Tag ferrovias

Alstom adquire a Nomad Digital, provedora líder mundial de soluções de conectividade para a indústria ferroviária

A Alstom anuncia a aquisição da Nomad Holdings, conhecida comercialmente como Nomad Digital, da Amadeus Capital Partners, SEB Venture Capital e Deutsche Telekom Strategic Investments, juntamente com outros investidores. A Nomad Digital emprega cerca de 230 pessoas é sediada em Newcastle e conta com 13 escritórios ao redor do mundo, principalmente no Reino Unido, Holanda, Alemanha, Portugal, Canadá, Austrália e Estados Unidos. O faturamento da companhia é de mais e 30 milhões de Libras Esterlinas.

A Nomad Digital, fundada em 2002 no Reino Unido, é líder mundial de soluções em passageiros e conectividade de frota para a indústria ferroviária. As soluções da Nomad Digital incluem ferramentas inovadoras para o uso dos passageiros a bordo, como: WiFi, sistemas de informações, portais de entretenimento e plataformas de mídia. Além disso, a Nomad Digital também fornece soluções de manutenção, incluindo produtos, como: Remote Online Condition Monitoring, Reliability Centred Maintenance, Driver Assist e Power Train. As soluções e equipes da Nomad Digital aumentam a integração e convergência entre o setor ferroviário e o de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

O mercado de TIC para ferrovias, por sua vez, prevê um crescimento de dois dígitos nos próximos anos, devido à alta integração digital de trens, demandada por operadoras e passageiros. A evolução contínua desta demanda oferece a oportunidade de um negócio recorrente para upgrades, operação e serviços contínuos de manutenção, além de novos serviços puxados pela conectividade e a contínua digitalização do transporte. A Nomad Digital possui sólidos relacionamentos com empresas operadoras de trens, que hoje representam a parte mais significativa de seus negócios. Atualmente, atende a mais de 80 das principais empresas de operação ferroviária em mais de 40 países ao redor do mundo.

A Alstom já trabalha com a Nomad Digital, por exemplo, na instalação de WiFi em seus trens Coradia Continental na Alemanha e nos trens New Pendolino para a SBB na Suíça. A Alstom permitirá à Nomad Digital se beneficiar do mercado global mantendo o ritmo atual de crescimento e cultura digital.

O fechamento da transação deve ocorrer no início de janeiro de 2017. A Alstom começará a integrar a Nomad Holdings em seu grupo a partir de então, garantindo que a empresa opere como uma subsidiária integral, mantendo a já estabelecida marca e identidade independente.

Tags, , , , ,

Começa a Expo.Logística 2013, o mais tradicional evento de Supply Chain do Brasil

EXPO.LOGÍSTICA 2013 CHEGA A 14ª EDIÇÃO REUNINDO AS EMPRESAS LÍDERES EM LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN

Em paralelo à feira, Fórum Internacional de Logística apresentará cinco pesquisas inéditas

O mais conceituado e tradicional evento de Supply Chain do Brasil chega a 14ª edição consolidado como o palco de apresentação das tendências e discussão de temas que estão no topo da agenda dos altos executivos do setor. O XIX Fórum Internacional de Supply Chain e a feira Expo.Logística 2013, acontecerão simultaneamente de 9 a 11 de outubro no Hotel Royal Tulip, em São Conrado, no Rio de Janeiro. O evento é realizado pelo ILOS – Instituto de Logística e Supply Chain, com promoção e organização da Fagga | GL events Exhibitions.

A Expo.Logística apresentará novidades em produtos e serviços através dos principais players dos segmentos de transporte, armazenagem, distribuição, automação, comércio exterior, consultoria, gerenciamento de risco, seguros e tecnologia da informação. Paralelamente à feira, o Fórum Internacional de Logística apresentará cinco pesquisas inéditas que serão discutidas por especialistas renomados, nacional e internacionalmente, sendo duas em âmbito global. Serão apresentados, por exemplo, os resultados da pesquisa 2013 “Custos logísticos no Brasil”.

Diretor de negócios do evento, Victor Montenegro destaca a extensa possibilidade que o encontro entre executivos no evento proporcionará. “Além de unir a exposição ao conhecimento, o evento é, principalmente, um grande espaço para novas oportunidades de negócios. Os principais empresários e contratantes do setor de logística estarão por lá”, garante.

Em 2012, mais de 2 mil visitantes marcaram presença. Foram 34% de presidentes, CEOs e diretores do setor, que figuraram entre os principais visitantes, seguidos de gerentes sêniores (28%), gerentes (22%) e demais visitantes, que representaram 16%.

“A Expologística é uma grande fórum de debate para a JSL, participamos do evento desde o seu início e é sempre uma grande oportunidade para fazermos contatos, mostrar a nossa expertise em logística com a apresentação de um case e entender um pouco mais das necessidades do setor de logística”, destaca Fábio Velloso, diretor da JSL, empresa com o mais amplo portfólio de serviços logísticos do Brasil e líder no segmento.

Referência em capacitação de executivos nas áreas de logística, operações e serviços, o Fórum conta com nove palestrantes internacionais. A programação de 2013 irá incorporar workshops que vão tratar de temas emergentes, além das Mega Sessões, Sessões Gerais, Cases e Tutoriais.

“É o segundo ano que participamos. Este é um evento que reúne os principais executivos do mercado logístico do Brasil, uma excelente oportunidade para a GEODIS divulgar seus novos serviços e estabelecer seu nome como um grande player nacional entre os 3PLs (em inglês Third-Party logistics – operadores logísticos terceirizados)”, afirma Wagner Covos, diretor regional da Geodis Wilson, multinacional entre as maiores do mundo em gerenciamento de fretes.

No evento acontecerá também a tradicional cerimônia de entrega do Prêmio ILOS – Os Melhores Prestadores de Serviços Logísticos do Brasil, em sua 13ª edição. Os 10 prestadores de serviços logísticos que mais se destacaram no mercado brasileiro são escolhidos por 300 profissionais atuantes nas maiores indústrias do País.

Neste ano, a abertura do XIX Fórum Internacional de Supply Chain & Expo.Logística comentará a provável transformação da infraestrutura logística no Brasil, por conta de processos de concessões e privatizações. Para tratar do tema, a abertura terá duas palestras como Sessão Keynote (de 8h30 às 9h50). Sob moderação de Paulo Flaury, CEO do ILOS, os assuntos serão: “Crescimento Econômico e Infraestrutura no Brasil: tendências recentes e perspectivas futuras”, com Cláudio Frischtak, economista e head da Inter.B Consultoria Internacional de Negócios; e “Infraestrutura Logística e Prosperidade das Nações: desafios e oportunidades”, com Jean-François Arvis, economista sênior do World Bank.

A programação inclui outras sessões sobre o tema. Confira a programação completa do Fórum.

Fonte: Comunicação Fagga

Tags, , , ,

Perdemos o "trem dos investimentos" no Paraná

Como diria Adoniran Barbosa (do eterno Trem das Onze), a equipe de Dilma deixou o governador Beto Richa “com uma baita de uma reiva” pelo fato de o Paraná ficar de fora do grande plano nacional de logística anunciado recentemente. E palavras famosas do compositor ajudam a explicar. Os ministros paranaenses foram logo acusados de ser os “Arnestos” que não convidaram o estado para esse samba no Brasil. Será que Paulo Bernardo, que já foi vítima de “balas de tiro ao Álvaro” do ex-governador Requião, achou melhor não tratar mais do assunrto ferrovias no Paraná ? A ministra Gleisi explicou que o trecho ferroviário que atenderia os interesses do setor produtivo paranaense não foi anunciado porque havia pendências no projeto. E não é que o Arnesto se defendia assim naquele samba ? “Ói, turma, num deu pra esperá”…

O problema é que o “trem dos investimentos” em logística saiu na hora marcada e nós não embarcamos. E o “só amanhã de manhã” do investimento público não é como na música. Pode levar muito mais tempo para que , por exemplo, o agronegócio, que sofre com porto ineficiente e transporte pedagiado caro, possa contar com uma ferrovia digna de transportar a nossa rica safra de grãos. E o empresariado, não vai questionar, não vai se posicionar ? Vai seguir a linha conformista do ” Deus dá o frio conforme o cobertor” ? Independente de simpatizar com tucanos ou petistas, os paranaenses devem cobrar uma atenção maior das autoridades nesse caso, que pode colocar a economia local de vez nos trilhos ou marcar um fim de linha para o estado. É importante mostrar para os governantes que “nóis não semos tatu”.

Tags, , , , , , , , , , ,