Tag Extra

Casas Bahia, Pontofrio e Extra conciliam boleto e cartão de crédito em nova modalidade de pagamento nos e-commerces

Os sites da Casas Bahia, do Pontofrio e do Extra estão com uma nova modalidade de pagamento que possibilita ao cliente dividir o valor total da compra entre boleto bancário e cartão de crédito. Essa opção, inédita no e-commerce brasileiro, tem como objetivos principais seguir com a diretriz de multicanalidade da Via Varejo, empresa controladora das marcas, onde o serviço de pagamento em duas modalidades diferentes, à vista e a prazo, já é disponibilizado nas lojas físicas, e dar aos consumidores mais acesso e facilidade para efetuar a compra, trazendo ainda mais comodidade.

A forma de pagamento está disponível para compras a partir de R$ 150, sendo que o valor do boleto deve ser de, no mínimo, R$ 50. Após o cliente escolher quanto gostaria de pagar no boleto, os sites oferecem as opções de parcelamento de acordo com o saldo restante. Ativo desde o início de fevereiro em formato de projeto piloto, esse novo meio de pagamento já trouxe resultados significativos para a companhia após poucas semanas de lançamento.

Ao analisar as taxas de aprovação de compras, é possível identificar um aumento de mais de 50% na conversão dos pedidos emitidos com essa combinação de pagamento quando comparado apenas com boleto. Já em relação a cartão de crédito, o índice foi 10% maior.

“Com esta nova modalidade de pagamento conseguimos prestar um serviço mais completo para nossos clientes, que podem a partir da sua realidade de credito definir como preferem pagar sua compra, equilibrando os gastos sem comprometer o limite no cartão do crédito de crédito — principal motivo que influencia o volume de pedidos reprovados —, e sem precisar quitar à vista o valor total.”, explica Paulo Madureira, diretor de Marketplace e Soluções e Serviços da Via Varejo.

Tags, , , , , ,

Via Varejo inicia preparação tecnológica para a Black Friday

A Via Varejo, administradora das marcas Casas Bahia, Pontofrio e do e-commerce do Extra, já se organiza tecnologicamente para estar preparada para a Black Friday, realizada na última sexta-feira de novembro. O planejamento sobre os investimentos e as ações a serem efetuadas começaram em março e, desde junho, as áreas de TI da companhia se reúnem periodicamente para discutir os próximos passos e executar testes de carga simulando uma quantidade de compras por minuto até sete vezes acima do observado em dias comuns no e-commerce. Isso permite corrigir falhas de sistema que possam comprometer o desempenho dos sites durante a data comercial.

Para este ano, a Via Varejo aumentou em 30% a infraestrutura tecnológica, composta por servidores de alta densidade, armazenamento de dados de última geração e conectividade de larga escala. Além disso, será a primeira vez que uma companhia de varejo no Brasil utilizará multicloud para armazenamento de informações. Trata-se de plataformas distintas que estarão integradas e irão permitir aumentar ou encolher o tamanho da infraestrutura sem necessidade de novos equipamentos, possibilitando flexibilizar a operação em nuvem para se adaptar conforme a demanda, sendo ela acima ou abaixo do esperado.

“A Via Varejo é uma das referências em Black Friday e buscamos aprimorar a cada ano nossa operação para que a jornada de compra dos clientes seja cada vez mais descomplicada, rápida e no tempo de resposta desejado. Isso implica em manter os sites em perfeito estado de funcionamento através de uma rotina rigorosa de testes e dedicação de todo o time”, afirma Flávio Dias, Diretor de E-Commerce da Via Varejo. Nesta etapa inicial, os testes de carga acontecem quinzenalmente e são feitos durante a madrugada para não prejudicar a performance dos sites. A partir de setembro, passarão a ser semanais até se tornarem diários e mais frequentes a poucas semanas da Black Friday.

Para chegar ao resultado esperado, a Via Varejo promove o trabalho em sinergia de diferentes áreas e pessoas. Além das equipes internas, a empresa irá contar com a participação dos principais parceiros tecnológicos in loco, além de promover contratações pontuais para a data. Juntando todo o quadro de colaboradores e prestadores de serviço somente no setor de tecnologia, são 1,5 mil pessoas envolvidas durante a realização do evento, atuando 48 horas durante o evento em rodízio de turnos.

A importância dessa preparação com meses de antecedência é refletida na grandeza do evento no Brasil. Nas últimas edições da Black Friday, a Via Varejo apurou que os indicadores de quantidade de pedidos e volume de acessos às lojas online da Casas Bahia, do Pontofrio e do Extra suprimiram o fluxo de um mês inteiro de vendas e visitas de clientes em apenas dois dias, sendo que as primeiras horas da promoção são as de maior movimento de pedidos, uma vez que ainda há mais opções de ofertas em estoque.

Tags, , , , ,

Clientes Extra e Pão de Açúcar vão ter descontos personalizados e exclusivos pelo celular

Ofertas personalizadas e reunidas em um único local: o seu celular. Com esse objetivo, as redes Extra e Pão de Açúcar lançam nesta quinta-feira, 29 de junho, o Meu Desconto. A partir do histórico de compras de cada cliente do programa de fidelidade das redes (o Clube Extra e o Pão de Açúcar Mais), os aplicativos das marcas oferecerão, no mínimo, 30 ofertas, totalmente personalizadas e exclusivas para cada cliente de acordo com os produtos mais comprados em cada rede. Se o usuário ainda não tem histórico, não tem problema: o aplicativo irá alocar produtos com alta relevância, baseadas no histórico de pessoas com o mesmo comportamento de compra.

O desconto mínimo das ofertas é de 15% e não há definição para o máximo. “Como as ofertas são ilimitadas e cadastradas pelos próprios fornecedores, os descontos são ainda mais expressivos do que os já oferecidos nas lojas”, explica Renato Camargo, Gerente de CRM e Fidelidade do Grupo GPA, maior grupo varejista do país e controlador das marcas Extra e Pão de Açúcar.

As ofertas são alteradas a cada duas semanas e o cliente deve ativar as que gostaria de usar – a validação é automática e acontece imediatamente. Assim que ele passar no caixa de qualquer loja Extra ou Pão de Açúcar, basta pegar os produtos escolhidos, identificar-se no caixa com seu CPF e pronto: desconto aplicado. “A expectativa é que os consumidores consigam economizar muito no valor total da compra, caso comprem todos os produtos disponíveis no sistema”, ressalta Camargo. Outra vantagem do Meu Desconto é que ele elimina a necessidade de guardar folhetos de ofertas ou cupons de descontos, concentrando todas as opções de descontos diretamente no celular. Tudo é 100% digital.

O projeto vem ao encontro com os indicadores de comportamento de consumo revelados em pesquisa recente da Kantar Worldpannel, que mostrou que 80% dos brasileiros afirmam terem comprado produtos com descontos nos últimos meses. O que chama a atenção, no entanto, é a constatação de que muitos não se dão conta que estão adquirindo produtos com descontos especiais e, consequentemente, não planejam as compras de forma a obter uma maior economia.

“O Meu Desconto é uma evolução na forma do varejo oferecer ofertas e na maneira como os programas de fidelidade relacionam-se com os clientes. Queremos incentivar uma nova forma de fazer compras, valorizando os programas Clube Extra e Pão de Açúcar Mais como guias para uma compra econômica, planejada e cômoda”, explica Jorge Faiçal, Diretor de Marketing do GPA.

Para ter acesso aos descontos, o cliente deve baixar os aplicativos do Clube Extra e/ou do Pão de Açúcar Mais nas lojas dos smartphones (IOS ou Android). Caso o cliente já seja cadastrado nos programas de fidelidade das bandeiras, basta identificar-se com o CPF, e as ofertas personalizadas disponíveis para ele vão aparecer no aplicativo.

Caso o cliente ainda não seja cadastrado nos programas de fidelidade do Extra e Pão de Açúcar, deve se inscrever gratuitamente pelos próprios aplicativos.

Assim que acessar os aplicativos, o cliente encontrará a opção Meu Desconto. No caso de clientes já cadastrados nos programas, as ofertas estarão divididas entre aquelas personalizadas – baseadas no histórico e hábitos de compra do cliente – e em outras sugeridas pelo aplicativo.

Basta escolher os descontos que mais agradam e clicar nas ofertas, que, automaticamente, será computada quando o cliente for pagar pelas compras no caixa. Os descontos vão ser aceitos em qualquer loja Pão de Açúcar (incluindo o e-commerce e a rede Minuto Pão de Açúcar) ou Extra (hiper ou supermercado, além do Minimercado Extra e e-commerce).

Tags, , , , ,

Cuidado com o prazo de entrega das compras online

Há o risco de não se receber em tempo o presente para o Natal. Mas fora do período de maior demanda, todas as lojas virtuais testadas pela PROTESTE cumpriram o prazo de entrega.

A PROTESTE Associação de Consumidores avaliou os serviços de 11 lojas virtuais do país, com disponibilidade de entrega na cidade do Rio de Janeiro. Como a compra foi feita em período de menor demanda, a maioria das empresas de compras online se saiu bem. Mas para quem fará compras em lojas virtuais para o Natal, é importante ficar atento para o prazo de entrega para não correr o risco de passar a data sem o presente.

Todas as lojas pesquisadas entregaram os celulares comprados nos prazos estipulados e acataram o pedido de devolução nos sete dias de arrependimento. Os aparelhos foram remetidos pelos Correios, com porte pago pelas empresas. Entre as pesquisadas, quatro não cobraram frete: Americanas, Onofre Eletro, Saraiva e Submarino. O frete mais caro custou R$ 31,55. Houve uma diferença de 10 dias úteis entre o maior e o menor prazo para a entrega.

Apenas a loja Kabum! não restituiu o valor total dos gastos com compra e devolução do produto. No site, a empresa informa que para solicitar a devolução de um produto recebido e obter a restituição do valor pago ou a inserção de créditos para uma nova compra, os produtos devolvidos devem estar intactos, com todos os selos e lacres, não apresentando indício de manipulação ou utilização. Mas como avaliar o produto sem abrir a embalagem?

A Saraiva não fornece os termos e as condições de compra, nem menciona o direito ao arrependimento. O contato com as empresas foi fácil, pois todas disponibilizavam telefone para contato direto com a central de atendimento. Porém, apenas na Shoptime é gratuito para todo o Brasil. Uma falha da empresa é a omissão da informação de que o consumidor não pode ter custos por uma eventual devolução no prazo de arrependimento (sete dias).

O panorama foi bem mais favorável ao consumidor, pois apenas três empresas têm cláusulas abusivas no contrato com as condições de compra. Na avaliação anterior, todas tinham problemas.

No teste, realizado em agosto último, após o recebimento, os produtos foram devolvidos, para avaliação das políticas de cancelamento das lojas. Os itens avaliados foram: telefone de contato, descrição do produto, disponibilidade e prazo de entrega, preço total do produto, termos e condições de compra, ausência de cláusulas abusiva, direito de arrependimento da compra, direito de privacidade, sistema de duplo clique, confirmação da compra, meios de pagamento, segurança no pagamento, formas de entrega, acompanhamento da entrega, entrega no prazo prometido, procedimentos para reclamações, cumprimento do prazo de reembolso, devolução dos custos de entrega e reembolso dos custos de retorno.

Foram pesquisadas as seguintes lojas virtuais: Americanas, Eletro Shopping, Extra, Saraiva, Submarino, Shoptime, Fnac, Insinuante, Onofre Eletro, Walmart e Kabum!.

A pesquisa completa está na revista PROTESTE nº 153 de dezembro, que é distribuída exclusivamente aos cerca de 280 mil associados da entidade. E também pode ser acessada no site www.proteste.org.br.

Tags, , , , , , , , , , ,

Big Data para valer

No painel “Building Data-Driven Loyalty from the Ground Up in Brazil”, coordenado pela sócia diretora da consultoria GS-AGR, Ana Paula Tozzi, os executivos Edson Kawabata, Diretor de Planejamento Estratégico do GPA, e Adriano Araújo, Country Head da Dunnhumby no Brasil, apresentaram o novo sistema de relacionamento do grupo, o Clube Extra.

Lançado há cinco meses, o programa não contempla apenas os clientes da bandeira Extra, mas também seus principais fornecedores. Ao utilizar ferramentas de Big Data, o sistema premia seus clientes de forma inteligente, localizando os produtos favoritos de cada membro. Os fornecedores que participam do programa, assim, são acionados para contribuir com os benefícios que a clientela vai receber.

Vamos supor que um grupo de associados goste de uma determinada marca de refrigerante e tenha deixado de frequentar as lojas do Extra. O sistema, então, oferece um cupom de descontos ou outros benefícios para aquele refrigerante em particular. O cliente, assim, se sente estimulado a voltar à loja, para exercer um direito que vai beneficiá-lo. “Trata-se de uma maneira inteligente de se aproximar de quem compra na loja”, diz Kawabata, que chegou à marca de 5 milhões de associados em 10 meses.

O programa utilizou a base criada para o sistema Cliente Mais, do Pão de Açúcar, mas criou extensões novas, como a integração com os fornecedores e demorou dois anos para ser finalizado. Além disso, houve a preocupação de adaptar a programação às necessidades locais. “Eu sei que todos dizem isso, mas o Brasil é um país diferente”, afirma Araújo.

Ele dá um exemplo. No Reino Unido, o preço dos vegetais é praticamente o mesmo em todos os estabelecimentos de uma rede. No Brasil, contudo, há uma forte variação preço nas lojas. Em relação às promoções, também há diferenças. No mesmo Reino Unido, as promoções duram um tempo específico – duas semanas por exemplo. No Brasil, há promoções de todos os tipos, incluindo aquelas que duram 24 horas, que variam de estabelecimento para estabelecimento. Do ponto de vista de quem desenvolve um software, essa é uma diferença que gera customização e desafios.

Para Ana Paula Tozzi, da GS-AGR, o Clube Extra é uma amostra da excelência do varejo brasileiro. “Trata-se de uma iniciativa que finalmente põe em prática conceitos de Big Data que são discutidos no NRF há anos, mas não tínhamos vista ainda nenhuma aplicação prática”, acredita. “Isso mostra como o Brasil é um dos líderes em inovação nesse mercado”.

Tags, , , ,