Tag cartões de crédito

Com 23%, setor de Cartões apresenta maior índice de conversão na hora da cobrança, aponta pesquisa

O setor de cobrança na área de cartões de crédito por parte dos call centers apresentou a maior taxa de conversão nos quatro primeiros meses do ano. É o que mostrou uma pesquisa realizada pela Deep Center, especializada em Big Data e Business Analytics para Contact Centers. O levantamento levou em considerações oito setores que realizam cobranças com o consumidor, como Crediário, Crédito Pessoal, Serviços Massificados (redes de varejo, companhia elétrica, operadoras de TV por assinatura, entre outras), Telefonia, Veículos, Empresas Educacionais e Bancos.

De acordo com a pesquisa, o setor de cartões apresentou taxa média de conversão de 23%, acima da média geral do mercado, que é de 12%. A conversão é o indicador que mede a taxa de sucesso na cobrança em relação ao número de contatos efetivos pelo call center da instituição financeira. A pesquisa mostrou, ainda, que esse índice é alto em razão da necessidade do consumidor em usar o cartão de crédito.

A cobrança no setor de Veículos apresentou a segunda maior taxa de conversão no período, com média de 16%. Logo em seguida vêm os segmentos de Telefonia, com 14%, Crédito Pessoal, 13%, e Bancos, 9%, respectivamente.

“Os cartões, em sua maioria, são disponibilizados a clientes que, na época de contratação, não tinham restrição ao nome e um bom score. Por esse motivo, as cobranças são iniciadas antes mesmo do bloqueio do cartão e as negociações têm maior sucesso, para que o cliente preze pelo crédito disponível e mantenha seu nome limpo”, explica Gabriel Camargo, CEO da Deep Center.

Localização de devedores e ligações improdutivas

Além da conversão, foram avaliados também outros índices, como o Contato com a Pessoa Certa (CPC), indicador que mede o percentual de sucesso que o call center da cobrança tem ao falar com a pessoa que procurava. Nesse quesito, o setor de Massificados teve a maior média dentre os setores pesquisados, com 36%, acima dos 24% da média geral do mercado. Os setores de Crédito Pessoal e Cartões vêm na sequência, com 29% e 24%, respectivamente.

“Esse índice aponta especificamente que os bancos, supermercados e outros estabelecimentos comerciais que compõem a categoria contam, atualmente, com dados mais atualizados de seus clientes e estão acertando na estratégia de abordagem, como o canal de contato e melhor hora para a ligação”, afirma Camargo.

De acordo com o executivo, essa evolução na conversão das cobranças mostra, além da maturidade dos consumidores em assumir a responsabilidade dos débitos, o investimento das empresas em tecnologias para o estudo do comportamento do consumidor para reduzir a improdutividade das equipes, que está em 14%. “Hoje, não só os contact centers, mas as instituições contratantes estão usando soluções de Big Data para realizar uma análise preditiva, a fim de agir de uma forma mais assertiva e relevante, antecipando situações que costumam acabar em inadimplência ou cancelamento de serviços”, finaliza o CEO.

Tags, , ,

HID Global e HST Software firmam parceria no mercado de cartões personalizados e de crédito na América Latina

A HID Global, líder mundial em soluções confiáveis de identidade, acaba de anunciar uma parceria com a HST Software Solutions, especializada na oferta de softwares para a indústria financeira, para atender ao mercado latino americano de cartões personalizados e de crédito. Com a parceria, os sistemas da HST e as impressoras de cartões personalizados de identidade da linha FARGO® da HID Global oferecem às empresas dos setores de Finanças e Varejo uma solução completa de emissão segura.

Com a parceria entre HID Global e HST, agências bancárias e lojas contam agora com uma solução capaz de fazer a emissão de cartões instantaneamente e com total segurança, reduzindo o custo de envio de cartões por correio, evitando fraudes geradas por extravio de cartões e possibilitando ao cliente a compra imediata de produtos e serviços oferecidos por essas empresas, por meio da função crédito. Além disso, essa parceria trará mais agilidade nos processos necessários à certificação dos produtos, suporte local em português e espanhol e atendimento completo às demandas de implementação nas empresas.

“O cotidiano da emissão de cartões em instituições bancárias e varejistas é um fator que pode alavancar a produtividade das operações. Com essa nova aliança, o mercado de cartões tem um ganho expressivo, considerando que a HST Software e HID Global são players líderes em seus segmentos”, diz Fernando Giroto, diretor de Secure Issuance (Emissão Segura) da HID Global para o Brasil e Cone Sul. “O software da HST compõe uma solução madura e consolidada no mercado, totalmente customizável de acordo com as necessidades dos clientes. As impressoras HID serão instaladas nas agências bancárias e lojas, já alimentadas com os cartões pré-impressos com a arte dos clientes, oferecendo um ganho real de tempo no processo de ativação dos cartões.”

Tags, , , ,

Raul Moreira, presidente do conselho da Cielo, assume presidência executiva da Alelo

Raul Francisco Moreira assume a partir da próxima segunda-feira (09/01) como novo presidente da Alelo, empresa líder no setor de benefícios e despesas corporativas. Funcionário de carreira do Banco do Brasil por mais de 29 anos, atuou como membro do Conselho de Administração de empresas no segmento de pagamentos eletrônicos, como EloPar, Elo, Alelo e Livelo. Participou também de projetos relevantes para o mercado de cartões como Diretor Vice-Presidente da Abecs (Associação Brasileira de Empresas de Cartões). Exerceu ainda a Presidência do Conselho de Administração da BB Seguridade e desde 2015 ocupava a Vice-Presidência de Negócios de Varejo do Banco do Brasil. Sua formação é em Gestão da Tecnologia da Informação.

“O Raul tem participado ativamente da trajetória da Alelo como integrante do Conselho de Administração da empresa e tem toda a confiança dos sócios Bradesco e do Banco do Brasil. Ele chega para presidir a empresa num momento muito bom, de crescimento, e terá uma equipe engajada para alavancar ainda mais o negócio”, destaca Marcelo Noronha, vice-presidente executivo do Bradesco e atual presidente do Conselho de Administração da Alelo.

“Estou muito feliz com esse desafio e espero me integrar da melhor forma possível na cultura vencedora da Alelo. Esse é um sonho que se realiza e tenho certeza que será um ano de muito trabalho, aprendizado e conquistas com uma equipe inspiradora”, afirma Raul Moreira, novo presidente da Alelo.

Eduardo Gouveia, que presidiu a Alelo desde setembro de 2013, assumiu a presidência da Cielo no dia 02 de janeiro.

Tags, , , ,

PAGO, empresa do Grupo Nexxera prestes a completar um ano, pretende transacionar R$25 milhões de reais por mês até outubro deste ano

A PAGO – empresa do Grupo Nexxera, líder nacional em transações eletrônicas financeiras e mercantis no relacionamento das empresas com a sua cadeia de valor – completa um ano de existência em outubro de 2016. Atuando no mercado de captura e subadquirentes de cartões de crédito e débito (atualmente Visa e Mastercard), a empresa procurou se diferenciar de suas concorrentes trabalhando com soluções 100% próprias e inovadoras, o que significa mais flexibilidade para atender as necessidades de seus clientes, como varejistas e prestadores de serviço.

Hoje, transacionando cerca de R$5 milhões de reais por mês – por meio de aproximadamente 750 máquinas de cartão em operação direta, sem contar operações em parceria com bancos e bandeiras – a PAGO pretende alcançar a cifra de R$25 milhões de reais em transações até o fim de setembro/começo de outubro deste ano.

A empresa também tem como objetivo aumentar sua presença de mercado em mais de 500%, colocando 5 mil máquinas de cartão para operar com um tíquete médio variável entre R$7.000 a R$8.000 por mês.

E como a empresa pretende dar este salto? O Diretor da PAGO, Roberto Masotti, explica: “atendemos desde grandes projetos com demanda de customizações e integrações até pequenos clientes (CNPJ ou CPF) com taxas competitivas. O modelo da PAGO permite integração das soluções de captura com as mais diversas necessidades do cliente de forma rápida e segura. A empresa integra bandeiras de cartão regional e private label, ERP do cliente para consulta e envio de dados de transações, recarga de celular, programa de fidelidade, informações gerenciais, entre outras. A PAGO possui toda a linha de terminais de captura já funcionando e com preços competitivos para o cliente adquirir a máquina e não pagar aluguel nem licenciamento pela tecnologia, seja ela POS, mPOS ou TEF”.

O CEO do Grupo, Edson Silva, afirma que o investimento na PAGO é uma estratégia que visa atender a uma necessidade real do mercado de MPEs. “Sabemos que as MPMEs têm dificuldades com as atuais opções no mercado e, por termos ciência do que o mercado precisa, temos a oportunidade de investir em uma empresa como a PAGO que, diferentemente das concorrentes, realiza todas as operações internamente – desde captura até atendimento com SAC próprio -, oferecendo soluções customizadas, com tecnologias 100% proprietárias, para a necessidade específica de cada segmento”, explica Silva.

A PAGO atende atualmente de forma direta cerca de 750 PMEs e já tem estabelecido parcerias com bandeiras regionais para capilarizar sua atuação no cenário nacional.

O Grupo Nexxera investiu R$1,5 milhão nos últimos 12 meses na PAGO que hoje se localiza em Alphaville e emprega 30 funcionários. O Nexxera é o principal gateway de serviços e soluções financeiras e mercantis em termos de marketshare no mundo B2B e o mais relevante fornecedor de conectividade (EDI) do setor, alcançando, com suas soluções, mais de 980 mil CNPJ’s e dois milhões de pessoas físicas conectados em tempo real.

Tags, , , , , ,

Cresce a participação de cartão de crédito nas compras de bens não duráveis

No primeiro trimestre de 2012, o total desembolsado em compras efetuadas com cartão de crédito cresceram 24% para aquisição de bens não duráveis, quando comparado ao mesmo período do ano anterior, e ocupa o segundo lugar como opção de pagamento para esses itens. O uso do dinheiro cresceu apenas 7%, contudo, ainda ocupa a primeira posição como opção mais utilizada pelos consumidores em suas compras. O Painel Nacional de Consumidores da Kantar Worldpanel aponta ainda que, desde 2010, o cartão de crédito cresceu 2 pontos percentuais em participação no total de compras realizadas, passando de 12% para 14%. Estes dois pontos substituem o uso de cheque, tíquete e outras formas de pagamento a prazo que, juntas, caíram de 15% para 13%, em dois anos. Os pagamentos com dinheiro e cartões de débito se mantiveram sem alterações sendo utilizados em 68% e 5% das compras, respectivamente.

No primeiro trimestre de 2012, o cartão de crédito esteve presente em 39% das opções de pagamento dos lares brasileiros. Quando observamos esta penetração nas classes sociais nota-se que nas classes D e E, o cartão de crédito deixou de fazer parte das opções de pagamento em 3% dos núcleos familiares, passando de 27% para 24%. Enquanto isso, as classes A e B foram a que mais cresceram, de 57% para 62%, e a classe C de 37% para 39%.

O gasto médio com cartão de crédito também cresceu, nos três primeiros meses do ano passado era de R$ 229,47 e este ano foi de R$ 273,96, crescimento de 19%. Apesar do gasto médio do cartão de débito também ter marcado um crescimento de 17%, de R$ 155,91 para R$ 182,71, gastos com cartão de crédito são 50% acima que com cartões de débito.

Sobre Kantar Worldpanel

Kantar Worldpanel é líder mundial em conhecimento do consumidor, através de painéis de consumo contínuos. High Definition Inspiration ™ combina análises avançadas e soluções customizadas em pesquisa de mercado oferecendo insights com nitidez e clareza, tanto no quadro geral quanto nos pequenos detalhes que resultam em ações bem-sucedidas por seus clientes. Seu conhecimento sobre o que as pessoas compram, o que usam e as atitudes por trás de seus comportamentos de compra se tornou moeda corrente no mercado para os proprietários de marcas, varejistas, analistas de mercado e as organizações governamentais globalmente.

Com mais de 40 anos de experiência, formada por uma equipe com mais de 3.000 funcionários, e serviços que cobrem mais de 50 países, diretamente ou através de parceiros, Kantar Worldpanel apresenta High Definition Inspiration™ em campos tão diversos como o largo consumo, produtos por impulso, de bebês, de telecomunicações e entretenimento, entre muitos outros.

Para mais informações, acesse www.kantarworldpanel.com

Tags, , ,

84% dos brasileiros têm receio de comprar pela internet com cartão de crédito

O e-commerce brasileiro deve movimentar até 2017 o equivalente a 25 bilhões de dólares, mais que o dobro da projeção para este ano, de 12,2 bilhões de dólares, feita pela Forrester Research. Este crescimento mostra que os brasileiros aderiram de vez às compras online e têm como grande aliado o cartão de crédito. No entanto, uma pesquisa global realizada pela F-Secure (www.f-secure.com) com usuários de banda larga em 14 países revelou que 84% dos internautas brasileiros se preocupam com a segurança ao efetuar compras pela web utilizando o cartão, com receio de sofrer algum tipo de ataque hacker e ter os dados roubados. Apenas 5% das pessoas não têm essa preocupação e outros 2% afirmaram que nunca fizeram compras pela web com o cartão de crédito.

A Espanha é o segundo país no qual a preocupação com as compras pela internet também é grande, isso para 79% dos entrevistados, seguido da Índia (77%), EUA (63%) e Inglaterra (62%). Por outro lado, os usuários de cartão de crédito que mais confiam nas compras online são os finlandeses (38%), acompanhados pelos suecos (34%) e os franceses (32%).

“A insegurança aumenta na medida em que as pessoas estão cada vez mais realizando pagamentos por meio de dispositivos móveis mas, ao mesmo tempo, não possuem em seu tablet ou smartphone o mesmo nível de proteção que mantêm em seu PC”, explica Ascold Szymanskyj, vice-presidente de vendas e operações da F-Secure para a América Latina.

Tags,