Tag Dassault Systèmes

Concessionárias Virtuais: repensando a experiência dos clientes no mercado automotivo

Por Marcelo Tonetti, Business Transformation Client Executive da Dassault Systèmes

Eficiência energética, direção autônoma e recursos de segurança inovadores. Graças ao avanço tecnológico, os fabricantes de automóveis estão conseguindo desenvolver projetos cada vez mais completos e atraentes. As oportunidades abertas pela era do Renascimento da Indústria, porém, vão muito além do aprimoramento das características técnicas de um veículo por meio do desenho virtual de novos modelos. O uso intensivo de tecnologia está mudando também o jeito como compramos nossos carros e as prioridades para efetuar a escolha entre as diversas opções disponíveis.

Esse renascimento global gera novas maneiras de criar, aprender, produzir e comercializar em uma economia baseada na experiência do consumidor e não apenas no produto. Para obter sucesso nesse cenário, as empresas têm investido cada vez mais em soluções que ofereçam experiências completas, que facilitem a vida dos consumidores e tragam o encantamento como resultado. No setor automotivo, essa lógica tem levado concessionárias do mundo inteiro a se recriarem, com o objetivo de atrair uma geração digital e particularmente interessada em produtos personalizados e experiências únicas.

Do desenho do produto ao pós-venda, plataformas inteligentes estão ajudando as empresas a reconstruírem a jornada de compra de seus clientes como um todo e as Concessionárias Virtuais são exemplos dessa transformação. Estamos falando de uma concessionária praticamente sem carros, onde os compradores podem experimentar e configurar todos os veículos em tempo real, escolhendo entre diferentes versões, acessórios e efeitos para personalizar o interior e o exterior de um determinado modelo. Atualmente já existem cerca de 8.000 lojas desse tipo em todo o mundo, impulsionadas principalmente pelas capacidades das novas plataformas digitais de desenho em três dimensões.

O objetivo desse modelo é ajudar as empresas a criarem ambientes mais dinâmicos e otimizar as ofertas com o máximo detalhamento possível. Em uma concessionária virtual é possível montar, ver e pedir um carro de uma maneira única. Estudos indicam que a maioria dos consumidores visita uma concessionária de carros apenas uma ou duas vezes antes de definir uma compra e as tecnologias virtuais podem ajudar as marcas automotivas a atrair e tornar essas visitas mais efetivas e interessantes.

A adoção de tecnologias como Inteligência Artificial (IA) e Realidade Virtual (VR) é um caminho para oferecer uma experiência visual única e de vendas de alto impacto para os consumidores. Com base nessas plataformas digitais, as concessionárias conseguem apresentar virtualmente seus carros e possibilitar que os consumidores tenham uma jornada imersiva e que apresente todas as possibilidades.

Além de ajudarem a maximizar a satisfação dos clientes, as Concessionárias Virtuais também permitem otimizar a rotina das lojas, propiciando oportunidades para a redução de custos e o aumento das vendas. A utilização dessas plataformas pode, por exemplo, engajar emocionalmente os clientes, ajudando as lojas a impulsionarem suas vendas com tíquetes-médios mais altos e maior negociação de acessórios, além de serviços adicionais.

Do mesmo modo, a aplicação de soluções virtuais também permite a redução da infraestrutura e espaço necessário para a venda de veículos. Sem a necessidade de um showroom físico completo, as lojas podem ser montadas em ambientes muito menores e mais atraentes. As novas versões digitais podem ser criadas com um terço do espaço físico de uma concessionária tradicional. Isso é especialmente importante em grandes cidades, propiciando economia com aluguéis ou construção de prédios que exijam altos investimentos de manutenção, segurança e adequação à exposição dos veículos.

Outra característica importante é que as Concessionárias Virtuais repensam a ligação entre as lojas e as linhas de produção. Com o uso de plataformas avançadas que já existem no mercado, é possível automatizar e interligar todos os processos, desde o design do produto, passando pelo estoque disponível e o relacionamento com os clientes durante o pré e o pós-venda. Assim, é possível atualizar as opções disponíveis para os consumidores de forma completamente automática, incluindo novos lançamentos e opções ao catálogo de vendas. Com isso, os vendedores não perdem chances de negócios específicos e podem mostrar novidades de forma imediata, aproveitando ao máximo o potencial de cada cliente interessado.

Uma das principais vantagens das Concessionárias Virtuais, porém, é a possibilidade de levar os produtos até o consumidor, onde quer que esteja. Em um mundo extremamente ágil e conectado, atrair o cliente até um ponto de venda é uma dificuldade de alto custo. Com a virtualização, as Concessionárias Virtuais vão até os locais em que seus potenciais consumidores estão, como shoppings centers, resorts e eventos do setor, por exemplo.

Em tempos marcados pela concorrência acirrada e pela enorme quantidade de opções à disposição do público, oferecer uma jornada de compra personalizada é um diferencial para o sucesso de qualquer estratégia de vendas. O uso de soluções ultrarrealistas e ferramentas inteligentes são exemplos de como a tecnologia possibilita que as empresas explorem validem e produzam novas experiências para seus clientes e acelerem o desempenho dos negócios.

Tags, ,

A Fábrica do Futuro

Por Luciano Lorenzo, consultor estratégico da Dassault Systèmes

Tem crescido o interesse dos executivos com poder de decisão sobre o tema Transformação Digital. A busca pela fábrica do futuro depende do uso de tecnologias avançadas para superar os desafios das operações industriais para esse novo cenário.

Nos dias atuais, somos confrontados com a necessidade de mudar drasticamente nossas práticas industriais. Como resultado da globalização, os mercados estão sempre crescendo, mas os investimentos continuam limitados. Isso significa um aumento de produção utilizando nossos ativos existentes. Os fabricantes necessitam encontrar drivers de produtividade.

Inversamente, os produtos fabricados estão se tornando cada vez mais complexos devido à maior riqueza e diversidade. Os fabricantes, portanto, ficam presos em um vício entre produtividade e complexidade e, se nada for feito, essa pressão dupla se transformará em problemas de qualidade, manutenção do produto e resultará em falhas de logística.

Precisamos redesenhar o modelo para estarmos melhor preparados para a produção e para sermos o mais eficiente possível ao executar essa produção.

O mundo virtual da fábrica do futuro deve nos permitir sair dessa estrutura restritiva e alcançar um nível mais alto de produtividade e antecipação. Somente a criação de modelos para nossas operações industriais não é o que nos permitirá antecipar problemas, iremos conseguir isso por meio do confronto entre modelo virtual e a realidade da execução, utilizando dados do campo em tempo real.

O que isso significa para os fabricantes e para todos os seus funcionários?

A Transformação Digital do mundo industrial não é simplesmente digitalizar as práticas que utilizamos anteriormente, mas é muito mais profundo do que isso. Significa mudar nossas práticas para maximizar suas eficiências utilizando o poder do mundo virtual.

Muito mais do que um projeto tecnológico, a Transformação Digital é um plano para modificar uma empresa que mergulha nas profundezas de seus processos.

É uma verdadeira revolução da empresa, centrada mais na prática e na forma como as pessoas serão integradas em todos esses processos do que simplesmente incluir os computadores nessa equação. É uma grande reformulação do nosso modelo. Essa é a verdadeira revolução digital.

A Transformação Digital não ocorre em detrimento dos operadores, pelo contrário, está lá para ajudá-los a trabalhar de maneira mais confortável e com a maior eficiência possível. As pessoas estão no centro desta transformação. Precisamos fazer com que cada operador compreenda seu papel na cadeia de valor da empresa, além de disponibilizar todas as informações necessárias para que ele tome as decisões certas.
Em seguida, automatizaremos as tarefas repetitivas sem nenhum valor agregado. Não estamos apenas falando da robotização física, mas também da automação de processos para permitir uma melhor tomada de decisões e ter a agilidade necessária para resolver problemas de forma eficaz.

O mesmo vale para os gerentes: eles já não são mais os únicos com informações e capacidade para tomar decisões. Se tornam os facilitadores para o desempenho de seu grupo. Há uma verdadeira mudança no papel desses líderes, mas não é por isso que são desvalorizados. A partir de agora, eles são responsáveis por ativar as alavancas que permitirão que suas equipes realizem suas operações corretamente, com base nas informações que irão receber diretamente.

Os fabricantes que não digitalizarem suas operações industriais nos próximos cinco anos sofrerão uma situação peculiar, podendo perder para seus concorrentes negócios e também agilidade e tempo de resposta. Essas abordagens modernas são muito mais eficientes, e é isso que as torna tão valiosas. Aqueles que não mergulharem e começarem essa transformação nos próximos anos perderão completamente seu lugar.

Já estamos observando indústrias que poderiam ser consideradas artesanais, como as de luxo, mas até mesmo esse segmento está investindo pesado porque também enfrenta o mesmo problema de personalização, expectativas de perfeição e demandas adicionais dos consumidores finais.

Os métodos clássicos artesanais já não proporcionam as economias de escala desejadas, de forma que quem não mergulhar nesse processo irá ter, no mínimo, um crescimento limitado, podendo até encontrar-se em grande perigo devido à falta de agilidade em relação à concorrência.

Adotar a Transformação Digital é a maneira de estar no caminho certo para lidar com a concorrência vinda de outros mercados internacionais, como a Ásia, por exemplo. As empresas precisam adotar tecnologias capazes de integrar a engenharia e a execução dos produtos. É importante saber criar uma conexão próxima entre a linha de produção e o estúdio de design, mas, acima de tudo, ter uma integração total de processos em uma única plataforma que estimule positivamente a experiência dos clientes.

A Transformação Digital das operações de fabricação pode ser comparada a um renascimento impulsionado pela indústria porque coloca essas mesmas operações no centro dos negócios, dando aos atores do sistema um papel com maior valor agregado. Os clientes finais poderão definir os produtos que desejam, disponibilizados em tempo recorde para uso em um ambiente que eles próprios definiram. A satisfação, de maneira geral, deve crescer e as importantes experiências serão aprimoradas a cada interação.

As organizações que atenderem bem os clientes serão capazes de manter uma posição competitiva no mercado utilizando um modelo com padrões extremamente altos. Elas poderão avançar ainda mais –e com maior rapidez–, oferecendo maior qualidade a preços competitivos. Serão capazes, ainda, de preservar sua margem e lucratividade, mantendo a capacidade de atender imediatamente o mercado em constante evolução.

A Transformação Digital é um renascimento industrial intenso. Não fique de fora dessa onda, mas obtenha uma compreensão de como o mundo digital permitirá a modernização de sua empresa para obter maior eficiência em todos os níveis, inclusive nas operações industriais.

Atualmente, falamos sobre a força de trabalho do futuro quando nos referimos a todas as equipes que poderão tomar decisões e agir rapidamente, graças aos novos sistemas disponíveis para serem implementados na fábrica do futuro. O papel dos executivos de sucesso no renascimento industrial é o de prestar assistência, educar e melhorar o conhecimento da equipe. A quarta revolução industrial já chegou e o Brasil não pode perder novas oportunidades.

Tags, ,

Dassault Systèmes anuncia programa global de empreendedores para apoiar startups, empresários e produtores

A Dassault Systèmes anuncia essa semana o Global Entrepreneur Program, programa global para empreendedores para acelerar o desenvolvimento de inovações revolucionárias por startups, empresários e fabricantes. O programa, que utiliza a plataforma 3DEXPERIENCE da Dassault Systèmes, seus aplicativos, conhecimentos e sua comunidade de mentores e de serviços, oferece um portfólio completo de soluções customizadas e com diferentes tipos suporte para acompanhar inovadores em todas as etapas de seus desenvolvimentos: do início até o final.

Mais de 1.000 startups, empresários e produtores já estão utilizando os serviços da Dassault Systèmes na criação digital de produtos e experiências de produtos para o mundo real. Com o Global Entrepreneur Program, eles podem utilizar mundos virtuais, colaboração, inteligência coletiva e comunidades para facilitar a inovação, a criatividade e a concretização das ideias. Os inovadores podem promover projetos que integram Internet das Coisas (IoT) e outras tecnologias, projetar e testar produtos, além de acessar serviços de prototipagem online. Todo o processo utilizando os mais recentes métodos de impressão 3D, além de compartilhar conhecimentos e competências com uma rede qualificada de profissionais, especialistas e colegas de várias indústrias.

As startups têm necessidades diferentes em cada fase do seu ciclo de vida. Uma abordagem tecnológica, de orientação e comercialização única, não é suficiente para fornecer os diversos níveis de suporte necessários para ajudá-los a comercializar produtos mais rapidamente, ao mesmo tempo em que aborda os desafios empresariais inerentes ao mundo das startups, como financiamento, recrutamento de pessoas, infraestrutura de TI ou vendas.

O Global Entrepreneur Program inclui aplicativos de design e treinamento da SOLIDWORKS for Entrepreneurs para projetos focados na inovação mecânica, bem como aceleração imersiva no 3DEXPERIENCE Lab para startups disruptivas que trabalham para transformar a sociedade que precisam de apoio de mentores, protótipos e suporte de marketing, inclusive de uma rede de incubadoras, aceleradoras e parceiros Fab Labs nos Estados Unidos e na Europa.

O Global Entrepreneur Program também inclui a plataforma 3DEXPERIENCE baseada na Nuvem (cloud-based), gerenciamento de comunidade, suporte e serviços que trazem velocidade, agilidade, flexibilidade, experimentação e colaboração para projetos que exigem mais do que apenas uma nova atividade de engenharia de produtos.

“Os empresários nos informaram que valorizam a comunidade social de uma incubadora acima de tudo, e nós ouvimos”, afirma Frédéric Vacher, Diretor de Estratégia Inovadora Corporativa da Dassault Systèmes. “A Dassault Systèmes adora as startups e o nosso Programa Global Entrepreneur oferece suporte aos seus processos de inovação, fornecendo aplicativos em Nuvem, comunidades e serviços online, qualquer que seja a indústria, produto, necessidade ou nível de maturidade.

“Podemos considerar ‘passado’ os dias em que apenas as grandes empresas possuíam inúmeras habilidades, recursos e capacidades para produzir avanços. Hoje somos um catalisador e facilitador para grandes empresas e startups na criação de conceitos, reunião de mundos virtuais e reais, além de fortalecer o renascimento da inovação”, enfatiza o executivo.

Tags, , ,

Dassault Systèmes lança Laboratório de Inovação e Programa de Aceleração de Startups

A Dassault Systèmes, a empresa 3DEXPERIENCE, líder mundial em software de projeto 3D, 3D Digital Mock Up and Product Lifecycle Management (PLM), anuncia o lançamento do 3DEXPERIENCE Lab – Laboratório Aberto de Inovação e Programa Acelerador de Startups, com o objetivo de fortalecer ainda mais projetos de vanguarda de transformação da sociedade.

Com o 3DEXPERIENCE Lab, a Dassault Systèmes ajudará startups selecionadas que desenvolvem produtos para a melhoria da vida de pessoas, cidades, estilos de vida, concepções de ideias, Internet das Coisas e movimentos de fabricação digital. No período de um a dois anos, as startups selecionadas terão acesso à plataforma 3DEXPERIENCE da Dassault Systèmes, habilidades técnicas e tutoria para criar experiências digitais que otimizem e validem seus produtos e processos. O acesso será ao mesmo conteúdo, tecnologia, aplicações e experiências que têm transformado o design, a engenharia e a fabricação da maioria dos produtos já utilizados pela sociedade. Além disso, a presença mundial da Dassault Systèmes ajudará a acelerar os lançamentos de produtos e a participação internacional de startups.

Com o 3DEXPERIENCE Lab, a Dassault Systèmes reforça o conceito de empresa social e utiliza os quase 35 anos de experiência em tecnologias virtuais para modelar uma nova estrutura de inovação aberta para um mundo mais sustentável. O 3DEXPERIENCE Lab envolve inteligência coletiva com uma abordagem de colaboração recíproca para promover empreendedorismo, dar vida a novas experiências e fortalecer o futuro da criação da sociedade.

“Muitos empreendedores promissores estão observando o mundo com um novo olhar, embora sejam forçados a inovar sozinhos, sem os benefícios de uma rede maior para criar, desafiar, consolidar e validar suas ideias. A inovação está no centro dos esforços da Dassault Systèmes. Acreditamos nas capacidades poderosas da plataforma 3DEXPERIENCE para ajudar inovadores a criar experiências de vanguarda que possam impactar a sociedade positivamente. O 3DEXPERIENCE Lab garante maior alinhamento com o nosso propósito de economia colaborativa ao oferecer novos meios de contribuir com projetos pioneiros, revelando talentos, criando novos espaços para interação e promovendo uma cultura coorporativa aberta e criativa”, afirma Bernard Charlès, Presidente Executivo da Dassault Systèmes.

O 3DEXPERIENCE Lab foi lançado em paralelo com a Fundação Dassault Systèmes, criada para apoiar projetos inovadores e transformadores de educação, pesquisa e conhecimento científico em instituições acadêmicas, institutos de pesquisa, museus, associações, centros culturais e outras organizações de interesse geral por meio da União Europeia.
Para maiores informações sobre o 3DEXPERIENCE Lab da Dassault Systèmes, acesse o site www.3DEXPERIENCELab.3ds.com.

Tags, ,