Tag Christian De Cico

Business Intelligence é carta na manga para expandir negócios – Por Christian de Cico

Para muita gente, a nota fiscal é apenas um pedaço que papel entregue ao cliente no final de uma transação financeira, mais por protocolo do que por necessidade. Mesmo entre as empresas, o mundo de possibilidades oferecido pela nota fiscal ainda é pouco explorado ou compreendido. O fato é que as notas fiscais são praticamente uma mina de ouro para empresas. Esses documentos oferecem informações valiosas sobre os hábitos e características de clientes e produtos e, uma vez bem empregados, podem ajudar na expansão da companhia.

É para isso que existe o B.I., ou Business Intelligence. Esse serviço foi criado para analisar e processar dados de documentos e a partir dele gerar informações úteis para diversos fins. O processo pode ser um pouco trabalhoso, porém, exemplos de bom uso de B.I. não faltam. Imagine uma empresa de calçados. Aplicar B.I. nas notas fiscais dos produtos vendidos pode informar ao lojista o bairro que concentra o maior número de clientes, quais tipos de calçados são mais vendidos, qual tipo de pagamento é mais utilizado, aumento ou diminuição de vendas em razão sazonal, as cores preferidas dos clientes, quais acessórios são mais comprados na loja, qual a faixa de gasto dos consumidores e muitos outros. A lógica também funciona para fornecedores: o lojista pode saber o caminho percorrido pela transportadora, qual fornecedor é mais custoso para a empresa, qual tipo de mercadoria vale mais a pena adquirir, custo de itens versus saída de produtos e muito mais.

E nem só de notas fiscais o B.I. vive. A graça do método é poder combinar diferentes fontes de informação para adquirir um conhecimento profundo. Ou seja, ainda utilizando a loja de sapatos como exemplo, e-mails e redes sociais também servem como fontes de informação para o trabalho de B.I. Pensando em tudo isso, cada vez mais empresas e organizações se fazem valer do Big Data, conjunto de informações de seus bancos de dados, para entender melhor os clientes e conseguirem desenvolver ações mais efetivas para atingir o público, gerando retorno financeiro e de marca.

Em posse de todas essas informações, a empresa pode cortar gastos desnecessários, repensar estratégias de negócios e tomar decisões de maneira muito mais assertiva, permitindo que o crescimento da companhia ocorra de maneira mais rápida e segura. O que você está esperando para aplicar essa inovação no seu negócio?

Christian de Cico é engenheiro de produção com foco em otimização de processos e redução de custos, CEO e fundador da Arquivei, que viabiliza compliance fiscal e transforma documentos fiscais em inteligência para mais de 60 mil empresas em todo país

Tags, ,

Startup cria ferramenta que evita desperdícios e perdas financeiras em farmácias

A startup Arquivei tem chamado a atenção de empresas de todo o país – já possui milhares de clientes em 25 estados brasileiros. Inicialmente, a primeira ferramenta oferecida era a gestão de notas fiscais, obtendo todos os documentos emitidos contra o CNPJ das empresas contratantes do sistema, organizando e guardando de forma legal, isentando clientes de multas em caso de fiscalização – até mesmo a Arcos Dourados, gestora da rede McDonald’s no Brasil, se rendeu à novidade.

Agora, a empresa, sediada em São Carlos, um dos pólos tecnológicos mais famosos do Brasil, acaba de lançar ao mercado uma nova ferramenta, o aplicativo +Farmácia, capaz de reduzir exponencialmente perdas com medicamentos vencidos. A dinâmica do novo produto consiste em basear-se nas informações cedidas pelo fornecedor. “Uma vez que a farmácia compra um produto, uma Nota Fiscal Eletrônica é emitida pelo fornecedor e enviada diretamente para a Secretaria da Fazenda. O Arquivei obtém automaticamente esta nota, extrai informações de medicamentos e alimenta o App +Farmácia, que realiza uma pré-análise para identificar possíveis riscos referentes à validade dos produtos a serem entregues. Basta, então, apenas informar um período mínimo para venda, o App identifica automaticamente produtos vencidos ou com vencimento próximo, permitindo uma ação imediata e evitando perdas”, explica Christian De Cico, 28, diretor e fundador da empresa.

Para avaliar a efetividade do novo aplicativo, o Arquivei realizou um estudo de caso com a rede de farmácias Rosário, durante 30 dias. Ao final, segundo De Cico, o +Farmácia acabou prevenindo em 80% os gastos referentes à incineração e perda de produtos com potencial de venda.

Sobre o Arquivei

Idealizado em 2013 e colocado em prática durante 2014, o Arquivei é um programa online que se conecta à Secretaria da Fazenda e baixa as NFes emitidas contra o CNPJ da empresa, concentrando-as num Painel de Gestão de Notas, o que facilita e otimiza o arquivamento dos documentos com garantia legal. Além dessa solução, a empresa tem criado outras ferramentas com foco na organização e redução das perdas para empresas de diversos ramos.

Tags, , ,