Tag automação industrial

ABB e Ericsson unem forças para acelerar automação sem fio para fábricas flexíveis

A ABB e a Ericsson reforçaram seu compromisso de acelerar o ecossistema industrial para automação flexível sem fio, o que possibilitará melhores serviços conectados, IoT industrial e tecnologias de inteligência artificial no futuro.

Os parceiros assinaram um Memorando de Entendimento na Hannover Messe 2019, estabelecendo sua visão conjunta para futura produção flexível com automação e comunicação sem fio. A colaboração vem durante a era da Indústria 4.0 e a conectividade 5G, que permitem às empresas aumentar a produtividade, com a ajuda da automação e digitalização.

O MdE confirma o acordo dos parceiros para continuar sua forte colaboração em pesquisa, explorar melhorias nos processos de fabricação e automação e descobrir novas oportunidades de negócios para o ecossistema industrial.

“Estamos muito animados para ampliar nossa parceria com a Ericsson, à medida que o mundo se aproxima da era da tecnologia 5G”, disse o CEO da ABB, Ulrich Spiesshofer. “A liderança da ABB em indústrias digitais, combinada com o trabalho pioneiro da Ericsson em conectividade, abrirá novas oportunidades para os clientes aumentarem a produtividade e a competitividade digitalizando seus negócios”.

“A Ericsson e a ABB já têm uma forte colaboração na pesquisa de tecnologias 5G e Industrial IoT”, disse Börje Ekholm, presidente e CEO da Ericsson. “Com este MdE, fortalecemos nossa parceria para acelerar o ecossistema industrial e aproveitar todo o potencial da automação flexível, abrindo novas oportunidades de negócios, combinando o 5G e Indústria 4.0”, completa Ekholm.

Os dois parceiros já estão monitorando rapidamente a introdução de uma nova geração de tecnologias inteligentes de fábrica, com a Ericsson implantando um sistema de automação inteligente em suas fábricas em Tallinn, Estônia. A ABB forneceu uma solução de célula robótica flexível totalmente automatizada que monta rádios 5G para a Ericsson.

Na Hannover Messe 2019, a ABB e a Ericsson exibem suas tecnologias mais recentes e inovadoras e mostram como estão capacitando a “fábrica do futuro” com a mais recente tecnologia de robótica flexível, tecnologias sem fio, 5G, IoT industrial e controle de movimento.

Saiba mais sobre a participação da ABB na Hannover Messe: http://new.abb.com/news/detail/18282/abb-showcases-pioneering-technologies-in-digital-industries-at-hannover-messe/

Tags, , ,

Multinacional alemã realiza campeonato de mecatrônica para estudantes de nível superior e técnico

A experiência é um diferencial na carreira de qualquer profissional, especialmente para técnicos, tecnólogos e engenheiros que necessitam aliar conhecimento com aplicação prática em maquinários de alto nível tecnológico na execução de suas tarefas.

Na engenharia mecatrônica, é preciso dominar áreas como mecânica, eletrônica, pneumática, robótica, tecnologia da informação e, baseando-se nesta necessidade de mercado, a Festo, multinacional alemã líder no mercado de automação industrial, organiza anualmente a Competição Festo de Mecatrônica. Neste ano o evento acontece entre os dias 24 e 28 de setembro em São Paulo.

Disputada por equipes compostas de uma dupla de alunos e um professor, a prova é dividida em cinco tarefas que testarão conhecimentos e habilidades em áreas relacionadas à mecatrônica. As duplas devem estar devidamente matriculadas e atuantes em uma instituição de ensino técnico ou de nível superior e o professor contratado pela mesma instituição.

Para participar, as equipes devem preencher a ficha de inscrição no link http://goo.gl/forms/dXUM6w8dDkLMfa352 até o dia 14 de setembro. Para o caso de dúvidas para receber o link da ficha de inscrição, a solicitação pode ser feita através do e-mail treinamento.br@festo.com.

Além de terem suas habilidades técnicas e conhecimentos testados, os estudantes também precisam demonstrar competências valiosas, como planejamento, análise e resolução de problemas e trabalho em equipe. De acordo com Oscar Isayama, coordenador da Festo Didactic, o objetivo da competição é permitir que os estudantes experimentem o ambiente profissional técnico.

‘As provas são baseadas em algumas tarefas comuns no ambiente industrial como realizar a instalação de um equipamento, a documentação técnica de uma inspeção, a montagem de um novo dispositivo dentro de uma máquina, avaliar um equipamento com defeito, fazer um relatório e a correção da falha, entre outras coisas. São provas baseadas na aplicação do conhecimento desses estudantes. A sala de aula é muito teórica e como a indústria é o objetivo da maioria, é preciso mostrar que eles possuem conhecimento prático’, explicou.

A equipe vencedora receberá uma viagem com todas as despesas pagas para a cidade de Stuttgart, na Alemanha, para conhecer a sede da Festo.

‘A competição é um grande investimento para o desenvolvimento da educação técnica. É uma excelente oportunidade de incentivar estudantes a se desenvolverem para o ambiente de trabalho, ganharem experiência e ainda terem a chance de uma experiência internacional’, concluiu Oscar.

O evento funciona também como um processo seletivo para a empresa, já que grandes talentos são descobertos durante a competição. Portanto, os alunos participantes têm chances de sair da competição diretamente para o mercado de trabalho, pois profissionais experientes responsáveis por avaliar a prova observam de perto as habilidades individuais de cada um dos inscritos.

Paralela à competição ainda haverá um ciclo de palestras de profissionais da área preparado para os alunos que forem ao evento torcer pelas equipes de suas respectivas instituições.

Tags, , , ,

Rockwell Automation apresenta inovações tecnológicas para a Indústria 4.0

Em novembro, mais de 20 soluções em Automação Industrial foram apresentadas na Automation Fair®, nos EUA. Na programação, dezenas de fóruns setoriais e laboratórios práticos com o foco nas indústrias de óleo e gás, automotiva, química, de alimentos, de energia, de segurança, entre outras.

No mês de novembro de 2017, a empresa Rockwell Automation promoveu a maior feira de automação industrial do mundo, a 26ª Automation Fair® (www.automationfair.com), no George R. Brown Convention Center, em Houston, no Texas. O evento ofereceu a profissionais do setor, a oportunidade de descobrirem como a empresa conectada pode ser globalmente mais competitiva.

Para o Diretor Regional da Rockwell Automation no Brasil, Rodrigo Marangon, a Automation Fair desse ano trouxe uma série de inovações tecnológicas capazes de acelerar a jornada dos clientes rumo a uma empresa moderna e competitiva. “É a tecnologia integrando os processos de produção do chão de fábrica com o ambiente de gestão corporativa, trazendo como resultado um melhor gerenciamento de seus ativos, menor custo total de operação, melhor tempo de resposta ao mercado, com riscos corporativos reduzidos e gerenciados”, explica Marangon.

Na programação, mais de 140 expositores, diversas sessões técnicas, laboratórios hands-on, workshops e fóruns setoriais, que abordaram temas como: cyber security, a indústria e a internet das coisas, empresa conectada ou indústria 4.0, compliance, cloud computing, big data analytics, mobilidade e outros.

O evento desse ano atraiu cerca de 11 mil pessoas, dos quais 5.300 eram clientes Rockwell Automation, que participaram da programação gratuita, que abordou também outros temas igualmente importantes, como: máquinas com segurança embarcada para redução de acidentes; avanços industriais pela convergência da informação e da tecnologia da operação; indústria conectada e mobilidade em operações fabris, proporcionando maior produtividade e competitividade; tecnologias para sistemas de energia com altos índices de precisão, velocidade de resposta, produção sustentável e redução de custos.

Lançamentos

Entre os lançamentos esteve o FactoryTalk Analytics que, entre tantas funções, permite gerar relatórios e gráficos relacionados ao desempenho da máquina para construtores de equipamentos e usuários finais. A tecnologia usada nesta solução Rockwell Automation, pode também reorganizar e priorizar essas informações para selecionar os principais itens do histórico de eventos; e ainda permite que os usuários comparem o desempenho da máquina entre frotas de recursos similares em operações e organizações globais.

Também houve a apresentação do The Hive (www.hivedata.com ), um fundo de inovação e estúdio de colaboração do Vale do Silício, apoiado pela Rockwell Automation, com a finalidade de proporcionar acesso a um ecossistema de inovadores e startups de tecnologia especializadas em aplicações de inteligência artificial (IA) para a área de automação industrial. O investimento da Rockwell Automation no The Hive dará mais visibilidade à tecnologia de IA desenvolvida pelas empresas pertencentes ao estúdio, como: IA para empresas cognitivas, inteligência de ponta, segurança e máquinas inteligentes.

Tags, , , , ,

Evento nos EUA apresenta as últimas inovações tecnológicas em automação industrial

Entre os dias 15 e 16 de novembro de 2017, a empresa Rockwell Automation promove a 26ª Automation Fair®, no George R. Brown Convention Center, em Houston, nos EUA. O evento oferece a profissionais do setor a oportunidade para descobrirem como a empresa conectada pode ser globalmente mais competitiva.

Na programação, 160 expositores, diversas sessões técnicas, laboratórios hands-on, workshops e fóruns setoriais, que abordarão temas como: cyber security; a indústria e a internet das coisas; empresa conectada ou indústria 4.0; compliance; cloud computing; big data analytics; mobilidade e outros.

O evento anual atrai milhares de pessoas e oferece programação gratuita e diversificada sobre outros temas igualmente importantes, como: máquinas com segurança embarcada para redução de acidentes; avanços industriais pela convergência da informação e da tecnologia da operação; indústria conectada e mobilidade em operações fabris proporcionando maior produtividade e competitividade; tecnologias para sistemas de energia com altos índices de precisão; velocidade de resposta, produção sustentável e redução de custos.

“A proposta do Automation Fair é apresentar produtos e soluções que possam trazer benefícios práticos para as empresas e seus clientes finais; trazendo a empresa conectada para a vida prática; apresentando cases reais e problemas reais; mudando esta visão de que IoT é apenas um conceito; indo para a prática destas ideias inovadoras; e comunicando que esta transformação tecnológica é inevitável para as empresas que querem se manter competitivas, diz Rodrigo Marangon, Diretor Regional da Rockwell.

Sobre o setor de automação industrial

Caminhando contra a maré da retração econômica, o mercado de automação industrial segue em franca prosperidade. A projeção de crescimento da automação no Brasil entre 2014 e 2016 foi de 12%, segundo pesquisa da InfoComm para este período.

A transformação tecnológica inevitável atingiu o setor industrial e colocou as empresas num lugar de investidores e desenvolvedores de serviços e produtos tecnológicos que possam otimizar processos; permitir acesso transparente aos dados, gerar maior produtividade e qualidade ao reduzir os custos, reduzir o tempo de inatividade, melhorando a coordenação da sua cadeia de suprimentos, e proporcionando melhorias na logística e gestão.

Segundo a consultoria IDC, a Internet das Coisas (IoT), movimentou US$ 4,1 bilhões no Brasil no ano de 2016. O conceito demanda forte automação para interligar, conectar e interagir no mundo digital. No mercado corporativo, as empresas migrarão aplicações tradicionais, como telemetria e monitoramento, para o paradigma de IoT.

Fornecedores de equipamentos e desenvolvedores de plataformas, softwares e soluções industriais também intensificarão o lançamento de soluções de IoT customizadas e em escala para as corporações; criando e sinalizando o caminho sem volta da transformação tecnológica industrial, a indústria 4.0 (I4.0).

Tags, ,

Datalogic apresenta nova tecnologia de identificação

A Datalogic, líder global nos mercados de captura automática de dados e automação industrial, apresenta soluções de identificação por leitura de códigos de barras para o mercado industrial alimentício.

Os produtos serão demonstrados na 33ª Edição da Fispal Tecnologia, no espaço São Paulo Expo, no Km 1,5 da Rodovia Imigrantes. A família de equipamentos Matrix da Datalogic permite a leitura de códigos lineares ou bidimensionais em diferentes tipos de equipamentos usados na indústria e no comércio.

Entre as vantagens do rastreamento de produtos industrializados em seus processos de fabricação, está a possibilidade de localizar falhas ou defeitos de composição na linha de produção e apontar áreas de processamento que necessitam ser melhoradas ou atualizadas. Tanto para produtos de consumo rápido (carnes, congelados e embutidos) quanto na indústria eletrônica ou mecânica os benefícios permitem a otimização de processos, economia de recursos e inclusão de procedimentos para a melhoria final de insumos.

A tecnologia de monitoramento via leitura de códigos de barras já está em implantação pela indústria farmacêutica por conta da atualização na legislação brasileira de rastreabilidade de medicamentos, suplementos e vitaminas. A nova lei deve também fazer com que em breve, outros segmentos do mercado também sigam este caminho, a exemplo do setor alimentício.

Como líder global em tecnologia de automação, a Datalogic, fundada na Itália, hoje possui uma fábrica no Brasil, em Jundiaí, interior de São Paulo. A companhia terá uma exibição extensiva dessa tecnologia em seu estande, localizado na Rua C-141 da feira. Neste ano a empresa traz com exclusividade seus leitores de dados Matrix 120, Matrix 210, Matrix 300 e Matrix 410 para uma demonstração exclusiva de performance. Durante o evento, será demonstrada a velocidade e a precisão de captação de imagens por esses equipamentos por meio de um jogo interativo com bolinhas de golfe trazendo suas superfícies gravadas identificadas com códigos de barras bidimensionais. Os leitores podem registrar com precisão as informações grafadas em uma distância de até três metros e têm capacidade de detecção para até 180 mais de 1200 unidades por minuto, simulando situações randômicas e diárias na indústria. Desta forma, como ocorre em ambientes de manufatura, desde a produção nas esteiras, até o momento de embalo ou encaminhamento para os pontos de distribuição e vendas, os itens podem ser monitorados em tempo real, acelerando as entregas e melhorando a qualidade do produto final.

“No Brasil as indústrias farmacêuticas e alimentícias são estão entre as que mais adotam este tipo de solução para rastreabilidade. Na montagem automobilística 100% dos processos já são monitorados por leituras unidimensionais e bidimensionais. A tendência é que mais mercados incorporem estes recursos e num futuro próximo toda a indústria faça uso do mesmo”, afirma Domingos Mancinelli, Diretor Comercial para Indústrias da Datalogic na América Latina.

A Datalogic está no mercado de identificação desde 1972 e atualmente 60%mais de 35% deste tipo de leitores utilizados no mercado mundial são da empresa.

Tags, , , ,

Robótica se inspira em animais para automatizar a indústria

A Festo, multinacional líder em automação industrial, estará no 7º Congresso Brasileiro de Inovação e contará com a presença de quatro robôs inspirados em animais: AirJelly, Smart Bird, Air Penguin, além de um display com a formiga BionicAnt. As tecnologias fazem parte do projeto interdisciplinar da Festo, com o apoio de universidades, institutos e empresas globais de desenvolvimento.

“A ideia é aplicar o aprendizado biônico em linhas de automação no futuro. Esta é uma das nossas estratégias para desenvolver tecnologias para a Indústria 4.0, trazendo uma nova abordagem em automação industrial”, revela Flávio Rodrigues, Gerente de Marketing da Festo.

Além dos bionics, o Vice-Presidente de Pesquisa e desenvolvimento mundial da Festo, Dr. Peter Post, estará no evento para ministrar palestra sobre a Digitalização na manufatura e automação – Indústria 4.0. Peter Post é doutor em engenharia pela Universidade de Siegen, na Alemanha. Em 2010, recebeu o German Future Prize por seu trabalho no desenvolvimento de sistema de manipulação biônico e, recentemente, foi nomeado membro para o Conselho Alemão de Ciência e Humanidades.
Conheça os robôs que estarão em solo brasileiro:

AirJelly

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=divLsTtA5vk[/embedyt]

Inspirado no movimento das águas-vivas, a inovação desliza pelo ar com a ajuda de seu atuador elétrico central e de um sistema mecânico inteligente e versátil. Este bionic é controlado remotamente e mantido no ar por um balão cheio de gás hélio. Sua única fonte de energia são duas baterias de polímero de íon-lítio conectadas ao atuador elétrico central.

Smart Bird

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=nnR8fDW3Ilo[/embedyt]

Inspirado no movimento das gaivotas, o famoso pássaro inteligente foi todo produzido com fibra de carbono, possui uma envergadura de dois metros e seu peso total não passa de 485 gramas. O Smart Bird é capaz de decolar, voar e aterrissar sozinho, sem o auxílio de outros dispositivos de elevação.

Air Penguin

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=jPGgl5VH5go[/embedyt] Este robô foi inspirado nos movimentos dos pinguins. Com nadadeiras de torção passiva, a tecnologia faz com que os pinguins voem para frente e para trás. Os Air Penguins são ultraleves por conta de um balão cheio de hélio. O robô simula com precisão os movimentos de suas contrapartes naturais graças à sua estrutura 3D com o efeito Fin Ray Effect® na frente e nas costas.

BionicANTs

https://www.festo.com/group/en/repo/assets/media/bionicants-en-SD.mp4

Pela primeira vez, o comportamento cooperativo das criaturas também foi transferido para o mundo da tecnologia de controle por meio de algoritmos complexos.
Cada formiga toma as suas decisões de forma autônoma, mas ao fazê-lo é sempre subordinado ao objetivo comum e, assim, desempenha o seu papel no sentido de resolver a tarefa em questão. De uma forma abstrata, este comportamento cooperativo fornece abordagens interessantes para a fábrica de amanhã. Sistemas de produção futura serão fundamentados em componentes inteligentes, que se adaptam de forma flexível a diferentes cenários de produção e, assim, assumem tarefas a partir de um nível de controle mais elevado.

Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria

Data: 27/06 e 28/06
Local: Transamérica Expo Center SP

Tags, , , , , , , , , ,

Yaskawa e Motoman apresentam novas linhas de produtos para automação industrial na Feimafe 2017

view (1)

Empresa do grupo Yaskawa Electric Corporation, a Motoman Robótica do Brasil, líder mundial na fabricação de robôs, lança na 16ª Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta e Sistemas Integrados de Manufatura (Feimafe 2017), de 20 a 24 de junho, no Expo Center Norte, em São Paulo, o controlador de robôs, o modelo YRC 1000.

Entre suas principais características e diferenciais, o modelo YRC 1000 destaca-se por ter capacidade de controlar até oito robôs ao mesmo tempo. É um controlador compacto, rápido e flexível para robôs Motoman que combina controlador de robô de alto desempenho em um gabinete de pequena área proporcionando melhor performance, entre outros benefícios, por vir com um processador mais veloz, para diversas aplicações, como nas indústrias automobilística, autopeças, alimentícia e farmacêutica, entre outras.

Segundo o diretor-presidente da Motoman, Icaru Sakuyoshi, a empresa oferece soluções diferentes em automação industrial adequadas à realidade específica de produção de cada um de seus clientes. “Fornecemos sistemas robotizados customizados chave-na-mão. Após avaliações criteriosas da nossa experiente equipe, desenvolvemos a solução que propicia o melhor custo/benefício aos nossos clientes, tornando-se então em um investimento inteligente”, afirma.

Novo CLP “MICRO” – Controlador Lógico Programável

Também pertencente ao grupo Yaskawa Electric Corporation, a Yaskawa Elétrico do Brasil, líder mundial na fabricação de inversores de frequência e servo acionamentos, aproveita a participação na Feimafe 2017 para apresentar seu novo CLP “MICRO” – Controlador Lógico Programável.

De acordo com Anderson Sato, gerente de engenharia de aplicação e vendas da Yaskawa, o novo CLP “Micro” foi desenhado para responder com rapidez, facilitar e simplificar as aplicações em máquinas e equipamentos, sendo uma opção segura e fácil para as mais diversas aplicações. “O CLP Micro permite automatizar de pequenas a grandes máquinas com a mesma plataforma, economizando tempo de programação e de projeto”, destaca Sato.

De dimensões compactas e alta velocidade de processamento, o novo CLP Micro é dotado de memória 100% retentiva, evitando os transtornos de perda de programa com longos tempos desenergizado. Possui design modular com configuração mínima de 36 I/Os e duas portas Ethernets, expansível até 160 I/Os. Dispõe de conectores embutidos com conexão por molas e leds em todos os I/Os.

Tags, , , , ,

A fábrica do futuro já existe e será apresentada na FEIMAFE

A fábrica do futuro estará ao alcance dos visitantes da FEIMAFE 2017 – 16ª Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta e Sistemas Integrados de Manufatura, que será aberta no dia 20 de junho, no Expo Center Norte, na capital paulista. Um conjunto de empresas de alta tecnologia mostrará o funcionamento de “máquinas inteligentes” que, de forma integrada, realizam trabalhos por horas a fio e ainda tomam decisões sem a interferência humana. A demonstração desses feitos poderá ser presenciada na Manufatura Inteligente, um espaço exclusivo na Feira cujo principal objetivo é transformar o processo de produção mais eficiente, flexível, adaptativo, preditivo e produtivo, condições imprescindíveis para participar em mercados altamente competitivos.

A Manufatura Inteligente é fundamentada através da conexão da robótica avançada com os chamados Big Data Analytics (que compila e analisa através de método estatístico um grande conjunto de dados), graças também à incorporação de recursos de Tecnologia da Informação (TI) e internet nas máquinas, explica o diretor da Okuma, Mohseen Hatia. Com a junção dessas funcionalidades, as máquinas robotizadas e altamente informatizadas “aprendem” com a experiência durante o processo de trabalho, tomando decisões independentemente da interferência humana.

Confira as novas atividades e atrações da FEIMAFE que vai guiar o visitante da entrada do evento passando por 11 pontos de interesse onde ele encontrará de forma mais fácil o que busca em relação à inovação e eficiência.

Manufatura Inteligente

Oitos robôs controlados pelo YRC 1000, modelo desenvolvido pela Yaskawa Motoman, demonstrarão várias aplicações numa cabine de caminhão. Eles estarão fazendo solda mig, solda ponto por resistência, solda laser e pintura. Haverá também dois robôs de manipulação, abrindo e fechando as portas da cabine de caminhão. Já a Sandvik Coromant apresenta o programa Right from the start (Certo desde o início) que visa indicar qual ferramenta de corte é mais adequada à uma nova máquina (Rua B-44).

Ilha da Eficiência

O estande da empresa LMT Tools dará lugar a uma experiência inédita, a Ilha da Eficiência, um espaço de 300 m² onde serão apresentadas empresas responsáveis pelo processo fabril de um motor de automóvel, de fabricação nacional. O processo é composto por dez empresas, desde o corte do aço até o produto final, no caso o de um Renault Captur, modelo lançado ano passado no Salão Internacional do Automóvel. (Rua D-50).

Arena da Robótica e Automação Industrial

A Festo vai mostrar aos visitantes o Robotino, um robô que tem feito sucesso de público pelo mundo por resolver problemas complexos sem a necessidade de seu operador executar programas intrincados. O robô ficará responsável por locomover peças de um quebra-cabeça através da interação com um ambiente chamado “Portal H”. A montagem do jogo entre o robô e o portal será em tempo real. (Rua N-30)

Espaço TruConnect

Neste ambiente montado pela TRUMPF, será apresentado todo o processo de produção da Indústria 4.0 em chão de fábrica por meio de realidade virtual. Os visitantes poderão visualizar e interagir com a produção de uma peça utilizando óculos de realidade virtual HTC Vive, que permite a imersão do usuário em um ambiente 3D. Com ele, dois controles disponíveis que aumentam a imersão do visitante nessa experiência. Durante a exibição, a pessoa escolhe o tipo de material utilizado para criar a peça. Todo o passo de cada processo pode ser acompanhado na imagem reproduzida ao levantar o joy stick da mão esquerda (Rua D-31).

Tags, , , , , ,

IIoT: Telit e Yokogawa anunciam novas soluções para a Indústria 4.0

A Telit, líder global em Internet das Coisas, anuncia parceria com a Yokogawa, empresa especializada em automação industrial. Ambas trazem para o mundo nova arquitetura IIoT, com o objetivo de impulsionar o modelo de negócios da Yokogawa para um futuro cada vez mais conectado. A junção do portfolio de módulos tecnológicos da Telit com os produtos da Yokogawa como instrumentos analíticos, dispositivos e outras soluções industriais, poderá trazer novos valores para os clientes.

A Telit contribuirá com três componentes importantes para a arquitetura IIoT da Yokogawa: um amplo portfólio de módulos de comunicação sem fio IoT, que requer apenas um design de hardware por implantação global, além de uma coleção diversificada de drivers industriais e de Analytics, conectividade e recursos de gerenciamento de dispositivos.

Por meio da parceria com a Telit, a Yakogawa será capaz de fornecer um sensor de ponta a ponta para soluções em nuvem de sensoriamento. A plataforma em nuvem da Telit, por exemplo, atuará com um dispositivo de classe industrial dentro da arquitetura em nuvem gerenciada pela Yakogawa, garantindo a compatibilidade bidirecional dos dispositivos e o controle com uma série de sensores.

A Telit oferece recursos de gerenciamento de dispositivos remotos sem interrupções, incluindo configuração, provisionamento e atualização. As tecnologias da Telit se integram perfeitamente à arquitetura em nuvem gerenciada da Yokogawa, permitindo o consumo, em grande escala, de milhões de eventos de ativos e dispositivos industriais.

“Estamos fazendo esforços para desenvolver novas soluções e criar novos valores em colaboração com clientes e parceiros. A experiência da Telit no segmento de Internet das Coisas, combinada com o seu excelente portfólio de tecnologia, permite acelerar o nosso desenvolvimento de serviços. Essa agilidade é exatamente o que precisamos para criar esse valor”, revela Tsuyoshi Abe, VP da Yokogawa.

“A Internet das Coisas tem a capacidade de transformar empresas e indústrias”, explica Fred Yentz, CEO de Plataformas IoT da Telit. “A companhia está trabalhando com organizações inovadoras em todo o mundo para aproveitar esse potencial”, finaliza o executivo.

Tags, , , , , ,

Inovações em automação industrial impulsionam a cadeia de distribuição

A “Indústria 4.0”, como está sendo chamada a evolução dos mercados sob a perspectiva da automação industrial, voltou a ser tema de destaque entre os principais players dos setores de comércio exterior, logística e transporte de cargas. O assunto veio à tona após o secretário de inovação e novos negócios do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Marcos Vinícius de Souza, participar do encontro do G20, na última semana, na Alemanha, para discutir o processo de digitalização das empresas e muitos outros conteúdos relacionados à manufatura avançada.

As empresas que atuam no mercado de automação nacional estão atentas às discussões em torno do assunto e vêm investindo na criação de novos serviços que atendam aos mais variados segmentos, que necessitam cada vez mais de soluções automatizadas, como a cadeia de distribuição.

A Compex Tecnologia é uma delas. Com um portfólio completo em coletores de dados, leitores de códigos de barras e impressoras térmicas, a companhia adiantou que vem realizando uma mudança de tecnologia em seus produtos. “Estamos trocando o sistema operacional Windows pelo Android, o que nos permite trazer novos equipamentos ao país. Nosso último lançamento no Brasil foi o PM 80, um coletor de dados 5.0 que fornece soluções para todos os tipos de exigências de indústrias de armazenagem, varejo, centros de distribuição, fábricas, entre outros segmentos”, destaca o diretor de produtos da companhia, Rafael Mendes.

Mendes salienta também que a Compex já disponibiliza três versões do equipamento ao mercado nacional. ”Uma com a tecnologia 4G, outra com 4G e leitura NFC (etiquetas de leitura de curta distância) e uma terceira versão mais simples, um leitor de códigos de barras basicamente, para atender as empresas que optam por opções de baixo custo. Este é um dos únicos produtos no mercado com esse programa operacional, aliás, fomos os primeiros a trazer essa tecnologia para o Brasil”, acrescenta o executivo, que apresentará a novidade na 23ª Intermodal South America, que será realizada na próxima semana, de 4 a 6 de abril, em São Paulo (SP).

Já a Speed Sistemas, especializada em automação e integração de sistemas de segurança em portos e recintos alfandegados, aposta em soluções completas que permitem o aumento na efetividade das operações de acessos portuários, diminuindo o tempo em filas e permitindo uma melhora de produtividade. “Ao implantar nossas soluções de automação, o cliente pode reduzir em até 70% o tempo de entrada, identificação, controle e liberação de caminhões nos portões de acesso aos portos”, afirma o presidente da empresa, Paulo Hack.

A IACIT, responsável pelo desenvolvimento de produtos e serviços de alta tecnologia, por sua vez, segue investindo em modernas opções de telemetria. Sua mais recente novidade no mercado nacional é o RCS 0500, um sistema portátil e online (em nuvem, baseado no conceito “Internet of Things (IoT)”), que efetua o monitoramento simultâneo sem fio, criptografado e georreferenciado de dados de contêineres refrigerados. “Nosso sistema é inovador ao permitir o acompanhamento da temperatura das cargas online, sendo composto por unidades coletoras portáteis, concentradores e um sistema de nuvem de alta disponibilidade, com isso diminui-se o custo para a operação logística envolvendo contêineres refrigerados”, explica o presidente da companhia, Luiz Teixeira.

Teixeira ressalta ainda as principais características de sua solução. “O RCS 0500 conta com alta resolução temporal, infraestrutura minimizada, disponibilização imediata de informações coletadas, escalabilidade e disseminação da informação, interface web responsiva, geração de alarmes automáticos por perfil de usuário, geolocalização dos refrigerados, consciência situacional, rastreabilidade da informação, conceito Big Data, entre outras especificações”, completa o executivo. A IACIT e a Speed Sistemas também apresentarão suas novidades na Intermodal 2017.

Debate – Como forma de estimular os investimentos em novas tecnologias; de discutir a “Indústria 4.0”, seus conceitos, sua aplicação e seu impacto no mercado; de abordar as macro-tendências tecnológicas que deverão transformar o cenário logístico atual e de apresentar as iniciativas de diversas empresas no âmbito da inovação, a Intermodal South America 2017 realizará o seminário “Tendências Tecnológicas da Logística”, no dia 6 de abril, a partir das 08h30.

Um dos destaques dessa conferência será o painel “O que as empresas estão fazendo para inovar em momentos de crise?”, às 11h40, que irá expor cases de sucesso de companhias que alcançaram bons resultados em suas operações ao adotarem recursos de tecnologia avançada, como a White Martins, multinacional que atua na fabricação de gases industriais. O diretor de logística da empresa na América Latina, Marcos Guimarães, palestrará sobre o uso da telemetria para o controle de abastecimento de gases industriais com a aplicação de Big Data Analytics e Cloud Storage.

O painel terá a participação também do vice presidente de logística dos Correios, José Furian Filho; do gerente de logística e transporte da Pirelli na América Latina, Rodolfo Giotto; do gerente de projetos logísticos da Natura, Pérsio Pastana, e do coordenador de projetos da empresa de cosméticos, Felipe Riul.

Tags, ,

Datalogic leva inovação a varejistas na NRF 2017

A Datalogic, líder mundial nos mercados de Captura Automática de Dados e Automação Industrial e fabricante de classe mundial de leitores de códigos de barras, computadores móveis, sensores, sistemas de visão e equipamentos de marcação a laser, inicia o ano trazendo soluções inovadoras aos varejistas na National Retail Federation (NRF) Big Show 2017, no estande de número 3827. A NRF acontecerá entre os dias 15 e 17 de janeiro no Javits Center, em Nova York, e a companhia demonstrará soluções inovadoras que atendem todo o mercado de varejo – da cadeia de suprimentos ao checkout.

A Datalogic é provedor de vanguarda em soluções e tecnologias de ponta para o varejo ao redor do mundo. Com tecnologia e inovação que melhoram a experiência do consumidor na loja, a soluções que aumentam a produtividade e eficiência das empresas, a Datalogic oferece as soluções mais completas do mercado.

“A Datalogic está posicionada de maneira única no varejo e fornece a mais completa linha de soluções para o setor. Nós desenvolvemos nossos produtos e tecnologias para atender os varejistas e seus clientes, com o objetivo de simplificar e melhorar a experiência de compra e aumentar a eficiência e a produtividade das empresas em todas as suas áreas: de produção, inventário e chão de loja”, afirma Pietro Todescato, CTO da Datalogic. “Durante a NRF, os visitantes experimentarão em primeira mão uma extensa variedade de tecnologias e soluções que nós ofertamos, como: soluções RFID, gestão de gôndolas, venda assistida, soluções para setores de varejo alimentício e não-alimentício, leitura automatizada, prevenção de perdas, e muito mais. Será uma grande oportunidade para ver como a Datalogic entrega Inovação para todo o setor de Varejo”.

A Datalogic se apresentará na NRF 2017, o maior evento do Varejo, de 15 a 17 de janeiro de 2017, no Jacob K. Jatvits, na cidade de Nova York. Gerentes de Produto e Executivos estarão a disposição para apresentar e falar sobre os últimos lançamentos, soluções e tecnologias. Entre em contato com seu representante local da Datalogic para agendar uma reunião e obter mais informações.

Tags, , , , , ,

GS1 Brasil lança “Índice de Atividade Industrial”

A Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil inova ao criar o “Índice GS1 Brasil de Atividade Industrial”, para medir a intenção de lançamento de novos produtos no Brasil a partir dos pedidos de códigos barras pelas empresas. Desenvolvido em parceria com a 4E Consultoria, o índice será divulgado em todo o primeiro dia útil de cada mês e será o primeiro indicador antecedente da produção industrial.

Recuo em novembro – A intenção de lançamento de novos produtos pela indústria brasileira, medida pelo Índice GS1 Brasil de Atividade Industrial, recuou 3,1% em novembro comparativamente a outubro, para o dado livre de efeitos sazonais. Na comparação com novembro de 2015, o indicador apresentou recuo de 20,7%. Faltando um mês para o fechamento do ano, o resultado agregado do Índice aponta queda de -7,3% frente os 11 primeiros meses de 2015.

Na divulgação desse mês, substituímos a base do número índice de “dezembro/2001 = 100” para “média 2012 = 100” a fim de facilitar a comparação com os dados da PIM do IBGE, que são divulgados nessa base.

Em linha com os principais índices de confiança da indústria disponíveis no mercado, o Índice GS1 Brasil ensaiou uma recuperação no segundo trimestre de 2016, o que não se sustentou nos meses seguintes. Com o ambiente político ainda muito conturbado, a indústria nacional parece relutante em investir para renovação de portfólio, impactando o ritmo de pedidos de códigos junto à GS1 Brasil e indicando possível novo arrefecimento da atividade industrial.

O Índice GS1 Brasil de Atividade Industrial é calculado mensalmente pela organização em parceria com a 4E Consultoria, e é um indicador antecedente de indústria baseado no fluxo de pedidos de códigos de barras por empresas do setor industrial associadas à GS1.

A Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, é uma organização multissetorial sem fins lucrativos que representa nacionalmente a GS1 Global. Em todo o mundo, a GS1 é responsável pelo padrão global de identificação de produtos e serviços (Código de Barras e EPC/RFID) e comunicação (EDI e GDSN) na cadeia de suprimentos. Além de estabelecer padrões de identificação de produtos e comunicação, a associação oferece serviços e soluções para as áreas de varejo, saúde, transporte e logística. A organização brasileira tem 58 mil associados. Mais informações em www.gs1br.org.

Tags, , , , ,