Tag Andrea Litto

Startup brasileira é selecionada para viajar ao Vale do Silício

No começo de janeiro deste ano, a startup brasileira Greengow Technology esteve na Silicon House, no Vale do Silício. O espaço foi fundado em 2012 pela brasileira Andrea Litto. Durante uma semana, os executivos da startup tiveram a oportunidade de estar na casa que fomenta empreendedorismo e inovação tecnológica.

“Ficamos muito lisonjeados em sermos selecionados pela Silicon House para participar dessa imersão. Nosso grande objetivo era entender como funcionava o ecossistema do Vale do Silício e fazer networking” conta Carlos Tanaka, diretor da Greengow. De acordo com o empresário a semana foi produtiva, pelo contato com executivos e advogados do principal espaço de inovação do mundo.

“O aplicativo Greengow é uma solução global, e o Vale do Silício é o melhor lugar para os executivos de start-ups fazerem networking e aprenderem as melhores práticas de lançamento de inovação tecnológica”, comenta Andrea Litto, fundadora da Silicon House. Durante a imersão, a startup foi bastante elogiada e fechou parceria com um conselheiro que agora compõe o time da Greengow, e também iniciou negociações com fundos de investimentos da região.

“Foi uma agenda bastante rica e muito bem organizada pela Silicon House, tornando nossa imersão bastante produtiva, com foco em negócios e networking. Superou nossas expectativas”, conta Tanaka.

Atualmente, o aplicativo Greengow está disponível para Android e iOS e permite que o usuário faça chamadas de voz com tradução em tempo real em até 10 idiomas diferentes. A tecnologia da plataforma foi desenvolvida em parceria com a Microsoft, através do programa de incentivos BizSpark.

Tags, , , , , , , , , ,

Brasileira cria local no Vale do Silício que oferece hospedagem e programação diversificada para estimular novos negócios

A hospitalidade e vocação para acolher pessoas da brasileira Andrea Litto foram essenciais para, em conjunto com Henrique Setton, fundar a SiliconHouse, um ambiente criado para receber empreendedores, estudantes e executivos, propício para geração de negócios, construção de parcerias e desenvolvimento de propostas ousadas e inovadoras no Vale do Silício. Segundo Andrea, a paixão por conectar pessoas vem do ambiente no qual foi criada no Brasil, “meu pai, americano radicado no Brasil há 53 anos, sempre recebia pessoas do mundo todo, cientistas, artistas, políticos e aventureiros; ele era um exemplo de anfitrião”. Leia a reportagem completa.

Fonte: www.tibrasileira.com.br

Tags,