacionalmente pela qualidade dos seus trabalhos.

O Guairão ainda não havia passado por nenhuma reforma desde a sua inauguração. Os recursos agora disponibilizados serão aplicados especialmente no restauro das poltronas e na troca de toda a forração da sala e das cortinas. O Teatro Guaíra, mantido pelo Governo do Estado, é tombado pelo Patrimônio Histórico do Paraná desde 2003 e só em 2013 recebeu mais de trezentas mil pessoas em seus auditórios.

RENAULT NA CENA CULTURAL

Há 15 anos produzindo no País, a Renault é uma empresa paranaense e quer estar cada vez mais próxima da sociedade, desenvolvendo ações que promovam o seu desenvolvimento social e cultural. Além do apoio à restauração do Teatro Guaíra, a Renault participa também de outras importantes iniciativas nas áreas artísticas, culturais e esportivas do Paraná.

Neste ano, a Renault voltou a patrocinar, pelo segundo ano consecutivo, a realização do Festival de Teatro de Curitiba, um dos mais importantes do País. Também na capital paranaense, a Renault detém, desde 2012, os direitos de naming rights do Expo Renault Barigui, um centro de exposições instalado no principal parque da cidade, o Barigui.

No ano passado, através de parcerias com a Secretaria do Esporte do Estado, a Renault apoiou a reforma do Centro de Excelência em Ginástica do Paraná (Cegin), voltado à preparação de atletas da ginástica artística brasileira. Ainda em 2013, na cidade de Paranaguá, apoiou também a recuperação do prédio (um edifício histórico com quase 170 anos) e instalação da Biblioteca Mário Lobo, primeira sucursal da Biblioteca Pública do Paraná, cujo acervo soma 10 mil volumes.

A Renault também detém, desde 2012, os direitos de naming rights do Teatro Renault, principal sala de espetáculos musicais de São Paulo, de projeção internacional. Em cartaz com um dos espetáculos de maior sucesso na Brodway, o Rei Leão já levou aproximadamente 450 mil pessoas em mais de 300 apresentações desde sua estreia.

INSTITUTO RENAULT

O Instituto Renault, lançado em 2010, reforça a disposição da Renault em contribuir para a melhoria de vida dos brasileiros e a preservação da biodiversidade. Sua atuação está voltada a quatro eixos principais: Educação, Segurança no Trânsito, Desenvolvimento Social e Diversidade e Sustentabilidade Ambiental e Mobilidade. Em 2013, o Instituto realizou investimentos de R$ 8,6 milhões, em ações que impactaram mais de 160 mil pessoas.

Tags, , ,

Governador do Paraná Beto Richa participa do programa Roda Viva

Tags, , ,

Novo Data Center: serviços do Governo do Estado na internet já estão disponíveis

Os sites e serviços do Governo do Estado estão disponíveis desde as duas horas da manhã desta segunda-feira (23). A complexa operação de migração de equipamentos para o novo Data Center da Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar), iniciada às 18h de sexta-feira (20), foi concluída com dez horas de antecedência. A previsão era que os sites estariam fora do ar até o meio-dia de hoje (23).

A operação incluiu a transferência de 750 equipamentos para uma nova sala cofre. Com o novo espaço, o Paraná passa a ter estrutura compatível com padrões internacionais de segurança e disponibilidade, garantindo a integridade do conjunto de sistemas informatizados que atendem a toda a administração.

Para a população, isso significa maior segurança e disponibilidade das informações do Governo do Estado.

Os serviços mais acessados pelos paranaenses estão nos portais do Detran e da Secretaria da Fazenda.

Fonte: Governo do Paraná

Tags, ,