Tag conhecimento de transporte eletrônico

Fazenda de SP vai descontinuar emissores gratuitos da Nota Fiscal Eletrônica e Conhecimento de Transporte Eletrônico em 2017

Levantamento do Fisco aponta que mais de 90% dos documentos eletrônicos são gerados por aplicativos próprios adquiridos pelos contribuintes

A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo informa que a partir de janeiro de 2017 os aplicativos gratuitos para emissão da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e do Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) serão descontinuados.

Com a gradual adesão das empresas aos sistemas de documentos eletrônicos, o Fisco Paulista verificou que a maioria dos contribuintes deixou de utilizar o emissor gratuito e optou por soluções próprias, incorporadas ou personalizadas a seus sistemas internos. No mercado há muitas opções de emissores, alguns deles com uma versão básica gratuita.

Os emissores gratuitos são oferecidos pela Secretaria da Fazenda aos contribuintes desde 2006, quando teve início o processo de informatização dos documentos fiscais e sua transmissão via internet com o objetivo de massificação do seu uso. Apesar dos investimentos realizados, recente levantamento da Secretaria da Fazenda aponta que o total de NF-e?s geradas por empresas que optaram por emissores próprios somam 92,2%. No caso do CT-e, o número é ainda maior: 96,3% dos documentos são gerados por emissores próprios.

Os contribuintes que tentarem realizar o download dos emissores de NF-e e CT-e receberão a informação sobre a descontinuidade do uso dos aplicativos gratuitos. A partir de 1º de janeiro de 2017 não será mais possível fazer o download dos emissores.

A Secretaria da Fazenda recomenda que os usuários que já tenham o aplicativo instalado, façam a migração para soluções próprias antes que a introdução de novas regras de validação da NF-e e do CT-e impeçam o seu correto funcionamento.

Tags, , ,

Em ritmo de expansão, Solyos apresenta novidades ao mercado

Especializada em soluções tecnológicas para o atendimento de entidades empresariais como a Federação do Comércio do Paraná, a empresa curitibana Solyos desenvolve softwares para internet que também atendem a diversos setores. Domina o mercado em certificados de origem, documentos eletrônicos expedidos por entidades brasileiras para atestar que determinado produto ou serviço é produzido no país e pode contar com benefícios estabelecidos em acordos de comércio exterior. A empresa serve o setor de transportes com Conhecimento de Transporte Eletrônico e vai lançar software para gerenciamento de receitas de hotéis. Daniel Weimer, diretor executivo da Solyos, ainda reforça o interesse da empresa em expandir não só na conquista de clientes em diversos estados, mas também na abertura de escritórios fora do Paraná. “Nosso escritório em Porto Alegre, por exemplo, reforça o atendimento do Rio Grande do Sul e trabalha na revenda de um software jurídico”. Daniel adianta que, “com o fechamento de novos contratos, a empresa já se prepara para aumento do número de colaboradores e melhorias na estrutura física do escritório em Curitiba”.

Saiba mais sobre a Solyos em www.solyos.com.br

Tags, , ,