Tag Criteo

Mobile representou 19% das transações no e-commerce no Brasil no último trimestre de 2015, aponta Criteo

O mobile continua sendo um canal cada vez mais adotado pelos consumidores brasileiros que fazem compras na Internet. Segundo a pesquisa “Cenário do Mobile Commerce” realizada no último trimestre de 2015 pela Criteo (www.criteo.com) (NASDAQ: CRTO), líder global de tecnologia especializada em publicidade digital e marketing de performance, 19% das transações no e-commerce no País foram realizadas em smartphones ou tablets. Os celulares continuam sendo os preferidos e responderam por 81% do total das compras feitas a partir de dispositivos móveis.

Outro fenômeno crescente confirmado pelo estudo da Criteo foi a utilização de múltiplos devices no ciclo de compra. O cross-channel alcançou 52% das transações no e-commerce no Brasil, sendo que em 19% o consumidor utilizou algum equipamento mobile. A empresa descobriu também que em 52% das transações concluídas em desktops o cliente visitou o site do varejista em pelo menos um outro device antes de finalizar a compra. Com 54%, os tablets atingiram o maior índice entre os usuários que acessaram outras telas até fechar o pedido.

Os números globais do estudo também indicam uma forte tendência no uso de dispositivos móveis no e-commerce. A Criteo analisou 1,4 bilhão de transações online e descobriu que 4 em 10 compras foram realizadas utilizando múltiplos devices, sendo que 1/3 foram concluídas em um equipamento mobile.

“Em um terço das compras cross-channel fechadas no desktop os consumidores acessaram as lojas em ao menos um dispositivo mobile. Nas transações concluídas no mobile, 1/3 dos consumidores também navegaram antes no desktop e, vale ressaltar, mais da metade acessaram apenas mobile browsers ou dispositivos móveis. Os varejistas precisam continuar investindo para assegurar que todos os seus produtos possam ser vistos e comprados em qualquer tela”, alerta Fernando Tassinari, Diretor Geral da Criteo no Brasil.

“A proliferação do mobile commerce está aumentando o desejo dos consumidores por experiências mais personalizadas. Para serem competitivos, os varejistas já não têm outra opção senão começar a analisar e entender o perfil de comportamento dos consumidores através de múltiplos dispositivos, browsers e apps para oferecer uma experiência de compra mais relevante e customizada”, acrescenta.

Focada em sempre desenvolver soluções que apoiem os varejistas online em suas estratégias digitais, a Criteo lançou o Universal Match, que, em associação com o Criteo Dynamic Retargeting, automatiza a criação de campanhas personalizadas de publicidade e recomendações de produtos para cada usuário, maximizando as ações de performance com uma experiência de marketing individualizada. A solução processa e analisa mais de 35 bilhões de ocorrências diariamente para entender o comportamento de compra em múltiplos devices de mais de 500 milhões de consumidores. Até hoje, as soluções para os varejistas foram limitadas. O Universal Match entrega precisão e escala construindo uma ponte entre diversos devices e plataformas, incluindo mobile apps, mobile browsers e desktops.

“A pesquisa da Criteo do último trimestre de 2015 mostra que o mobile se consolidou como um componente essencial do e-commerce. Os consumidores estão navegando e comprando através de múltiplos devices. Para entender melhor seus clientes, os varejistas precisam parar de olhar para cada device individualmente e começar a entender o usuário por trás deles. O comportamento multi-device é o novo normal. Nossa nova solução Universal Match permite aos anunciantes acessar os consumidores no momento em que estão mais propensos a comprar através de mensagens direcionadas e personalizadas em todos os devices”, finaliza Johathan Wolf, Chief Product Officer da Criteo.

Estes são os principais destaques da pesquisa da Criteo, que confirmou a rápida adesão ao mobile commerce e a necessidade de contar com a solução Universal Match para se relacionar com os consumidores na Web:

Mobile Commerce está explodindo

Os varejistas que oferecem uma experiência de compra mobile encerraram 2015 com resultados impressionantes, transformando os usuários de dispositivos móveis em consumidores. Para que se mantenham competitivos, os varejistas devem continuar investindo em estratégias de mobile marketing que atendam os consumidores em múltiplos devices:

– No quarto trimestre de 2015 as transações mobile registraram crescimento de 15% sobre 2014, atingindo globalmente 30% de todas as compras no e-commerce.

– Entre os dispositivos móveis, os tablets alcançaram vendas com ticket médio maior que os smartphones. Os equipamentos com sistema operacional iOS alcançaram tickets maiores que a média.

Consumidores preferem comprar por smartphone

O smartphone está se tornando o equipamento preferido para compras em dispositivos móveis e responde pela maioria das transações globais. Na medida em que as empresas otimizarem suas experiências de compra, é recomendável focar nos smartphones como o principal canal de venda no comércio eletrônico.

– Os smartphones representam 60% das transações mobile nos Estados Unidos, impulsionados pela combinação de melhor capacidade de transação, a possibilidade de acessar a qualquer hora e em qualquer lugar, telas cada vez maiores e o avanço da banda larga.

– Os smartphones respondem pela maioria da vendas mobile globalmente, especialmente no Japão e na Coreia do Sul.

Cross Device continua a crescer

Os consumidores estão utilizando múltiplos devices – laptops, tablets e smartphones – em todas as etapas do ciclo de compra. A necessidade de entender melhor o comportamento dos consumidores, influências e intenção de compra é a chave para engajá-los na sua jornada por múltiplos devices. Para que sejam bem sucedidos, os varejistas devem ter um forte foco no consumidor e recorrer a soluções como a Universal Match, da Criteo:

– Aproximadamente 40% das transações ocorreram através de múltiplos devices ou canais no último trimestre de 2015.

– 37% dos consumidores que fizeram compras em desktops navegaram no mesmo site do varejista pelo menos uma vez em outro device antes de fechar o pedido.

– Os consumidores que acessaram múltiplos devices e concluíram a transação em um tablet são os mais propensos a utilizar diversos equipamentos no ciclo de compra – 43% deles utilizaram outros dispositivos.

Apps que permitem fazer compras geram faturamento crescente

Varejistas e marcas que oferecem apps intuitivos e que removem barreiras para fazer compras têm registrado crescimento nas vendas e no ticket médio. Desenvolver um app ajuda a aumentar o engajamento com o consumidor, a conversão e a receita da loja:
– Dos comerciantes que priorizaram a experiência mobile, os apps representam 54% das transações mobile na indústria varejista e 58% na indústria de viagens.

– Os varejistas que disponibilizam apps para compras alcançaram 286% mais visualizações de produtos do que os que oferecem apenas sites mobile, alcançando um índice 90% maior de pedidos.

– As taxas de conversão nos apps foi 120% maior que os mobile browsers.

Mobile Commerce não para de crescer globalmente

A participação do mobile commerce nas transações está crescendo globalmente, com o Japão, Reino Unido e Coreia do Sul na liderança. Na medida em que os consumidores em todo mundo se voltam para o mobile para fazer suas compras, as empresas precisam assegurar que suas estratégias de mobile marketing estão atendendo as demandas dos usuários:

– O mobile commerce respondeu por 35% das compras no varejo online em todo mundo.

– 50% de todas as transações no e-commerce no mundo foram realizadas em múltiplos devices.

Tags, , ,

Mobile Commerce já representa 20% das compras online no Brasil

Em 60% das compras, consumidor utilizou múltiplos devices antes de finalizar a transação

O mobile está se tornando o canal preferido entre os brasileiros que fazem compras online utilizando múltiplos devices e os consumidores que acessam as lojas virtuais em diversos equipamentos têm 3 vezes mais propensão a finalizar uma transação em um dispositivo móvel do que aqueles que usam apenas um equipamento.

Entre julho e setembro, 20% das compras feitas no País pela Internet foram concluídas no smartphone ou no tablet; a média global foi de 35%. Entre os maiores varejistas, as transações mobile cresceram 24% sobre o trimestre anterior e agora quase um terço de todas as vendas são finalizadas em devices móveis. Entre os varejistas de médio porte, o avanço foi de 35% no período.

Forte tendência no e-commerce, os aplicativos alcançaram taxas de conversão em vendas duas vezes maior do que o desktop e o ticket médio também foi mais alto nestes três meses – R$ 446,00* (US$ 116) no app contra R$ 385,00 (US$ 100) no desktop e R$ 350,00 (US$ 91) no mobile browser.

Estas são algumas das principais conclusões do estudo global “Cenário do Mobile Commerce”, realizado no terceiro trimestre pela Criteo (www.criteo.com) (NASDAQ: CRTO), líder global de tecnologia especializada em publicidade digital e marketing de performance.
O levantamento analisou mais de 3 mil varejistas virtuais e sites de viagem no mundo, que totalizam 1,4 bilhão de transações e US$ 160 bilhões em vendas anuais, e confirmou que os canais mobile se consolidaram e irão continuar a ser decisivos nas estratégias comerciais e de marketing das empresas que comercializam produtos e serviços na Web.

“Quase um terço das vendas feitas pelos grandes varejistas online são transacionadas em um smartphone, que, com telas cada vez maiores, são mais utilizados do que os tablets para fazer compras, representando 77% das transações mobile no trimestre. Em âmbito global até o final do ano nossa estimativa é que o mobile commerce represente 40% das transações na Internet”, assinala Fernando Tassinari, Diretor Geral da Criteo no Brasil.

De acordo com a pesquisa, no caso das compras finalizadas em laptops e desktops, 55% dos consumidores usaram ao menos um outro equipamento para visitar a mesma loja on-line antes de fechar a transação. Entre os que compraram em um dispositivo móvel, 59% dos que utilizaram smartphone e 60% dos que recorreram a um tablet utilizaram um outro device antes de fechar negócio.

Para Tassinari, os aplicativos serão a próxima fronteira e assistiremos nos próximos anos um aumento significativo de anunciantes investindo no desenvolvimento de apps para engajar consumidores e converter mais vendas. “Além disso, com 40% dos consumidores navegando em múltiplos devices antes de comprar, a publicidade on-line terá que passar a focar nas pessoas e não mais em devices. Os varejistas precisam redesenhar a experiência de compra online para atender estes novos consumidores que acessam suas lojas a partir de vários canais antes de concluir a compra”, alerta.

Com sede na França e 27 escritórios em 16 países na Europa, Estados Unidos, América do Sul, Austrália e Ásia que operam comercialmente em mais de 80 países, a Criteo registrou faturamento global de 745 milhões de euros em 2014 e 533 milhões de euros no primeiro semestre deste ano. Interessada no potencial do mercado de publicidade on-line e do e-commerce no Brasil, a companhia está nos preparativos finais para inaugurar seu novo escritório, em São Paulo, ampliando sua estrutura para dar início a uma nova fase de expansão.

“O crescente potencial da publicidade online no Brasil cria o cenário ideal para a oferta de nossos serviços de marketing de performance. Agências e anunciantes têm como maior desafio a gestão do orçamento e a otimização de resultados na mídia online, o que só é possível com ferramentas como as que oferecemos para planejar e colocar no ar campanhas com altos índices de engajamento e conversão”, assinala Fernando Tassinari, Diretor Geral da Criteo no Brasil.

Atualmente os maiores clientes da empresa no Brasil são dos segmentos de varejo, viagens e classificados, incluindo as maiores empresas do e-commerce e grandes varejistas, entre eles Netshoes, Dafiti, Passarela, Magazine Luiza, Hotel Urbano, Peixe Urbano, e Ricardo Eletro. Além de continuar ampliando seus negócios nestes setores, a empresa planeja agora avançar em outros verticais, como automotivo, financeiro, bens de consumo e telecomunicações.

Tags, , ,