Tag Brasília

Como um Hub pode colaborar para um trabalho mais produtivo?

A expansão dos Hubs e coworkings aumenta na mesma medida em que se multiplica a vontade de empreender, crescer em equipe e criar espaços mais modernos e flexíveis. Enquanto o coworking surge como um espaço possível para trabalhar de maneira compartilhada, o Hub se consolida como uma experiência de conexão entre seus colaboradores. A ideia é entender o coletivo para fazer crescer o individual.

Projetos como o Nube Hub, em Brasília, focam, além no compartilhamento de espaços, na criação de eventos para promover ligações entre os frequentadores. A ideia é criar novas conexões, unindo as diferentes necessidades e habilidades de cada um. É esse o diferencial de um Hub. Além de dividir um espaço de trabalho mais livre, cada empreendedor pode encontrar novos parceiros.

No local, diferentes profissões se encontram para compartilhar o espaço e as ideias. Advogados, empreendedores, comunicadores e outros profissionais.

Novas experiências

“A ideia é gerar uma rede de colaboradores que trocam serviço e ideias”, afirma Paula Werneck, uma das colaboradoras do Nube Hub. Paula trabalha em parte da recepção do espaço e como gerente da comunidade, acompanhando diariamente as necessidades de trabalho de cada cliente. A iniciativa é voltada para o empreendedorismo e conta com uma unidade no Edifício Via Brasil, localizado na 710/910 Sul.

Além do acompanhamento diário, o espaço criou o Nube Talks, uma série de eventos em busca de fortalecer essas conexões e apresentar diferentes projetos. As necessidades e pontos de crescimento em potencial para cada frequentador são observados no cotidiano de trabalho do local, criando ainda mais possibilidades de crescimento.

Para trabalhadores independentes, escolher um espaço compartilhado significa estar livre das distrações de casa. Veja algumas vantagens:

1. Ambiente focado no trabalho

2. Ampliar o networking

3. Estimular a criatividade e inovação

4. Horários flexíveis

5. Estrutura completa à disposição

Tags, , , , ,

Grupo SONDA abre 500 vagas de emprego em todo o Brasil

Companhia contrata profissionais de TI para atuarem nas operações SONDA, CTIS e Sonda Ativas. As oportunidades estão localizadas em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Brasília, dentre outras regiões. A organização também disponibiliza vagas para outros países da América Latina.

O Grupo SONDA, maior companhia latino-americana de serviços e soluções de tecnologia, está com 500 vagas abertas para profissionais de TI em diversas regiões do Brasil. As oportunidades estão dividas entre três operações do Grupo: SONDA, CTIS e Sonda Ativas.

A demanda surge com o reaquecimento do mercado, que trouxe a ampliação e a chegada de grandes contratos com os órgãos públicos e com a iniciativa privada, fomentando de maneira orgânica a criação de novos cargos para atuação em projetos, bem como em alocações dentro de clientes.

As oportunidades disponíveis são para estagiários, analistas, técnicos e desenvolvedores de programa com especializações como Java, .NET, PHP e Cobol, além de outros cargos mais estratégicos que englobam posições comerciais, como consultor e gerente.

O Grupo SONDA proporcionará ao profissional selecionado a viabilidade de crescimento e experiência dentro de um dos maiores conglomerados de TI do Brasil. Além disso, é possível se candidatar a vagas em outros países onde a SONDA atua, tais como Chile, Argentina, México, Uruguai e Colômbia, entre outros. Ao todo há oportunidades para dez países, que disponibilizam atualmente 140 vagas de trabalho.

Para acessar as vagas, tanto no Brasil quanto na América Latina, os candidatos interessados devem cadastrar o currículo no site da companhia (www.sonda.com/br/carreiras/).

Tags, , , , , ,

Workshop discute panorama das fintechs no Brasil

O cenário atual de grandes transformações digitais está, cada vez mais, fortalecendo o crescimento das fintechs – startups do setor de finanças que aliam seus serviços à tecnologia. Levando em conta como esse movimento está mudando a maneira de consumir crédito, o Workshop ‘Fintechs: Uma força transformadora para o financiamento das empresas brasileiras?’, realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), propõe debater as novas possibilidades e os desafios desse modelo inovador de negócio, que busca oferecer alternativas de financiamento mais práticas e com custos menores.

O evento acontece no dia 1 de novembro, em Brasília (DF), e abre os debates com o Painel ‘Qual o potencial das Fintechs no mercado de crédito brasileiro?’, que tem como palestrante convidado Dan Cohen, CEO da fintech F(x) – leia-se FdeX –, que conecta empresas que buscam crédito a fontes de financiamento. A apresentação também vai contar com a participação de José Prado Villela dos Reis, fundador do Conexão Fintech e diretor executivo da Associação Brasileira de Fintechs, e Ciro Magalhães M. Jorge, gerente de relacionamento institucional do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), entre outros.

“É um imenso prazer poder fazer parte deste evento e debater um assunto tão importante para a economia brasileira. Hoje, vivemos um momento de transformação, com as pessoas buscando novas formas de consumo que facilitem o seu dia a dia e tragam mais benefícios com menos burocracia. E é exatamente isso que as fintechs são capazes de oferecer”, comenta o CEO da F(x) sobre o grande potencial de crescimento dessas startups.

Serviço:

Painel I – Qual o potencial das Fintechs no mercado de crédito brasileiro?

Data: 1 de novembro de 2017
Horário: das 10h às 11h

Workshop Fintechs: Uma força transformadora para o financiamento das empresas brasileiras?

Data: 1 de novembro de 2017
Horário: das 8h30 às 12h30
Local: Sede da CNI (Confederação Nacional da Indústria) – Edifício Roberto Simonsen – SBN Quadra 1, Bloco C – Salão de eventos, S2 – Brasília (DF)
Mais informações: http://www.portaldaindustria.com.br/cni/eventos/

Tags, , , , , , ,

Cabify expande operação e oferece desconto especial aos usuários

A Cabify, empresa espanhola focada em soluções de mobilidade urbana, segue seu plano de expansão no Brasil e anuncia sua chegada a Campinas e Brasília nas próximas semanas. E para que as pessoas conheçam o aplicativo, a Cabify oferecerá o código promocional VIVACABIFY, que dará 55% de desconto em até 15 corridas corridas iniciadas e finalizadas de 27 a 30 de março, das 10h às 16h e das 21h às 23h55, e no dia 31/03 das 10h às 16h. O voucher é válido nas cidades de Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Santos para a categoria Lite e em São Paulo para as categorias Lite e Cab. O desconto máximo a ser aplicado é de R$15 por corrida.

Presente no Brasil desde junho de 2016, a Cabify já atua nas cidades de São Paulo, Santos, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte e Curitiba. A plataforma vem registrando um crescimento de 80% desde o início de suas operações e já mira na expansão para a região Nordeste nos próximos meses.

“Nosso plano de expansão no Brasil é bastante expressivo. Temos muitas expectativas de crescimento neste ano e, por isso, estamos sempre fazendo promoções, pois assim beneficiamos nossos usuários recorrentes e ainda convidamos novos clientes a experimentarem o app de transporte mais seguro, qualificado e transparente do mercado brasileiro”, afirma Daniel Velazco-Bedoya, Diretor Geral da Cabify no Brasil. “Chegamos ao Brasil para ficar e, por isso, temos um posicionamento tão agressivo em relação à nossa expansão, pois nossa ideia é consolidar de vez a presença da Cabify no país”.

Tags, , ,

CIO do Banco Central é destaque em evento de segurança da informação

Os crimes digitais cada vez mais tomam espaço no noticiário nacional e internacional. Com o tema “Segurança em IoT e Blockchain” Marcelo Yared, CIO do Banco Central do Brasil, será o keynote speaker que abrirá no dia 29/03 às 9h o Congresso Security Leaders, que acontecerá em Brasília Hotel Royal Tulip.

Durante sua palestra na versão regional do maior evento da América Latina de Segurança da Informação e Risco ele também focará em ataques acontecidos em instituições financeiras, além dos apontar os principais riscos que vão preocupar os executivos em 2017. “Falaremos sobre os padrões entre os ataques, sobre a evolução desse cenário e o que virá pela frente”, explica Marcelo Yared.

Além do principal executivo do Banco Central também estarão presentes Renato Martini, presidente do ITI; Ulysses Machado, coordenador-geral do Serpro; coronel Arthur Sabbat, diretor do Departamento de Segurança da Informação e Comunicações (DSIC) da Presidência da República e Francimara Viotti, secretária adjunta de Gestão e Estratégia do Governo de Brasília, entre outros.

O evento tem como objetivo principal repercutir o cenário atual da Segurança Cibernética no Brasil e no mundo. Nesta edição, em conjunto com líderes e gestores de SI, serão abordados assuntos como segurança em nuvem, Blockchain, IoT, a evolução do ransomware, a necessidade de uma Política Nacional de Segurança da Informação, entre outros.

O dia será pontuado por três talk shows, todos mediados pela jornalista Graça Sermoud, diretora editorial das revistas Decision Report e Security Report. O primeiro acontecerá às 11h30 e falará sobre Nuvem de Ameaças. Com a migração dos ambientes de TI para o cloud e a forte adesão da IoT, os ataques de ransomware e DDoS tomaram um novo impulso.

Já o segundo painel será às 14h e terá como tema Para uma TI híbrida, uma SI híbrida: a transformação digital gerou uma grande mudança nas áreas de SI, exigindo mais dinamismo e flexibilidade. Como deve ser estruturado esse novo modelo de Segurança?

O evento será encerrado às 18h após um terceiro talk show, que se inicia às 17h. Nele especialistas comentarão sobre a Política Nacional de Segurança da Informação: Qual o papel do governo como provedor de um espaço cibernético mais seguro?

Conteúdo e interatividade

Com formato que permite interação com os painelistas e intenso networking, o público-alvo do Security Leaders são profissionais de Segurança da Informação, Tecnologia e Risco.

Além dos talk shows, também serão realizadas apresentações ministradas por representantes de players do mercado de segurança, que exibirão pesquisas, casos de sucesso e tendências no setor.

Outro destaque é uma exposição tecnológica, onde as marcas parceiras irão demonstrar o que há de mais promissor no combate ao cibercrime, além da distribuição de brindes. Todos os presentes ganham certificado de participação se solicitado. As inscrições são gratuitas para profissionais de Segurança da Informação, Tecnologia e Risco. Elas podem ser realizadas nesse link.

Security Leaders Brasília

Quando: 29/03
Horário: 8h30 às 18h
Onde: Hotel Royal Tulip
Endereço: SHTN Trecho 1 Conj 1B, Bloco C – Asa Norte, Brasília – DF

Tags, , , ,

Brasília recebe ROADSEC, maior evento hacker da América Latina

07ab9ddb-5c23-4cfe-aa46-346703a267a3

O Roadsec, evento itinerante que viaja pelas principais cidades do país desde 2013, desembarca em Brasília, mais uma vez, no próximo sábado (11). Com uma proposta inovadora de reunir conteúdo, palestras, games, campeonato de hacking, oficinas de drones, robótica, realidade virtual e muito mais em um evento só, a edição na capital do país pretende reunir 300 participantes entre hackers, estudantes, profissionais e empresas de segurança da informação. O evento será realizado no campus do UniCEUB, a partir das 9h30, e as inscrições podem ser feitas pelo link: http://roadsec.com.br/brasilia2017/.

Em 2016, o Roadsec atraiu mais de 10 mil apaixonados por tecnologia nas 18 cidades por onde passou. Esses participantes chegam ao evento em busca de conhecimento, diversão, networking e oportunidades. Na oficina de robótica de Lego, por exemplo, os hackers são desafiados a montar e programar seu próprio robô. Pilotar drones, experimentar realidade virtual e imprimir projetos em 3D são outras atividades oferecidas nas oficinas.

Em Brasília também será disputada uma das etapas do Hackaflag, maior campeonato de hacking no estilo Capture The Flag do continente e uma das principais atrações do Roadsec, em que os participantes resolvem vários desafios como web, criptografia, forense e invadem sistemas controlados. A final será disputada no gigante Roadsec São Paulo, reunindo os vencedores de cada edição pelo Brasil. O prêmio para o campeão ainda não está definido, mas a viagem a Las Vegas com tudo pago, oferecida no ano passado, gera expectativas nos hackers inscritos.

Além de oferecer atividades e oficinas, o evento também é espaço onde os talentos locais podem se revelar para o mercado e até dividir as atenções com palestrantes de nível internacional. “A oportunidade de networking e conhecimento de outros mercados é uma das marcas do Roadsec, que abre portas para quem está começando”, destaca Anderson Ramos, CTO da FLIPSIDE, organizadora do evento. Em Brasília, o Roadsec conta com o apoio da Trampos, elo entre empresas, profissionais e oportunidades no mercado de trabalho.

A programação conta, ainda, com cursos práticos de hacking e segurança, que serão realizados no domingo (12) e podem ser adquiridos na loja oficial do evento.

Os ingressos para o Roadsec já estão à venda e podem ser comprados por meio do link https://www.eventbrite.com/e/roadsec-2017-brasilia-registration-30352880282 ou na porta do evento, mediante disponibilidade, por R$ 50 (meia) e R$ 100 (inteira).

Tags, ,

JaguarDefense: tecnologia focada na segurança da Informação chega ao Brasil

Um dos maiores desafios em meados do século XXI, quando a automação ganha cada vez mais espaço no cenário mundial, é reduzir os riscos e a vulnerabilidade dos dados e as informações das empresas e instituições. Conectada com os novos anseios do mercado brasileiro e internacional, a Lever Tech, empresa brasileira, especializada em segurança da informação, com sede em Brasília – acaba de lançar no Brasil o seu novo sistema, denominado “JaguarDefense”. No evento de exibição da solução, realizado em fevereiro na capital brasileira, Helder Gaudêncio, CEO (Chief Executive Officer) da Lever Tech, apresentou a inovação aos convidados – especialistas do setor de informática, imprensa, parlamentares e executivos -, ao lado dos suecos Jim Carlsson, CEO da Clavister AB, e Magnus Svärd, Diretor Comercial das Américas da Clavister AB.

O JaguarDefense consiste numa solução de segurança simples e intuitiva, que traz os benefícios da nuvem para as empresas usuárias. Trata-se de uma solução que substitui os diversos componentes de segurança das empresas por um pequeno dispositivo capaz de enviar todo o tráfego para sofrer inspeção completa em um datacenter.

Em um panorama mundial, onde muitos sistemas têm sido invadidos por hackers, as empresas necessitam de soluções que as protejam de possíveis “ataques”. Com a utilização da plataforma, todas as informações que circulam nas máquinas protegidas pelo JaguarDefense são inacessíveis por quem não tem permissão. Nos últimos anos, devido aos constantes ataques sofridos por empresas públicas e privadas, a solução foi desenvolvida a fim de assegurar o sigilo das comunicações, bem como a proteção das informações.

Tags, , ,

Banco do Brasil recebe evento de fintechs

Nos dias 16, 17 e 18 de setembro, o Banco do Brasil abre suas portas para receber o seu primeiro Startup Weekend Fintech, edição especial do maior evento de empreendedorismo do mundo. Pela primeira vez em Brasília e no BB, o evento promoverá um encontro de 54 horas, entre desenvolvedores, designers, profissionais do setor financeiro e empreendedores, para que sejam desenvolvidas ideias de negócios.

O Startup Weekend Fintech está em sua terceira edição no país (as edições anteriores ocorreram em São Paulo) e pretende reunir até 120 pessoas, para trocar ideias, contatos e, até mesmo, criar novas empresas que tragam inovação ao setor financeiro. O facilitador do evento será Tony Celestino, Diretor da Techstart Startup Programs, no Brasil. De acordo com informações da Techstart, aceleradora de startups internacionais e detentora do formato, mais de 13 mil startups já foram criadas nos eventos mundiais do Startup Weekend.

A programação do Startup Weekend Fintech contempla formação de equipes para criar modelos de negócios, desenvolver ideias escolhidas, envolvendo programação, design e validação de mercado; mentorias, para auxiliar as equipes na implementação e validação dos projetos; palestras; oficina de pitches (apresentações concisas, para expor ideias) e banca de jurados para selecionar as ideias com maior potencial de negócio. O BB, apoiador e cenário do evento, participa ainda com a presença do seu Diretor de Negócios Digitais, Marco Mastroeni.

“A decisão do BB de apoiar o evento parte de um princípio de cooperação com as fintechs. O Banco do Brasil não as vê como concorrentes e apoia ideias inovadoras, tanto dos nossos próprios funcionários, como de fintechs. Vale ressaltar que é preciso estar 100% do tempo antenado no que os clientes pedem e no que você pode surpreendê-los”, afirma Mastroeni.

O BB pretende, continuamente, melhorar a experiência dos usuários, sob todos os aspectos, e continuar fazendo frente aos novos entrantes digitais. “O nosso objetivo é que o BB esteja cada vez mais presente no dia a dia das pessoas, facilitando suas vidas com inovadoras soluções”, completa o diretor.

As inscrições para participar estão abertas, custam R$ 175 e podem ser feitas até a véspera do evento, ou término das vagas.

Startup Weekend Fintech Brasília

Quando: 16, 17 e 18 de setembro
Onde: Edifício Sede do Banco do Brasil (SAUN, quadra 5, Lote B, Brasília – DF).
Mais informações e inscrições: http://www.up.co/communities/brazil/brasilia/startup-weekend/9382

Tags, , , ,

Turista brasileiro fecha viagem 52 dias antes do embarque

O turista que compara as diárias dos meios de hospedagem, investiga o transporte para os principais pontos de interesse e consulta os restaurantes do local antes de sair de casa, tem grandes chances de economizar algum dinheiro sem perder o melhor da viagem.

A melhor estratégia para controlar os gastos inclui, especialmente, um boa pesquisa dos serviços turísticos e antecedência para fechar negócio. A boa notícia é que boa parte dos viajantes já faz a lição de casa, de acordo com um estudo do Ministério do Turismo. O turista brasileiro planeja a viagem cerca de 100 dias antes da data prevista e reserva os serviços, como hotéis e passagens, 52 dias antes do embarque.

Algumas cidades brasileiras se destacam nesse quesito. Entre as 11 capitais monitoradas, os moradores de Goiânia são os mais precavidos: programam o passeio com 120 dias de antecedência. Em compensação, quando o assunto é fechar negócio, os brasilienses saem na frente: compram os serviços 78 dias antes da data da viagem.

A maior parte dos entrevistados que se autodeclararam turistas afirma que viaja menos do que gostaria (80,6%). Entre os viajantes mais frequentes destacam-se os moradores de Curitiba: 3,3 vezes por ano, seguidos pelos cariocas e moradores de Recife, ambos com uma média de 3,2 viagens por ano.

Os passeios turísticos estão entre as cinco prioridades de investimento pessoal, ao lado dos estudos, moradia, poupança e negócios próprios, segundo o estudo. O alto grau de satisfação com o destino turístico (95,1%) explica o elevado índice de retorno a roteiros já conhecidos: a maioria (57,4%) afirmou que a última viagem foi para um destino que já conhecia.

Os hotéis (45,1%) e as pousadas (22,2%) correspondem aos meios de hospedagem preferidos, assim como os destinos de praia (45,1%) e as pousadas (22,2%) referem-se aos meios de hospedagem preferidos. Paga-se à vista (63%) pelos serviços relacionados ao turismo, comprados, em sua maioria, fora de pacotes (78%).

A atividade turística aparece associada principalmente ao descanso e à tranquilidade (30%), mas também à diversão (24,8%) e a belezas naturais (12,5%). O atrativo de maior peso, no entanto, é justamente a beleza natural (33,9%) do território.
Foram entrevistados 2.322 pessoas de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis, Salvador, Recife, Fortaleza, Brasília e Goiânia.

Tags, , , , , , , , , , , ,