Tag Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

Agências de fomento à pesquisa de 22 países debatem mudanças ambientais globais

FAPESP e Belmont Forum discutem financiamento compartilhado a projetos que produzam conhecimento científico para formulação de política públicas

A interface entre a ciência, políticas públicas e sociedade sobre questões relativas às mudanças ambientais globais estarão em pauta nas reuniões do Belmont Forum São Paulo Meetings Week, que acontece de 6 a 10 de novembro em São Paulo. O evento é promovido pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e o Belmont Forum, que reúne um grupo internacional de instituições de fomento à pesquisa científica e tecnológica sobre mudanças globais.

As reuniões têm como objetivo estimular estudos inter e multidisciplinares em temas que promovam o entendimento, a mitigação e a adaptação às mudanças ambientais globais e planejar Ações de Colaboração em Pesquisa (CRAs, na sigla em inglês) entre agências de fomento sediadas em 22 países, distribuídos por todos os continentes.

Participam do primeiro dia do evento José Goldemberg, presidente da FAPESP, Gilberto Câmara, membro da coordenação do Programa FAPESP de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais; Maria Uhle, diretora de Programas para Atividades Internacionais da National Science Foundation (NSF); Carlos Américo Pacheco, diretor presidente do Conselho Técnico-Administrativo da FAPESP; Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da FAPESP; Marcos Regis da Silva, diretor executivo do Institute for Global Change Research (IAI); Marialuisa Tamborra, da Comissão Europeia; Erica Key, diretora executiva do Belmont Forum; e Amy Luers, da Future Earth.

Nas sessões plenárias, nos dias 8 e 9, estão agendadas discussões sobre prioridades regionais e oportunidades de financiamento a projetos em temas como biodiversidade e serviços ecossistêmicos, impactos na economia e intersetoriais das mudanças climáticas, sustentabilidade dos oceanos, segurança alimentar, resiliência, riscos e redução de desastres climáticos, clima, ambiente e saúde.

No dia 9, haverá um balanço dos resultados de projetos concluídos ou em andamento, que envolvam segurança alimentar e uso da terra, biodiversidade e serviços ecossistêmicos, observação de mudanças ambientais na região ártica, previsibilidade climática e sobre a ligação entre a segurança hídrica, energética e alimentar, entre outros temas.

Os resultados dessas reuniões irão orientar CRAs e futuras chamadas de propostas para o desenvolvimento de projetos cooperativos por pesquisadores em dois ou mais países, com apoio de agências de fomento locais associadas ao Belmont Forum.

Entre as instituições associadas presentes ao evento estão a Comissão Europeia; National Science Foundation (NSF), agência norte-americana de fomento; Inter-American Institute for Global Change Research (IAI); Agence Nationale de la Recherche (ANR) e Centre de Coopération Internationale en Recherche Agronomique pour le Développement (Cirad), ambos na França; National Research Foundation (NRF), da África do Sul; Organização Holandesa para a Pesquisa Científica (NWO) e Rede Africana de Estudos sobre Políticas Tecnológicas (ATPS).

Além de representantes das agências, participam do evento convidados ligados a organizações de governança e instituições públicas, privadas e sem fins lucrativos interessadas na aplicação de resultados de pesquisas interdisciplinares feitas em cooperação.

Belmont Forum São Paulo Meetings Week
Data: 6 a 10 de novembro
Sessões de abertura (6/11) e plenárias abertas nos dias 8 e 9 de novembro
Inscrições e mais informações em: http://www.fapesp.br/eventos/americasday
Mais informações sobre o Belmont Forum em: www.belmontforum.org

Tags, , , , , ,

FAPESP e Microsoft oferecem até R$ 4,5 milhões para apoio à pesquisa sobre visão computacional aliada à Inteligência Artificial

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e a Microsoft Brasil anunciam hoje uma Chamada de Propostas para seleção e apoio a projetos de pesquisa sobre visão computacional aliada à Inteligência Artificial. Serão selecionadas ideias de ferramentas com aplicação em frentes como mobilidade urbana, segurança pública e industrial e de infraestrutura. O valor compartilhado pelas duas partes para apoio por até quatro anos a projetos selecionados, desenvolvidos em cooperação, pode chegar a R$ 4,5 milhões.

Os tópicos de interesse comum nesta chamada são: análise de vídeos e imagens para reconhecimento de ações, rastreamento de objetos, análise de multidões, detecção de pessoas e segmentação de objetos.

As propostas devem ser apresentadas por pesquisadores ligados a instituições de pesquisa e ensino superior públicas ou privadas no Estado de São Paulo até 11 de dezembro de 2017. Os resultados serão divulgados em 11 de maio de 2018.

“A colaboração com a Microsoft é uma das mais antigas e profícuas da FAPESP. A empresa valoriza a pesquisa avançada e tem atividades próprias intensas, garantindo uma colaboração efetiva. Nesta chamada de propostas de pesquisa a temática em visão computacional aliada à Inteligência Artificial se relaciona muito bem com o interesse da FAPESP em temas relacionados à Manufatura Avançada”, disse Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da FAPESP.

A chamada está prevista no segundo Acordo de Cooperação Científica e Tecnológica entre FAPESP e Microsoft, assinado em 2012. O financiamento aos projetos selecionados será feito de acordo com as normas do Programa FAPESP Pesquisa em Parceria para Inovação Tecnológica (PITE), voltado para o desenvolvimento de produtos e processos de alta tecnologia em parceria com empresas.

“A Microsoft enxerga o apoio à pesquisa como um elemento-chave para o desenvolvimento do país. Essa é uma iniciativa muito importante para fomentar a pesquisa científica de ponta que, no futuro, vai promover avanços em questões cruciais para a sociedade por meio do uso de Inteligência Artificial”, afirma Luiz Pires, diretor do Laboratório de Tecnologia Avançada da Microsoft Brasil.

A seleção das propostas utiliza a metodologia de análise pelos pares, que leva em consideração pareceres sobre o mérito das propostas feitos por especialistas não vinculados à Fundação, em atividade no Brasil e no exterior.

A FAPESP e a Microsoft firmaram o primeiro acordo para cooperação em pesquisa em dezembro de 2006. Em oito Chamadas de Propostas anteriores foram selecionados e apoiados 21 projetos colaborativos que produziram avanços científicos em Tecnologia da Informação e Comunicação, voltados a soluções em áreas e temas como saúde, planejamento agrícola, biodiversidade, mudanças climáticas, ambiente, bioenergia, integração de indivíduos com necessidades especiais e prestação de serviços públicos via WEB, entre outros.

Tags, , , , ,

Curso de inovação mapeia fronteiras tecnológicas no Brasil

bcaf9f9e-f3cb-4be7-b236-4343a93d1a16

O Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), gestor da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de São Paulo USP/Ipen, em conjunto com a Agência USP de Inovação e a Escola da Inovação realizarão um curso para apresentação de algumas das principais iniciativas tecnológicas desenvolvidas no Brasil. O evento terá também o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

Na oportunidade será lançada ao mercado a Escola da Inovação, que tem o objetivo de propor, não só o ensino teórico e ferramental de como inovar, mas principalmente ensinar inovando, junto com professores colaboradores que encabeçam projetos de inovação tecnológica em seu trabalho diário.

O curso “As fronteiras da Tecnologia no Brasil” abordará algumas das principais tecnologias da atualidade, mostrando, pela primeira vez, o que está sendo pesquisado e desenvolvido pelas startups brasileiras na Incubadora da USP/IPEN. Serão discutidos temas diversos, de Realidade Virtual a Genômica, passando por Internet das Coisas, Games e Biotecnologia. Será também destacado o Programa PIPE da FAPESP, que oferece subsídios para pesquisas de inovação em pequenas empresas.

Os temas serão apresentados pelos pesquisadores e empreendedores que desenvolvem, na prática, esses projetos. Esse é o grande diferencial deste curso de inovação, pois os participantes terão contato direto com aqueles que estão desenvolvendo as tecnologias e poderão conhecer quais são seus desafios, suas dificuldades e todas as questões para tirarem do papel esses empreendimentos tecnológicos.

Além disso, o curso proporcionará atividades práticas em todas as áreas, permitindo que os participantes realmente experienciem a tecnologia que será demonstrada.

Programação do Curso:

• Apresentação sobre o curso e a Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de São Paulo USP/IPEN – Cietec por Sergio Risola e Jose Aluizio Guimarães.

• Breve apresentação sobre o programa PIPE / FAPESP – Prof. Dr. Lucio Angnes

• A nova era da Genômica e a medicina personalizada por Ricardo di Lazzaro Filho.
Ricardo é empreendedor em série. CEO do Grupo Genera – Inovação em Saúde. Médico, Farmacêutico e Bioquímico pela USP.

• Games e realidade virtual: bem-vindos a uma nova realidade por Pedro Monteiro Kayatt
Pedro é CEO da VR Monkey. Engenheiro de computação pela POLI-USP, mestre pela Politecnico di Milano.

• Internet of things, a internet em todas as coisas por Conrado Leite de Vitor
Conrado é CEO da Pullup. Engenheiro Elétrico com ênfase em sistemas eletrônicos (POLI-USP).

• Biotecnologia e a nova revolução industrial por Rafael Vicente de Pádua Ferreira.
Rafael é CEO da Itatijuca Biotech. Engenheiro Ambiental e Biomédico, mestre e doutor pela USP.

Informações Gerais:

Período: 26/09/2016 a 29/09/2016, das 19 às 22hs
Local: Agência USP de Inovação – AUSPIN
Av. Torres de Oliveira, 76 – Jaguaré (Próximo à Cidade Universitária)
Valor: R$ 500,00 | Pagamento pelo UOL PagSeguro
Inscrição: www.escoladainovacao.com.br

Tags, , , , , , , , ,

Empresas têm R$ 10 milhões para pesquisas voltadas a cidades inteligentes e sustentáveis

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) prorrogaram até 23 de maio o prazo da chamada de propostas de pesquisas que levem ao desenvolvimento de produtos, processos e serviços inovadores voltados ao aprimoramento da vida nas cidades.

Dirigida a microempresas, empresas de pequeno porte, pequenas e médias empresas sediadas no Estado de São Paulo, sobretudo àquelas em fase inicial de atividades (startups), a chamada de propostas disponibilizará até R$ 10 milhões para projetos que visem ao aperfeiçoamento de tecnologias e a produtos para aplicações em cidades, com potencial de torná-las mais inteligentes, sustentáveis e humanas. Os recursos, não reembolsáveis, serão divididos igualmente entre FINEP e FAPESP.

Indicada para empresas que se enquadram na Fase 3 do Programa FAPESP Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE), voltado para o desenvolvimento de produtos, processos e serviços que possam ser inseridos no mercado, a chamada acontece na esfera do programa PIPE/PAPPE Subvenção, parceria entre FAPESP e FINEP que oferece financiamento para a execução de pesquisa científica e/ou tecnológica.

Para orientar e fornecer informações que ajudem na formulação de projetos, que poderão ser desenvolvidos em até 24 meses em qualquer cidade do Estado de São Paulo, FAPESP e FINEP promovem no dia 29 de abril, às 18h00, no Teatro IMA Cultural, em Campinas, uma reunião de esclarecimento sobre a chamada e os projetos.

No encontro, profissionais da FAPESP e da Informática de Municípios Associados (IMA), empresa de economia mista voltada à prestação de serviços na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), vão tirar dúvidas de representantes de empresas interessadas em apresentar projetos com potencial de alcançar resultados inovadores.

A programação contará com a demonstração do Gliconline, aplicativo de acompanhamento que auxilia no controle de diabetes, pela gerente de Soluções da IMA, Daniela Fumes da Luz, além de esclarecimentos sobre a chamada de propostas pelo professor Douglas Zampieri, coordenador da área de Pesquisa para Inovação da FAPESP.

O evento acontece em decorrência de um acordo de cooperação entre FAPESP e IMA para promover projetos cooperativos de pesquisa que levem principalmente ao desenvolvimento de novas tecnologias, sistemas, softwares e aplicativos que ajudem a pensar uma nova configuração para áreas urbanas, incluindo a operação de serviços públicos em áreas como saúde, educação, mobilidade, gestão, segurança pública, tecnologia da informação e comunicação, entre outras.

O evento é aberto a todos os empresários interessados. Os projetos devem ser inscritos até 23 de maio exclusivamente por meio eletrônico, pelo Sistema de Apoio a Gestão (SAGe), no endereço www.fapesp.br/sage. O resultado dos projetos aprovados será divulgado em 19 de setembro.

Mais informações sobre o PIPE/PAPPE: www.fapesp.br/5747
Mais informações sobre a chamada de propostas: www.fapesp.br/10066

Reunião de divulgação e esclarecimento: Pesquisa sobre Tecnologias e Produtos para Aplicações em Cidades Inteligentes-Cidades Sustentáveis

Data e horário: 29 de abril, às 18:00
Local: Teatro IMA Cultural – Rua Padre João Garcia, 101 – Ponte Preta – Campinas/SP
Programação: http://www.fapesp.br/eventos/cidadesinteligentes
Inscrições: http://www.fapesp.br/eventos/cidadesinteligentes/inscricao

Tags, , , , , , ,