Tag Cyber Monday

Ebit: Da véspera da Black Friday à Cyber Monday, faturamento do e-commerce atinge R$3,2 bilhões

De 23 a 27 de novembro, o faturamento no e-commerce atingiram a marca de R$3,2 bilhões, alta de 8,7% ante o mesmo período de 2016, quando o montante foi de R$2,9 bilhões. De acordo com a Ebit, empresa referência em informações sobre o comércio eletrônico brasileiro, o número de pedidos aumentou 16,1%, de 5,2 milhões para 6,1 milhões, enquanto o tíquete médio retraiu 6,4%, de R$555 para R$ 520.

O período abrange desde a véspera da Black Friday (23) até a Cyber Monday (27). Considerando os resultados apenas da segunda-feira, houve uma alta de faturamento de 6%, de R$291 milhões para R$308,5 milhões, com alta de 22% no número de pedidos, de 591 mil paea 721 mil e queda ainda maior no tíquete médio, de 13,2%, de R$492 para R$428. “A Cyber Monday está ganhando força como data tradicional de descontos. O recuo no tíquete médio mostrou que os varejistas ampliaram suas ofertas e aumentaram os descontos do produto”, afirma Pedro Guasti, CEO da Ebit.

Neste ano, além da segunda-feira, outro destaque foi a quinta-feira (23), véspera da Black Friday (24), que também concentrou muito mais vendas na comparação com 2016. “O conjunto de fatores que incluem a antecipação das ofertas, sites com poucas falhas e consumidor já realizando compras no final da tarde de quinta-feira, resultaram num pico de vendas das 18h às 23h59 na véspera da Black Friday (24), horário no qual a Ebit registrou o maior crescimento em comparação ao ano anterior”, explica André Dias, COO da Ebit.

A Black Friday (24), principal dia de ofertas, gerou faturamento de R$2,1 bilhões para o e-commerce em 2017, alta de 10,3% ante aos R$1,9 bilhão registrados no mesmo período do ano passado*. O número de pedidos cresceu 14%, de 3,30 milhões para 3,76 milhões, enquanto o tíquete médio caiu 3,1%, de R$580 para R$562, na comparação entre os períodos.

Confira o resultado consolidado do período (23 a 27/11):

Tags, , , , , , ,

E-commerce: Dicas para site seguro e estável na temporada de compras de fim de ano

Ano após ano, vemos que a tendência de compras online vem ganhando mais destaque, especialmente em países como Brasil, México e Chile, que já criaram suas próprias versões de Black Friday e Cyber Monday. Agora, com as festas de fim de ano, crescem também as vendas, e as lojas de e-commerce devem possuir mais do que um site com design visual atraente.

Os sites precisam de uma infraestrutura de tecnologia que suporte a demanda dos usuários, sobretudo em períodos em que o acesso aumenta e o negócio não pode de forma alguma sofrer instabilidade, e comprometer o resultado do negócio. Os Controladores de Entrega de Aplicativos ou ADC (Application Delivery Controllers), como o Citrix NetScaler, garantem em picos de acesso o desempenho, segurança, balanceamento e optimização da rede, e contam ainda com o benefício de poder ser contratado no modelo sob demanda – “As a Service”.

José Parada, gerente de vendas de rede para a América Latina & Caribe, da Citrix, aponta algumas recomendações dessa tecnologia para as lojas de e-commerce que estão se preparando para receber um alto tráfego de compradores neste fim de ano:
• Prepare o servidor: Certifique-se de seu servidor Web está pronto para esta temporada e que o ADC está instalado nos servidores. O tráfego do site deve primeiro passar pelo ADC antes de chegar aos servidores web;

• A importância de um ADC: Um ADC como NetScaler da Citrix pode ser crucial para o bom funcionamento do site em todas as situações que geram um grande tráfego de usuário.

Características do ADC:
• Capacidade de otimizar e distribuir corretamente o tráfego para servidores web;
• Recursos de segurança avançados que podem detectar algum tipo de ameaça hacker;
• Capacidade de proteger servidores e aplicações de hospedagem dos dados críticos;
• Resistência a grandes ondas de tráfego, além de suportar intenso tráfego de entrada;
• Suporte para as mais recentes tecnologias da Web 2.0, porque cada vez mais pessoas estão comprando dispositivos móveis, não só PC.
• Apoiar fatores de autenticação, como a do cliente. Acrescentando mais uma camada de autenticação você está protegendo o seu negócio e seus clientes.

“As empresas devem estar preparadas para o inesperado, porque uma promoção com apelo popular pode gerar tráfego que exceda as expectativas”, disse José Parada, acrescentando que “de fato, os consumidores devem estar atentos ao fazer suas compras online, verificando se o site tem um selo de segurança e não solicitou informações adicionais necessárias para fazer a transação. “

Tags, , ,