Tag André Duarte

5 estratégias para otimizar o Supply Chain na crise

André Duarte da Febracorp University orienta os empresários com as melhores práticas de gestão para evitar gargalos logísticos

As dificuldades econômicas estão afetando vários setores, inclusive o de Supply Chain. No terceiro trimestre de 2015, 1,7% do PIB atingiu diretamente o consumo das famílias e o volume de vendas. Até o final do ano passado, a crise afetava mais a área industrial e agora já está presente nas vendas e no varejo. Segundo pesquisa do Centro de Estudos em Logística, empresas brasileiras gastam, em média, 7,5% da receita líquida com custos logísticos, considerando gastos com transporte, estoque e armazenagem.

“Em um momento de instabilidade econômica aumenta a necessidade de as empresas tomarem decisões estratégicas e aplicar medidas corretas para a contenção de gastos. Para aumentar o rendimento de todas as etapas logísticas, é necessário um bom modelo de gestão de Supply Chain, pois o setor acaba afetando diretamente o cliente final”, explica André Duarte, organizador da 12ª Maratona de Supply Chain da Inbrasc, uma das escolas de negócios da Febracorp University.

Abaixo, o executivo traz cinco dicas para manter a boa gestão de Supply Chain em época de estagnação financeira:

1- Planejamento ideal para uma boa política de estoque – Uma boa política de estoque deve envolver o produto que acabou a matéria-prima e o estoque em fornecedor. É preciso tentar unir a área industrial, a área comercial e a área financeira, mantendo pelo menos um nível de estoque mínimo para cada tipo de item. A gestão de estoque é uma ótima ferramenta para controlar os gastos e a satisfação dos clientes. Quem costuma fazer um controle eficiente, consegue praticar melhores preços e tem mais qualidade no serviço prestado. Por isso, procure um espaço físico e saiba o que, quanto, por quanto tempo e como estocar. Organização acima de tudo. Além disso, um sistema interessante para o gestor ficar atento é o Just In Time (JIT), proveniente do Japão.

2- Melhore o fluxo de caixa com o aumento do prazo de pagamento – É necessário que toda empresa tenha uma boa gestão financeira para se desenvolver e, se isso não acontece, o caixa não tem dinheiro para suprir todas as dívidas da empresa. O estoque em excesso, por exemplo, é capital parado. Giro de compras maiores e menores quantidades é o melhor jeito de se trabalhar. Para manter tudo sobre controle, todo o dia é dia de verificar o caixa e sempre reavalie o prazo com clientes e fornecedores. Se você perceber que a organização não está indo muito bem, adquira um software automatizado e procure ajuda de um especialista.

3- Minimize as ameaças internas e externas do atual cenário – Faça a análise do ambiente na sua empresa e identifique as oportunidades, ameaças, forças e fraquezas que afetam a empresa no ato de cumprir a sua missão. As ameaças podem ser internas e externas e são aquelas que, não eliminadas, minimizadas ou evitadas pela empresa, podem afeta-la negativamente. Para manter a organização e um bom resultado da empresa, faça uma combinação entre os dados internos e externos, pois a sobrevivência e o sucesso da empresa dependem da sua sintonia com o ambiente.

4- Encontre novas técnicas de negociação para otimizar os resultados – Empresas precisam de profissionais capazes de negociar a fim de alcançar bons resultados. A negociação depende, portanto, de muita competência e deve fazer parte da realidade interna e externa. Existem quatro tipos de negociação para obter bons resultados: o primeiro passo é entender que as negociações podem ser relativas a aspectos estratégicos, táticos ou operacionais. Depois, é preciso fazer uma preparação do banco de dados e fazer uma negociação em equipe – principalmente em casos mais delicados. Por fim, a pós- negociação finaliza o processo. Desta forma, os tipos de negociação aliados às boas estratégias dão ao profissional uma melhor leitura de seu cliente. O resultado é a concretização de uma venda, por exemplo.

5- Implemente ferramentas e metodologias para antecipar estratégias – Para conseguir atingir o objetivo , é importante que se monte uma estratégia para ser bem sucedido no mercado e, com a ajuda de ferramentas corretas (softwares, estudo de casos, pesquisas de mercado), e a aplicação de metodologias, fica mais fácil de escolher e prever a melhor estratégia para alcançar o objetivo desejado.

As orientações serão debatidas na 12° Maratona de Supply Chain da Inbrasc, uma das escolas de negócios da Febracorp University. Na ocasião, o público terá a oportunidade de presenciar e debater sobre as melhores práticas do setor de logística e acompanhar os principais cases de sucesso como Avon, Grupo L’Occitane, Ibero Equipamentos, Raízen, Avibras, General Motors, Nike, Diageo, Neoenergia, CAOA, entre outros.

Para saber mais, acesse o site: http://www.inbrasc.org.br/maratona2016.
Serviço: 12° Maratona de Supply Chain
Data: 10 e 11 de maio
Local: Teatro Net SP – Rua Olimpíadas, 360 – Shopping Vila Olímpia, 5º andar, São Paulo – SP.

Tags, , , ,