Tag Apex

Apex-Brasil apresenta “makers” no SXSW, maior festival de convergência do mundo

O Brasil marcará forte presença na edição 2019 do festival de criatividade e convergência South by Southwest (SXSW), que ocorre de 8 a 17 de março em Austin. A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) leva para o evento uma delegação de 40 empresas, que participarão do Trade Show (feira de negócios) e de rodadas de negócios pré-agendadas. Além disso, haverá uma Casa Brasil, que servirá como espaço de networking e co-working, além de palco para apresentações sobre tendências e inovações desenvolvidas no país.

“A ação no SXSW objetiva a promoção das exportações de empresas dos setores de economia criativa e tecnologia e também a atração de investimentos norte-americanos, principalmente para startups e empresas brasileiras inovadoras”, comenta o Chief Investment Officer da Apex-Brasil, Marco Poli. “O Brasil já é o maior ecossistema de investimento em inovação da América Latina. Temos visto um retorno cada vez maior de investidores internacionais e também um aumento das interações entre grandes corporações locais e internacionais e as mais de 10 mil startups brasileiras. Com esse cenário, buscamos parceiros para rodadas de investimento ainda maiores”, complementa Poli.

Dentre as 40 participantes da delegação brasileira, estão startups e empresas de TI, audiovisual, marketing, educação, mobilidade e biotecnologia, entre outras. Seus produtos e serviços estão alinhados às tendências apresentadas e discutidas no evento, como inteligência artificial, big data, blockchain, internet das coisas, design, realidade virtual e realidade aumentada.

Dessas, 20 exporão suas soluções no Trade Show, a feira comercial do SXSW e as outras terão reuniões de negócios pré-agendadas ao longo do evento. As empresas também receberão mentoria prévia e apoio após o festival para concretização das suas iniciativas de internacionalização.

A Casa Brasil ocupará um espaço de 560 metros quadrados próximo ao coração do evento, o Austin Convention Center. O conceito em torno da Casa será o de “Meet the true Makers”, apresentando os brasileiros como empreendedores que solucionam desafios e criam inovações cotidianamente, gerando startups e empresas competitivas.

Conheça as empresas participantes da delegação brasileira (clique nos nomes para acessar os sites de cada uma):

A+ ProductionsAIS DIGITALBeerOrCoffeeCafundo Creative Studio,

Duo2.tvENLIZTFlex Interativa,Asteroide TV,

GRAVIDADE ZERO & MONSTER CAPTUREIn LocoMASS Labso2 play,

PenGuin Animation,PLURALL.NETWORKPreta Portê FilmesSétima Cinema,

Super8ProdTakeTRiOUnocodeBiosolvit,  Bluezup,

ClassAppDealerNetDentro da HistóriaFotopHoloboxInEvent,

InstanteaserJocoLooqboxMauro Castro Motion Design,

Nodo Digital LTDA,OBr.globalPEER2BEERShawee,

SlicingDiceTraktoVATIwesense art & tech.

Clique aqui para conhecer a programação da Casa Brasil.

O festival

O festival South by Southwest (SXSW) é um evento de enorme relevância e impacto mundial, em termos de negócios e de lançamentos de tendências para empresas com base tecnológica de diversos setores (wearables, realidade aumentada etc.), convergência, filmes, música, educação, entre outros.

Em 2018, 423,5 mil pessoas participaram dos 10 dias de festival. Foram 4,9 mil conferencistas em 2,1 mil palestras e conferências. O público é formado, principalmente, por empreendedores, investidores estrangeiros, profissionais da área de comunicação e líderes de grandes empresas.

A cada ano, o grupo de brasileiros presentes no evento tem aumentado – no ano passado, foram cerca de 1,3 mil pessoas – a segunda maior delegação estrangeira, atrás do Reino Unido – e a expectativa é que neste ano o português continue a ser uma das línguas mais ouvidas na cidade.

Eventos de brasileiros na programação oficial do SXSW

O festival tem um sistema de curadoria que envolve votos do público e análise própria do evento para selecionar os painéis e palestras que ocorrem ao longo do evento. Neste ano, foram selecionados 10 painéis, sendo 7 para a seção Interactive do festival e 3 para a seção Edu (de educação).

Além disso, o filme Amazônia Groove, da Urca Filmes, foi selecionado para a exibição na mostra de cinema do festival; o game Sword Legacy: Omen, da empresa brasileira Fableware, foi indicado para a competição Gamer’s Voice Awards e o game Out of Space, da brasileira BeHold, foi selecionado para a competição Gaming Pitch Competition.

Uma das mentorias do festival será da brasileira Vanessa Mathias, da consultoria White Rabbit. O fundo brasileiro de Venture Capital, Redpoint eVentures, será um dos jurados da competição SXSW Pitch, na categoria Artificial Intelligence Technologies.

A empresa brasileira de Tecnologia da Informação CI&T terá uma programação especial ao longo de um dia, com uma sequência de discussões sobre inovação e tecnologia.

A Embraer é patrocinadora da track de palestras Tech Industry and Enterprise, que terá seis dias de programação durante o evento. Além do patrocínio, a empresa é responsável pelo painel Embraer X and the future of urban mobility e terá um lounge no hotel Hilton.

Por fim, dez participantes do Trade Show farão pitches sobre suas soluções International Innovation Platform, no dia 11 de março.

Confira abaixo as ações de brasileiros na programação oficial do SXSW:

Painéis no SXSW

Brazil: from Resistance to an Interactive Film

Eliza Kapai

Connecting the Hidden Amazon to the World

O2Filmes, Cinedelia, Arqmo, ECAM

The Rise of Black Business in Brazil

Vale do Dendê

Redesigning Cities Through Young Urbans

Stella Hiroki

How to Design Work That Humans Love

MESA

Advantages of Regional Music Services Around the World

iMusica

Cannabis and the Aging Brain

Entourage Phytolab

Painéis no SXSW EDU

Vulnerability Is Power: A New Learning Movement

Future 20 e Descomplica

Making Public Education Thrive in Vulnerable Areas

42formas

An Integral Approach to Teacher Education

Instituto Península

Filmes

Amazônia Groove, da Urca Filmes, documentário com direção de Bruno Murtinho.

http://schedule.sxsw.com/2019/films/2008832?_ga=2.78750994.7488509.1548097256-972743387.1546877160

Guaxuma, animação em curta metragem, dirigido por Nara Normande

http://schedule.sxsw.com/2019/films/2009701

The Orphan – curta metragem dirigido por Carolina Markowicz

http://schedule.sxsw.com/2019/films/2009827

The Garden Left Behind, longa metragem dirigido por Flávio Alves

http://schedule.sxsw.com/2019/films/2008830

Games

Sword Legacy: Omen – da Fableware

Indicado para a premiação de jogos indie Gamer’s Voice Awards

http://gaming.sxsw.com/news/2019/announcing-the-2019-sxsw-gamers-voice-award-nominees/

Out of Space – da BeHold

Selecionado para a competição Gaming Pitch Competition

http://gaming.sxsw.com/awards/pitch-competition/

Mentorias

Vanessa Mathias

White Rabbit

Pitches

Pitch Event – Artificial Intelligence

A brasileira Redpoint eVentures participa do jurí.

Interactive Innovation Awards

Dez brasileiras se apresentarão

Programação especial

CI&T Day Long Program – 11 de março

Patrocínio Embraer

Track: Tech Industry and Enterprise

Palestra: Embraer X and the future of urban mobility

Tags,

Brasil participará da Mobile World Congress 2017

A Softex, em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) através do Brasil IT+, leva uma delegação de 16 empresas para participar do Mobile World Congress (MWC) 2017, o encontro mundial da indústria de mobilidade, que acontecerá de 27 de fevereiro a 02 de março em Barcelona – Espanha.

Há anos o evento reúne a comunidade global de líderes e as maiores empresas do segmento de tecnologia e telecomunicações. A expectativa dos organizadores é receber mais de 100 mil visitantes e mais de 2.200 organizações. Os executivos levam desses quatro dias de feira internacional as últimas tendências, avanços tecnológicos e as melhores práticas inovadoras necessárias para construir as futuras estratégias de TI.

A delegação do Brasil será representada pelas empresas: BWTECH, EiTV, Icaro Tech, Navita, Reddrummer, Sikur, Tokenlab, Vortigo, W5 Soluções, BRQ, Every TI, FH Cosultoria, Muxi, NEKIT, Senior e Stefanini.

Com um diversificado portfólio voltado para as necessidades e desafios de negócios em variadas indústrias e geografias, juntas as empresas ofertarão consultoria em TI, soluções empresariais móveis, desenvolvimento de apps, segurança e criptografia, sistema de controle de acesso, sistema de suporte a operações (OSS), gestão de dispositivos móveis (MDM) , gestão de custos de telecom (TEM), soluções para pagamentos, plataforma para mídia digital, análise e visualização dinâmica de dados, dashboards cognitivos e, é claro, não poderia faltar, internet das coisas (IOT).

Ruben Delgado, Presidente da Softex, estará presente no evento e comenta: “Devido às mudanças que estão ocorrendo ao redor do mundo, a participação Brasileira no Mobile World Congress deste ano é estratégica, cada dia mais os países estão se posicionando no que se refere a tecnologia de comunicação e o Brasil não fica de fora. A participação além de estratégica é obrigatória pois é uma vitrine de apresentação da nossa tecnologia para o mundo na maior feira do segmento, onde todos os países estarão presentes e nós estaremos lá.”

O Brasil também será representado pelo ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, que fará a abertura oficial do estande do Brasil, no dia 27 de fevereiro às 18h.

Gilberto Kassab comenta que participar do GSMA Mobile World Congress, principal evento de tecnologia móvel do mundo, é muito importante para o ministro responsável pelas políticas públicas e as diretrizes de telecomunicações, inovações e tecnologia, pois esse “mundo” vai muito além do celular, e tem ganho importância, força e proporção cada vez maiores na vida das pessoas. “Estamos atentos aos avanços tecnológicos ao ponto de estarmos elaborando um Plano Nacional de Internet das Coisas (IoT), o qual, aproveitaremos a MWC, para apresentar alguns pontos já definidos desta regulamentação e discuti-los, inclusive com um foco social. No evento aproveitaremos para prestigiar o espaço da Softex, que neste cenário de conectividade, é essencial para o crescimento das empresas brasileiras de software e serviços de TI nos mercados nacional e internacional, especialmente por ser num setor tão competitivo e importante para o desenvolvimento econômico e social do país” completa o ministro.

A Softex prevê gerar USD 30 milhões de dólares em negócios em 12 meses, para o Brasil em mais de 100 reuniões de negócios que ocorrerão no evento, muitas delas já agendadas com players globais que visitarão o estande do Brasil.

Brasil no Mobile World Congress

Local: Fira Gran Via – Av. Joan Carles I, 64 – Barcelona
Estande: Hall 8.1 – estande E33

Tags, , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Apex-Brasil e SOFTEX investirão mais de R$ 13,6 milhões em promoção no exterior até 2014

Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (SOFTEX) vão investir mais de RS 13,6 milhões até agosto de 2014, em ações de promoção comercial, por meio da renovação do Projeto Setorial para Exportação de Software e Serviços Correlatos, o maior e o mais abrangente plano de internacionalização competitiva de empresas desenvolvedoras de software e prestadoras de serviços de TI já realizado no Brasil.

Iniciado em 2005, o projeto tem o objetivo de gerar novas oportunidades de negócios no mercado internacional para as companhias brasileiras participantes, ampliar o volume de exportações do setor, e aumentar a exposição e fortalecer a imagem da indústria brasileira de TI – identificada no exterior pela marca Brasil IT+ – de forma a tornar o Brasil um reconhecido centro de excelência mundial no setor.

Nos próximos dois anos serão realizadas ações de promoção comercial e de branding, e será desenvolvido um modelo de inteligência competitiva focado nas verticais e mercados prioritários do projeto. Também será estruturada uma rede de canais internacionais, por meio da contratação de consultores que mapearão oportunidades de negócios e gerarão subsídios para o trabalho de inteligência em diversos mercados no exterior.

Entre as muitas ações previstas destacam-se ainda a participação das companhias brasileiras em mais 120 eventos internacionais, a realização de ações diferenciadas de branding e o lançamento do website Brasil IT+. Disponível em português, inglês e espanhol, o site reunirá todas as informações sobre o projeto, verticais, empresas, eventos e negócios realizados.

“Até 2013, esperamos atingir, por meio desse projeto, um volume de US$ 410 milhões em exportações para as empresas participantes. Para nos apoiar nesse desafio, em breve disponibilizaremos uma plataforma on-line de promoção comercial e de gestão de leads, totalmente voltada para negócios internacionais”, destaca Djalma Petit, diretor de mercado da SOFTEX.

Concebido de modo a atender às necessidades da indústria, o projeto setorial está dividido em 16 verticais de atuação, nas quais o Brasil tem reconhecida competência: agronegócios, automação industrial, aviação, couro e calçados, educação, energia, finanças, games, gestão, mineração, outsourcing, petróleo, saúde, segurança, software embarcado e telecom. Mais de 400 empresas brasileiras de software e serviços de TI fazem parte do projeto.

Os mercados-alvos prioritários do projeto são os Estados Unidos, México, Colômbia e Chile. Também serão contempladas ações em importantes mercados como Moçambique, Angola, Canadá, Peru, Argentina, Emirados Árabes Unidos, Coréia do Sul, China, Japão, Índia, Holanda, Itália, Portugal, Espanha, França, Alemanha e Inglaterra.

O projeto oferece uma série de benefícios às empresas associadas, entre os quais acesso a informações qualificadas sobre os mercados-alvos, assessoria comercial no exterior, participação em feiras e eventos internacionais, apoio na obtenção de financiamento para exportação (pré e pós-embarque) e em questões como registro de marcas e de software, localização, instalação de subsidiárias e aspectos legais.

São também parceiros da SOFTEX no projeto, além de seus 20 Agentes Regionais, unidades autônomas que integram o Sistema SOFTEX e oferecem apoio a empresas de software e serviços de TI em diversas regiões do país; o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).

Tags, , , ,