Tag G Suíte

Conheça 4 erros comuns na gestão de dados – Por Cláudio Santos

Atualmente, a gestão de dados é uma das áreas mais importantes dentro das companhias. O setor é responsável em desenvolver e administrar, de modo centralizado, as estratégias, procedimentos e práticas no processo de gerenciamento dos recursos, incluindo todo o planejamento para a sua definição, padronização, organização, proteção e utilização.

Entretanto, durante as atividades que demandam uso de dados, eventualmente ocorrem erros. No dia a dia da gestão organizacional, estamos presos a padrões corporativos que exigem um gerenciamento eficiente. São eles: identificar e resolver problemas.

Dessa forma, confira quatro erros comuns relacionados à gestão de dados:

1. Não definir metas

A falta de objetivos já ocasionou a falha de projetos por conta do problema na gestão dos dados. Nesses momentos, a principal pergunta que deve ser feita é: “Onde desejo chegar?” Dessa forma, é possível gerenciar as informações de maneira mais assertiva, criando um bom plano de ações em conjunto.

2. Não estipular qual o seu público

Atirar para todos os lados não significa acertar o alvo. É importante esclarecer que quanto mais pessoas a empresa quiser atingir, sem que ocorra um padrão ou critério que defina as características desses indivíduos, mais difícil será de obter os resultados desejados. Além de uma boa definição de metas, é preciso realizar uma profunda análise de segmentação, onde o uso dos dados possa ser mais específico. Tendo uma mira certa, a decisão torna-se mais eficiente e gera bons frutos.

3. Não saber utilizar o volume dos dados coletados

Com a expansão constante do big data, o conceito da importância dos grandes volumes de dados se expandiu rapidamente dentre diversos setores da indústria. Possuir um montante de informações é fundamental, mas não é preciso abusar. Em sua maioria, a base necessária para a realização de algumas ações está no small data, que são pequenos dados essenciais para o embasamento do processo decisório. É importante se concentrar nos que realmente vão ao encontro do objetivo para que haja sucesso.

4. Estruturação de informações

O processo final de uma coleta de dados é a estruturação dos mesmos. Identificar padrões de respostas e mapeá-los são essenciais para identificar os resultados. Na maioria das vezes, diversos erros podem ocorrer nesse momento e não dar a devida atenção na correção dos problemas pode prejudicar a documentação dos objetivos atingidos, impactando na tomada de decisões.

É importante manter o foco no gerenciamento para obter um bom desfecho. Evitar os erros mais comuns pode ser um primeiro passo para aumentar o índice de assertividade nas companhias.

Cláudio Santos é CEO da Santo Digital, empresa líder em Google Cloud e G-Suite.

Tags, , , ,

Google premia empresa brasileira em evento internacional

Destacar-se em meio às maiores parceiras da Google na América Latina. É o que conseguiu a Qi Network durante o Latam Partner Summit 2016 da Google, realizado em setembro na Cidade do México. Pioneira na implementação e prestação de serviços do G Suíte – antigo Google Apps – para negócios, educação e ONG’s no Brasil, a empresa recebeu o prêmio de parceiro que mais vendeu para o middle market no país este ano.

Com dezenas de clientes conquistados no último ano e a perspectiva de fechar 2016 com um crescimento de 60% e um faturamento superior a R$ 7 milhões, agora a empresa traça novos planos de crescimento: “Mais de 80% das empresas brasileiras ainda possuem o modelo antigo de infraestrutura que, além de caro e difícil de gerenciar, não promove o ambiente ideal para as empresas inovarem de forma contínua. O G Suite é a solução ideal para esse desafio e nossa missão é ajudar as empresas brasileiras a serem mais competitivas por meio de pessoas e processos com a ajuda da tecnologia Google”, afirma Celso Caparica, CEO da Qi Network.

Um dos fatores essenciais para que a Qi Network chegasse ao resultado que lhe rendeu o prêmio neste ano foi a criação do Programa de Mentoria Google Cloud. Nesses eventos, as empresas recebem uma consultoria subsidiada pela Google que tem o objetivo de melhorar processos visando reduzir custos e criar uma cultura de inovação por meio de serviços como “Coaching de Inovação”.

Este ano, as mentorias ocorrem nos escritórios da Google em São Paulo e Belo Horizonte, mas devem alcançar outras capitais em 2017. Até o final de 2016 ainda ocorrerão três encontros: em São Paulo, Belo Horizonte e Florianópolis. As inscrições podem ser feitas pelo link: http://bit.ly/2gkk9BI

Pioneirismo na Computação em Nuvem

Criada em 2011, a Qi Network começou a trabalhar com o G Suite quando a Google ainda era praticamente sinônimo de buscador. “Mesmo os profissionais de TI não entendiam muito bem nossa proposta de levar a maior parte da infraestrutura de comunicação e armazenamento das empresas para a nuvem”, lembra Caparica. De lá para cá, a empresa já atendeu mais de 600 clientes.

Para 2017, a expectativa é chegar a um faturamento de R$ 12 milhões somente na operação Google Cloud. “Além disso, por acreditarmos muito na filosofia Google de trabalho, vamos investir pesado para ampliar nossa atuação nacional na área de educação com o Google for Education e na área Social com o Google para Organizações sem Fins Lucrativos. A Google disponibiliza de forma subsidiada para escolas e instituições as mesmas ferramentas que estão revolucionando a forma como as pessoas trabalham, e a Qi Network tem o propósito de ajudar professores, estudantes e empreendedores sociais a utilizarem essas ferramentas no mesmo nível das grandes empresas”, finaliza o líder da Qi Network.

Tags, , ,