Tag entrevista de emprego

Emprego: encare o entrevistador como seu cliente

Por Daniel Hoe, diretor de Marketing da Salesforce para América Latina

Em mais de 15 anos de carreira, já participei de dezenas de entrevistas de emprego, muitas como contratante e outras tantas como candidato à vaga. Com base nessas experiências, sei que o nervosismo pode ser um fator decisivo para avançar ou não na seleção. Para ajudar os futuros entrevistados, reuni sete dicas para reduzir o estresse e aumentar a confiança durante e após uma entrevista de emprego. Todas partem de um princípio comum: trate o entrevistador como um cliente interessado em obter mais detalhes sobre o seu produto: você!

1. Estude quem irá te entrevistar (e o que a empresa faz)

Faça uma pesquisa sobre o perfil do entrevistador: interesses, trajetória na empresa, formação acadêmica etc. Use as redes sociais como fonte e também conhecidos em comum (se houver). Seu estresse diminui e sua confiança aumenta se você sabe com quem irá conversar e o que a companhia faz. Aliás, estude muito bem a atividade da empresa, entenda como ela apoia seus clientes e seus desafios. Esteja preparado para responder duas perguntas fundamentais: por que quer vir trabalhar aqui? Como esta oportunidade se alinha ao seu plano de carreira?

2. Quebre o gelo

Com certeza surge uma forte apreensão ao entrar em uma sala com alguém que tem o poder de determinar algo tão importante na sua vida. Contudo, saiba: quem entrevista também está tenso, porque levar alguém novo para a empresa pode ou não funcionar, e isso depende da escolha dele. Conhecer alguns detalhes pessoais e profissionais sobre as pessoas da empresa, como o time do coração ou a cidade natal, pode ser ótimo para quebrar o gelo e iniciar a conversa de forma amigável.

3. Saiba vender o seu peixe

Não importa se você será entrevistado para o cargo de estagiário ou de diretor, provavelmente a primeira pergunta que te farão será “Me conte mais sobre você”, mas esse momento não deve ser um monólogo cansativo de 5 minutos. O ideal é fazer uma breve introdução sobre você, com foco em suas melhores habilidades e sucessos relacionados à posição que você busca, de modo que o entrevistador tenha vontade de te conhecer melhor.

4. Ensaie suas melhores histórias

As pessoas se sentem mais à vontade quando estão contando histórias, mas pode ser difícil lembrar daquelas que resumam suas experiências durante uma entrevista. Por isso, pense e selecione com antecedência oito ou dez histórias mais impactantes sobre seus sucessos pessoais e no trabalho. E treine contá-las para amigos e familiares, assim você se sentirá mais confiante na entrevista. Quando for contar suas histórias, foque em três pontos: Qual era o desafio enfrentado pela empresa? O que você fez? Qual foi o resultado alcançado?

5. Faça uma lista de perguntas realmente úteis

Em uma entrevista de emprego não se deve apenas responder, mas também perguntar. Infelizmente, muitos candidatos fazem perguntas superficiais e que não acrescentam muito (senão, nada) para a conversa. Para se destacar, prepare questões inteligentes e leve-as para a entrevista. Nessa hora o entrevistador irá perceber que você realmente se interessa pela vaga e que se preparou para a entrevista.

6. Ouça – e não tenha medo do silêncio

Ao longo da sua carreira, você vai perceber que é muito mais importante ouvir do que falar. Seja no trabalho ou numa entrevista de emprego, nenhum silêncio é constrangedor. Aliás, falar demais pode demonstrar excesso de nervosismo ou insegurança – além de aumentar o seu risco de dizer o que não devia.

7. Tenha paciência, mas não desapareça do mapa

Após a entrevista, aguarde o retorno com calma e toque sua vida. Mas não suma! Contate o recrutador ou um dos entrevistadores da seleção vez ou outra para dar um “olá”, compartilhar uma informação que possa ser relevante para a rotina profissional dele ou enviar alguma atualização relevante sobre sua vida, como a conquista de uma certificação relacionada ao cargo desejado.

Tags, , ,

Profissionais de TI: como ter sucesso na recolocação profissional

Não é novidade que os processos seletivos vêm se tornando mais extensos, com uma análise mais cuidadosa de perfis e cada vez mais etapas a serem cumpridas para se chegar ao candidato “perfeito” para determinada vaga. Considerando este cenário de maior dificuldade na conquista de um cargo, a Contratado, plataforma de marketplace de talentos, preparou algumas dicas para que os profissionais da área da tecnologia tenham êxito durante um processo de recolocação profissional.

Prepare seu currículo com cuidado

O ideal é que o currículo seja organizado em uma página. Currículos de duas páginas estão cada vez mais raros no mercado, e os empregadores consideram a capacidade de síntese e priorização do candidato como parte da avaliação. É importante atentar à objetividade e boa escrita.

As habilidades a serem destacadas em cada descrição das experiências são de suma importância. E deve-se notar: essas habilidades devem estar relacionadas com a vaga de interesse. É como se o candidato devesse pensar sempre no que cada atividade, de cada uma das experiências anteriores, tem de atrativo para essa nova oportunidade.

O campo de experiência profissional deve ser dividido por empresa, e não por cargo. Por exemplo: se o candidato mudou de cargo na mesma empresa, isso não precisa ser colocado como outra experiência. Outro ponto importante é ser bem descritivo ao relatar as experiências profissionais, pois, em diferentes empresas, o mesmo cargo pode prever responsabilidades e rotinas diferentes.

Saiba como é o processo de seleção típico de desenvolvedor/programador

Após a seleção de currículos, a fase inicial parte de uma primeira conversa o entrevistador, que fala sobre a empresa e sobre a vaga, abordando a experiência do profissional – há casos em que esta primeira conversa não é presencial, mas por telefone ou videoconferência.

Caso o candidato siga para a próxima fase, os recrutadores aplicam uma prova técnica para testar suas habilidades. Por fim, superadas as fases anteriores, o concorrente à posição faz uma entrevista pessoalmente com o líder da equipe, que deve bater o martelo da decisão.

Esse processo pode ser bastante variável, dependendo do porte da empresa e da urgência da vaga.

Lembre-se de que cada empresa tem uma forma de selecionar seus candidatos

Empresas maiores tendem a ter processos mais longos e burocráticos, com maior número de etapas e entrevistas presenciais obrigatórias, o que aumenta sensivelmente o tempo de duração dos processos seletivos. Já empresas menores e start-ups geralmente têm processos mais rápidos e dinâmicos, quase sempre administrados pela pessoa responsável pela vaga. Neste caso, utiliza-se bastante aplicativos de videoconferência e telefone em virtude da maior agilidade na hora de realizar uma entrevista.

Prepare-se para cada uma das etapas

Estudar sobre a empresa é essencial para se preparar para uma entrevista. Pesquise quais são seus valores, seu posicionamento de mercado, busque saber sobre a impressão de seus funcionários acessando o site e o Linkedin da companhia, que são fonte de informações bem ricas.

Exercite oralmente seu discurso para se expressar de forma clara e objetiva diante do entrevistador, além de treinar suas habilidades técnicas em sites e programas específicos. Tenha em mente que um projeto/trabalho anterior que você tenha realizado pode ser mais relevante para conquistar a vaga, então identifique alguns pontos importantes do projeto para salientar durante a entrevista.

Esteja pronto para as perguntas mais frequentes de uma entrevista técnica

Lembre-se que elas variam conforme o foco e habilidades do candidato e também de acordo com o projeto que tem a vaga em aberto. É comum perguntarem de projetos anteriores, dos quais o candidato tenha participado ou que ele tenha liderado, que queiram saber com quais linguagens e frameworks ele possui mais experiência e facilidade de uso.

Também é comum questionarem como o candidato se sente em relação a ter que aprender uma nova linguagem ou tecnologia.

Vista-se e porte-se adequadamente

A vestimenta varia de acordo com os valores e cultura de cada empresa e área. Grandes empresas geralmente pedem uma vestimenta formal, enquanto start-ups, por exemplo, prezam pela informalidade e não se importam se o candidato vai à entrevista de tênis. De qualquer forma, o candidato deve se atentar à regras comuns de etiqueta, ser objetivo e transparente com a empresa, de forma que ambas as partes possam mostrar os seus perfis da melhor maneira. Caso não tenha certeza qual é o perfil da empresa, opte pelo tradicional: vá de roupa social.

Tags, , ,

Com medo da entrevista de emprego? Saiba como o aplicativo #BeFearless da Samsung pode ajudar

view (2)

É difícil encontrar uma pessoa que não tenha ficado com vergonha, tímida ou com medo de falar em uma entrevista de emprego. É comum que, nessas situações, a falta de confiança atrapalhe na conquista da tão sonhada vaga. Pensando em ajudar a superar fobias como a de falar em público, a Samsung lançou no país o programa #BeFearless, parte da campanha global Launching People, para ajudar pessoas a utilizarem a tecnologia como acelerador do potencial humano.

O aplicativo #BeFearless – módulo Medo de Falar em Público está disponível em três versões – uma delas conta com exercícios desenvolvidos para o universo profissional, que inclui entrevistas de emprego. Este programa de treinamento, que se utiliza da realidade virtual através do Gear VR, visa diminuir a ansiedade enquanto a pessoa estiver interagindo com uma audiência mais ampla.

A linguagem corporal e a autoconfiança são alguns dos focos trabalhados para que a pessoa transmita mais credibilidade nestas situações. Há grande interação durante o treinamento, já que é possível responder perguntas e receber feedback do entrevistador com base no tom de voz e no batimento cardíaco. Tudo isso é possível com o uso da realidade virtual. Se ele estiver distraído ou responder negativamente, quer dizer que a pessoa está com alto nível de tensão, precisa treinar mais e repetir a fase.

Além disso, dá para conferir o resultado depois de cada sessão realizada. Os índices de desempenho são personalizados, baseados no contato visual, volume da voz, frequência cardíaca e autoavaliação.

Como fazer?

Para começar esse programa de treinamento, o consumidor precisará de um smartphone Galaxy*, os óculos Gear VR e um fone de ouvido com microfone. Dá até para conectar o smartwatch Samsung Gear S para medir frequência cardíaca durante todo o processo e o Gear IconX, fone de ouvido totalmente sem fio, que tornará o som ainda mais próximo à realidade.

“O #BeFearless foi criado para incentivar as pessoas a desafiarem barreiras com a ajuda da tecnologia. É importante ressaltar que a realidade virtual é uma ferramenta de apoio, um complemento ao tratamento para superação de medos e fobias. O acompanhamento médico e terapêutico é fundamental na resolução de qualquer questão relacionada à saúde”, reforça Andrea Mello, Diretora de Marketing Corporativo e Consumer Electronics da Samsung Brasil.

Sobre o projeto

O programa #BeFearless, lançado no país no final de 2016, faz parte da campanha global Launching People, criada pela Samsung em 2013 para ajudar pessoas a utilizarem a tecnologia como um acelerador do seu potencial. Com o mote “#BeFearless: o medo acaba quando a coragem começa”, o projeto visa incentivar as pessoas a superarem o medo de altura e o medo de falar em público por meio da realidade virtual e das ferramentas que a tecnologia disponibiliza.

A nova campanha Launching People #BeFearless, que contará com três fases, ficará no ar até março de 2017.

Para outras informações acesse o site http://www.samsung.com/br/launchingpeople/

*O Samsung Gear VR é compatível com os smartphones Galaxy S7, Galaxy S7 edge, Galaxy S7 Edição Limitada Jogos Olímpicos, Galaxy Note5, Galaxy S6 edge+, S6 e S6 edge.

Tags, , ,

Entrevista de emprego sem sair de casa

Depois de lançar a entrevista de emprego via Hangout, em março, a Elancers, empresa especializada em sistemas de recrutamento e seleção, apresenta mais uma novidade para auxiliar as empresas nos processos seletivos. Agora, os recrutadores poderão entrar em contato e entrevistar os candidatos por meio do Skype, o que desobriga o interessado em uma vaga a se deslocar para participar de processos de seleção. Segundo Cezar Tegon, presidente da Elancers, a novidade vai facilitar a vida das áreas de RH na hora de encontrar o candidato ideal para uma vaga:

“Muitos profissionais de RH já fazem entrevistas por Skype. O diferencial de nossa ação é que integramos o Skype à plataforma de recrutamento e seleção que disponibilizamos para nossos clientes, o que permite entrevistar os candidatos, de forma online, com apenas um clique a partir da plataforma Elancers”, explica Tegon.

Segundo Tegon, o contato visual com o candidato desde o primeiro momento permite avaliar rapidamente a adequação daquele profissional à empresa que oferece a vaga. Além disso, a entrevista via Skype permite que as empresas avaliem bons candidatos que estão atualmente empregados e que não conseguiriam deixar o emprego no horário de trabalho. Essa possibilidade amplia a oferta de candidatos e, principalmente, daqueles bons candidatos que já estão empregados.

Como Funciona
As empresas que utilizam o sistema da Elancers podem escolher os melhores candidatos a uma determinada vaga utilizando filtros por palavras chaves. Dessa forma, mesmo recebendo milhares de currículos, o recrutador vai avaliar somente aqueles que se enquadram em determinado perfil pré-selecionado. Um dos requisitos pode ser, inclusive, o fato do candidato poder ser acessado via Skype, o que caracteriza um profissional que sabe usar as novas tecnologias:

“Se o profissional pré-selecionado informou seus dados de acesso ao Skype, o recrutador poderá acessá-lo por essa ferramenta com apenas um clique. Nessa hora o sistema abre o programa de teleconferência e o profissional de RH pode contatar a pessoa na hora ou adicioná-lo para contato futuro”, explica Tegon.

Com este novo recurso, as áreas de recrutamento e seleção das empresas conseguem realizar mais entrevistas, agilizando o processo de recrutamento e seleção. Já disponível para uso imediato para as mais de 10.000 empresas que utilizam a plataforma da Elancers, a entrevista via Skype também pode ser utilizada pelas empresas que usam a plataforma BOL Empregos.

Tags, , , , , , , ,